FOTO CAPA

PEIXE ALTERNATIVO TERÁ MAIS TRÊS MUDANÇAS PARA A ESTREIA NO PAULISTÃO

Publicado às 16h35 desta 27 de fevereiro de 2021.

O Santos começa o estadual diante do Santo André, neste domingo (28), às 19h, com um time alternativo. Porém, com mais baixas em relação ao time que encerrou sua participação no Brasileiro de 2020, na Bahia. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, além dos lesionados e dos seis jogadores que ganharam folga após o empate diante do Fluminense, os jogadores Sandry, Luiz Felipe, além dos goleiros Jhon e João Paulo estarão ausentes do primeiro duelo do estadual.

Se as informações que o Blog colheu estiverem corretas, o goleiro Vladimir retorna a meta santista. No Brasileiro, após se lesionar no começo da competição que o deixou afastado cinco meses devido a uma lesão no pé direito, o arqueiro atuou diante do Botafogo-RJ, dia 17 de janeiro em confronto válido pela 30a. rodada da competição nacional. Ele deve ser titular diante do time do ABC na abertura do Paulistão.

Além do goleiro, Sandro, ala-direito do time sub-23 e Balieiro concorrem uma vaga na lateral-direita, já que Pará só retorna aos treinos na terça-feira (2) e Madson quebrou duas costelas. Se o jovem dirigido por Edinho for o escolhido, Balieiro vai para o meio-campo. 

Outro que pode receber uma oportunidade é Pirani, que estreou nos profissionais na Bahia. Com Sandry de folga, ele pode ser o escolhido para atuar ao lado de Balieiro ou Ivonei, caso Balieiro vá de lateral.

O meio-campista Jean Mota que atuou 44 vezes na temporada 2020, será um dos poucos que atuaram bastante na temporada que se encerrou e vai a campo neste domingo (28). Apesar da esposa grávida, próxima de ganhar mais um filho e com passagem marcada e comprada para viajar, ele se colocou à disposição da comissão técnica para jogar inclusive os dois primeiros jogos com o time reserva. 

O time alternativo do Peixe deverá ser repetido no meio de semana, na Vila Belmiro, diante da Ferroviária. Como Holán só chega neste final de semana ao Brasil, o alvinegro será dirigido por ele somente diante do São Paulo, no estádio do Morumbi, no próximo fim de semana.

O provável Santos dirigido pelo auxiliar Marcelo Fernandes para este domingo deve ser de Vladimir, Sandro (Balieiro), Robson (Kaiki Fernandes), Alex e Wagner Palha; Balieiro, Pirani e Jean Mota; Arthur, Bruno Marques e Ângelo.

Leia Mais »

RESERVAS DO SANTOS SE DESPEDEM DO BRASILEIRO COM DERROTA

Publicado às 07h33 desta sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.

O Santos encerrou sua participação no Campeonato Brasileiro de 2020 com nove reservas entre os titulares, em Salvador, diante do Bahia e a despedida foi com derrota: 2 a 0 para o time da capital soteropolitana. 

Mesmo com o revés, o time da Vila terminou na oitava colocação do nacional com 54 pontos e a classificação para a fase preliminar da Libertadores/2021. À partir do dia 9 de Março, o alvinegro enfrenta o Deportivo Lara, sendo o primeiro jogo na Baixada Santista.

Somente o goleiro João Paulo e o volante Sandry, entre os considerados titulares, iniciaram o jogo. Seis atletas ganharam folga - Pará, Felipe Jonatan, Luan Peres, Alison, Lucas Braga e Soteldo que se reapresentam na próxima terça-feira (2). O atacante Kaio Jorge se recupera de uma lesão muscular e os jovens Marcos Leonardo e Renyer estão na Seleção Brasileira sub-18. Além destes nove, Marinho com covid-19 desfalcaram o time.

A equipe foi dirigida por Marcelo Fernandes e levou o primeiro gol logo no início de partida, após cobrança de escanteio e finalização com voleio de Rossi. O Santos tentou ações ofensivas após a segunda metade da primeira etapa com jogadas pela direita com Ângelo, que fez bons 45 minutos, mas o time pecava na finalização.

