FOTO CAPA

SEGUNDO JORNAL ESPANHOL, BARCELONA MONITORA O "RAYO"

Publicado às 22h50 desta quinta-feira, 26 de abril de 2018.
O talento do "rayo" Rodrygo de apenas 19 jogos no futebol profissional (nunca completou os noventa minutos) do Santos, já é objeto de desejo do futebol internacional. O menino de apenas 17 anos que vem encantando o torcedor santista e brasileiro neste ano é alvo do Barcelona, segundo o diário espanhol "Sport", um dos principais esportivos da Catalunha, que publicou o camisa 43 em sua capa na edição desta quinta-feira (26), que o Barcelona deseja o novo tesouro alvinegro.

O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que outros dois gigantes clubes alemães, já observam o futebol do menino, que até o semestre passado, defendia o sub-17 do competente técnico Luciano Santos, que lapidou e dirigiu o "crioulo" nos últimos oito anos, desde o sub-10.

Segundo o periódico, os relatórios com o scout (registro das informações e análise do jogo) do atacante santista encantam os dirigentes do clube que levou Neymar em 2013. Nenhuma proposta oficial chegou dos espanhóis ao clube de Vila Belmiro.

A publicação finaliza garantindo que o jogador continuará sendo monitorado. O staff do jogador não pensa em transferência nos próximos anos, com a alegação de que ele precisa amadurecer.

Graças a DEUS, a família do menino é extremamente estruturada e vai dar a retaguarda necessária para que essas especulações não tirem o foco do menino que vive um momento maravilhoso e só cresce.

strutura.com.br
Leia Mais »

DIOGO VITOR FLAGRADO NO EXAME ANTI-DOPING

Publicado às 13h32 deste quinta-feira, 26 de abril de 2018.
O talentosíssimo meia atacante Diogo Vitor de apenas 21 anos, está preventivamente suspenso. O jogador foi flagrado no exame antidoping, realizado na partida do dia 23 de março diante do Botafogo-SP, pelo jogo de volta das quartas de finais do estadual. O clube já emitiu uma nota oficial.

Após alguns atos de indisciplina, o jogador vinha se recuperando dentro de campo e sendo constantemente utilizado no time de cima por Jair Ventura. Existe a suspeita de que foram encontrados substâncias que contém na cocaína, em sua urina. Ainda cabe a contraprova. 
"O Santos FC comunica que o atleta Diogo Vitor, de 21 anos, foi pego em exame de controle de dopagem. O teste, realizado no LADETEC/RJ, foi solicitado por procedimento padrão pela FPF, no dia 21/03, na partida Santos x Botafogo/SP pelo Campeonato Paulista. O atleta já está preventivamente suspenso de suas atividades como jogador profissional do Clube e aguardará o resultado da contraprova. O Santos FC, desde já, coloca-se à disposição de Diogo Vitor neste delicado momento de sua vida".
Enquanto não acontecer a contra-prova, creio que não cabe o julgamento. Já existiram casos em que houve erros na análise, como o caso do goleiro Zetti em 1993, que depois ficou apurado que foi um chá que o jogador consumiu em um jogo da Seleção Brasileira na Bolívia. 

Espero, de verdade, sem hipocrisia, que o clube não desampare o atleta que é patrimônio do clube. 

Na base, o jogador chegou a ser o mais monitorado pelos gigantes europeus quando ainda pertencia a base do clube.


strutura.com.br
Leia Mais »

SAI DA FRENTE QUE O RODRYGO É CHAPA QUENTE

Publicado nesta quarta-feira, 25 de abril de 2018.
O Santos praticamente garantiu a classificação a próxima fase da Libertadores ao vencer o Estudiantes-ARG por 2 a 0, na noite desta terça-feira (25). Foi a terceira vitória em quatro jogos da equipe no grupo 6. Os gols foram de Gabriel Barbosa e Lucas Veríssimo. 

"Sai, sai da frente, sai que o Rodrygo é chapa quente" cantava o torcedor santista antes do jogo. E parece que ele antevia uma performance digna do menino da Vila. O "rayo" foi eleito o melhor jogador em campo pelo patrocinador da competição.

