FOTO CAPA

HAT TRICK

Publicado às 06h50 desta terça-feira, 23 de abril de 2019.
Na premiação dos melhores do Campeonato Paulista, um jogador em especial teve uma noite diferente em sua carreira: O meio-campista Jean Mota. O camisa 41 do time da Vila está na Seleção do Campeonato, foi artilheiro da competição com 7 gols e ainda levou o terceiro troféu como craque da competição. Do Peixe, além do meia, o zagueiro Gustavo Henrique, o volante Pituca e o ala Victor Ferraz, também receberam um troféu cada um, por terem sido eleitos respectivamente, vitoriosos, em suas respectivas posições.

Mesmo ausente da decisão, o Santos, ao lado do tri-campeão SCCP dominaram a festa de premiação do Campeonato Paulista de 2019, promovida pela Federação Paulista de Futebol (FPF) que aconteceu na noite desta segunda-feira (22). O time de Itaquera, a exemplo do Peixe, também teve quatro jogadores no time do torneio: Cássio, Danilo Avelar, Junior Urso e Gustavo, o Gustagol.

O Craque do Paulistão foi escolhido através de votação entre técnicos e capitães. O meio-campista Jean Mota de 25 anos, obteve a maioria dos votos e ficou com o prêmio de Craque do campeonato.

Pituca, Ferraz, Jean Mota e Gustavo Henrique. Todos os quatro santistas na Seleção do Campeonato.
A Seleção do Paulistão ficou assim: Cássio; Victor Ferraz, Bruno Alves, Gustavo Henrique e Danilo Avelar; Diego Pituca, Junior Urso e Jean Mota; Martinelli, Gustagol e Dudu. Técnico: Antonio Carlos Zago.

O elenco do Peixe já viajou na segunda-feira (22) para o Rio de Janeiro. As exceções eram os premiados que seguiram pra a cidade maravilhosa em um jatinho fretado pela federação paulista para a capital carioca, após a festa na noite de segunda-feira (22). 

Na quarta-feira (24), o alvinegro enfrenta o Vasco, no jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. O glorioso da Vila pode perder por até um gol de diferença que estará na próxima fase, por ter vencido o jogo de ida por 2 a 0.

Leia Mais »

VEM AÍ O BRASILEIRO DE 2019. O QUE ESPERAR DO SANTOS?

Publicado às 09h desta segunda-feira, 22 de abril de 2019.
À partir do próximo domingo (28), no Sul do país, diante do Grêmio-RS, começa mais uma edição do Campeonato Brasileiro para o Santos. O Peixe jamais disputou a segunda divisão do torneio nacional e ao lado de Cruzeiro, São Paulo, Flamengo e Chapecoense formam um seleto grupo de jamais terem caído, entretanto, há uma década e meia o alvinegro da Vila Belmiro, não dá a volta olímpica. A última vez foi no longínquo ano de 2004.

O que esperar do time de Sampaoli no Brasileiro? O Santos tem uma filosofia definida pelo seu treinador. A de ter posse de bola e atacar. O time começa a criar entrosamento, mas ainda precisa de algumas peças. O camisa 9 é a maior carência. Apesar de jovens com potencial como Kaio Jorge, Yuri Alberto e Felippe Cardoso, o time da Vila necessita de uma referência de área com experiência. Fez muita falta nos quatros primeiros meses do ano.

Rodrygo deve se despedir dia 12 de Junho diante do SCCP.
Outro problema será a saída de Rodrygo. O jovem que deixou quase R$ 100 milhões nos cofres do clube, o ano passado e deixará mais outros R$ 90 milhões (relativos a segunda parcela do pagamento) está negociado com o Real Madrid e vai para a Espanha, no meio deste ano. Junto com Soteldo, tem sido o responsável de beirada de campo que tem o recurso do drible e do improviso. A despedida da joia santista deve acontecer no dia 12 de junho, diante do SCCP, em uma quarta-feira, por enquanto, marcada para a Vila Belmiro.

