FOTO CAPA

VITÓRIA MAIS QUE GOSTOSA

Postado às 22h30 deste domingo, 19 de outubro de 2014.
O Santos segue firme na sua recuperação no Campeonato Brasileiro. Nos últimos sete jogos, o alvinegro venceu seis (cinco na competição de pontos corridos) e não tomou conhecimento do Palmeiras e sua torcida, no estádio do Pacaembu. Resultado: 3 a 1 para o Peixe em um show de Lucas Lima.

O treinador Enderson Moreira, ao contrário do fim de semana passado quando errou na escalação contra o Criciúma,  foi extremamente feliz. Ele postou o Santos atrás da bola e confirmou o trio velocista no ataque com Geuvânio, Gabriel e Robinho que retornava após servir a seleção brasileira. 

No começo da partida, o Palmeiras se mandou para o ataque e tinha a maior posse de bola. Porém, o Santos tentava encaixar o contra-ataque. No fim da primeira etapa, Lucas Lima, no melhor estilo Gérson na Copa de 70 e após um lindo lançamento de 40 jardas encontrou Geuvânio que ganhou na velocidade de Lúcio e abriu o marcador pro alvinegro - 1 a 0. Três minutos depois, Mena foi a linha de fundo e em um replay do primeiro gol santista contra o Botafogo-RJ na quinta-feira passada, Gabriel se antecipou aos zagueiros e ampliou o placar - 2 a 0. Era a vitória da objetividade, da eficiência e do melhor time em campo.

Veio a segunda etapa. E o panorama não mudou. Cinco toques. Aranha, Mena, Robinho, Geuvânio e Gabriel aumentava para 3 a 0 logo aos três minutos. Daí em diante, o Peixe administrou o resultado. Enderson Moreira tirou o mehor coordenador de jogadas do Campeonato Brasileiro (Tem alguém melhor que Lucas Lima nesse quesito, nos últimos meses?) a fim de poupá-lo para o confronto importante contra o Fluminense, na próxima quarta-feira (22) no estádio da Vila Belmiro. 

Depois, o calor desumano e o fato de ter jogado há menos de 63 horas atrás, fizeram um estrago no time santista. Tenho dúvidas se alguns titulares terão condiçoes de jogo no meio de semana contra os cariocas. Na saída do Pacaembu conversei com dois deles na escadaria e um me disse que dificilmente jogará. O Palmeiras se aproveitou e diminuiu o placar para 3 a 1. Mas já era tarde. O Santos manteve o tabu sobre o rival (sete jogos sem derrotas, a última foi em 6 de fevereiro de 2012), Valdívia segue sem vencer Robinho (aumentou para seis jogos) e o sonho de se aproximar do G-4 ainda vive.

Por escrever em desgaste, se tem um profissional que merece destaque é o preparador físico Marco Alejandro que foi efetivado como o principal da função, após a saída de Ricardo Rosas que foi trabalhar com Neymar na Espanha. Alejandro trabalha no clube há mais de duas décadas e está há 10 partidas a frente da preparação física santista. O time está voando e as câimbras vistas em alguns jogadores no fim do clássico, são pelo desgaste e esgotamento do péssimo calendário do futebol nacional.

Quarta-feira, às 22 horas, na Vila Belmiro o glorioso volta a campo contra o Fluminense. Cicinho fica à disposição, O lateral cumpriu suspensão automática nesse fim de semana. Em compensação, Alison, recebeu o terceiro cartão amarelo no Pacaembu e desfalca o time no reencontro com Cícero. O Peixe pulou para a sétima colocação agora com 45 pontos e permanece com os mesmos cinco de diferença para o último do G-4, o Atlético-MG que tem 50.   