O Peixe acabou tendo um desfalque no ataque. Sasha com um entorse de tornozelo, no sábado (21), diante do Bahia, deu vaga a Copete, que reapareceu no time e ao contrário das últimas vezes, ele não decepcionou. O alvinegro que novamente tinha dificuldade de propor jogo, curiosamente, marcou seu primeiro gol num contra-ataque. E foi o colombiano que fez lindo lançamento a Gabriel Barbosa que quebrou um jejum de oito jogos sem balançar as redes adversárias e abriu o placar.

Daí em diante foi um passeio. Os argentinos não viram a cor da bola. Nem com o "bruxo" contratado pelo Estudiantes, presente na Vila, deu jeito. Quem também estava no templo sagrado que estava com uma atmosfera maravilhosa foi o ex-atacante Jairzinho, o furacão da Copa de 70, pai do técnico Jair Ventura que acompanhou a partida de um dos camarotes térreos.

Na segunda etapa, logo aos quatro minutos, Rodrygo, o nome da partida, deixou o marcador para trás que o parou com falta. Na cobrança, Lucas Veríssimo se antecipou e marcou o segundo gol. Fatura liquidada.

Ainda deu tempo para o "crioulo" da camisa 43 (passou da hora do menino tirar esse número) quase marcar um golaço e novamente pela décima vez consecutiva, deixar o gramado e não completar 90 minutos em campo. Os mais de 10 mil pagantes ficaram de pé e aplaudiram o menino ser substituído por Vitor Bueno.

O Santos só volta a campo na próxima terça-feira (1), novamente pela Copa Libertadores da América. O time enfrenta o Nacional-URU em Montevidéu. Bruno Henrique com estiramento cumpre sua última partida de suspensão na competição. Pelo Brasileiro, o jogo com o Vasco foi adiado para 16 de Julho em razão dos cruz-maltinos jogarem nesta quinta e o Peixe no começo da próxima semana, o que inviabilizou o enfrentamento entre as equipes no fim de semana.

O Peixe teve dificuldade de propor o jogo, mas não sofreu. A qualidade técnica sofrível do adversário contribuiu, mas o segundo tempo do time de Jair Ventura foi interessante e merece elogios. Para não dizer que não falei das flores, a dificuldade de criação vista na etapa inicial, me preocupa bastante. Contra um adversário mais forte, pode ser fatal.

E sobre o Rodrygo, 17 anos, melhor jogador do Santos em uma partida da Libertadores da América. Imagina esse "rayo" daqui a três anos como profissional, o que ele será capaz de fazer?

FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 0 ESTUDIANTES

Estádio da Vila Belmiro, Santos (SP)

Árbitro: Eber Aquino (FIFA/PAR)
Público/renda: 10.969 pagantes/R$ 409.460,00
Cartões amarelos: Alison (SFC), Lattanzio, Braña, Campi e Dubarbier (EST)
Gols: Gabriel (43'/1ºT) (1-0) E Lucas Veríssimo (4'/2ºT) (2-0)
SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Cittadini (Renato, aos 25'/2ºT) e Jean Mota; Rodrygo (Vitor Bueno, aos 35'/2ºT), Copete (Arthur, aos 29'/2ºT) e Gabriel. Técnico: Jair Ventura.
ESTUDIANTES: Andújar; Facundo Sánchez, Schunke, Desábato e Campi; Braña, Lucas Rodríguez (Manga Escobar, aos 23'/2º), Iván Gómez (Gastón Giménez, aos 15'/2ºT) e Dubarbier (Lattanzio, aos 15'/2ºT); Otero e Melano. Técnico: Lucas Bernardi.

