FOTO CAPA

SANTOS SOFRE NOVA PUNIÇÃO DA FIFA

Publicado às 02h30 desta quinta-feira, 17 de setembro de 2020.
Não existe nada tão ruim que não possa piorar. Depois de ter sido punido, em 6 de Março pela FIFA (Federação Internacional de Futebol) e proibido de inscrever novos jogadores, na tarde desta quarta-feira (16), a maior entidade de futebol mundial já informou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) que ampliou a pena do Santos e o clube da Vila não poderá efetuar novos registros de contratações pelas próximas três janelas de transferências. 

A nova condenação é em razão da falta de pagamento de 50% do atacante Soteldo junto ao  Huachipato, do Chile. Caso o alvinegro consiga pagar a dívida antes do prazo da punição, ela é automaticamente suspensa, ou seja, o clube precisa urgentemente de R$ 49 milhões para ter as duas punições revogadas. A informação foi revelada pelo GE e checada e confirmada pelo Blog do ADEMIR QUINTINOA direção santista afirma que o clube ainda não foi notificado da decisão.

O Santos segue devendo 4,5 milhões de euros (R$ 29 ,5 milhões de reais) ao Hamburgo pela compra do zagueiro Cléber Reis, ainda na gestão passada. Os Alemães acusam o Santos de vários calotes (na atual e na gestão anterior) e não quer acordo. Deseja receber na íntegra os valores que tem direito e garantem não abrir mão de um centavo. 
"Alles oder nix (Ou tudo ou nada)", disse um representante do clube alemão ao Blog, em 18 de agosto e a informação foi divulgada no programa Diário Santista, no youtube.
Nesta quarta-feira (16), a FIFA acatou a representação dos chilenos do Huachipato que desejam receber US$ 3,4 milhões (R$ 18, 5 milhões) por 50% da contratação de Soteldo. Segundo os mesmos, nenhum depósito foi feito até o momento.


Como Santos e dinheiro não cabem na mesma frase, há algum tempo, e esta situação piora a cada dia, o Peixe não arcou com nenhum valor da primeira metade dos direitos econômicos de Soteldo e conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO revelou com exclusividade,em 3 de fevereiro, o clube de Vila Belmiro entende que pode realizar o pagamento dos 50% restantes ao Huachipato até o fim do vínculo do atacante com o time brasileiro.

Portanto, se não conseguir equacionar financeiramente, os valores das duas ações, o clube está impedido de contratar até a janela do meio do ano de 2022.

Nos quase 50 milhões de reais supracitados para sair desta situação, não estão inseridos os valores do zagueiro Aguilar. A entidade máxima do futebol mundial ainda não determinou o prazo que o clube tem para quitar a dívida do zagueiro colombiano negociado com o Athlético Paranaense no começo deste ano. Como a maré não está para Peixe, a  FIFA informou em 23 de junho que  o Santos estava obrigado a pagar 775 mil dólares, cerca de 4 milhões de reais ao Atlético Nacional da Colômbia, referente ao não pagamento das ultimas parcelas da compra.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by