FOTO CAPA

NÃO FOI BOM, MAS PODIA TER SIDO PIOR

Publicado às 19h50 desta quarta-feira, 28 de outubro de 2020.

Santos e Ceará não saíram do empate sem gols, em partida de ida das oitavas de finais da Copa do Brasil. Quem vencer o jogo de volta, marcado para a semana que vem em Fortaleza está classificado e abocanha em torno de R$ 3 milhões pelo avanço as quartas de final.

O técnico Cuca, ao contrário do fim de semana, não promoveu nenhuma grande novidade na escalação. Sem Kaio Jorge na Seleção Brasileira sub-20, o comandante técnico escolheu Lucas Braga no comando técnico e Jean Mota como armador. 

Com um dos piores aproveitamentos dos últimos anos em casa (foi o sexto empate na era Cuca, com duas derrotas e quatro vitórias), o Peixe tem sido mais eficaz nos jogos fora. O alvinegro tem dificuldades de propor jogo quando os times vem a Vila para jogar atrás da 'linha da bola'. 

Durante quase todo o primeiro tempo, o Santos construiu  apenas duas oportunidades claras ao gol de Fernando Prass. Porém, antes do apito final da primeira etapa, Lucas Veríssimo levantou o pé na cabeça do atacante Rafael Sóbis e foi expulso.

Após o intervalo, Cuca sacou Jean Mota e colocou o defensor Luís Felipe para recompor a defesa. Com um jogador a menos e pouca imaginação no meio-campo, o time insistiu demais em 'achar' Marinho e Soteldo e o conjunto foi para o espaço.

Se o Ceará tivesse um ataque mais qualificado, com certeza o resultado seria ainda pior.

Do meio da partida para o fim, o técnico santista sacou Jobson, Lucas Braga e Soteldo. O último visivelmente desgastado. Entraram Sandry, Taílson e Arthur Gomes, mas os times não conseguiram abrir a contagem. 

Pelo Campeonato Brasileiro, no domingo, às 18h15, na Vila Belmiro enfrenta o Bahia pela última rodada da fase de classificação do primeiro turno.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 x 0 CEARÁ

Estádio da Vila Belmiro- Santos (SP)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Cartões amarelos: Marinho e Jean Mota (SFC)/Charles e Fabinho (CEA)

Cartão vermelho: Lucas Veríssimo (SFC)

SANTOS: João Paulo; Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan, Pituca, Jobson (Sandry, 25'/2T) e Jean Mota (Luiz Felipe, intervalo); Lucas Braga (Tailson, 32'/2T), Marinho e Soteldo (Arthur, 32'/2T). Técnico: Cuca.

CEARÁ: Fernando Prass; Eduardo, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho e Charles (Lima, 17'/2T); Vina, Fernando Sobra) (Wescley, 43'/2T) e Léo Chú (Rick, 17'/2T); Rafael Sóbis (Mateus, 32'/2T). Técnico: Guto Ferreira. 

O lateral Felipe Jonatan foi uma das alternativas do Santos pela esquerda do campo.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: Bem colocado, não precisou fazer nenhum milagre. - 6,0

Madson: Estava bem no apoio pela direita. Mas após a expulsão de Veríssimo teve que guardar mais a posição na defesa. - 6,0

Lucas Veríssimo: Expulso justamente em uma zona morta do campo. Comprometeu o resultado da partida. - 4,0

Luan Peres: Bem posicionado. travou bons lances com os atacantes cearenses. - 6,5

Felipe Jonatan: Um dos melhores do time. Apoiou, deu chapéu e se portou bem na defesa. - 6,5

Pituca: Errou um passe no primeiro tempo que proporcionou um contra-ataque que quase dá gol ao adversário. No mais, eficaz na marcação e distribuição de bola da primeira para segunda linha, como de costume. - 6,0

Jobson: Começou bem. Depois teve uma queda de rendimento, principalmente após a expulsão de Veríssimo. Foi substituído. - 5,5

(Sandry): Bons passes curtos - acertou todos (7), um passe longo, duas roubadas de bola e sofreu uma falta. Tudo isso em 19 minutos. Tem qualidade e pede passagem para entrar no time. - 6,5

Jean Mota: Responsável pela armação, esteve bem marcado encontrou pouco espaço.  Substituído no intervalo. - 5,5

(Luiz Felipe): Entrou para ser o defensor pela direita. Não comprometeu. - 6,0

Lucas Braga: Improvisado, esteve bem apagado. Teve uma chance após chute de Soteldo mas cabeceou para o alto. - 5,0

(Tailson): Jogou apenas 17 minutos. Apareceu pouco. - SEM NOTA

Marinho: Não foi tão brilhante como em outras ocasiões. Pendurou alguns jogadores com cartão amarelo. Um bom chute no fim da partida para a defesa de Prass. - 6,0