Dodô coloca a bola entre as pernas de Desábato.
NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Quase não trabalhou. Expectador de luxo. -6,5
Daniel Guedes: Bem no apoio. O Estudiantes não atacava e o ala avançou bastante. - 7,0
Lucas Veríssimo: Cometeu algumas faltas desnecessárias no começo da partida. Vive ótimo momento, seguro, ainda se aventurou no ataque e marcou de cabeça. - 7,0
David Braz: Como sempre me diz o meu parceiro de futebol, o empresário Alan Otácilio, "aquele feijão com arroz bem temperado". Não inventou e fez o simples. - 6,0
Dodô: Dono de uma habilidade rara, tomou conta da posição. Desfilou e deu até "rolinho" - 7,0
Alison: Tomou um cartão cedo em uma falta desnecessária. Aquela transpiração de sempre e reconhecida pelo torcedor alvinegro. - 6,0
Cittadini: Não apareceu tanto para triangular e fazer o "jogo apoiado" que o treinador Jair Ventura fala tanto. - 6,0
(Renato): Manteve o bom toque de bola a frente da zaga. - 6,0
Jean Mota: Dificuldades de armar o jogo no primeiro tempo. Na segunda etapa, o futebol do camisa 3 melhorou, sobretudo, quando dobra com Dodô na ala esquerda. Bela cobrança de falta na assistência no gol de Veríssimo. - 6,5
Rodrygo: Muito recurso. Sem medo de encarar a marcação. Quase marca um gol maravilhoso. Foi substituído pela 10a. vez seguida. Minutos antes, levou um chute na boca do estômago e vomitou bastante. O "rayo" acabou com a defesa portenha. Faltou apenas o seu gol. O melhor do jogo. - 8,0
(Vitor Bueno): Jogou apenas 10 minutos. - SEM NOTA
Copete:  A disciplina tática de sempre. Deu maravilhoso lançamento para o gol de Gabriel. Precisava de uma atuação desse nível para recuperar a confiança. - 7,0
(Arthur): Jogou apenas 15 minutos, além dos acréscimos. Pouco tempo. - SEM NOTA
Gabriel Barbosa: Se movimentou bastante e teve frieza para concluir o belo lançamento no primeiro gol. Saiu do jejum de oito jogos sem marcar. - 7,0
Técnico: Jair Ventura: Acertou em apostar no esforçado e útil taticamente Copete. Ainda não consegue fazer com que o Santos se imponha, quando tem de propor o jogo. - 6,5

strutura.com.br







Leia Mais »

PH GANSO SÓ SE RESCINDIR COM O SEVILLA E SALÁRIO MENOR

Publicado às 13h15 desta terça-feira, 24 de abril de 2018.
Sem um meia coordenador de jogadas, surgiu novamente nos bastidores do Santos, o nome de PH Ganso. O Blog do ADEMIR QUINTINO ouviu respostas idênticas de um funcionário do clube e um membro do Comitê de Gestão, na manhã desta terça-feira (24) sobre o jogador. Ambos foram taxativos, garantiram que o clube não procurou os espanhóis do Sevilla, dono dos direitos econômicos do meio-campista reveladeto na Vila, afirmaram que empresários oferecem o seu futebol e por fim, que o Santos poderá (no condicional mesmo) conversar com o staff do paraense, somente quando, e se, o atleta rescindir o contrato com o time da Andaluzia e com valores bem menores do que os 170 mil euros (aproximadamente R$ 680 mil) mensais atualmente

Os espanhóis rechaçam a possibilidade de abrir mão do meia sem recuperar ao menos 70% do investimento de 10 milhões de euros (R$ 40 milhões) quando o trouxe para a Europa.

Atualmente o maior salário do alvinegro é de R$ 350 mil reais (Nos R$ 600 mil pagos a Gabriel Barbosa estão inclusos as parcelas do empréstimo).

PH Ganso tem 28 anos e desabrochou para o futebol em 2010. Em 2012, deixou a Vila e se transferiu para o São Paulo, onde ficou até 2016 . Ele tem contrato com o Sevilha até 2021.

O Santos tem um baixo fluxo no caixa para poder contratar e não dispõe de valores para realizar negócios que envolvam números altos. Tanto que dos três reforços que chegaram para a temporada - Sasha, Dodô e Gabriel Barbosa, todos vieram por empréstimo. O primeiro dos três citados foi adquirido em definitivo, na semana passada, porém, em troca pelo ala Zeca.