O segundo tempo seguiu com um futebol mais fraco, com o Peixe em cima do Bahia e novamente perdendo gols. Quando o jogo se encaminhava para o final,  Alesson recebeu de Juninho Capixaba e colocou números finais no duelo - 2 a 0.

Valeu para testar os meninos e dar a 'minutagem' a outros que tiveram a chance de estrear pelo profissional como o garoto Pirani e o atacante Alanzinho.

Domingo (28), no Canindé, ainda sem o técnico Holán, o Peixe estreia no estadual, às 19h, diante do Santo André, no estádio do Canindé, na capital com mando do time do ABC paulista.


FICHA TÉCNICA

BAHIA 2 X 0 SANTOS

Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

GOLS: 1-0 Rossi (14'/1T); 2-0 Alesson (45'/1T)

BAHIADouglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Matheus Bahia (Juninho Capixaba, 24’/2T); Gregore, Patrick, Ronaldo (Ramon, 24’/2T); Rossi (Thiago, 36’/2T), Rodriguinho (Daniel, 44’/2T) e Gilberto (Alesson, 36’/2T). Técnico: Dado Cavalcanti.

SANTOSJoão Paulo; Fernando Pileggi (Pirani , 1’/2T), Luiz Felipe, Alex e Wagner Leonardo; Balieiro, Sandry (Tailson, 33’/2T) e Jean Mota (Ivonei, 24’/2T); Ângelo (Lucas Lourenço, 40’/2T); Bruno Marques e Arthur (Allanzinho, 24’/2T). Técnico: Marcelo Fernandes.


Marcelo Fernandes armou o time com o que tinha e deu rodagem a dois meninos que atuaram pela primeira vez - Alanzinho e Pirani.


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 

João Paulo: Fez duas grandes defesas. Sem culpa nos gols sofridos. - 6,5

Fernando Pileggi: Errou alguns passes e deu espaços na marcação. - 5,0

(Pirani , 1’/2T): Tentou dar vida ao meio-campo sem imaginação do Santos. Imprimiu velocidade, mas sem destaque. Normal, estreia do menino. Valeu pela minutagem. - 5,5

Luiz Felipe: Não diminuiu espaço na finalização de Rossi no primeiro gol. - 5,0

Alex: Vem amadurecendo. Bem na marcação e na saída de bola. - 6,0

Wagner Palha: Ainda não reeditou o bom futebol, depois que contraiu o covid-19. - 5,0

Balieiro: Apesar de estar com funções de marcação teve uma chance de igualar o marcador de cabeça e o goleiro baiano fez a defesa. No segundo tempo, saiu de volante e foi para a lateral. - 5,5

Sandry: Marcou bem e deu um passe de primeira digno de um jogador que pensa rápido e tem qualidade para tal. - 5,5 

(Tailson): Jogou pouco menos de 20 minutos, incluindo os sete de acréscimo. - SEM NOTA

Jean Mota: Foi melhor nos primeiros 45 minutos do que nos restante da partida, até ser substituído. - 5,0

(Ivonei): Discreto. - 5,0

Ângelo: Mesmo com a oscilação de não ter reeditado o bom futebol do primeiro tempo, na segunda etapa foi o melhor jogador de linha do time. Foi para cima, não se intimidou e deu trabalho a defesa baiana pelo lado esquerdo. - 6,5

(Lucas Lourenço): Apenas 12 minutos em campo. - SEM NOTA

Bruno Marques: Perdeu algumas bolas por falta de domínio e dessa vez não se sobressaiu no jogo aéreo. - 5,0

Arthur: Apagado na primeira etapa. No segundo tempo apareceu um pouco mais. Teve um chance boa de igualar o marcador e desperdiçou. Foi substituído. - 5,0

(Allanzinho): Pareceu um pouco nervoso, o que também é normal, mas perdeu algumas jogadas que pareciam dominadas. Primeiro jogo no profissional. - 5,0

Técnico: Marcelo Fernandes: Armou o time da maneira que podia, com o material humano que tinha a disposição. Deu rodagem aos meninos e ainda promoveu a estreia de dois jovens. - 6,0



Leia Mais »

SANTOS CONFIRMA HOLÁN COMO NOVO TÉCNICO

Publicado às 14h35 desta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021.