Soteldo: O jogador que mais levou perigo a meta cearense. Um arremate de fora da área que deu rebote que não foi aproveitado por Lucas Braga. Saiu bastante cansado. Pregou na segunda metade da etapa final. - 6,5

(Arthur): Entrou e teve mais funções defensivas em razão do adversário atacar pelo lado e voltou para recompor. - SEM NOTA

Técnico: Cuca: O time depende muito dos dois extremos. Precisa fazer o meio-campo criar. O time caiu de produção nos últimos jogos. A última apresentação convincente foi diante do Grêmio. Dos males, o menor, o empate em casa, o sexto em 12 jogos. Podia ter colocado Marcos Leonardo no ataque, mas preferiu improvisar Lucas Braga. - 5,0

Leia Mais »

A GLÓRIA E A PREMIAÇÃO. OS OBJETIVOS DO PEIXE NA COPA DO BRASIL

Publicado às 13h30 desta terça-feira, 27 de outubro de 2020.

O técnico Cuca, como de costume, não deu pistas de qual escalação mandará a campo, nesta quarta-feira (28), às 16h, diante do Ceará, na estreia do Santos na Copa do Brasil deste ano, em jogo de ida, válido pelas oitavas de final. A volta está marcada para a próxima semana na Arena Castelão.

O atacante Kaio Jorge na Seleção Brasileira sub-20 é desfalque certo. Ele está com o grupo dirigido pelo técnico André Jardim, que se prepara para o Sul-Americano da categoria e ficará concentrada até o próximo dia 31, sábado, na cidade de Itu, no interior de São Paulo.

O lateral Pará e o volante Alison não treinaram com os demais companheiros no fim da manhã desta terça-feira (27) no CT Rei Pelé e são dúvidas para o confronto diante do 'Vozão'. 

Como 'Santos e dinheiro não cabem na mesma frase' há muito tempo, não canso de dizer, a Copa do Brasil é a competição oportuna, já que paga a melhor premiação entre todas que o alvinegro praiano participa para ajudar a instituição a sair dos problemas financeiras em que se encontra. 

Na edição deste ano, o campeão pode chegar a ganhar um total de R$ 72,8 milhões, a maior premiação da história do torneio. Os valores foram reajustados pela CBF garantindo R$ 54 milhões apenas pelo título. O valor é R$ 2 milhões a mais do que o Athletico, atual campeão, recebeu em 2019.

Caso o Santos avance as quartas de finais, leva  R$ 2,6 milhões de premiação. Tem mais R$ 3,3 milhões para ir as semifinais, outros R$ 7 milhões para ir a grande decisão e por fim R$ 22 milhões se for vice-campeão e R$ 54 milhões se ficar com a Taça e a vaga para a Libertadores do ano que vem.

O Peixe deve estrear na competição nacional de mata-mata com João Paulo, Madson (Pará), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Pituca, Jobson e Arthur Gomes (Jean Mota); Marinho, Lucas Braga (Marcos Leonardo) e Soteldo. 

Leia Mais »

INVENÇÃO E ARBITRAGEM PÉSSIMA CUSTA DERROTA NO RJ

Publicado às 21h30 deste domingo, 25 de outubro de 2020.

O Santos foi até a Rio de Janeiro e neste domingo (25), não foi nem sombra do time que passou mais de 12 jogos invictos até pouco tempo. Com  uma formação para lá de contestável e com uma arbitragem para lá de duvidosa, o alvinegro foi presa fácil para o Fluminense e perdeu a partida por 3 a 1, no Maracanã, em duelo válido pela penúltima rodada do primeiro turno do Brasileirão/20. Com o resultado, o Glorioso da Vila caiu para a sexta colocação da competição.

Sem Kaio Jorge convocado para a Seleção Brasileira sub-20, Cuca escalou o time, conforme revelado com exclusividade pelo Blog do ADEMIR QUINTINO, com o atacante Marinho que retornava ao time recuperado de um edema, na função de 'falso 9' centralizado.

Além do 'carne seca' como comandante de ataque, Lucas Veríssimo também voltou a defesa. Porém Cuca 'inventou' e para colocar o defensor Laércio, que o mesmo recomendou sua contratação, vindo do Caxias, deslocou Luan Peres para a ala esquerda. Com isso, Felipe Jonatan depois de quase um ano, reapareceu no meio campo como volante, como chegou a jogar na época que foi dirigido pelo argentino Jorge Sampaoli.

Quando a equipe subiu o gramado do Maracanã era tragédia anunciada de que dificilmente essas mexidas dariam certo. Foi questão de tempo.