PH Ganso não foi inscrito na Champions League pelo Sevilha. Realizou apenas 27 jogos desde que chegou no meio da temporada de 2016. Marcou sete gols e deu três assistências.

Copete não vai para o Vitória-BA.
COPETE, POR ENQUANTO, FICA

O Comitê de Gestão que administra o Santos vetou a ida do atacante Copete para o Vitória.


Apesar de Copete ter perdido espaço no time titular, o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que o treinador também pediu ao CG que mantivesse-o no time e não emprestasse o jogador que já interessou ao Atlético-MG.


DIOGO VITOR NO BANCO?

O meio-campista Diogo Vitor deve ser a novidade do Peixe entre os sete reservas na noite desta terça-feira (24), diante do Estudiantes_ARG. 

O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que o jogador passou por um procedimento da retirada de um dente do siso, na semana passada, que o impediu de viajar e ficar à disposição do jogo diante do Bahia.

Nesta terça-feira (24), pela manhã, o meia-atacante foi reavaliado pelo Dr. Caio Capitani, cirurgião dentista especilista em odontologia do esporte.

O Blog tentou manter contato com o profissional odontológico para ter a confirmação do atendimento, mas até a publicação desse texto, não obteve resposta.

strutura.com.br

Leia Mais »

EM BUSCA DA CLASSIFICAÇÃO ANTECIPADA

Publicado às 21h30 desta segunda-feira, 23 de abril de 2018.
Nesta terça-feira (24), às 21h30, na Vila Belmiro, o Santos volta a campo, porém, pela Copa Libertadores da América. Líder do grupo 6 com seis pontos, o Peixe praticamente encaminha e a sua classificação a próxima fase da competição continental se conseguir os três pontos. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, Jair Ventura vai manter o mesmo time que perdeu no sábado (21) para o Bahia pelo Campeonato Brasileiro.

O atacante Bruno Henrique que pegou gancho de cinco jogos na Libertadores, após dar uma cusparada em um adversário no duelo diante do Barcelona de Guayaquil, na edição passada é desfalque certo. Além disso, o jogador teve diagnosticado um estiramento na coxa esquerda. A informação foi publicado primeiramente pelo Globo Esporte.com e confirmada pelo Blog no fim da manhã desta segunda-feira (23). O camisa 11 que retornou aos gramados após 94 dias ausentes, deve desfalcar a equipe por pelo menos três semanas. Ele também não poderia atuar, mesmo que tivesse condições,  na próxima terça-feira (1), diante do Nacional-URU, em Montevidéu. Será a última partida de punição do atacante.

Sendo assim, a trinca de atacantes com Sasha, Gabriel Barbosa que não marca gols há oito jogos e Rodrygo, está mantida. Na armação, Jean Mota deve ser confirmado na armação e no auxílio da marcação pela ala esquerda, quando Dodô avança no apoio.

Uma vitória diante dos argentinos que trouxeram até um "bruxo" para retornar com pontos na "bagagem" no retorno a Buenos Aires, vai fazer com que o alvinegro coloque cinco pontos de diferença para o rival da chave. No momento, o grupo tem o Estudiantes-ARG e o Real Garcilaso-PER com quatro pontos e o Nacional-URU com dois.

Até o fim da tarde desta segunda-feira, quase 8 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. São 16 mil à disposição, entretanto 4 mil são destinados aos proprietários de cadeiras cativas e convidados da entidade responsável pela competição. Os portões 1,2 e 25 (Conmebol) estão com os bilhetes esgotados.

O Santos vai a campo em busca da sua terceira vitória, na sua quarta partida na Libertadores em 2018 com Vanderlei, Daniel Guedes, David Braz, Lucas Veríssimo e Dodô; Alison, Cittadini e Jean Mota; Sasha, Gabriel Barbosa e o "rayo" Rodrygo (foto).


strutura.com.br
Leia Mais »

DERROTA NO ÚLTIMO MINUTO

Publicado às 19h20 deste sábado, 21 de abril de 2018.
Na volta do atacante Bruno Henrique aos gramados, após três meses, o Peixe saiu derrotado da Arena Fonte Nova. Aos 49 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio, o Bahia marcou o único gol da partida e venceu o Santos por 1 a 0, na tarde deste sábado (21), em jogo da segunda rodada do Brasileirão.