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 3 SANTOS
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 19/10/2014 – 16h
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Público/renda: 33.034 pagantes/R$ 702.450,00
Cartões amarelos: Henrique, Valdivia e Wesley (PAL); Alison, David Braz, Geuvânio, Mena e Robinho (SAN)
GOLS: Geuvânio aos 38'/1°T (0-1), Gabriel aos 41'/2ºT (0-2), Gabriel aos 3'/2ºT (0-3) e Henrique aos 41'/2ºT (1-3)
PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Lúcio, Tobio e Juninho (Leandro, intervalo); Marcelo Oliveira, Victor Luis, Wesley (Mazinho, aos 28'/2ºT) e Valdivia; Cristaldo (Mouche, aos 11'/2ºT) e Henrique. Técnico: Dorival Júnior.
SANTOS: Aranha; Victor Ferraz, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison (Souza, aos 27'/2ºT), Arouca e Lucas Lima (Renato, aos 10'/2ºT); Geuvânio, Gabriel (Rildo, aos 22'/2ºT) e Robinho. Técnico: Enderson Moreira.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Pouco exigido pelo ataque palmeirense. No fim do jogo fez uma defesa sensacional no chute do argentino Mouche. - 6,5
Victor Ferraz: Característica totalmente distinta de Cicinho. O ex-jogador do Coritiba se fixou na defesa e deu condições para Geuvânio flutuar pela direita do ataque. - 6,0
Edu Dracena: Perdeu uma bola para Valdívia no início do clássico que por pouco não deu condições de o rival abrir o marcador. Depois disso, uma atuação muito segura - 6,0
David Braz: Manteve o bom futebol dos últimos jogos.  Não conseguiu reeditar os gols que sempre marca no Pacaembu. Sofreu um pouco com os avanços de Wesley pelo seu setor - 6,0
Mena: A exemplo de Braz sofreu com a velocidade de Wesley pelo seu setor no primeiro tempo. Ótima assistência no gol de Gabriel - 6,5
Alison: O "pitbull" foi quem roubou a bola para o lançamento de Lucas Lima no primeiro gol santista. Precisa melhorar o passe. Na marcação, seu ponto forte, novamente teve atuação satisfatória - 6,0
(Souza): Não teve o mesmo poder de marcação do seu antecessor e ainda errou alguns passes - 5,5
Arouca: Precisa descansar. Ele está totalmente esgotado. Sentiu câimbras no fim da partida. Durante a partida, um mostro, como de costume. Roubou bolas e até apareceu no ataque. Perdeu a chance de ampliar a goleada - 7,0
Lucas Lima: Como foi boa a saída de Cícero do Santos em todos os sentidos. Com a ida do meia para o Fluminense, Lucas Lima amadureceu e hoje não é exagero que merece ser olhado com carinho até para a seleção brasileira. Ditou o ritmo. Visão periférica de jogo maravilhosa, velocidade na condução da bola e até lançamentos precisos. Quem foi ao Pacaembu lamentou quando ele saiu. O dono do jogo - 8,0 
(Renato): Não tem a mesma característica de Lucas Lima. Tem ótimo passe - 5,5
Geuvânio: Deu dó do zagueiro Lúcio no gol que ele marcou. Foram pra bola juntos e o defenser ficou anos -luz atrás. Também deu a assistência para o último gol santista - 7,0 
Gabriel: Matador. Tem um senso de colocação na área muito bom. Precisava recuperar a confiança e conseguiu. Artilheiro do time na temporada - 7,5
(Rildo): Tentou dar velocidade pelo lado-esquerdo, mas quando entrou o jogo tava decidido - 5,5
Robinho: Visivelmente desgastado com o fuso horário na volta da seleção brasileira, a falta de uma pré-temporada e o forte calor. A parte física comprometeu o ótimo futebol do "pedalada" que não brilhou, mas ainda assim participou do último gol do Peixe - 5,5 
Técnico: Enderson Moreira: Os números são irrefutáveis. Em 13 jogos são nove vitórias, um empate e apenas três derrotas. O time sob seu comando jogou mal apenas uma vez, semana passada em Criciúma. Responsável por recuperar o futebol de Geuvânio - 7,5


Modesto Roma da Santos Gigante
Eleições

Nesta segunda-feira (20) , às 19h30 no Clube XV em Santos, acontece o lançamento oficial de mais uma chapa oposicionista a presidência do Santos. Modesto Roma Júnior, da Santos Gigante é candidato na eleição marcada para o dia 06 de dezembro.

Já a Terceira Via santista confirmou no último sábado (19), o nome de Orlando Rollo como candidato em assembléia. Vagner Lombardi da Resgate Santista, será o seu vice. 

Fernando Silva do Mar Branco (ainda não definiu seu vice) e José Carlos Peres  da Santos Vivo ( vice-  Antonio Carlos Cavaco) já fizeram o lançamento de suas candidaturas, respectivamente. 

Nabil Khasnadar da Avança Santos
O último que ainda não realizou oficialmente o lançamento foi Nabil Khasnadar, da Avança Santos. Isso deve ocorrer ainda esta semana. Curiosamente, apesar de ser candidato da Eu sou Santos (ESS) que dá sustentação a atual administração é o único dos candidatos que nunca exerceu função diretiva no clube. O vice de Nabil é o atual vice-presidente do Conselho Deliberativo do Santos - Carlos Fonseca Filho.

                                          

Leia Mais »

ROBINHO VOLTA E ARANHA É RELACIONADO

Postado às 17h07 deste sábado, 18 de outubro de 2014.
O técnico Enderson Moreira não revelou qual a formação santista que começará o clássico contra o Palmeiras, neste domingo (19), no estádio do Pacaembu, às 16h00, pelo Campeonato Brasileiro. Na véspera do duelo, o treinador deu um rachão no CT Rei Pelé, antes do embarque da delegação para o regime de concentração. Cicinho está suspenso e dá vaga a Victor Ferraz na lateral-direita. Robinho retorna e Aranha, relacionado, deve jogar após quase um mês fora da equipe.