O Fluminense dominou as ações e o Santos não conseguia criar absolutamente nada do meio para frente. Lucas Claro abriu o marcador aos 28 minutos da primeira etapa e mesmo apresentando-se pouco no ataque, o alvinegro chegou a igualdade sete minutos depois dos cariocas largarem na frente. O gol só podia ser dele - Marinho.

O artilheiro do Peixe no Brasileiro e na temporada esteve conosco na última sexta-feira (23), dia de aniversário de Pelé e aceitou um desafio. Se marcasse um gol, comemoraria com um soco no ar, como o Rei de Futebol fazia e o camisa 80 (Marinho jogou com esse número em homenagem a idade que o atleta do século passado completou nessa semana), cumpriu e igualou o marcador na cidade maravilhosa.

No reinicio do jogo para o segundo tempo, Cuca reconheceu que errou na escalação e recolocou Felipe Jonatan na lateral-esquerda com a entrada de Arthur Gomes no meio e depois a frente com a saída de Laércio.

Mesmo com a volta do antigo esquema, o Santos continuou um time com pouca imaginação no meio-campo e nenhuma criatividade. Aos nove minutos, o time das Laranjeiras voltou a ficar na frente com Nino.

Cuca colocou o talentoso Ângelo de apenas 15 anos e 10 meses aberto pela direita. É o segundo jogador mais jovem a estrear com a camisa do alvinegro na história, a frente de Pelé e atrás de Coutinho que atuou com 14. 

Neste instante, a arbitragem começava a dar o ar da graça. Soteldo empatou o jogo e só o árbitro e o V.A.R. viram falta de Arthur Gomes. Pouco antes, Hudson atingiu o tornozelo de Soteldo e só recebeu amarelo, em lance que era para ir para a rua. 

Como não existe nada ruim que não possa piorar, PH Ganso em completo impedimento, deu assistência para Marcos Paulo selar o resultado da partida, novamente com colaboração da arbitragem. Uma vergonha.

Na próxima quarta-feira (28), o Peixe volta a campo às 16h, diante do Ceará em partida de ida das oitavas de finais da  Copa do Brasil. Será a estreia do Santos na competição nesta edição.

Pelo Brasileirão, o alvinegro volta a campo somente no próximo fim de semana, diante do Bahia, domingo (1), às 18h15, também na Vila Belmiro.


FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 3X1 SANTOS

Estádio do Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA - RS)

Cartões amarelos: Michel Araújo, Dodi, Wellington Silva, Hudson (FLU), Felipe Jonatan, Arthur Gomes, Luan Peres (SFC)

GOLS: Luccas Claro (28'/1ºT) (1-0), Marinho (35'/1ºT) (1-1), Nino (9'/2ºT) (2-1), Marcos Paulo (46'/2ºT) (3-1)

FLUMINENSE: Muriel; Igor Julião, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Dodi, Hudson e Nenê (Marcos Paulo - 43'/1ºT); Michel Araújo, Caio Paulista (Ganso - 15'/2ºT) e Fred (Yuri - 44'/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.

SANTOS: João Paulo; Laércio (Arthur Gomes - intervalo), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Madson; Jobson (Alison - 16'/2ºT (Marcos Leonardo - 31'/2ºT)), Diego Pituca e Felipe Jonatan (Jean Mota - 39'/2ºT); Marinho, Soteldo e Lucas Braga (Ângelo - 15'/2ºT). Técnico: Cuca.

Marinho cumpriu a promessa e homenageou Pelé

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: O resultado poderia ainda ser mais dilatado, não fossem as defesas do camisa 34. No mínimo evitou mais dois gols. - 7,0

Madson: Com Marinho absurdamente errado como falso 9, a melhor opção era o ala, que deu a assistência do gol de empate. - 6,5

Laércio: Lento. - 5,0

(Arthur): Entrou para tentar fazer a ligação do meio para frente. Não é a sua, já está provado. Depois, com a entrada de Jean Mota, foi para o lado, também não foi feliz. - 5,5

Lucas Veríssimo:  No primeiro gol do time carioca não conseguiu tirar a bola da área. - 5,5

Luan Peres: Mesmo improvisado não comprometeu. Também não auxiliou o ataque. Não tem explosão para jogar pelo lado. -  6,0

Jobson: Tem potencial para jogar muito mais. Discreto. Foi substituído. - 5,0

(Alison): Jogou menos de 15 minutos e saiu lesionado. Não entendi a alteração e a tentativa de Cuca quando o Peixe perdia o jogo. Um volante? - SEM NOTA

(Marcos Leonardo): É o jovem com mais 'moral' com Cuca no elenco. Não pode ser considerado culpado pois a bola simplesmente não chegou no atacante. - 5,5