O alvinegro foi a campo com a mesma formação do jogo anterior. Nos primeiros 30 minutos de partida, os donos da casa alugaram o meio-campo e parecia ataque contra a defesa. A única exceção era o "crioulo" Rodrygo que puxou alguns contragolpes e fazia a retaguarda baiana parar o camisa 43 com faltas. Nos últimos 10 minutos da etapa inicial, o time santista conseguiu igualar o jogo e não sofreu tanto. O menino de 17 anos, quase marcou um gol, mas houve desvio do defensor.

Na etapa complementar, o panorama mudou sensivelmente. O Santos continuou não agredindo, mas parou de sofrer. O time da Vila teve uma ótima oportunidade antes dos 30 minutos do segundo tempo. Rodrygo recebeu a bola, mas ficou sem ângulo. O "rayo" demorou para finalizar e rolou para Sasha. O gaúcho também levou um tempo maior do que normal para concluir e a chance foi desperdiçada. 

O comandante santista finalmente colocou Bruno Henrique em campo há 17 minutos do fim. Ao contrário dos oito jogos anteriores que Rodrygo foi substituído, na tarde deste sábado, ele não demonstrava cansaço e era o melhor atleta santista em campo. Errou o treinador. Fica a sensação que Gabriel Barbosa tem salvo conduto e não pode deixar o time. O camisa 10 tem ótimo poder de finalização, mas não vem bem há algum tempo. A alteração mais sensata era a saída do jogador da Inter de Milão e Sasha para atuar espetado entre os zagueiros, mas Jair preferiu tirar o "menino". 

Alguns e escrevo esse post antes da entrevista coletiva do treinador, vão dizer que ele acertou ao retirar o "rayo" em razão do jogo de terça-feira (24) contra o Estudiantes-ARG pela Libertadores. Porém, sem ficar em cima do muro, eu discordo. Restavam 15 minutos e com o menino talentoso em campo, as chances de voltar com os três pontos na bagagem eram bem maiores. O lateral-direito do Bahia, Nino Paraíba já tinha até cartão amarelo.

O Bahia que merecia ter ido para o intervalo com a vantagem parcial, pouco fez nos 45 minutos finais, mas achou o gol na bola parada, no último lance do jogo.

Valeu pela volta do Bruno Henrique aos gramados. Visivelmente sem ritmo, em razão da ausência de quase 100 dias sem jogar, vai precisar de uma sequência. A mesma com que ele oscilou, assim que retornou da Alemanha para o Brasil, quando contrato pelo Peixe.

Por falar em oscilação, apesar de ser apenas a segunda rodada da competição é que acredito que o time lutará apenas por Libertadores e não pelo título. Com o esquema reativo e atletas que vão ganhando minutagem para amadurecer, impossibilitam o Peixe de ter uma constante regularidade que o campeonato precisa para quem briga pelo título.

Na próxima terça-feira (24) na Vila, pela competição continental, uma vitória assegura a classificação antecipada do Santos a próxima fase. 

Pelo Brasileiro, o Peixe só joga dia 6 do mês que vem, diante do Grêmio, fora de casa. A partida diante do Vasco, da próxima rodada, será realizada dia 16 de julho, ou seja, somente após a Copa do Mundo da Rússia.