Após servir à Seleção Brasileira, o "pedalada" está de volta. Ele foi ausência no time santista na vitória contra o Bahia por 1 a 0 no dia 9 e na derrota para o Criciúma por 3 a 0 no dia 12, além de ter cumprido suspensão contra o Botafogo-RJ, na última quinta-feira (16) na goleada do alvinegro da vila sobre os cariocas por 5 a 0 pela Copa do Brasil. 
Nosso estilo de jogo é de toque de bola e muita velocidade. Temos jogadores leves e rápidos. Geuvânio, eu, Gabriel, Lucas. Todos são rápidos. A única maneira da gente vencer o adversário é com muita movimentação no ataque. E é isso que vamos procurar fazer. Colocar velocidade e envolver”, comentou o atacante dando pistas de que Leandro Damião possa mais uma vez ficar no banco de suplentes.
O goleiro Aranha voltou a treinar esta semana e participou de cinco atividades. Ele sofreu uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, contra o Figueirense-SC e desfalcou o Santos nas últimas cinco partidas, quando foi substituído por Vladimir. O comandante técnico não tem por hábito revelar os relacionados, porém, a informação que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou é a de que o camisa 1 foi relacionado e com isso, deve começar o clássico. Ele não atua desde 25 de setembro, na derrota do Peixe para o Atlético-MG por 3 a 2, na Arena Independência em Belo Horizonte.

Será a décima-terceira partida do Santos sob o comando de Enderson Moreira (8 vitórias, 1 empate e 3 derrotas) e jamais o treinador santista repetiu a mesma formação. Ele já utilizou 26 jogadores do elenco. 

O provável Santos que deve ir a campo será de Aranha; Victor Ferraz, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvâmio, Gabriel (Leandro Damião) e Robinho.

O Peixe está a cinco pontos do Atlético-MG (o último do G-4) com 42 pontos.



"1955 - O Começo"

Nesta sexta-feira (17), estive no Memorial das Conquistas no estádio da Vila Belmiro, a fim de prestigiar o escritor Guilherme Guarche que fez o lançamento da obra "1955 - O Começo". 

A obra retrata a conquista do estadual daquele ano, o segundo da história do Peixe. Mais do que um simples título em uma galeria inesgotável de taças, a conquista foi um marco na história do clube e do futebol brasileiro. Começava ali, o nascimento da geração mais vencedora do futebol mundial em todos os tempos.

O escritor conta neste livro, a trajetória da campanha épica que encerrou um tabu de vinte anos sem títulos estaduais.

Muitos craques do passado fizeram questão de estar presentes e cumprimentar Guarche. Entre eles Pepe, Clodoaldo, Lima, Negreiros, além  do membro do Comitê de Gestão - Thiers Fleming e do vice-presidente do Conselho Deliberativo do clube - Carlos Henrique da Fonseca Filho.

                                          
Leia Mais »

PEIXE DECIDE SEMIFINAL EM CASA

Postado ás 14h13 desta sexta-feira, 17 de outubro de 2014.
As datas e a ordem do mando de campo dos confrontos  das semifinais da Copa do Brasil foram definidas através de sorteio na tarde desta sexta-feira (17), na sede da CBF, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O Santos enfrenta o Cruzeiro na partida de ida, fora de casa. Dia 29 de outubro, Peixe e Raposa se enfrentam em Belo Horizonte (MG) e a volta está marcada para sete dias depois (5/11) na Vila Belmiro ou Pacaembu (com maiores chances de ser no próprio da municipalidade paulistana), a critério da direção alvinegra.

Com mais 10 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e com cinco pontos distante do G-4, a dificuldade de voltar a Libertadores por parte do Peixe na competição de pontos corridos é muito maior e a Copa do Brasil virou o principal objetivo na temporada.

O craque Robinho que cumpriu suspensão contra o Botafogo-RJ, retorna ao time santista na primeira partida da semifinal e indubitavelmente o principal reforço da equipe de Enderson Moreira.

Os confrontos das semifinais da Copa do Brasil ficaram assim de acordo com o sorteio. O time da esquerda joga a primeira partida em casa:

Cruzeiro x Santos e
Flamengo x Atlético Mineiro.

                                         
Leia Mais »

ATROPELOU

Postado às 02h26 desta sexta-feira, 17 de outubro de 2014.
O Santos carimbou o seu passaporte as semifinais da Copa do Brasil ao golear o Botafogo-RJ por 5 a 0, na noite desta quinta-feira (16), no estádio do Pacaembu. Os gols contra os cariocas foram de David Braz (2), Gabriel, Lucas Lima e Geuvânio. Nos dias 29 de outubro e 5 de novembro, o alvinegro decide uma vaga na decisão contra o Cruzeiro.

O massacre começou bem cedo. Com um ataque bem mais leve (Geuvânio, Gabriel e Rildo) e com a intenção de explorar a velocidade, o Peixe liquidou a fatura em nove minutos. Aos cinco, Gabriel saiu do jejum de dez partidas ao receber cruzamento de Mena e em seguida, David Braz desviou de cabeça e o Peixe abria 2 a 0 em menos de dez minutos. 

A defesa botafoguense parecia um queijo-suíço, cheio de buracos e o time de Enderson Moreira em uma atuação de gala. Ainda deu tempo de Lucas Lima ampliar o marcador e fazer um golaço, com direito até de tirar o goleiro da jogada, e as equipes foram para o intervalo com o Bota perdendo de 3.

Na etapa complementar, o Peixe até diminuiu o ímpeto, mas ainda assim, ampliou o marcador com mais um do "artilheiro do Pacaembu" - David Braz que marcou seu segundo gol no jogo e o quinto em três jogos no próprio da municipalidade paulistana e Geuvânio fechar a humilhação em cima dos cariocas - 5 x 0.