Pituca: Correu muito como de costume. No segundo tempo chegou a ficar sozinho como responsável pela marcação no setor, tamanha a bagunça tática que o Santos se tornou. - 5,5

Felipe Jonatan: Transpiração e vontade na primeira etapa. Melhorou na etapa final quando voltou para a sua posição, mas não conseguiu ajudar o time a frente. - 6,0

(Jean Mota): Jogou 10 minutos. - SEM NOTA

Soteldo: Estava a fim de jogo. Caçado o tempo todo. Empatou o jogo, mas a arbitragem de forma surreal anulou o golaço do venezuelano. - 7,0

Marinho: Mal explorado, fora de posição, ainda assim marcou o seu. Conforme o Blog bancou, atuou de falso 9. Prometeu e cumpriu comigo comemorar com o soco no ar de Pelé. - 7,5

Lucas Braga: Entrou tão bem no meio de semana. Porém, neste domingo, não teve uma atuação eficaz. Normal essa oscilação de um jovem que pela primeira vez tem a oportunidade de ser titular de um time grande no profissional. - 5,0

(Ângelo): Estreou com 15 minutos da segunda etapa. Já reescreveu a história ao se tornar o segundo mais jovem a atuar no profissional alvinegro. - 6,0

Técnico: Cuca: Quis reinventar a roda ao mexer em três posições para colocar o zagueiro que recomendou a contratação no time titular. Desastrosa a tentativa. Não conseguiu mexer com o time no intervalo para mudar o panorama do jogo. Tenho que ser justo e dizer que faz um trabalho bom (não excelente), mas peca ao não fazer o simples algumas vezes. - 4,5

Leia Mais »

MARINHO VIAJA E PODE COMECAR COMO 'FALSO 9'

Publicado às 10h45 deste domingo, 25 de outubro de 2020.

O Peixe vai ao Rio de Janeiro e enfrenta o Fluminense neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O alvinegro se vencer pode entrar no G-4. Marinho e Veríssimo devem ser as principais novidades. Ambos viajaram com a delegação.

Conforme entrevista exclusiva que nos concedeu na última sexta-feira (23), Marinho garantiu que começa o jogo e que se marcar um gol vai comemorar com um soco no ar em homenagem ao Rei do futebol que completou 80 anos esta semana.

"A 10 é só Pelé. Domingo, vamos embora. Gol? Aí depende do Papai do Céu, mas tá combinado (se fizer tem soco no ar)" afirmou Marinho ao Blog do ADEMIR QUINTINO.

O camisa 11 se recuperou de um edema na coxa que o afastou por três partidas. A última partida do atacante foi diante do Grêmio. 

Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, o 'carne seca' artilheiro do Peixe na temporada, deve começar o jogo como 'falso 9'.

Cuca novamente não deu pistas de qual será o time titular. O treinador comandou apenas um recreativo antes do embarque a cidade maravilhosa.

Pará com lesão muscular é desfalque certo. Kaio Junior na Seleção Brasileira sub-20 é outro desfalque certo.

O provável Santos deve ir a campo com João Paulo; Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Pituca, Jobson e Jean Mota; Lucas Braga (Arthur Gomes), Marinho e Soteldo.

Leia Mais »

PEIXE E LDU NAS OITAVAS DA LIBERTADORES

Publicado às 13h desta sexta-feira, 23 de outubro de 2020.

Santos já sabe quem será o seu adversário nas oitavas de final da Copa Libertadores da América. Será a LDU do Equador. O sorteio aconteceu na manhã desta sexta-feira (23) , em Luque, na Grande Assunção, no Paraguai. 

O sorteio também definiu os cruzamentos até a grande final, no fim de janeiro de 2021, em jogo único a ser realizado no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O primeiro duelo entre o Peixe e os equatorianos acontecerá na semana dos dias 24 e 25 de novembro, em Quito. A volta acontece na semana seguinte, nos dias 1 e 2 de dezembro, na Vila Belmiro.

Na fase de grupos, o adversário do Peixe nas oitavas de finais ficou na segunda colocação do grupo 2, com 12 pontos. O time que já enfrentou o Peixe nesta fase de Libertadores no longínquo ano de 2004 teve na fase de classificação deste ano - 4 vitórias e 2 derrotas. As derrotas foram para o River Plate e o São Paulo, fora de casa.

Se avançar de fase, o alvinegro vai enfrentar o ganhador do duelo entre Grêmio e Guarani-PAR.