O Santos confirmou oficialmente com comunicado no site oficial, a contratação do novo técnico. Trata-se do argentino Ariel Holán de 60 anos de idade. Ele desembarca esta semana no Brasil e vem para o litoral paulista em substituição a Cuca. O acerto é de três anos com o Glorioso da Vila. 

O Blog do ADEMIR QUINTINO já trazia a informação do possível acerto com o técnico 'hermano' desde a terça-feira passada, dia 16.

O presidente santista Andres Rueda Garcia classificou o novo técnico com alguém que tem o DNA do clube:

Um profissional que usa a base, joga ofensivamente e que se adequou à questão financeira do Clube”, garantiu o mandatário.

Holán se tornou técnico de futebol apenas em 2015, no Defensa y Justicia. Ele é oriundo do hóquei sobre grama, e comandou a seleção feminina do Uruguai, na conquista da medalha de bronze dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em 2003.

Nos trabalhos de futebol realizados ao longo da carreira tanto na Argentina, como no Chile, recentemente, Holan se virou como podia. No Independiente (ARG) finalista e campeão da Sul-Americana 2017, tinha quatro titulares formados na base e jogadores contratados pontualmente sem expressão.

Porém, para não dizer que não falei das flores, o time chileno caiu precocemente na primeira fase de grupos da Libertadores em 2020 e deixou a Sul-americana do mesmo ano ao ser eliminado pelo Vélez Sarsfield (ARG), nas quartas de finais, além de ter oscilado no torneio nacional, antes da conquista do título com uma rodada de antecipação. 

Estou muito feliz em dirigir o Santos, um clube com tantos craques como Pelé e Neymar. Será um desafio participar de uma das ligas mais equilibradas do Mundo, mas confio plenamente que vamos entregar um bom resultado para a torcida com mentalidade ofensiva e que os jogadores mais novos sejam aproveitados com os mais experientes." afirmou Holán.

O novo técnico do Santos vem com um auxiliar e um preparador fisíco. Ambos argentino, assim como ele. 

"Sei que é uma responsabilidade muito grande, mas estou animado. Fica minha promessa que vou terminar falando bem o português.” finalizou o aparentemente bem humorado técnico.

Leia Mais »

PASSAPORTE CARIMBADO PARA A FASE PRELIMINAR DA LIBERTADORES

Publicado às 09h desta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021.

O Santos recebeu o Fluminense, neste domingo (21) e apenas empatou em 1 a 1, em partida válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Com este resultado e a derrota do Athlético Paranaense para o Grêmio em Porto Alegre e o Red Bull Bragantino que não venceu o Goiás e ficou na igualdade sem gols foi o suficiente para o Peixe garantir a sua classificação para a fase preliminar da Libertadores da América. 

Mesmo que perca para o Bahia, na próxima quinta-feira (25), nenhum outro time alcança o glorioso praiano que enfrentará o Deportivo Lara (VEN) nos dias 10 e 17 de Março.

O duelo diante dos cariocas, conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO antecipou no sábado (20), marcou a despedida de Cuca no comando técnico. O clube emitiu uma nota oficial após a partida deste fim de semana, onde agradeceu os serviços prestados pelo treinador e na mesma informam que a mãe e a filha mais velha estão internadas em Curitiba, em razão de terem contraído a Covid-19. Em sua terceira passagem como técnico Cuca comandou o alvinegro em 44 jogos com 18 vitórias, 14 empates e 12 derrotas.

O ex-tecnico do Peixe confirmou durante a entrevista coletiva, que seu substituído será o argentino Ariel Holan. O técnico de 60 anos que deve assinar com o Santos por duas temporadas com possibilidade de renovação por mais um e é aguardado nesta semana, no Brasil.