FICHA TÉCNICA
BAHIA 1x0 SANTOS
Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Cláudio Francisco Lima (SE) 
Público e renda: 15.875 pagantes/ R$ 317.748,00 
Cartões amarelos: Cittadini (12'/1°T), Nino Paraíba (31'/1°T), Douglas (38'/1°T), David Braz (38'/1°T), Dodô (25'/2°T), Régis (44'/2°T), Marco Antônio (49'/2°T)
GOL: Júnior Brumado (48'/2°T) (1-0)
BAHIA: Douglas, Nino Paraiba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo Pelé; Gregore, Elton, Vinícius (Régis, aos 22'2ºT), Zé Rafael (Allione, aos 34'2ºT), Marco Antônio (Júnior Brumado, aos 32'2ºT) e Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.
SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison; Cittadini (Pituca, aos 33'2ºT), e Jean Mota, Sasha (Arthur, aos 38'2ºT) Rodrygo (Bruno Henrique, aos 28'2ºT) e  Gabriel Barbosa. Técnico: Jair Ventura.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: Sem culpa no gol. Fez uma defesa difícil no primeiro tempo. - 6,5
Daniel Guedes: Sofreu com os contantes apoios de Léo Pelé. Não apoiou tanto como de costume. -  5,0
Lucas Veríssimo: Fazia ótima partida. Mas também foi envolvido no gol. - 5,5
David Braz: Tomou um cartão injustamente e teve que se controlar nas divididas. Não comprometeu. - 5,0
Dodô: Trocou passes e começa a criar uma bela dupla na troca de passes com Rodrygo. - 6,0
Alison: Bem na marcação. Teve que auxiliar Daniel Guedes nos contantes apoios de Léo Pelé. - 6,0
Cittadini: Ainda readquiri ritmo, mas fazia uma partida interessante. Foi substituído. - 5,5
(Pituca): Entrou no final da partida para dar mais oxigênio na marcação.
Jean Mota: Alternou bons e momentos discretos na partida. Em algumas momentos foi "secretário" da ala esquerda quando Dodô avançava. - 5,0
Sasha: Dos últimos jogos foi o que teve atuação mais discreto. No primeiro tempo estava sem função, pois o Peixe não atacava pelo seu lado e Léo Pelé avançava, mas quem ia na marcação era Alison. - 5,5
(Arthur): Entrou dar velocidade pela extrema. Jogou pouco tempo. - SEM NOTA
Rodrygo: O melhor do time. Não deveria ter sido substituído pelo nono jogo seguido. Antes de pensar no próximo jogo, tem de terminar o que está em ação. Teve duas chances para marcar. A primeira, houve o desvio do defensor. a do segundo tempo, demorou para tomar a decisão. - 6,5
(Bruno Henrique): Jogou 21 minutos. Dezessete do tempo normal, além de mais quatro de acréscimo. Vai precisar de alguns jogos para recuperar sua melhor forma, mas indubitavelmente ainda é e em curto espaço de tempo, vai demonstrar que ainda segue sendo a grande referência técnica do ataque. Infelizmente, estava no lance do gol após escanteio rasteiro. - 5,0
Gabriel Barbosa: Não é diferenciado tecnicamente como alguns chegaram a achar, mas tem qualidade na finalização no último terço do gramado. Entretanto, vive péssima fase e completou o oitavo jogo sem marcar gol. Deveria ter sido substituído. Errou quase tudo que tentou. - 5,0
Técnico: Jair Ventura: O meio-campo sofre de qualidade na criação. Apesar de não ser a solução e não resolveria todos os problemas, não compreendo porque Vecchio, que tem bom passe e cadencia o jogo, nunca mais jogou um minuto sequer desde que deixou a titularidade. Nos primeiros 45 minutos, quando o Peixe foi bastante agredido poderia dar esse ritmo mais lento. Porém, o principal foi a saída de Rodrygo. Era o melhor em campo. Sou sabedor de que o menino ainda não jogou 90 minutos em sua carreira. mas nesta tarde, não senti, ao contrário de outros jogos, a necessidade de sua saída, nem mesmo com um jogo e uma viagem nas próximas 72 horas. Não quero crer que falta coragem ao treinador para não sacar Gabriel Barbosa que não vive boa fase. - 4,0


strutura.com.br






Leia Mais »

SEGURA A TEMPESTADE

Publicado ás 12h45 desta serxta-feira, 20 de abril de 2018.
E tudo se confirmou. Bruno Henrique embarca com a delegação a Salvador e deve ficar no banco de reservas diante do Bahia, neste sábado (21), às 16h, na Arena Fonte Nova em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador não atua desde 17 de janeiro, quando levou uma bolada em um dos olhos, na estreia do time na temporada, diante do Linense, pelo Paulistão.