Os enfrentamentos nas oitavas de final da Libertadores 2020:

LDU (Equador) x SANTOS

Guarani (Paraguai) x Grêmio 

Independiente del Valle (Equador) x Nacional (Uruguai)

Delfín (Equador) x Palmeiras 

Internacional (Brasil) x Boca Juniors (Argentina)

Racing (Argentina) x Flamengo 

Libertad (Paraguai) x Jorge Wilstermann (Bolívia)

Athletico Paranaense x River Plate (Argentina)

Leia Mais »

SOTELDO É 100% DO HUACHIPATO

Publicado às 08h20 desta quinta-feira, 22 de outubro de 2020.

Com o votos de 52% dos participantes, o Conselho Deliberativo do Santos votou e aprovou na noite desta quarta-feira (21) a proposta do Huachipato (CHI) que volta a ter Soteldo de forma integral (100%), e o atacante venezuelano está no Santos, cedido por empréstimo. 

Com isso, a dívida que o alvinegro tinha com os chilenos desde 2019 de U$ 3,4 milhões (R$ 19 milhões) não existe mais e os mesmos prometem retirar a ação na FIFA. O Peixe fica apenas com direito a 10% mais valia como taxa de vitrine, em uma futura venda com os valores, acima de U$ 8 milhões. 

Ou a gente estanca essa sangria, devolve o atleta e mantém ele no clube, ou podemos perder em um mês e meio de graça por causa da dívida. Temos que ser ponderados, colocar a política de lado e pensar no Santos”, afirmou Orlando Rollo, presidente em exercício, antes da votação do Conselho.

Os chilenos assumiram o débito que o Glorioso da Vila tem com o jogador no valor de U$ 200 mil de imagem e salários (R$ 1,1 milhão). O presidente Orlando Rollo disse durante a reunião que outros U$ 300 mil dólares são devidos ao empresário do atleta (R$ 1.65 milhão).

"O jogador moralmente jamais foi do Santos, pois o clube nunca pagou um centavo pela sua compra. A nossa preocupação é com o trasferban. Agora precisamos pagar apenas o Atlético Nacional de Medellin para tirar o clube dessa situação." garantiu Rollo.

A proposta aprovada pelo Conselho não garante o tempo de permanência do jogador no clube. Ele segue até que uma proposta de transferência atenda às expectativas do Huachipato. 

Perguntado por um Conselheiro, se o Santos não pode servir novamente de 'barriga de aluguel' como foi com o Jean Lucas negociado pelo Flamengo com o futebol francês sem jamais ter tido sequência no time profissional do clube da gávea, o presidente Rollo, chamou de 'fakenews' que os chilenos tenho pego dinheiro do Atlético do Mineiro (ou do Flamengo) e que o venezuelano possa aparecer como reforço de um rival no próximo ano.


VOTO À DISTÂNCIA APROVADO

Com 72% dos votos, o Conselho Deliberativo do Santos votou favoravelmente a inclusão de voto à distância de forma virtual na eleição prevista para o próximo dia 12 de dezembro.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO revelou com exclusividade na última segunda-feira (19) em entrevista com o presidente do CD - Marcelo Teixeira, o projeto proposto pelo é que a partir já destas eleições os sócios tenham três opções para votar: Presencial na Vila Belmiro; Presencial na FPF, em São Paulo; e virtual (voto à distância).


VAKINHA ON LINE

Há quanto tempo eu afirmo que Santos e dinheiro não cabem na mesma frase, por 'N' razões? Por isso, com o objetivo de quitar dívidas,  o Santos lançou uma espécie de "vaquinha virtual" para arrecadar dinheiro e, enfim, acabar com as pendências que ameaçam a situação periclitante financeira da instituição. Estima-se que o clube tenha uma dívida total de cerca de R$ 600 milhões ao final da temporada.

A contribuição mínima é de R$10 e a arrecadação de dinheiro por meio da vaquinha online oferece também recompensas, como um diploma virtual de participação e inclusão do nome na homepage de agradecimento aos doadores da campanha.

Leia Mais »

A BASE SEMPRE SALVA E ARÁBES TINHAM PRESSA E DESISTEM DE SOTELDO

Publicado às 23h35 desta terça-feira, 20 de outubro de 2020.

Na noite desta terça-feira (20), o Peixe venceu de virada o Defensa y Justicia (ARG) por 2 a 1, na Vila Belmiro e com isso, o Santos tem tudo para terminar a fase de grupos como a melhor campanha da Libertadores da América. Se o Palmeiras não vencer nesta quarta-feira (20), o alvinegro será o melhor entre todos os participantes da primeira fase desta edição com 16 pontos. Os gols da vitória  foram de Lucas Braga e Marcos Leonardo.

Sem Madson com amigdalite e conforme o Blog do ADEMIR QUIINTINO informou pela manha que Marinho com edema muscular e Lucas Veríssimo não jogariam, além de Sánchez, Raniel, Alison, Vladimir, Renyer e Laércio, escolheu Luiz Felipe na zaga e Arthur Gomes no ataque. 