Quanto ao jogo, Cuca confirmou Balieiro na vaga de Ivonei como única modificação em relação ao time que havia vencido o clássico contra o Corinthians no meio da semana passada. Soteldo com fadiga mascular em uma das coxas, seguiu como opção no banco de reservas

Na primeira etapa com três volantes no meio-campo, o Santos não teve criatividade suficiente para abastecer os atacantes e não finalizou uma vez sequer contra meta dos cariocas. Além disso foi para o intervalo com a derrota parcial, após brilhante jogada de Luiz Henrique e o ex-corintiano Lucca abrir o marcador.

No começo da segunda etapa, Cuca sacou Marcos Leonardo e o zagueiro Luiz Felipe que tinha cartão e mandou a campo o ala Madson e o atacante Soteldo. Melhorou um pouco a produtividade. O ala camisa 13 se envolveu em um choque com o goleiro Marcos Felipe e teve que ser substituído por Bruno Marques.

A verdade é que o resultado foi melhor que a performance da equipe que só teve alguns lampejos após a entrada do Soteldo. Quando o jogo estava perto do fim, o defensor Nino foi expulso. Cuca colocou Jean Mota em campo e após a cobrança da falta, o camisa 41 marcou seu primeiro gol no campeonato e deu números finais a partida.

Pelas informações que o Blog do ADEMIR QUINTINO colheu, os jogadores com maior minutagem na temporada, terão folga e não irão a Salvador, enfrentar o Bahia, na última rodada da competição na próxima quinta-feira (25).

Valeu pela classificação, o esforço dos meninos e a capacidade de se reinventar, mesmo cercado de problemas, principalmente financeiros ao longo da temporada. Time gigante disputa Libertadores e nela, o Glorioso da Vila estará novamente.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 1 FLUMINENSE

Estádio da Vila Belmiro - Santos-SP

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)

GOL: Lucca (0-1, aos 16'/1ºT); Jean Mota (1-1, aos 41'/2ºT)

Cartões amarelos:- Luiz Felipe; Bruno Marques (SFC)/ Egídio; Yago Felipe; Fred; Nino (FLU). Cartão vermelho - Nino (FLU)

SANTOS: João Paulo; Pará, Luiz Felipe (Madson, 1'/2ºT - Bruno Marques, 21'/2ºT), Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry e Vinícius Balieiro (Jean Mota, 40'/2ºT); Marinho, Marcos Leonardo (Soteldo, 1'/2ºT) e Lucas Braga (Ângelo, 27'/2ºT). Técnico: Cuca. 

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Hudson, 9'/2ºT), Yago Felipe e Nenê (André, 41'/2ºT); Luiz Henrique (Michel Araújo, 28'/2ºT), Fred (John Kenedy, 28'/2ºT) e Lucca (Yuri Lima, 41'/2ºT). Técnico: Marcão.

Madson jogou apenas 20 minutos após se envolver em um choque com o goleiro e deixar o gramado contundido.


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 

João Paulo: Duas grandes defesas. Uma delas o jogo estava paralisado, mas foi puro reflexo. - 7,0

Pará: Teve dificuldades para conter o atacante Lucca. Melhorou na segunda etapa. - 5,5

Luiz Felipe: Não reeditou a boa performance do meio de semana. Foi substituído por estar com cartão amarelo desde os 20 minutos do primeiro tempo e tinha risco de ser expulso. - 5,0

(Madson): Não estava mal quando entrou. Porém, atuou apenas 20 minutos e depois de uma trombada foi substituído. - SEM NOTA

(Bruno Marques): Não tem intimidade com a bola, mas no um contra um ganhou quase todas e mesmo fora da área sofreu faltas. - 6,0

Luan Peres: Também não foi tão bem como vinha acontecendo. Perdeu alguns duelos individuais com o veterano Fred. - 5,5

Felipe Jonatan: O melhor da defesa. Foi dele o primeiro chute perigoso em direção ao gol do time santista ne segunda etapa. O goleiro Marcos Felipe teve que se virar para evitar o empate. - 6,0

Alison: Na primeira metade dos 45 minutos iniciais não conseguiu ser preciso no marcação. Depois, encaixou a mesma. Tentou ir a frente ajudar na construção de jogada, mesmo não sendo o seu forte. - 5,5