Cueva ainda não engrenou com o manto santista.
Além dos dois supracitados - Rodrygo e a falta do centroavante, Sampaoli tem de fazer Cueva jogar. A segunda maior contratação da história do clube, perde apenas para Leandro Damião em 2014 nos valores ainda não tem um gol ou uma assistência em 10 jogos com a camisa alvinegra. Potencial para justificar o investimento, ele tem. Mas o argentino comandante técnico vai ter de extrair mais comprometimento do ex-jogador do São Paulo para que ele possa junto com Jean Mota, serem os protagonistas da armação.

Se o Peixe é favorito? Não vejo dessa forma. Palmeiras, Flamengo e Cruzeiro, tem melhor material humano do que o dono do bordão 'amor por él balón', entretanto, apesar de eliminações precoces na Sul-Americana e estadual, acredito muito na capacidade do 'Tio Sampa' que faz do Santos, um dos times mais 'gostosos' (um dos poucos) de ser assistido no futebol do país. 

Os investimentos de quase R$ 70 milhões durante 2019, o fato de estar fora da Libertadores, colabora para que o time possa focar na competição que vai parar para a Copa América no meio do ano. Paralelamente, o time praiano segue na Copa do Brasil, onde tem duelo decisivo na próxima quarta-feira (24) diante do Vasco, em São Januário.

O excessivo número de estrangeiros que devem desfalcar o time em datas FIFA que o campeonato não para, irão prejudicar também. O clube hoje tem sete gringos no plantel (incluindo Bryan Ruiz que não joga há cinco meses) e na súmula, podem constar apenas cinco deles.

O técnico da Seleção Argentina, no Mundial da Rússia, conseguiu resgatar o futebol de alguns jogadores que estavam marginalizados e defenestrados pelo torcedor santista durante este primeiro semestre. O meia Jean Mota, que sagrou-se artilheiro do Estadual, é um deles. 

O volante Jóbson é a única cara nova no grupo para o campeonato nacional, por enquanto. Outros sete jogadores, já haviam desembarcado na Vila Belmiro durante o Paulista e Copa do Brasil: Éverson, Aguilar, Soteldo, Jean Lucas, Cueva, Felipe Jonatan e Jorge.

O Santos entra na disputa para conquistar no mínimo uma vaga na Libertadores 2020. Com uma largada boa, com a lacuna da ala-esquerda superada resolvida após a chegada do promissor Felipe Jonathan e do habilidoso Jorge, que pelas informações que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou deve ser utilizado mais de coordenador de jogadas e extrema canhoto pelo ataque (até como substituto de Rodrygo) do que de lateral-esquerda, dá para ser otimista e correr por fora, num possível sonho pela Taça.

Leia Mais »

VANTAGEM E ANGÚSTIA

Publicado às 10h40 desta quinta-feira, 18 de abril de 2019.
O Santos deu um importante passo para a classificação as oitavas de final da Copa do Brasil ao vencer o Clube de Regatas Vasco da Gama por 2 a 0, em jogo de ida, nesta quarta-feira (17) na Vila Belmiro. Os gols foram do 'rayo' Rodrygo e de Jean Mota que voltou a balançar a rede após um mês. 

Com esse resultado, o Peixe pode até perder por um gol de diferença, no Rio de Janeiro, que ainda assim, estará classificado a próxima etapa, quando entram os representantes brasileiros na edição deste ano na Libertadores da América.

Com Soteldo aberto pela esquerda e Rodrygo na direita com Dérlis improvisado de centroavante, o alvinegro que privilegia a posse de bola (60% durante o jogo) tratou de mandar o time ao ataque desde o primeiro minuto. Entretanto, a bola 'transitava' a grande área cruz-maltina e não tinha ninguém para exigir uma grande defesa do arqueiro Gabriel Féliz do Vasco. 

Chega a ser angustiante a falta de um 'especialista' em fazer gols no ataque santista. No elenco, tem os jovens Kaio Jorge, Felippe Cardoso e Yuri Alberto, além de Sasha, mas certamente com uma referência 'espetada' na área adversária, seria uma goleada impiedosa diante de um adversário frágil e de qualidade técnica duvidosa.