Cuca que chegou a dizer que Soteldo tinha se despedido no último sábado (17), começou como titular. A negociação com o Al-Hilal teve fim na tarde desta terça-feira (20). Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, os árabes queriam uma definição até o dia de hoje e não iriam esperar a reunião do Conselho, nesta quarta-feira (21), como manda o estatuto nos três meses que antecedem a eleição, pois a janela do país termina dia 25.  

O Al Hilal estava receoso de insistir no venezuelano que atua no Peixe e se o CD recusasse a transação e os sauditas teriam menos de três dias para iniciar conversa com outro jogador, por isso, a desistência. 

Logo em seguida que o empresário Charles Camporro, agente que trouxe a proposta anunciou que tinha desistido do negócio, a empresa que administra a carreira de Soteldo, a Secasports colocou em uma rede social, a seguinte frase: 'Hoje não será seu último dia. Nós ficamos. Respeito', escreveu. 

Além de um salário seis vezes maior do que recebe atualmente no alvinegro, Soteldo pediu 12 passagens áreas para ele (e quatro para o seu empresário) por ano e o clube aceitou e na segunda-feira (19) chegou a conversar com o seu pai e esposa que estava propenso a concordar com  a oferta, desde que o Santos lhe pagasse o que lhe deve, aproximadamente 220 mil dólares (R$ 1,2 milhão), o que também não ocorreu.

Portanto, nesta quarta-feira (21), o Conselho votará apenas a proposta do Huachipato (CHI) que voltaria a ter Soteldo de forma integral, o cedendo por empréstimo ao Santos até dezembro. Entretanto, o ex-clube do jogador aceita ceder o jogador por mais tempo ao Peixe que teria como taxa de vitrine apenas 10% de uma participação em uma futura venda. Com isso, o Santos se livraria da dívida de U$ 3,4 milhões (R$ 19 milhões) pelo não pagamento dos 50% da compra do jogador no começo do ano passado, além dos chilenos assumirem o débito que o Glorioso da Vila tem com o jogador. Se vendessem aos árabes, o lucro seria maior.

Ainda sobre o jogo, o Peixe desperdiçou inúmeras oportunidades de abrir o placar no primeiro tempo. Como o futebol não tolera desaforo, os argentinos abriram o marcador no início da etapa complementar. 

Após abrir o marcador os time do ex-atacante Hernan Crespo, recuou para tentar explorar o contra-ataque e as alterações de Cuca surtiram efeito. Sandry fez belo lançamento a Pará que cruzou e Lucas Braga que também entrou na segunda etapa cabecear. A bola foi para o lado esquerdo do campo. Wagner Leonardo cruzou e o mesmo Lucas desviou para o fundo das redes. Em seguida, o jogador foi aos prantos. O jovem vinha sendo bastante criticado nos últimos jogos.

Quando o jogo caminhava para o empate, Pituca salvou gol certo dos argentinos. Em seguida, o Peixe puxou um contra-ataque e o Marcos Leonardo, colocou números finais na partida e deu a quinta vitória ao Peixe na competição continental em 2020.

Pela Libertadores, o Santos aguarda o seu adversário (um segundo lugar de outro grupo), no sorteio da próxima sexta-feira (23) em Luque, na Grande Assunção no Paraguai. Já pelo Brasileiro, o Peixe joga domingo (25), diante do Fluminense. Marinho ausente nos três últimos jogos pode ser a grande novidade.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 1 DEFENSA Y JUSTICIA (ARG)

Estádio da Vila Belmiro - Santos (SP)

Árbitro: Leodan González (URU)

Gols: 0-1 Braian Romer (6'/2T); 1-1 Lucas Braga (32'/2T); 2-1 Marcos Leonardo (47'/2T)

Cartões amarelos: Jobson, Diego Pituca, Lucas Braga e Wagner Leonardo (SFC); Braian Romero e David Martínez (DEF)

SANTOS: João Paulo; Pará (Marcos Leonardo, 37'/2T), Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan (Wagner Palha, 28'/2T); Jobson (Sandry, 11'/2T), Pituca e Jean Mota (Lucas Lourenço, intervalo); Arthur Gomes (Lucas Braga, 11'/2T), Kaio Jorge e Soteldo. Técnico: Cuca. 

DEFENSA Y JUSTICIA (ARG): Unsain; Fráas, Paredez (Leguizamón, 41'/2T) e Martínez; Rius, Romero, Benítez e Fernández (Acevedo, 35'/2T); Isnaldo, Pizzini (Camacho, 23'/2T) e Hachen (Merentiel, 34'/2T). Técnico: Hernán Crespo. 

