FOTO CAPA

LUCAS LIMA COM EDEMA NA COXA

Publicado às 18h12 desta terça-feira, 26 de julho de 2016.
O meio campista Lucas Lima sofreu um edema no músculo posterior da coxa esquerda e está fora do duelo diante do Gama-DF, nesta quarta-feira (27), às 21h45, pela Copa do Brasil. 

O jogador pediu substituição na partida do último domingo (25), em Salvador, na partida diante do Vitória-BA, pelo Campeonato Brasileiro. O camisa 20 realizou um exame de imagem na tarde da última segunda-feira (25) e já iniciou o tratamento no CEPRAF do Santos FC, no CT Rei Pelé.
Ele vinha sentindo um desconforto bem leve nos últimos dois jogos, devido à alta intensidade das partidas, acabou sentindo um pouco mais. Com os exames, visualizamos o edema na região posterior da coxa esquerda. O tratamento será conservador, através de repouso e fisioterapia. Numa segunda fase, ele inicia o trabalho de transição e, aí sim, retorna ao grupo em condições normais”, disse o médico do clube, Rodrigo Zogaib.
Normalmente, este tipo de contusão leva em média de sete a dez dias de recuperação, no mínimo. Por isso, o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que o meia coordenador de jogadas também desfalcará o time santista na partida diante do Cruzeiro, no domingo (31), pelo Campeonato Brasileiro. 

Leia Mais »

CLÁUSULA DE SAÍDA

Publicado às 15h12 desta terça-feira, 26 de julho de 2016.
O Santos aceitou a proposta oficial feita pela Juventus de Turim. Os italianos oferecem  20 milhões (R$ 76 milhões) pelos 100% dos direitos econômicos do atacante de 19 anos - Gabriel. A multa rescisória para o camisa 10 deixar o Santos para clubes estrangeiros é de € 50 milhões de euros (R$ 180 milhões), entretanto, existe uma cláusula contratual (clausula de saída) que permite que o jogador deixa o time de Vila Belmiro por 18 milhões de euros (cerca de R$ 65 milhões).  Porém, em razão do clube ter vendido 20% do atleta ao fundo maltês, se a Juventus aumentar os valores (entre € 20 e 30 milhões), o Peixe fica com um montante menor em seus cofres. 

Até próximo do fim da gestão passada, o alvinegro detinha 60% dos direitos do atleta, entretanto, no fim de 2014 - 20% de Gabriel foi negociado com um fundo maltês de investimento, a Doyen Sports. O clube questiona na justiça a venda deste percentual, em razão de a negociação ter sido realizada às vésperas da eleição presidencial, algo proibido pelo estatuto do clube.

Caso o jogador aceite ficar com apenas € 2 milhões (a diferença entre os € 18 milhões que ficariam com o Santos e os € 20 milhões oferecidos pelos italianos) € 4 milhões (R$ 14,4 milhões) desse montante devem ser depositados em juízo. Esse percentual é o que teria (ou terá futuramente) direito a Doyen Sports. Ou seja, de forma imediata o alvinegro ficaria com  € 14 milhões (R$ 50,4 milhões).

A esquerda a distribuição baseada na proposta. Nas outras colunas, se aumentar a proposta como ficaria.
Com  a venda dos 20% do atleta e a já inclusa "clausula de saída" no contrato do jogador, algumas incoerências podem ser visivelmente percebidas, como por exemplo, para o Peixe é melhor vender pelos € 20 milhões já oferecidos do que por € 25 milhões. Se o time europeu decidir elevar o valor da proposta, o Santos fica com os mesmos € 18 milhões, e o atleta é quem fica com € 7 milhões. Porém, o percentual do fundo aumenta de 4 para € 5 milhões (20% do total). Sendo assim, o time santista deixa de arrecadar 14 e fica com € 13 milhões (cai de R$ 50 milhões para R$ 47 milhões).

Hipoteticamente, caso a proposta aumente para € 30 milhões, Gabriel tem direito a € 12 milhões. Os 60% do Santos continuariam sendo os mesmos € 18 milhões, mas o time praiano fica com somente com € 12 milhões, pois os 20% aumentam para € 6 milhões que vão para o fundo supracitado.