Para quem temia que o "fantasma de 95" pudesse impossibilitar a classificação santista, errou feio. O Peixe vai atrás da sua segunda Copa do Brasil e com Robinho, sim, é perfeitamente possível conquistar a vaga na decisão e de quebra além da possibilidade de título, faturar uma vaga na Libertadores da América do ano que vem.

No próximo domingo (19), o Santos volta a campo no mesmo Pacaembu, porém como visitante e enfrenta o Palmeiras no clássico pelo Campeonato Brasileiro. Robinho que retornou da seleção brasileira deve ser a maior novidade. Aranha também pode retornar. O goleiro treinou está semana após recuperar-se de um problema muscular em uma das coxas. O lateral-direto Cicinho suspenso (recebeu o terceiro amarelo em Santa Catarina), fica de fora.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 5 X 0 BOTAFOGO-RJ
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Renda e público: R$ 358.365,00 / 13.459 pagantes / 14.865 presentes
Cartões amarelos: Matheus e Dankler (BOT)
Cartões vermelhos: Matheus (BOT)
Gols: Gabriel 5'/1ºT (1-0); David Braz 9'/1ºT (2-0); Lucas Lima 37'/1ºT (3-0); David Braz 17'/2ºT (4-0) e Geuvânio 23'/2ºT (5-0)
SANTOS: Vladimir; Cicinho, Edu Dracena (Neto 24'/2ºT), David Braz e Mena; Alison, Arouca (Alan Santos 26'/2ºT) e Lucas Lima (Renato 18'/2ºT); Geuvânio, Gabriel e Rildo - Técnico: Enderson Moreira.
BOTAFOGO-RJ: Andrey; Gabriel, Dankler, Matheus e Guilherme (Sidney 20'/2ºT); Rodrigo Souto, Bolatti e Ramírez; Wallyson (Andreazzi 24'/2ºT), Rogério e Yuri Mamute (Zeballos - intervalo) - Técnico: Vagner Mancini.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Fez uma única defesa importante em toda a partida - 6,0
Cicinho: Não tinha a quem marcar e aproveitou para se mandar ao ataque. No fim do jogo precisava ser substituído pois estava contundido, porém, o treinador já havia efetuado as três substituições - 6,5
Edu Dracena: Não foi exigido. Orientou bem seus companheiros de setor. Foi substituído e poupado para o clássico do fim de semana - 6,5
(Neto): Apareceu apenas em alguns momentos como rebatedor. A exemplo do seu antecessor, teve vida tranquila, pois o Botafogo-RJ não exigia - 6,0
David Braz: Sem ter a quem marcar, foi a área adversária e marcou dois gols em bola parada. É o "Braz do Pacaembu". Três jogos e cinco gols (dois contra o Vitória, um contra o Goiás e dois contra o Botafogo-RJ) - 7,5
Mena: Bela assistência no primeiro gol de Gabriel - 6,5
Alison: Muito bem no meio e também improvisado na lateral no lugar de Cicinho. Ótimo preparo físico - 7,0
Arouca: Um monstro. Correu o campo todo. Muitas vezes fico com a impressão de que o camisa 5 anda cansado. Ele se esgota muito. O treinador santista devia dar um descanso ao meio-campista antes dos jogos decisivos contra o Cruzeiro nas semifinais - 7,5
(Alan Santos): Jogou vinte minutos. Limitou-se a toques laterais. A partida já estava decidida. Sua entrada foi para poupar Arouca - 6,0 
Lucas Lima: Como foi boa a saída de Cícero para a evolução  do futebol do camisa 20 que não deve nada para nenhum meia do campeonato nacional. É o dono do meio-campo. Participou de três gols e ainda realizou uma pintura quando deixou o seu na rede adversária. O melhor do jogo. Sentiu uma fadiga muscular e pediu para ser substituído - 8,5
(Renato): Movimentou-se bem e se não tem a criatividade e a coordenação de jogada, deu qualidade ao passe do meio-campo santista - 6,5
Geuvânio: Liso demais. Deixou a defesa botafoguense maluca. Exagerou em alguns momentos. Vai ser importante nos jogos contra o Cruzeiro. Titular absoluto da equipe - 7,5
Gabriel: Lembrou o Gabigol do primeiro semestre. Se deslocou pelo ataque todo, abriu o marcador e pôs fim a um incômodo jejum de 10 partidas sem marcar - 7,0
Rildo: Acabou com o lateral-direito improvisado botafoguense, Gabriel. Fez um primeiro tempo muito bom. No segundo, ainda foi o responsável por provocar a expulsão de Matheus Menezes - 7,0
Técnico: Enderson Moreira: Escalou a décima-segunda formação em 12 partidas sob o comando do alvinegro. Usou 26 jogadores. Tem o elenco nas mãos. E pensar que esse mesmo Santos, nas mãos do treinador antecessor, conseguiu perder para esta mesma "porcaria" do Botafogo no primeiro turno do Brasileiro, no Rio de Janeiro. Três pontos que farão muito falta no final - 7,0

                                     

Leia Mais »

NOVIDADES PARA O DUELO DECISIVO

Postado às 18h52 desta quarta-feira, 15 de outubro de 2014.
O técnico Enderson Moreira praticamente definiu o Santos que enfrenta o Botafogo-RJ, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, nesta quinta-feira (16), às 21h30 no estádio do Pacaembu. Na última atividade realizada no CT Rei Pelé, antes da delegação começar o regime de concentração para o duelo que define o último semifinalista da competição, o comandante técnico fez quatro alterações em relação ao último jogo. Gabriel, Rildo, Mena e Alison nas vagas de Leandro Damião, Leandrinho, Caju e Souza.