Sandry que Cuca queria emprestar deu nova dinâmica ao Santos.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: Sem culpa no gol sofrido. Pouco exigido. - 6,0

Pará: Participação importante no gol de empate. - 6,5

(Marcos Leonardo): Estava no lugar certo, na hora certa para marcar o gol que liquidou o jogo. - 6,5

Luiz Felipe: Ainda sente falta de ritmo pelo longo tempo se recuperando de contusão. Belo lançamento para Lucas Braga dar a assistência para o gol da vitória. - 6,0

Luan Peres: Bem nos desarmes. Não comprometeu. - 6,0

Felipe Jonatan: Bons apoios no primeiro tempo com dois bons passes que quase se tornaram assistências. Deixou o gramado extenuado. Precisa de um descanso, nesta maratona incessante de jogos. - 6,0

(Wagner Palha): Bela assistência no gol de empate. Sempre entra bem. - 6,5

Jobson: Prefiro mais de segundo volante. Me surpreendeu seu posicionamento. Recebeu o terceiro amarelo e desfalcará o Peixe no jogo de ida das oitavas. - 5,5

(Sandry): Piada o que joga esse rapaz. Peço uma sequência para esta atleta há muito tempo. O passe longo no nascimento da jogada do primeiro gol demonstra a sua capacidade. Cuca queria emprestar o jogador. - 7,0

Pituca: Tem uns 14 pulmões. Apareceu em todos os setores do campo. Salvou um gol certo no fim da partida. 36 partidas na temporada, impressionante. Recuperou o bom futebol. - 7,0

Jean Mota: Não realizou grande partida e foi substituído novamente no intervalo. Ainda assim, toda vez que sai o setor cai de produção. Vai entender? - 5,5

(Lucas Lourenço): Tentou ser mais vertical que seu antecessor. Tem potencial para render mais. - 6,0

Arthur Gomes: Teve uma chance de ouro no primeiro tempo e desperdiçou. Bom senso coletivo na recomposição. - 5,5

(Lucas Braga): O melhor do jogo. Marcou um gol e deu assistência para outro. A sua emoção ao marcar o gol do empate foi comovente. - 7,5

Kaio Jorge: Desperdiçou algumas boas chances. - 5,0

Soteldo: Bastante acionado. Peca na finalização. - 6,5

Técnico: Cuca: Mexeu bem no time. - 7,0

 

Leia Mais »

CONSELHO DECIDE VOTO À DISTÂNCIA

Publicado às 11h15 desta segunda-feira, 19 de outubro de 2020.

Na próxima quarta-feira (21) será apresentado no Conselho Deliberativo, para votação, o tão aguardado projeto do voto à distância, que poderá, ou não, ser implementado nas eleições deste ano. No dia 12 de dezembro os poucos mais de 20 mil sócios ativos do Peixe definirão o presidente para o triênio 2021-2023, gestão que se iniciará após a conturbada administração de José Carlos Peres, afastado preventivamente, e Orlando Rollo, ainda como presidente em exercício.

A empresa responsável do voto à distância tem como indicada para fazer a implantação, pelo que o blog apurou, a Infolog e serão apresentadas pelo presidente do CD, Marcelo Teixeira. Visto por muitos críticos como avesso ao voto longe de Vila Belmiro, o ex-mandatário do Executivo santista em duas oportunidades parece querer mudar essa imagem colocando para votação um antigo sonho dos torcedores do Santos FC, já existente no estatuto desde a mudança realizada na gestão de Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro no começo da década.

O Blog do ADEMIR QUINTINO fala sobre o assunto desde 2013

Este espaço conversou com o presidente do Conselho, Marcelo Teixeira sobre o que ele pensa do voto à distância, como ele espera apresentar ao CD este projeto e se ele acredita que os conselheiros serão favoráveis à mudança. E, claro, se realmente é possível implantar já nestas eleições. Vale lembrar que o mundo sofre com a pandemia do Covid-19 que, só no Brasil, já matou mais de 150 mil brasileiros, e que aglomerações estão proibidas. Neste caso, o voto virtual não seria apenas um serviço ao sócio distante de Santos (SP) ou São Paulo (SP) – onde se vota na sede da Federação Paulista de Futebol -, mas sim um serviço de saúde pública emergencial.

Confira abaixo minha entrevista com o presidente do CD.

Ademir Quintino: O senhor é a favor do voto a distância?