Os gols saíram apenas na segunda etapa e dão uma certa tranquilidade para a volta no estádio São Januário, semana que vem. Porém, o avanço a próxima fase poderia ter sido 'sacramentado' já no jogo de ida.

Para o duelo do dia 24, o técnico Jorge Sampaoli terá à disposição, o peruano Cueva, que cumpriu suspensão após ser expulso diante do Atlético-GO.

O futebol você precisa de desempenho e resultado. O segundo, ainda não aconteceu para o time da Vila, neste semestre, mas o Santos dá mostra que tem um estilo de jogo segmentado, bem executado pelo seu técnico Jorge Sampaoli e pode colher frutos disso no Campeonato Brasileiro. Porém, para não dizer que não falei das flores, o resultado poderia vir com mais facilidade se tivesse o 'especialista' na função de fazer gols.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 x 0 VASCO
Estádio da Vila Belmiro, Santos (SP)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: Willian Maranhão (VAS); Rodrygo e Gustavo Henrique (SFC)
Público e renda: 8.659 pagantes / R$ 388.682,50
GOLS: Rodrygo, 2'/2°T (1-0) e Jean Mota, 20'/2°T (2-0)
SANTOS: Éverson, Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Diego Pituca; Alison, Carlos Sánchez (Eduardo Sasha, 40'/2°T) e Jean Mota (Jean Lucas, 34'/2°T); Rodrygo, Soteldo e Derlis González (Jorge, 22'/2°T). Técnico: Jorge Sampaoli.
VASCO: Gabriel Félix; Cáceres (Claudio Winck, 33'/2°T), Werley, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Willian Maranhão (Maxi López, 26'/2°T), Raul e Lucas Mineiro; Yago Pikachu (Lucas Santos, 23'/2°T), Yan Sasse e Marrony. Técnico: Alberto Valentim.

Rodrygo abriu o placar e após ser substituído fez a festa da irmã e dos torcedores que aproveitaram para tirar foto com o jogador.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Éverson: Uma boa defesa em toda a partida. Vasco abdicou de atacar. - 6,0
Victor Ferraz: Guardou posição e pouco apareceu no apoio 'por dentro'. - 6,0
Felipe Aguilar: Um dos melhores zagueiros na atualidade jogando no Brasil. Só não é badalado porque não joga em um time da capital, que a mídia olha com mais carinho. Atuando no SCCP, no Flamengo ou Palmeiras, seria ovacionado, assim como foi Balbuena por exemplo e o colombiano tem muito mais recursos. - 6,5
Gustavo Henrique: Assim como seu companheiro de setor, bem na marcação. No fim da partida se aventurou como meio-campista e foi a frente. - 6,5
Pituca: Não apareceu tanto para o jogo como em outras oportunidades. Bem na marcação defensiva. - 6,0
Alison: Um primeiro tempo bem constante. Marcou bem e foi o melhor meio-campista na primeira etapa. Tentou colaborar na construção das jogadas. - 6,5
Sánchez: Alternou bons e alguns momentos discretos na partida. Nos momentos em que apareceu é peça importante pois dá o ritmo ao time. - 6,0
(Sasha): Pouco abastecido pelo meio-campo santista. Quando entrou o jogo já estava decidido. Teve uma única chance para marcar. - 6,0
Jean Mota: O que o Sampaoli colocou na água dele? É outro jogador após trabalhar com o argentino. Confiança recuperada, aparece mais para o jogo com personalidade e marcou um belíssimo gol. - 7,0
(Jean Lucas): Entrou para dar mais proteção ao meio e a defesa. Deu um belo drible entre as pernas do marcador carioca. - 6,0
Rodrygo: Tem muito recurso. Deu trabalho a defesa com seus dribles curtos e teve faro de artilheiro, quando precisou. Um dos melhores do jogo. - 7,0
Soteldo: Apesar da correria empregada desde o primeiro minuto não conseguia a objetividade necessária para concluir a jogada ou assistir um companheiro durante a primeira etapa. No segundo tempo foi bem mais produtivo, deu assistência e realizou sua melhor partida com a camisa santista. - 7,0
Derlis González: É o grande sacrificado no esquema sem centroavante. Joga fora de posição. É muito mais jogador quando atua pelo lado do campo. - 6,0
(Jorge): Pela informação que já publiquei aqui, antes mesmo dele entrar na frente diante dos goianos do Atlético, Jorge não vai atuar de ala e sim como coordenador de jogadas ou extrema pelo lado de campo. Muita habilidade. Precisa readquirir ritmo de jogo. - 6,0
Técnico: Jorge Sampaoli: O time tem uma cara e deve-se muito ao treinador. Teimoso em alguns instantes, mas seu saldo é altamente positivo. - 6,5