Sandry: Jogou um pouco mais a frente, fora das suas características. Não conseguiu fazer a bola ser mais rápida e armar o ataque. - 5,5

Vinícius Balieiro: Voluntarioso, tem potencial, mas foi envolvido em alguns lances. - 5,5

(Jean Mota): Iluminado, em seu primeiro toque na bola marcou o gol de empate. Bem colocado e chute certeiro. - 7,0

Marinho: Tentou, mas não levou perigo a meta carioca. A temporada parece ter sido desgastante fisicamente ao atacante. - 5,0

Marcos Leonardo: A bola simplesmente não chegou ao bom centroavante com ótima presença de área. Não conseguiu finalizar. - 5,0

(Soteldo): Ainda lesionado, seguiu no banco conforme o Blog garantiu na véspera. Mesmo sem ter sido brilhante como foi no clássico, ainda assim foi o nome da partida. Deu novo alento ao time e foi dele a assistência do gol de Jean Mota. - 7,0

Lucas Braga: Melhorou apenas na segunda etapa antes de ser substituído. No primeiro tempo foi discreto. - 5,5

(Ângelo): Entrou aos 27 minutos da etapa complementar. Pegou pouco na bola. - SEM NOTA

Técnico: Cuca: Reeditou o mesmo erro na montagem no meio-campo. Faltou criatividade e acelerar a bola no setor. Se despediu do clube após realizar ótimo trabalho colocando Jean Mota que em seu primeiro toque na bola empatou o jogo. Não concordo com tirou leite de pedra, mas foi brilhante na gestão de grupo. -  6,0

Leia Mais »

DUELO DIANTE DOS CARIOCAS PODE MARCAR DESPEDIDA DE CUCA

Publicado Às 20h deste sábado, 29 de fevereiro de 2021.

O Santos tem condições de garantir a vaga para a fase preliminar da Libertadores da América deste ano. Para isso, o Peixe necessita de vitória sobre o Fluminense, em sua despedida da Vila Belmiro, na edição da competição nacional deste ano, às 18h15, em partida válida pela penúltima rodada e além disso torce para que o Athlético Paranaense não vença o Grêmio, em Porto Alegre. 

O duelo entre o Glorioso praiano e o tricolor das Laranjeiras pode marcar a despedida de Cuca em sua terceira passagem como comandante técnico do time santista. O clube aguarda a confirmação da vaga na Libertadores para anunciar o novo técnico para 2021. Ariel Holán que se despediu do Universidad Católica do Chile tem um acordo verbal com os dirigentes do clube da Baixada.

O atacante Soteldo ainda sente fadiga muscular, mas ainda assim, está relacionado e deve ficar como opção no banco de reservas. 

A novidade em relação ao clássico diante do Corinthians, deve ser a entrada do volante Balieiro no lugar de Ivonei. Se isso se confirmar, Sandry deve ter mais liberdade no setor do meio-campo, pois tem passe melhor que Balieiro e Alison, os outros jogadores que irão compor o setor.

O zagueiro Laércio e o atacante Kaio Jorge, seguem no departamento médico e desfalcam o time. O primeiro ainda sente dores de um entorse no tornozelo e o segundo se recupera de uma lesão grau II em uma das coxas. Com isso, Luiz Felipe e Marcos Leonardo seguem titulares diante dos cariocas.

O provável Santos deve ir a campo com João Paulo, Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Balieiro e Sandry; Lucas Braga, Marcos Leonardo e Marinho. A Energia 97 FM transmite a partida à partir das 18h e eu estou na escala responsável pelas reportagens.

Caso, o Santos consiga o objetivo da Libertadores nessa penúltima rodada, o departamento de futebol estuda a possibilidade de dar folga para alguns jogadores do elenco, diante do Bahia na última rodada, quinta-feira (25), no estádio da Fonte Nova em Salvador.

Leia Mais »

PELA SÉTIMA VEZ SEGUIDA, PEIXE VENCE O CORINTHIANS NA VILA

Publicado às 23h15 desta quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021.