Caso o clube não aceite a proposta de € 20 milhões da Juventus, o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que essa mesma cláusula reza que o Santos tem que comprar os 40% pertencentes ao jogador.

O Blog também apurou que a proposta do clube italiano tem validade até 1 de agosto, o que não obriga o staff do jogador a responder se aceita ou não a propositura nas próximas horas.

Leia Mais »

PEIXE E FLA NA ARENA PANTANAL

Publicado às 18h35 desta segunda-feira, 25 de julho de 2016.
Acabou a indefinição. A partida entre Santos e Flamengo, com mando do Peixe, está mesmo confirmada para a Arena de Cuiabá, na capital mato-grossense. O jogo é válido pela penúltima rodada do primeiro turno e será realizado no dia 3 de agosto, às 21h45.

A diretoria santista até tentou persuadir os empresários que compraram o jogo, o ano passado, para mandar o confronto no estádio do Pacaembu, porém o próprio da municipalidade paulistana será utilizado pelo SCCP durante um período, já que o alvinegro da zona leste teve que ceder a Arena de Itaquera para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.


Ainda nesta semana, a partida entre Peixe e Mengão já irá constar no site da CBF, com a alteração para o Pantanal Mato-Grossense. O Peixe ainda terá direito a 60% da renda líquida da partida.

MACACA PENSA EM VLADIMIR
Vladimir é do profissional do Peixe desde 2010.
Com contrato a se encerrar no fim deste ano, o goleiro Vladimir, titular na conquista do estadual 2015 e atualmente na reserva de Vanderlei é desejado pela Ponte Preta de Campinas. A Macaca tem interesse no camisa 12 alvinegro há um bom tempo e acredita que o fato do jogador ainda não ter renovado com o Peixe, pode facilitar a negociação. 

Aos 27 anos, o guarda-metas revelado na Vila é um dos poucos remanescentes, o outro é Elano, da conquista da Libertadores em 2011. Na oportunidade, Vladimir era reserva de Rafael.

Vladimir participou de oito conquistas do Santos ( Paulistas 2010, 2011, 2012, 2015 e 2016; Copa do Brasil 2010, Libertadores 2011 e Recopa Sul-Americana 2012). Como titular, o arqueiro esteve em apenas uma decisão e saiu vitorioso. 

Ao lado do lateral-esquerdo Léo, são os jogadores que mais títulos conquistaram no Peixe depois da Era Pelé com oito títulos, cada um. 

Leia Mais »

O VISTANTE MAIS INDIGESTO

Publicado às 23h11 deste domingo, 24 de julho de 2016.
O Santos voltou a vencer fora de casa, algo incomum em um passado recente. O time cedeu o empate duas vezes, mas demostrou poder de reação e venceu o Vitória-BA, em Salvador, por 3 a 2 e se aproxima dos líderes do Campeonato. O alvinegro está um ponto atrás dos vice-líderes SCCP e Grêmio e três do primeiro lugar, o Palmeiras. Por ironia do destino, o Glorioso da Baixada é o time que mais pontos conquistou como visitante, até o momento. São 11 no total, frutos de três vitórias e dois empates. Os gols do Peixe na capital soteropolitana foram de Vitor Bueno, Copete e Jean Mota.

O técnico Dorival Junior além de promover os retornos de Ricardo Oliveira e Renato, ausentes no empate em Brasília, diante do Gama, manteve Léo Cittadini no meio de campo e Yuri ficou entre os reservas. Com a modificação, Renato teve mais trabalho para proteger a defesa, já que Cittadini apesar de também marcar, sai mais para o jogo do que o jovem revelado no Osasco.

Ao contrário do jogo no Distrito Federal, Copete e Vitor Bueno se alternavam pelas beiradas do campo e confundiam a marcação do rubro-negro da boa terra. No primeiro tempo, as defesas de ambas as equipes estavam bastante expostas, com pouca proteção e o alvinegro se aproveitou primeiro disso com Vitor Bueno abrindo o placar, após boa jogada de Copete, o melhor do jogo.

Alguns minutos após e depois de Ricardo Oliveira desperdiçar oportunidades que raramente deixa de concluir com precisão, os donos da casa empataram da forma que mais tem tirado o sono da comissão técnica - A bola aérea. Cruzamento da esquerda e Kanu empatou a partida. Um minuto depois, Lucas Lima bateu rápido a falta e Caju achou Copete que desempatou a partida novamente - 2 a 1. Os jogadores do Vitória reclamaram bastante com a arbitragem. E assim os times foram para o intervalo.