Enderson Moreira continua o rodízio de jogadores, principalmente no ataque. Essa será sua décima-segunda partida a frente do Santos e jamais repetiu a mesma formação. As maiores surpresas no time titular serão o retorno do artilheiro do time na temporada, Gabriel com 16 gols para a saída de Leandro Damião e a entrada de Rildo. O treinador alvinegro demonstra que tem o grupo nas mãos. Após discutir com o camisa 31 e afastá-lo por indisciplina, após a partida contra o Figueirense e em seguida um belo banco, o jogador emprestado pela Ponte-Preta reaparece terá uma nova oportunidade de começar uma partida.

Já o lateral-esquerdo Mena e o volante Alison retornaram das Seleções chilena e brasileira olímpica (sub-21), respectivamente, e reassumem as suas posições.

Em compensação, o Peixe terá três desfalques.  O goleiro Aranha e os atacantes Thiago Ribeiro e Robinho. Os dois primeiros se recuperam de lesão (Aranha já treina e deve voltar domingo contra o Palmeiras) e o "rei das pedaladas" está suspenso. O camisa 7 foi julgado nesta quarta-feira pela expulsão na partida de ida, pelo Supremo Tribunal da Justiça Desportiva (STJD) e pegou apenas um jogo de gancho a cumprir amanhã. Caso o Peixe confirme a classificação a semifinal da competição, o ídolo santista atua normalmente e pode colaborar na tentativa alvinegra de voltar a decisão da competição nacional, assim como em 2010.

Como venceu a primeira partida, o Santos pode até perder por 1 a 0 ou 2 a 1 que ainda assim, estará na semifinal. Se o Botafogo-Rj vencer pelo mesmo placar do jogo no Rio de Janeiro (3 a 2), a decisão será nas penalidades máximas. Daí em diante, o empate classifica o time da Vila Belmiro.

Com isso, o Peixe deverá começar o confronto com o Botafogo-RJ com a seguinte formação: Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Gabriel e Rildo.

                                       
Leia Mais »

ALÍVIO

Postado às 16h48 desta quarta-feira, 15 de outubro de 2014.
O Supremo Tribunal da Justiça Desportiva (STJD) julgou e puniu o atacante Robinho do Santos com apenas um jogo de gancho. Com isso, o camisa 7 cumpre suspensão nesta quinta-feira (16), no jogo de volta contra o Botafogo-RJ, pelas quartas de final da Copa do Brasil e caso o Peixe avance a semifinal da competição,  ele atua normalmente.

O "pedalada" foi julgado em dois artigos por ter sido expulso e desrespeitou o árbitro Dewson de Freitas que carregou na súmula da vitória santista por 3 a 2 sobre o time carioca, pela partida de ida, dia 1 de outubro, no estádio do Maracanã.

O atacante santista foi penalizado com um jogo no artigo 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Ele foi julgado nos incisos I (desistir de disputar partida por simulação de contusão) e II (desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões).

Havia uma temeridade muito grande dos dirigentes e torcedores do Peixe caso o "rei do drible" levasse uma suspensão maior. O jogador é fundamental nas pretensões do alvinegro praiano na competição nacional.

                                       
Leia Mais »

SEMANA DECISIVA

Postado às 19h07 desta terça-feira, 14 de outubro de 2014.
O técnico Enderson Moreira começou a preparar o Santos para o duelo decisivo das quartas de final da Copa do Brasil nesta terça-feira (14), no CT Rei Pelé. Na quinta-feira (16), o Peixe enfrenta o Botafogo-RJ, no estádio do Pacaembu, às 21h30. Robinho suspenso é o grande desfalque. O jogador será julgado nesta quarta-feira pela expulsão na partida de ida, pelo Supremo Tribunal da Justiça Desportiva (STJD). Já o atacante Thiago Ribeiro segue no departamento médico e o goleiro Aranha treinou pela primeira vez após a contusão na coxa, porém, só deve atuar contra o Palmeiras, no fim de semana.