O Santos conseguiu um importante resultado ao vencer o clássico diante do Corinthians por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (17), em Vila Belmiro. O gol da vitória foi de Marcos Leonardo. Foi a sétima vez seguida que o time de Itaquera vem a Vila e perde para o Peixe.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO garantiu, Soteldo não começou como titular. O jogador está com dores e fadiga muscular. Ele ficou como opção no banco. Ivonei herdou a vaga no meio-campo. Marcos Leonardo substituiu Kaio Jorge com lesão muscular grau 2 em uma das coxas e Luíz Felipe foi para a zaga central, já que Laércio torceu o tornozelo.

Os primeiros 45 minutos de Santos e Corinthians foram uma das coisas mais horríveis, de sangrar os olhos. O time da capital foi levemente melhor, principalmente com Matheus Vital que levou a melhor no duelo com Pará, nos primeiros 15 minutos. 

Em seguida, parte das luzes do Estádio se apagaram e o jogo ficou paralisado por 12 minutos. Quando os times voltaram para o restante do primeiro tempo foi um anti-futebol que merece ser esquecido.

Faltava alguém talentoso para quebrar as linhas e Cuca arriscou e colocou esse jogador: Soteldo, mesmo com 'meia-carga'

Em 12 minutos, o venezuelano bagunçou com a defesa mosqueteira, iniciou a jogada do único gol e em seguida não suportou ficar no gramado e pediu para sair. 

Ainda assim, o camisa 10 foi 'disparado', o melhor em campo. Ele recebeu na esquerda, costurou, bateu para Cássio fazer grande defesa e no rebote, Marinho tentou chutar, mas pegou errado na bola, porém, Marcos Leonardo bem colocado, fez seu terceiro gol em três jogos seguidos, sendo apenas um de titular. 

O gol de Marcos Leonardo foi o milésimo gol santista em campeonatos brasileiros, segundo dados da ASSOPHIS - Associação dos pesquisadores e historiadores do Santos.

Daí por diante, O Corinthians não tinha capacidade individual e coletiva para agredir o Santos e o Peixe por sua vez trancou tudo. 

Alison virou zagueiro, Balieiro entrou para destruir qualquer pretensão de construção de jogada adversária e o alvinegro da Vila garantiu a sétima vitória seguida diante do rival na Vila Belmiro. A última vez que o Corinthians venceu em Urbano Caldeira, foi no longínquo ano de 2014.

Com o resultado, o alvinegro se consolidou na oitava colocação com 53 pontos, três a frente do nono, o Athlético Paranaense com duas rodadas para terminar o campeonato. O Santos luta por uma vaga na fase preliminar da Libertadores da América de 2021.

No domingo (21), às 18h15, o alvinegro, novamente na Vila, tem jogo duro diante do Fluminense, o penúltimo de Cuca a frente da equipe em sua terceira passagem no comando técnico.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X  0 CORINTHIANS

Estádio da Vila Belmiro, Santos (SP)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo

GOL: 1-0 Marcos Leonardo (10'/2T)

SANTOS: João Paulo; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry (Balieiro, 39'/2T) e Ivonei; (Soteldo, intervalo) (Jean Mota, 18'/2T) Marinho (Madson, 39'/2T), Marcos Leonardo (Bruno Marques, 26'/2T) e Lucas Braga. Técnico: Cuca.

CORINTHIANS: Cássio; Michel Macedo (Gabriel Pereira, 30'/2T), Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Cantillo, Gustavo Mosquito (Otero, 12'/2T), Ángelo Áraos (Cazares, 12'/2T) e Mateus VItal (Ramiro, 30'/2T); Léo Natel (Jô, 19'/2T). Técnico: Vagner Mancini.