Na noite desta quinta-feira (19), o Blog do ADEMIR QUINTINO publicou que o atleta voltaria a ficar a disposição de Jair Ventura para a rodada deste fim de semana. O comentarista do Mais 90 do Esporte Interativo, Ricardo Martins deu a informação do retorno do "trovão da Vila" na sexta-feira (13) passada, durante o programa, na mesma data que o camisa 11 retornou de Frankfurt, na Alemanha, ao lado do chefe do departamento médico, Dr. Jorge Merouço.

A dupla, Bruno Henrique e Dr.Merouço esteve junta na manhã desta sexta-feira (20) em entrevista coletiva no CT Rei Pelé. Coube ao próprio atacante, confirmar o seu retorno ao gramado, após quase 100 dias:
"Fiquei com medo (de correr o risco de não voltar a jogar), mas estou feliz por estar de volta. Vou ser relacionado e isso não tem preço. Por tudo que eu passei,Deus me abençoou. Agora é dar andamento” disse o velocista.
O "rayo" Rodrygo permance como titular na Bahia.
Pelo que o Blog apurou, Bruno Henrique não começará como titular. Ventura deve repetir a mesma escalação da estréia diante do Cerará com Sasha, Gabriel Barbosa e Rodrygo na frente. Mas em curto espaço de tempo, (Bruno ainda cumpre mais dois jogos de suspensão na Libertadores, o comandante técnico terá de retirar um dos três (ou recuar um deles) para a volta da referência no ataque santista.
"Eu não queria ser o Jair. Essa bomba está nas mãos dele. O Rodrygo que é uma promessa, chamou a responsabilidade ali no meu lugar. Fico feliz pela fase dele. O Santos terá muito a ganhar com a minha volta."
Por falar em Rodrygo e Bruno Henrique, ambos só atuaram juntos uma única vez. Foi na despedida do Peixe no Campeonato Brasileiro, ano passado, durante 24 minutos. O "rayo" entrou em campo aos 21 minutos do segundo tempo. Na estréia do "crioulo" , em 4 de novembro, diante do Atlético Mineiro, Rodrygo entrou nos minutos finais do jogo justamente na vaga de Bruno Henrique.

O Santos deve começar a partida com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Cittadini e Jean Mota; Sasha, Gabriel Barbosa e Rodrygo.

LUVERDENSE NA COPA DO BRASIL 

A CBF realizou sorteio na manhã desta sexta-feira (20) para definir os confrontos das oitavas de finais da Copa do Brasil. Nos dias 9 e 16 de Maio, o Peixe enfrentará o Luverdense-MT.

strutura.com.br

Leia Mais »

BRUNO HENRIQUE PRONTO PARA VIAJAR A BAHIA

Publicado ás 19h50 desta quinta-feira, 19 de abril de 2018.
Afastado dos gramados desde a estréia do time na temporada, em 17 de janeiro, o atacante Bruno Henrique pode e deve ser confirmado nesta sexta-feira (20), como um dos jogadores que viajam com a delegação santista para Salvador. Se ele será titular? Aí é outra história e cabe a Jair Ventura, técnico do Santos. 

Neste sábado (21), às 16h, o Peixe enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro e pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, o jogador está pronto para ficar à disposição do técnico. 

Maior referência do setor ofensiva, a volta do "Papa-Léguas" da Vila vai dar um ganho significativo a um dos setores mais fortes do alvinegro praiano. 

Antes do embarque da delegação santista a primeira capital do país, o camisa 11 alvinegro vai dar uma entrevista coletiva ao lado do médico Jorge Merouço. Na última semana, ambos estiveram na Alemanha para que os oftalmologistas daquele país, analisassem o caso do atleta que levou uma bolada no olho e não atua há três meses.

Em 54 partidas com o manto alvinegro, Bruno Henrique marcou 18 gols pelo Peixe.  O atleta desde que retornou do velho continente, tem treinado normalmente com seus companheiros.

strutura.com.br
Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by