As novidades do treino da tarde desta terça-feira foram as presenças do camisa 1 Aranha, que trabalhou em separado com o preparador Arzul e do zagueiro Gustavo Henrique, que treinou com o grupo pela primeira vez após a ruptura no joelho direito em fevereiro. O defensor deu entrevista ao Blog nesta segunda-feira (13) e afirmou na mesma que precisa de algumas semanas para readquirir seu melhor condicionamento

Quanto a preocupação da torcida santista com o julgamento de Robinho, que acontece nesta quarta-feira (15), o Blog do Ademir Quintino manteve contato com um advogado especialista em direito desportivo e o mesmo acredita que o "pedalada" pode sim pegar dois jogos de suspensão (Ele está incluso em dois artigos e cada um deles tem pena máxima de seis jogos). Se a previsão do profissional se confirmar, o camisa 7 fica fora do primeiro jogo da semifinal da competição nacional, caso o Peixe confirme a classificação contra os cariocas.

A novidade do alvinegro no confronto contra o time da estrela solitária, onde os santistas podem perder por 1 a 0 e 2 a 1 e ainda assim, estarão na próxima fase poderá ser o retorno do volante Alison. Ele e Mena estão sendo aguardados para chegar a baixada amanhã. O primeiro estava na seleção brasileira sub-21 e o segundo estará em ação na noite desta terça-feira, onde defenderá o seu país contra os bolivianos. Como o chileno vai encarar uma viagem internacional, o treinador santista Enderson Moreira deve conversar com o camisa 15 para avaliar se tem ou não condições de ser titular no dia seguinte, em razão do desgaste físico e da viagem. Já o volante como estava no país, deve começar a partida.

A definição do time que começa o confronto no Pacaembu acontecerá nesta quarta-feira, onde no CT Rei Pelé acontece a última atividade antes do duelo decisivo.

Com isso, o Peixe deve ir a campo com Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Caju (Mena); Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Leandro Damião e Patito Rodriguez.

Vendas para Santos e Botafogo

Até o fim da tarde desta terça-feira (14), apenas 5.354 ingressos vendidos antecipados para ‪Santos‬ e Botafogo-RJ, quinta-feira, no Pacaembu.


"1955 - O começo"

Nesta sexta-feira (17), o escritor Guilherme Guarche realiza o lançamento da obra "1955 - O Começo" no Memorial das Conquistas do Santos à partir das 18h00. 

Mais do que um simples título Paulista em uma galeria inesgotável de taças, a conquista de 1955 foi um marco na história do Santos FC e do futebol brasileiro. Começava ali o nascimento da geração mais vencedora do futebol mundial.

O escritor conta em sua nova obra, a trajetória da campanha épica que encerrou um tabu de vinte anos sem títulos estaduais.

                                       
Leia Mais »

CORRIDA CONTRA O TEMPO

Postado às 13h40 desta segunda-feira, 13 de outubro de 2014.
O dia 26 de fevereiro de 2014 ficou marcado na carreira do jovem zagueiro Gustavo Henrique. E não foi de maneira positiva. Nessa data (coincidentemente, a data de aniversário deste repórter), o defensor rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito. Em seguida, realizou intervenção cirúrgica e realiza tratamento desde então.  O zagueiro de 21 anos deu entrevista exclusiva ao Blog do ADEMIR QUINTINO e falou de tudo um pouco. A recuperação, a volta e o sonho de disputar a Olimpíada de 2016. O camisa 6 já esta na fase de recuperação do condicionamento físico e em mais três a quatro semanas, aproximadamente, a disposição do técnico Enderson Moreira.

Gustavo Henrique foi ao lado de Alison, as duas revelações do clube em 2013. O zagueiro desbancou o vitorioso Durval como titular, quando o treinador era Claudinei Oliveira e realiza fisioterapia diariamente em três períodos. Ele vem sendo substituído por David Braz, que forma a dupla de zaga com o capitão Edu Dracena. Pelos profissionais jogou 38 vezes e marcou três gols.

ENTREVISTA GUSTAVO HENRIQUE

Blog do ADEMIR QUINTINO: Tem previsão da sua volta aos gramados em jogos oficiais? A sua recuperação demorou um pouco mais (era pra ter voltado no final de setembro) pois você sofreu com uma tendinite, após a recuperação da cirurgia? Está correta a minha informação?
GUSTAVO HENRIQUE: A previsão de volta vou saber à partir desta segunda-feira com mais exatidão. Preciso ganhar um condicionamento físico melhor para poder jogar novamente em alto nível. Serei introduzido aos poucos no trabalho com o grupo. Sim, você tem razão, sofri com uma tendinite, mais agora está tudo zerado. 

BAQ: Como foi esse período de recuperação. Qual foi o momento de maior sofrimento?
GH: Foram 8 meses difíceis, de ansiedade , de luta, mas agora não tem mais como voltar no passado e é daqui pra frente que eu foco. Prefiro pensar no futuro. Tudo que aconteceu serve como aprendizado, meu amadurecimento e contei durante esse período com o apoio da minha família, dos amigos e de todo o departamento médico do Santos. Desde os médicos, os fisioterapeutas que são competentes e muito dedicados.


BAQ: A dez rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e mais quatro jogos, se o Santos for a final da Copa do Brasil, ainda dá tempo de você voltar e ser titular esse ano?
GH:Sinceramente, eu ainda não pensei sobre voltar de titular. Não quero  pular ou queimar etapas. Eu tenho primeiro que pensar em voltar primeiramente bem , sem dor, confiante e depois isso é com o treinador Enderson Moreira. Porém, meu principal objetivo é voltar bem e confiante. 