Marcos Leonardo marcou seu terceiro gol em três jogos.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: Teve uma atuação segura. Deu um calafrio na torcida ao repor mal uma bola no primeiro tempo. - 6,0

Pará: Começou mal e levando a pior para Matheus Vital. Depois do apagão das luzes, se recuperou e fez bom jogo na defesa. - 6,0

Luiz Felipe: Grande atuação. Uma das melhores que ele fez nos últimos anos. Antecipou bem, não deixou a desejar no alto e sua saída de bola sempre foi boa. - 6,5

Luan Peres: Cresceu muito com  a saída de Veríssimo. Virou o dono da defesa. Se arrisca até a armar o time em alguns momentos. - 6,5

Felipe Jonatan: Outro que amadureceu e cresceu demais na marcação. O segundo maior ladrão de bolas do campeonato. Bem na marcação e sempre uma arma no apoio. Foi fundamental para levar a marcação na jogada de Soteldo para o gol santista. - 6,5

Alison: Correu, marcou, roubou bolas como de costume. Bem de volante e de terceiro zagueiro, quando precisou. - 6,5

Sandry: Bem na marcação. Errou alguns passes, seu melhor fundamento. - 5,5

(Balieiro): Fez o para-brisa na marcação e matou jogada quando falta quando precisou. Tem tudo para evoluir. - 6,0

Ivonei: Ainda não reeditou os bons jogos que fez na base santista. Deixou o campo substituído, no intervalo. - 5,0

(Soteldo): Mesmo em campo apenas pouco mais de 15 minutos foi o nome da partida. Acabou com a defesa do Corinthians. Iniciou a jogada do gol. Uma pena não ter aguentado ficar mais. Disparado, o melhor do jogo. - 8,0

(Jean Mota): O time perdeu agressividade sem Soteldo, mas Jean pisou na bola e cadenciou mais o jogo. Aos poucos vai recuperando a confiança. - 6,0

Marinho: Não brilhou como de costume, ainda assim foi dele a assistência (na verdade foi um chute) no gol de Marcos Leonardo. - 6,0

(Madson): Pegou uma única vez na bola. - SEM NOTA

Marcos Leonardo: Tem números impressionantes nos últimos jogos. A cada 1.6 chutes marca um gol. Se coloca bem na área. Três gols em três jogos e apenas um de titular. - 7,0

(Bruno Marques): Teve uma única chance de cabeça e desperdiçou, algo incomum. - SEM NOTA

Lucas Braga: Jogador de extrema entrega. Melhorou demais no um contra um e recompõe o tempo todo par ajudar na marcação. Muito senso tático. - 6,5

Técnico: Cuca: Com a saída de dois titulares - Veríssimo e Pituca e sem Sanchez e Raniel há muito tempo no DM e ao perder Laércio, Kaio Jorge e Soteldo com poucas chances de jogar, ficou com poucas opções para armar um time incisivo que propusesse jogo. Ivonei não funcionou. Acertou, mesmo arriscando em perder Soteldo para a próxima rodada. -  6,5

Leia Mais »

COM MAIS DESFALQUES E EM BUSCA DE VAGA NA LIBERTADORES

Publicado às 09h58 desta quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021.

Reabilitado no último fim de semana, após seis insucessos consecutivos, sendo cinco pelo Brasileirão, o Santos encara o último clássico da temporada 2020, nesta quarta-feira (17), às 19h, na Vila Belmiro, em partida remarcada e válida pela 33a. rodada, diante do Corinthians com transmissão da ENERGIA 97 FM ,como o jogo mais importante após a derrota para o Palmeiras na final da Libertadores, no fim do mês passado.   As duas equipes lutam por uma vaga na Pré-Libertadores 2021. O Peixe tem 50 pontos e o rival 49.

O técnico Cuca tem problemas para escalar a equipe. o defensor Laércio com dores no tornozelo está fora, assim como Kaio Jorge com lesão grau 2 na coxa e que não deve mais jogar nas última rodadas da competição nacional. 

O atacante Soteldo não treinou com o grupo, desde que o time se reapresentou, após a vitória contra o Coritiba. Ele sente dores musculares. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que as chances do venezuelano começar o duelo são pequenas. O jovem Ivonei deve ser o seu substituto para fortalecer o poder de marcação no meio-campo.

Na defesa Luiz Felipe fica com o lugar de Laércio na zaga central e na vaga de Kaio Jorge, o atacante Marcos Leonardo herderá o posto de comandante de ataque.