No segundo tempo, o Vitória adiantou as suas linhas e o Peixe buscava um contra-ataque que não aconteceu durante 2/3 dos 45 minutos finais. O time de Salvador alugou o meio de campo. O empate era questão de tempo e efetivamente aconteceu. De que forma? Bola aérea novamente na retaguarda santista e Vander empurrou pro fundo da rede de Vanderlei. Ainda faltavam 26 minutos para o término da partida, mas o time de Dorival não conseguia contra-atacar. Para piorar, Lucas Lima pediu para ser substituído com dores musculares na coxa direita e deu vaga a Fernando Medeiros.

Porém Copete, o colombiano que não é craque, mas extremamente rápido e raçudo, disparou pela esquerda e cruzou para Vitor Bueno que se esforçou e conseguiu colocar a bola para dentro da área. Jean Mota que acabara de entrar fez o gol da vitória santista - 3 a 2. 

Se o time santista não teve uma atuação esplendorosa no quesito espetáculo, conseguiu seu objetivo - os três pontos. O alvinegro ainda tem três partidas para completar o turno (Cruzeiro na Vila, Flamengo que deve ser confirmado para Cuiabá e América em Minas Gerais) e tem chances reais de conseguir o título simbólico da primeira metade do Campeonato.

Ainda sobre o confronto diante dos cariocas, a diretoria santista vendeu três mandos de jogos a um grupo de empresários, o ano passado, para saldar as dívidas e até este instante, ainda deve dois jogos aos mesmos. O clube tentou trazer a partida diante do rubro-negro para o próprio da municipalidade paulistana, o Pacaembu, entretanto, o mesmo será utilizado pelo SCCP, que teve que ceder a Arena de Itaquera para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Com isso, a partida diante do time Gávea, dia 3 de agosto, deve mesmo ser confirmado nesta segunda-feira (25), para a capital mato-grossense. 

O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que o elenco santista prefere que a direção "pague" este segundo mando ainda no primeiro turno, para não acontecer o que ocorreu no fim do ano passado, quando o campeonato afunilou e o duelo contra o mesmo adversário foi confirmado para o estádio da Vila Belmiro. Houve empate em 0 a 0.

Antes de voltar a pensar no Campeonato Brasileiro, quando enfrenta o Cruzeiro, domingo (30), na Vila Belmiro, o Peixe retorna a campo, diante do Gama-DF, em partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (27), às 21h45 também em Urbano Caldeira. Se a igualdade em 0 a 0, mesmo resultado do jogo de ida, acontecer, o classificado será conhecido através das penalidades máximas. Empate com gols, classifica o time de Brasília. Uma vitória simples dá a classificação ao Santos. Se for eliminado, o time das praias vai disputar a Copa Sul-Americana.

Após a rodada quase perfeita deste fim de semana (só faltou o Grêmio perder pontos, já que o líder Palmeiras e o vice-líder SCCP, não venceram), pensar em título já não é tão surreal, porém, algumas correções, principalmente na proteção a defesa (não são apenas os defensores que às vezes não se posicionam de maneira correta) são necessárias em busca da consistência para a conquista do título nacional.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 3 SANTOS
Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR-Asp. FIFA)
Cartões amarelos: José Welison, Willian Farias, Dagoberto (VIT), Ricardo Oliveira e Gustavo Henrique (SAN)
Público e renda: 9.244 / R$ 139.965,00
Gols: Vitor Bueno 19' 1ºT (0-1); Kanú 29' 1ºT (1-1); Copete 31' 1ºT (1-2); Vander 25' 2ºT (2-2); Jean Mota 36' 2ºT (2-3) 
VITÓRIA: Caíque; Diego Renan, Victor Ramos, Kanú e Euller; José Welison, Willian Farias (Tiago Real 39' 2ºT) e Serginho (Cárdenas 19' 2ºT); Vander, Dagoberto (Rodrigo Ramallo 19' 2ºT) e Kieza. Técnico: Vagner Mancini
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini (Jean Mota 35' 2ºT), Lucas Lima (Fernando Medeiros 27' 2ºT) e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão 23' 2ºT). Técnico: Dorival Júnior