BAQ: Você tem idade olímpica. As suas atuações em 2013 principalmente, quando você parou nomes consagrados do futebol brasileiro, como Ronaldinho Gaúcho na Vila, te credenciaram a disputar a competição em 2016, no Rio de Janeiro. Você chegou a ser convocado várias vezes. Ainda pensa nisso ou com a contusão você perdeu muito espaço? 
GH: Sim , ainda sonho com as olimpíadas, é um objetivo que eu estou procurando pra minha carreira, pro meu futuro. Será muito bom, mas como disse na resposta anterior, tenho que recuperar meu espaço no Santos, para depois poder ter condições e autoridade moral para pensar em voltar a seleção sub-21 e principal, por que não?


INVASÃO AO PACAEMBU

O torcedor do Peixe que quiser adquirir ingressos para o duelo decisivo entre  Santos e Botafogo-RJ, na próxima quinta-feira (16) no estádio do Pacaembu e tem dificuldade de comprar ingressos nas bilheterias, pode adquirir através deste site do ingresso fácil - http://www.ingressofacil.com.br/views/pages/DetalheEvento.aspx?id=17689&evento=SANTOS%20X%20BOTAFOGO .

Chegou a hora do torcedor do alvinegro praiano fazer a diferença e empurrar o time a semifinal da Copa do Brasil.

                                    
Leia Mais »

PENSAR NA QUINTA-FEIRA

Postado às 22h00 deste domingo, 12 de outubro de 2014.
O Santos não perdia há quatro jogos e não levava gols há três partidas. Porém, neste domingo (12), a equipe de Enderson Moreira foi presa fácil para o Criciúma (SC) e perdeu por 3 a 0, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O alvinegro não aproveitou a oportunidade de ficar a apenas dois pontos do G-4.

Se tem um estádio que o Santos não costuma se dar bem é o de Criciúma. O ano passado, perdeu na quarta rodada do Campeonato, por 3 a 1. 

O treinador santista pela 11a. vez escalou um time diferente. Enderson sacou Patito e colocou Leandrinho para jogar ao lado de Souza e Arouca no meio-campo. Com isso, alterou o esquema tático. Não deu certo.

O Peixe perdeu a partida após dois escanteios seguidos cobrados no primeiro pau, ainda no começo do primeiro tempo. A defesa, ponto forte da equipe nos últimos jogos, sofreu dois gols de bola parada para o pior ataque da competição e com isso, comprometeu o resultado.

Na etapa complementar, o treinador santista não mexeu na equipe durante o intervalo e até apresentou uma sensível melhora, porém, ineficiente nas conclusões. Após novo contra-ataque, o time da casa fechou o placar.

Sem caça as bruxas. Mesmo com a derrota, somente o Atlético-MG fez mais pontos que o Santos em nove jogos no returno . Os mineiros tem 17 e o Peixe 16. Enderson Moreira faz grande trabalho. Ele errou na escalação da equipe neste domingo? Claro que sim, porém, um fato não exclui o outro. 

O pensamento tem que ser todo positivo para o confronto de quinta-feira, às 21h30, no estádio do Pacaembu, que vale uma vaga a semifinal da Copa do Brasil contra o Botafogo-RJ. O Peixe pode perder de 1 a 0 ou 2 a 1 (venceu no Maracanã há 10 dias por 3 a 2), que ainda assim estará a quatro jogos de um título nacional e uma vaga na Libertadores da América, do ano que vem. O santista tem o dever de comparecer em um grande número e empurrar a sua equipe a classificação, mesmo sem Robinho.

Para o duelo decisivo contra os cariocas, o comandante técnico não contará com Robinho suspenso e Mena na seleção chilena. Alison, chegará na véspera da decisão após ter servido a seleção brasileira olímpica e ficara à disposição para atuar. O alvinegro da Vila permaneceu na sétima colocação ao fim da rodada e agora em vez de quatro, são cinco pontos para o G-4. 

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no fim de semana que vem e enfrenta o Palmeiras. O lateral-direito Cicinho, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do clássico, no próximo domingo (19), às 16h, também no próprio da municipalidade paulistana, porém com mando do rival.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 3 X 0 SANTOS
Árbitro: Pericles Bassols (RJ)
Público/Renda: 9.276 presentes/R$ 119.875,00
Cartões amarelos: Cleber Santana, João Vitor, Rodrigo Souza e Ronaldo Alves (CRI); Cicinho (SAN)
Gols: Joílson, aos 16'/1°T (1-0), Rodrigo Souza, aos 22'/2ºT (2-0) e Lucca, aos 15'/2ºT (3-0)
CRICIÚMA: Bruno; Eduardo, Joílson, Ronaldo Alves e Giovanni; Rodrigo Souza, João Vitor (Serginho, aos 12'/2°T) e Cleber Santana; Lucca (Ricardinho, aos 28'/2ºT), Bruno Lopes (Gustavo, aos 33'/2ºT) e Souza . Técnico: Gilmar Dal Pozzo
SANTOS: Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Caju. Arouca, Leandrinho (Renato, aos 18'/2°T), Souza e Lucas Lima (Rildo, aos 42'/2ºT); Geuvânio e Leandro Damião (Patito Rodríguez, aos 18'/2°T). Técnico: Enderson Moreira.
.