Presidente do CD Marcelo Teixeira: "Sou favorável ao voto à distância, desde que tivéssemos estudos, segurança e viabilidade financeira, não de uma forma descontrolada. Trabalhamos muito nessa gestão à frente do Conselho Deliberativo junto com as Comissões Permanentes e Temporárias para enfim apresentarmos um projeto viável de realizar mais este grande sonho do santista. Fui acusado injusta e maldosamente por alguns de ser contra o voto à distância, para manter o Santos FC em uma província, o que é uma mentira. Ainda em nossa administração no executivo do clube, demos os primeiros passos para que hoje fosse possível a implementação do voto à distância com a modernização, informatização e estruturação da secretaria social do clube. Inadmissível é terceirizar para empresas controlarem o cadastro de associados, que deveria ser direcionado à Secretaria, ainda mais porque tivemos varias empresas encarregadas deste serviços nas ultimas gestões, que resultaram em dificuldades e duvidas dos atuais dados".  

Quintino: O que precisa para o voto à distância ser implementado agora pelo Santos FC?

Teixeira: "Nomeamos uma Comissão Temporária no Conselho para fiscalizar os procedimentos da Secretaria Social, que resultou na contratação de uma auditoria, que analisou os critérios de trabalhos e os procedimentos internos do clube, conferindo também cadastro dos sócios, os atuais nomes, dados, pagamentos, regularizando todos os detalhes de cada associado, dando garantias de sua autenticidade. Na próxima quarta feira, com base nesses trabalhos, as empresas de plataforma e auditoria escolhidas pela Comissão Eleitoral serão apresentadas ao Conselho e deverá confirmar se terá condições de, até 12 de dezembro, montar o melhor sistema para voto à distância já visto em clubes de futebol do Brasil. Moderno, transparente e seguro. E os conselheiros poderão decidir."

Quintino: O senhor acha que os conselheiros vão aprovar o projeto do voto à distância? Como o senhor pretende fazer para persuadir o Conselho a votar a favor do voto à distância?

Teixeira: "Não gostaria de antecipar, como sempre, a decisão será do plenário. A Mesa conseguiu trazer este projeto do voto à distância para apreciação e discussão após tantos anos já previsto pelo estatuto e nunca ter saído do papel. Assim como  conseguimos, em período recorde, apresentar o estudo de implantação e as empresas responsáveis.

Vamos recuperar o tempo perdido em muitas das atividades do clube, modernizar, oferecer serviços em benefício do associado agilizando processos com total transparência e segurança, trazendo um maior conforto ao sócio onde quer que ele esteja, maximizando a sua participação no processo. Será uma nova fase, democratizando ainda mais o Santos FC.

Trará um benefício de acessibilidade, não apenas aos que tenham dificuldades em mobilidade, ou que morem distantes das sedes presenciais, como neste momento de isolamento da pandemia quando as pessoas ainda estão receosas de saírem de casa ou se aglomerarem em locais públicos, incentivando uma maior participação.

Outro objetivo da Mesa é deixar bem claro aos conselheiros que o voto à distância irá também reduzir custos com a operação de montagem, papéis, profissionais, seguranças e funcionários envolvidos, além da agilidade e rapidez nos resultados do pleito."

Quintino: A informação que recebi hoje é que o projeto proposto pelo Conselho Deliberativo aos conselheiros é que a partir já destas eleições os sócios tenham três opções para votar: Presencial na Vila Belmiro; Presencial na FPF, em São Paulo; e virtual (voto à distância). É isso mesmo?

Teixeira: "Correto, caso as autoridades autorizem e liberem eventos presenciais, pretendemos manter a Vila Belmiro e a Federação Paulista de Futebol no presencial, além da opção do voto virtual. Quem optar por virtual terá um tempo para solicitar e receberá um login e uma senha, e uma a empresa está sendo contratada para realizar o serviço. Isso procede. Já autorizamos e orientamos a Secretaria Social para disponibilizar aos associados a confirmação de domicílio eleitoral, todos estarão programados para votarem presencialmente em Santos, quem quiser votar em São Paulo precisará optar pela cidade de São Paulo. Todos os sócios estarão, inicialmente, programados para votarem presencial. Quem quiser votar virtualmente precisará tomar a iniciativa de optar, caso o CD autorize. 

 Quintino: Como o senhor se sente quando as pessoas o chamam de bairrista e não gostaria de implementar o voto a distância?

Teixeira: "Nasci em Santos, tenho muito orgulho de viver nesta cidade, sou caiçara e destaco que o Santos é do mundo! Confesso, sem falsa modéstia, sou um gestor que em conjunto com dirigentes, conselheiros e com nossas equipes de trabalho devolvemos a autoestima do torcedor, recolocamos o Santos FC no seu devido patamar e todos os esforços e resultados são tão favoráveis a ponto de comparar que no início de nossa Administração tínhamos cerca de 2.200 associados, em 2009, ao término de nossa gestão, registrávamos aproximadamente 30 mil associados, com a meta de atingir 100 mil sócios em nosso Centenário."

 

Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by