Leia Mais »

JOBSON ASSINA COM O SANTOS POR CINCO ANOS

Publicado às 18h desta terça-feira, 16 de abril de 2019.
Finalmente, o Santos anunciou a contratação do volante Jobson contratado junto ao Red Bull Brasil. O jogador inclusive treinou na tarde desta terça-feira (16) com seus novos companheiros no CT Rei Pelé. O cabeça de área assinou com o Peixe por cinco anos.

O jogador custará R$ 4 milhões por 70% dos direitos econômicos. A demora no anuncio é que o clube do interior esperava pelo pagamento da primeira parcela no valor de R$ 1,5 milhão. O restante deve ser quitado no mês de julho.

Jobson é o oitavo reforço da equipe na temporada. Desde de quando as equipes se enfrentaram pelo Estadual, nas quartas de finais,  já existia um acordo verbal entre Santos e o clube de Campinas para que o jovem desembarcasse em Vila Belmiro. O Atlético-MG também manifestou desejo pelo jogador. 

Como ainda não está com a documentação regularizada, o jogador não fica a disposição para o duelo de ida contra o Vasco da Gama, nesta quarta-feira, às 19h15, pela quarta fase da Copa do Brasil

Leia Mais »

DESTAQUE DA COPINHA EM 2018 TEM CONTRATO RESCINDIDO

Publicado às 07h00 desta trça-feira, 16 de abril de 2019.
O meio-campista Gabriel Calabrês, um dos destaques do Santos na campanha da Copa São 2018 não tem mais vínculo com o clube. O alvinegro rescindiu o contrato com o jogador que tinha validade até outubro deste ano. A rescisão apareceu nesta segunda-feira (15) no BID (Boletim Informativo Diário)

Calabrês chegou ao Sub-20 do Santos em outubro de 2016, vindo do São Carlos. O Peixe adquiriu seus direitos econômicos, após empréstimo, pelo valor de R$ 1 milhão.

Calabrês viveu seu melhor momento pelo Peixe durante a 49ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ele vestiu a camisa número 8 em todos os seis jogos que o Glorioso da Vila disputou pela Copinha em 2018. Foram três gols marcados, e cinco assistências que resultaram a sua promoção ao time profissional no mesmo ano. O treinador Jair Ventura foi quem o promoveu, entretanto, o jogador de 20 anos, atuou apenas em quatro oportunidades no time de cima, todos na temporada passada.

CONTAS REPROVADAS

O Conselho Deliberativo do Santos reprovou na noite desta segunda-feira (15), por ampla maioria, as contas de 2018 da gestão do presidente José Carlos Peres. 

O balanço financeiro da temporada passada apontou um déficit de R$ 77 milhões. O mandatário santista tem 15 dias para apresentar recurso da decisão do CD. Após esse período, o caso será levado para CIS (Comissão de Inquérito e Sindicância).

PRAZO DE VALIDADE

Durante a mesma reunião que reprovou as contas do atual presidente José Carlos Peres, a Comissão de Estatuto deu parecer com prazo de 30 dias, à partir desta segunda-feira (15), para o vice presidente Orlando Rollo retornar ao cargo ou renunciar.  