Após ficar seis jogos sem vencer, quase um mês, o Peixe acumula três jogos sem perder, após a vitória diante do Coxa, no sábado (13). O lateral canhoto, Felipe Jonatan, um dos que podem deixar o clube em breve pois tem sido monitorado pelo futebol europeu, garante que o clássico deste meio de semana vale muito mais que apenas os três pontos:
"Está vitória do sábado nos deu moral para o clássico de hoje contra o Corinthians. É um jogo chave, um campeonato à parte, e a gente espera fazer uma grande partida e seguir na caminhada de garantir a vaga na Libertadores desse ano.”, disse o dono da camisa 3.
Sendo assim, se todas as informações se confirmarem, o Glorioso alvinegro praiano começa o clássico com João Paulo; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry e Ivonei; Marinho, Marcos Leonardo e Lucas Braga.

Uma vitória é fundamental ao time da Vila para que siga dependendo única e exclusivamente de suas próprias forças para voltar a disputar a principal competição continental. 
Leia Mais »

SANTOS NEGOCIA COM ARGENTINO HOLÁN. TREINADOR VIAJOU PARA A ARGENTINA SEM EXERCER CLÁUSULA DE RESCISÃO COM OS CHILENOS

Publicado às 10h30 desta terça-feira, 16 de fevereiro de 2021.

Sabedor que não contará com Cuca ao fim do Campeonato Brasileiro, o Santos segue na busca de um novo técnico para o início da temporada 2021. E mais um capítulo parece ter ganho papel importante no começo da manhã desta terça-feira (16). O técnico argentino Ariel Holán,  que sagrou-se campeão chileno com o Universidad Católica do Chile, embarcou para Buenos Aires e se despediu da imprensa que compareceu ao local com um mensagem no mínimo enigmática:  "Obrigado por tudo". 

O Blog do ADEMIR QUINTINO obteve a confirmação que as negociações com o Peixe continuam, porém, o comandante técnico que já foi desejado pela direção alvinegra que comandava o clube no fim de 2018, não cumpriu sua cláusula de rescisão com os chilenos. A mesma permite que o  treinador deixe o time de Santiago, desde que seja depositado na conta do clube, o valor de US$ 100 mil (R$ 560 mil aproximadamente).

Ariel Holan no momento é apenas um dos nomes com que a direção alvinegra conversou. Há pouco mais de dois anos era o favorito em ser o técnico do Santos, porém, o fechamento do negócio foi feito com outro argentino - Jorge Sampaoli, hoje, no Atlético Mineiro.

Holan é um técnico campeão poliesportivo. Ele tem no curriculum uma medalha de bronze com a Seleção feminina do Uruguai de Hóquei, no pan-americano de 2003.

Nos trabalhos de futebol realizados ao longo da carreira tanto na Argentina, como no Chile, recentemente, Holan se virou como podia. No Independiente (ARG) finalista e campeão da Sul-Americana 2017, tinha quatro titulares formados na base e jogadores contratados pontualmente sem expressão. Muito parecido com o perfil do Peixe no momento.

Porém, para não dizer que não falei das flores, o time chileno caiu precocemente na primeira fase de grupos da Libertadores em 2020 e deixou a Sul-americana do mesmo ano ao ser eliminado pelo Vélez Sarsfield (ARG) nas quartas de finais, além de ter oscilado no torneio nacional, antes da conquista do título com uma rodada de antecipação. 

Além da cláusula contratual supracitada, tem os problemas financeiros do clube da Vila que devem ser encarados como prioridades. O mundo sabe que Santos e dinheiro não cabem na mesma frase há algum tempo e valores acima do que o clube comporta pagar deverão ser realizados caso a aposta seja feita em Holán.

A direção alvinegra evita falar sobre o assunto. Recentemente, convidei uma pessoa importante do futebol santista para estar em um dos programas de TV que participo e ouvi do staff do dirigente a seguinte frase: 

"Estamos preferindo segurar um pouco, até definir o treinador novo..."

O contrato do técnico Cuca termina no dia 25 de fevereiro, data da última rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta noite, o Peixe encerra a participação na competição nacional, diante do Bahia, em Salvador. Três dias depois já está em campo diante do Santo André, no início do Campeonato Paulista.

Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by