Foi a terceira vitória do Peixe fora de casa neste Brasileiro. O time de Doirval já tinha vencido Santa Cruz e Fluminense.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: No primeiro gol sofrido poderia ter saído para abafar o adversário. No segundo, nada podia fazer. Fez pelo menos uma defesa importante durante o jogo - 6,0 
Victor Ferraz: Apareceu diversas vezes como meio-campistas. No segundo tempo como tentava apoiar, deixou espaços pela direita. - 5,5
Luiz Felipe: Não conseguiu ganhar de cabeça após o cruzamento do lado esquerdo da defesa no segundo gol do Vitória-BA. Tem mais futebol do que apresentado nesta noite. - 5,0
Gustavo Henrique: Um pouco melhor do que o companheiro, em razão do posicionamento, mas na bola aérea, uma das suas principais qualidades, nesta partida não foi tão bem como normalmente costuma. - 5,5
Caju: Bem no apoio, ainda sofre para marcar com precisão. Bela assistência para Copete em um dos gols. - 6,0
Renato: Sobrecarregado na marcação. Com a opção de Dorival Junior em não escalar Yuri, o veterano ficou limitado a apenas jogar a frente da zaga. - 5,5
Léo Cittadini: Demorou um pouco para entrar na partida. Apesar de não ter aparecido pra torcida, errou poucos passes, mas tem condições de render mais. - 6,0 
(Jean Mota): Pouco jogou, mas teve estrela e estava na hora certa, no lugar certo para marcar o gol da vitória. - 6,5
Lucas Lima: Começou bem com duas assistências desperdiçadas pelos companheiros de ataque. Caiu de produção. Ainda assim, foi inteligente ao cobrar rápido a falta que originou o segundo gol. Pediu para ser substituído. - 6,0
(Fernando Medeiros): Jogou um pouco mais a frente do que normalmente atua. No time campeão da Copa São Paulo em 2014, ficava mais a frente da zaga. Apareceu algumas vezes a frente mas não foi feliz nas tentativas. - 5,5
Vitor Bueno: Um gol e uma assistência. Deixou a defesa maluca com as constantes trocas com Copete pelos lados do campo. - 7,5
Copete: Jogador voluntarioso, dono de um arranque e de uma velocidade invejável. Demonstrou raça de argentino e garra uruguaia, apesar de colombiano. Disparado o melhor da partida. Na Bahia foi o terror do Vitória. Marcou um gol e participou dos outros dois. - 8,5
Ricardo Oliveira: Brigou, se colocou bem, mas ainda sem ritmo, perdeu duas oportunidades que em condições normais não desperdiçaria. - 5,0
(Rodrigão): Também desperdiçou uma chance. Substituiu Oliveira, mas não conseguiu ser a referência para realizar tabelas ou concluir em gol. - 5,0
Técnico: Dorival Júnior: Pode até ter demorado, mas acertou ao colocar Jean Mota e o mesmo fazer o gol que deu os três pontos. Ao escalar apenas Renato e deixar Yuri no banco deixou a defesa mais exposta. Entretanto, não pode ser criticado por não ousar. Para não dizer que não falei das flores novamente, precisa corrigir a proteção a defesa. A bola área ainda tira o sono do treinador e de toda a torcida santista. - 6,5


Leia Mais »

A HORA DO ELENCO

Publicado às 15h12 deste sábado, 23 de julho de 2016.
Sem os três jogadores convocados para a Seleção Brasileira (Zeca, Thiago Maia e Gabriel), o Peixe tem teste difícil, fora de casa, diante do Vitória-BA, no estádio Barradão, neste domingo (24), às 18h30. O Peixe busca a manutenção no G-4 e a aproximação da liderança. O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que Caju, Yuri e Copete herdam essas vagas. Renato e Ricardo Oliveira, poupados diante do Gama-DF, pela Copa do Brasil, viajarão para a Bahia e também voltam ao time.

Na manhã deste sábado (23), no CT Rei Pelé, o comandante técnico alvinegro comandou a última e única atividade para o jogo deste fim de semana. Na véspera (sexta-feira), o treinador preferiu dar um descanso para os que atuaram no jogo em Brasília.