A vice-presidência está vaga desde o dia 28 de janeiro, quando o eleito junto com o mandatário, pediu afastamento por tempo indeterminado.
A Comissão do Estatuto está dando o parecer de que o vice-presidente terá tempo-limite para que a licença temporária aconteça. Licença temporária sempre é dada para assuntos muito relevantes, ou assuntos de saúde e situações graves, então portanto a comissão está deliberando que daremos um limite para esse prazo de licença, tendo que voltar imediatamente à função. Deverá retornar ou se por livre e espontânea vontade, deva adotar outra medida, no caso a renúncia. O prazo é de 30 dias”, afirmou Marcelo Teixeira, presidente do Conselho Deliberativo antes do fim da reunião.
Vuaden apita Santos X Vasco na Vila.
APITA SANTOS X VASCO:

O gaúcho Leandro Pedro Vuaden, apita Santos e Vasco, nesta quarta-feira (18), às 19h15 pela Copa do Brasil, na Vila Belmiro.

O árbitro foi o mesmo que apitou as eliminações do clube na  Libertadores em 2012 contra o SCCP e das quartas de final da Copa do Brasil, em 201, diante do Flamengo.

O ano retrasado, O árbitro foi afastado das partidas da primeira divisão do Campeonato Brasileiro por algumas rodadas a polêmica durante a partida entre Santos e Flamengo pela Copa do Brasil de 2017, na Vila Belmiro, com vitória do Peixe por 4 a 2,  quando Vuaden marcou pênalti de Réver em Bruno Henrique (a época, atacante do Peixe), mas voltou atrás depois de ser avisado pelo quarto árbitro. O Santos enviou um ofício à CBF e acusou o árbitro de ter recebido interferência externa.

FELIPE JONATAN É O CONVIDADO NO CANAL PRONTO EU FALEI NO YOUTUBE

Nesta terça-feira (16), o convidado do canal pronto, eu falei oficial no youtube é o ala santista Felipe Jonatan. O ala que desembarcou na Vila Belmiro há dois meses vindo do Ceará vai contar um pouco da sua carreira e de seus objetivos com o manto santista.

O programa vai ao ar à partir das 19 horas. Quem desejar se inscrever no canal segue o link - 

No mesmo canal, o internauta pode conferir as demais entrevistas já realizadas com o ídolo Léo, o técnico Emerson Leão e o craque Giovanni.





Leia Mais »

107 ANOS DE GLÓRIAS E CONQUISTAS

Publicado às 10h15 deste domingo, 14 de abril de 2019.
Neste domingo, 14 de abril, o Santos completa 107 anos, da mais bela página que o esporte construiu. Em 1912, surgiu aquele que foi o maior clube do Mundo. O planeta conheceu, principalmente entre o fim dos anos 50 e começo dos anos 70, a essência do melhor futebol já visto no Universo.

De todos os motivos de orgulho que um clube de futebol já deu foi ter parado duas guerras (a do Congo e a de Biafra, na Nigéria, no fim dos anos 60) ambas foram interrompidas para que a população desses países pudessem ver Pelé & Cia.

E o mais curioso nessa caminhada, já mais do que centenária é que o Santos é o único dos grandes do futebol brasileiro e um dos poucos do futebol mundial, que não está localizado geograficamente em uma capital. Sofre demais por isso. A mídia paulistana, por exemplo, em grande quantidade, discrimina o clube e o trata como o "patinho feio", muitas vezes desmoralizando-o e relegando-o a um patamar longe da sua representatividade.

Porém, a nobreza e a grandeza do glorioso praiano superam qualquer discriminação e principalmente despeito.

O esquadrão campeão do Mundo em 62, com goleada dentro do Estádio da Luz em Lisboa.
O Alvinegro da Vila Belmiro é gigante porque a divindade quis assim e colocou nesta rota Pelé, Giovanni, Robinho, Neymar e tantos outros e os 'raios' vão continuar caindo no templo sagrado do futebol.