EM BREVE 

Em 2015, o BLOG DO ADEMIR QUINTINO na cobertura do Santos FC terá novidades. Ainda não é o momento para falar mais.


Aguardem!


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Posso até estar equivocado, mas fiquei com a sensação de que a bola do terceiro gol era pra ser espalmada para a linha de fundo, não para a pequena área. Sem culpa nos dois primeiros gols - 5,0
Cicinho: Levou um baile de Lucca e Giovanni Palmieri - 4,5
Edu Dracena: A defesa não sofria gols há três jogos. Esteve abaixo da sua regularidade - 5,0
David Braz: Sucumbiu com os demais do setor - 5,0
Caju: Não reeditou seu bom futebol. Não conseguiu apoiar e também sofreu para evitar os cruzamentos na área - 5,0 
Arouca: Assim como Souza, errou muitos passes. Se aventurou algumas vezes ao ataque, mas finalizar não é a sua - 5,5
Leandrinho: Não conseguiu marcar e nem melhorar a qualidade de passe do meio-campo - 5,0
(Renato): Jogou aproximadamente 30 minutos e melhorou em pouca coisa os passes no meio-campo. Apesar de vir de contusão não tem cabimento ser banco de Souza - 5,5
Souza: No primeiro tempo deu quatro passes em progressão - errou três. No segundo, errou quase todas as faltas, excessão feita a última que levou perigo - 4,0
Lucas Lima: Foi parado diversas vezes com falta, porém sem a mesma eficiência nas assistências - 6,0
(Rildo): Jogou apenas sete minutos (com os acréscimos). Um chute a gol - SEM NOTA
Geuvânio: Voltou a driblar com eficiência. Em alguns poucos momentos, prendeu a bola demais - 6,0
Leandro Damião: O centroavante não conseguiu concluir uma vez sequer com eficiência ao gol adversário - 5,0
(Patito Rodríguez): Apesar de características diferentes de Damião, também pouco produziu. A única diferença é que o argentino ainda conseguiu arrematar uma única vez contra a meta dos catarinenses - 5,0
Técnico: Enderson Moreira: Errou na escalação e deixou de consertar no intervalo. Correu o risco desnecessário de ter Cicinho expulso, pois o lateral levou o cartão amarelo cedo e sofria na cobertura pois o time de Santa Catarina explorava as suas costas. Apesar do erro desta partida faz ótimo trabalho a frente da equipe e isso não pode e nem deve ser esquecido - 5,0 

                                    
Leia Mais »

RODÍZIO OU A LA CARTE?

Postado às 20h43 deste sábado, 11 de outubro de 2014.
O Santos busca a sua quinta vitória consecutiva, a quarta no Campeonato Brasileiro, e não contará uma vez mais com o seu principal jogador, o atacante Robinho, contra o Criciúma neste domingo (12), às 18h30, em Santa Catarina, em partida válida pela 28ª rodada. Sem o "pedalada", que jogou apenas 1 minuto pela seleção brasileira em amistoso contra a Argentina neste fim de semana, o treinador que já usou 25 jogadores em 10 partidas, não deu pistas se mexerá mais uma vez na escalação, que tem tido rodízio constantes ou se pela primeira vez sob seu comando repetirá a equipe.

O treinador alvinegro jamais repetiu uma escalação, porém se não mexer no ataque, especificamente no centroavante Leandro Damião por Gabriel , pela primeira vez nas últimas dez partidas; o técnico Enderson Moreira poderá mandar a campo a mesma escalação por dois jogos seguidos. O primeiro, marcou o gol da vitória contra os baianos na última rodada, enquanto o artilheiro do time na temporada, não vive seu melhor momento.

Neste sábado (11), a delegação alvinegra deixou o Estado de São Paulo às 8 da manhã, com destino a Santa Catarina e assim que desembarcou em Florianópolis, o time chegou e foi direto treinar no campo anexo ao hotel, onde estão concentrados. A atividade realizada em um campo de dimensões menores foi apenas um rachão.

Além de Robinho servindo a Seleção Brasileira, o Peixe não contará com Alison na seleção brasileira olímpica e Mena na seleção chilena. Aranha e Thiago Ribeiro, que ainda se recuperam de lesões, completam os desfalques.

O alvinegro da Vila está a quatro pontos do G-4 e sob nova direção de Enderson Moreira venceu sete partidas, empatou uma e apenas duas derrotas. O Santos tem a melhor campanha do returno até aqui com 16 pontos ganhos (5V/1E/2D).

O provável Santos que irá a campo será de Vladimir; Cicinho, Edu Dracena (c), David Braz e Caju; Souza, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Leandro Damião (Gabriel) e Patito Rodriguez.


EM BREVE 

Em 2015, o BLOG DO ADEMIR QUINTINO na cobertura do Santos FC terá novidades. Ainda não é o momento para falar mais.

Aguardem!
                                     
                          
Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by