O duelo é visto por muitos, inclusive por este que vos escreve, como uma grande oportunidade de os substitutos dos titulares provarem que são capazes de manter o bom futebol apresentado pela equipe nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro e manter o Peixe na "caça ao Palmeiras" pelo primeiro lugar na classificação e a consequente busca do título. Apesar de capacidades técnicas não tão distante dos selecionáveis, os reservas não tem o mesmo conjunto e entrosamento com os demais e é mais um obstáculo na Bahia de todos os Santos.

O Santos vai a campo pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro com Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Caju; Renato, Yuri, Lucas Lima e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira.

O Peixe começa a rodada na quarta colocação com 26 pontos em 15 partidas. O Palmeiras, o líder, tem 32.

Relacionados
Goleiros: 
Vanderlei e Vladimir
Laterais: Caju, Daniel Guedes e Victor Ferraz
Zagueiros: Gustavo Henrique, David Braz e Luiz Felipe
Meio-campistas: 
Fernando Medeiros, Jean Mota, Léo Cittadini, Lucas Lima, Rafael Longuine, Renato, Vitor Bueno, Valencia, Vecchio e Yuri
Atacantes: 
Copete, Joel, Ricardo Oliveira e Rodrigão

Leia Mais »

MENINOS DA VILA NA SELEÇÃO SUB-16

Publicado às 13h11 desta quinta-feira, 22 de julho de 2016.
O Santos teve nesta quinta-feira (21), três jogadores convocados para a Seleção Brasileira sub-16. Tratam-se do lateral e meio-campista Sandro, o meia Lucas Lourenço e o atacante Yuri. 

Ambos fazem parte do time sub-15 do Peixe que faz brilhante campanha no estadual deste ano. O alvinegro venceu os 12 jogos da primeira fase. O time do técnico Luciano Santos marcou incríveis 58 gols e sofreu apenas cinco.

A CBF divulgou a lista de 23 atletas nascidos até 2001 para um período de treinamentos na Granja Comary. Sob o comando do treinador Guilherme Dalla Déa, os garotos ficarão concentrados em Teresópolis (RJ), do dia 31 de julho ao dia 5 de agosto.

Além dos três convocados, o Peixe tem outros destaques na categoria. O ano passado, na mesma faixa etária, sete atletas foram lembrados para servir o "escrete canarinho".

Yuri é o artilheiro do Santos no Paulista com 14 gols.
Lucas é um exímio coordenador de jogadas. Além disso já foi utilizado como atacante pelos lados e tem habilidade e velocidade para desenvolver a função. Yuri é o artilheiro do Santos no estadual com 14 gols. Seu porte físico avantajado impressiona. Tem muita força física. Já Sandro é o coringa da equipe. Atua na lateral, na cabeça de área e até como segundo volante.

Parabéns ao clube, em especial ao treinador Luciano Santos, ao Diogo Alves, ao Luiz Fernando Xavier, o preparador de goleiros Valtinho  e ao coordenador Nenê Belarmino, pois graças ao trabalho excelentemente desenvolvido por esses, a qualidade desses meninos é cada vez maior.

Confira a lista dos 23 convocados:


Sandro atua de lateral e volante. 
Goleiros
Lucas Alexandre - Vasco da Gama
Matheus Queiroz - São Paulo
Yuri Batista - Vitória

Zagueiro
Fábio Eduardo - Coritiba
João Vitor Marques - Cruzeiro
Marco Antônio Moreira - Avaí
Matheus Cazzetta - Internacional


Laterais
José Ítalo - Flamengo
Lucas Pires - Corinthians
Ramon de Souza - Coritiba
Sandro Martins - Santos

Meias
Felipe Alexandre - Desportivo Brasil
Igor Maduro - Ponte Preta
Lucas de Ramos - Internacional
Lucas Lourenço - Santos
Matheus Pagliarini - Grêmio
Yuri de Oliveira - Flamengo

Atacantes
Brendon Fabiano - Palmeiras
Guilherme Azevedo - Grêmio
Gustavo Maia - São Paulo
João Victor Castro - Internacional
Nicolas Cruz - Coritiba
Yuri Alberto - Santos

Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by