São até o momento, 102 títulos conquistados, entre eles 22 estaduais, oito brasileiros, uma Copa do Brasil, uma Copa Conmebol, uma Recopa Sul-americana, uma Recopa Mundial, além das três libertadores (que o clube não venceu mais pois desistiu de disputa-la por alguns anos) e dois mundiais.

Torcer para o Santos, como diz o hino "é um orgulho que nem todos podem ter", jogue onde jogar.

Parabéns Santos Futebol Clube, por mais um ano de existência.

O Peixe é uma das, se não a maior, razão da minha existência e a grande paixão da minha vida.

Como repórter, comentarista e torcedor já vivi, vivo e viverei outros momentos inenarráveis.

Como é lindo ver o "imaculadouniforme branco em campo em busca de gols, jornadas memoráveis e títulos.

Vida longa ao Embaixador do Mundo!

Leia Mais »

O VASCO PELO CAMINHO NA PRÓXIMA FASE DA COPA DO BRASIL

Publicado às 
Após golear o Atlético-GO e carimbar vaga na quarta fase da Copa do Brasil, o Santos conheceu hoje através dos sorteio, o seu próximo adversário na competição. Será o Vasco da Gama. O primeiro confronto terá o Peixe como mandante e a volta acontecerá no Rio de Janeiro.

Os duelos desta fase começam semana que vem e a volta marcada para o dia 24 deste mês. É a última fase antes de os clubes que estão na Libertadores entrarem na competição. Dos enfrentamentos desta fase sairão os cinco classificados para a etapa de oitavas de final, onde também entrarão os campeões da Série B, da Copa do Nordeste e da Copa Verde.

Os dias e horários corretos devem ser divulgados ainda nesta sexta-feira (12), após consulta a emissora detentora dos direitos de transmissão de televisão. 

Além de Vasco x Santos, se enfrentarão nesta fase - Chapecoense x SCCP; Fluminense x Santa Cruz; Bahia x Londrina e Juventude x  Bragantino-PA ou Vila Nova-GO.

strutura.com.br


Leia Mais »

RETORNO A VILA COM CLASSIFICAÇÃO, ARTILHARIA E BOA APRESENTAÇÃO

Publicado às 07h05 desta sexta-feira, 12 de abril de 2019.
O Santos está classificado para a quarta fase da Copa do Brasil. Na reabertura da Vila Belmiro, após três meses fechada para realizar obras pontuais, o Peixe bateu o Atlético-GO por 3 a 0, com dois gols de Sánchez, novo artilheiro da Copa do Brasil com 4 e um golaço de Rodrygo. Com o resultado, o clube avança na competição nacional. Nesta sexta-feira (12), acontece o sorteio das chaves para a próxima fase.

O técnico Sampoli fez mudanças na escalação. Manteve Pituca de ala esquerda, Jean Mota mesmo com uma leve lesão foi para o 'sacrifício' e Rodrygo aberto pela direita na vaga do meio-atacante Cueva. Felipe Jonatan que não pode atuar neste competição pelo alvinegro por ter atuado pelo Ceará e Gustavo Henrique que cumpria suspensão automática foram os desfalques.

Desde o primeiro minuto de jogo, o volume do Santos sobre o adversário foi 'assustador'. A equipe do planalto central fez duas linhas de quatro, semelhante a utilizado por Carille, técnico corintiano, na última segunda-feira (8). O Peixe abusou de perder gols. A falta do 9 'cascudo' fica evidenciada a cada dia.

Quando o árbitro estava próximo de encerrar a primeira etapa, Sánchez, após receber lançamento de Jean Mota, abriu o placar e o os clubes foram para o vestiário com a vitória parcial dos 'donos da casa'.

Mal retornaram para a segunda etapa e Jean Mota deu nova assistência, dessa vez para Rodrygo que bateu de primeira para fazer um golaço. 

Antes do apito final, mais um gol de Sánchez com assistência de Soteldo.

Resultado e principalmente desempenho satisfatórios a duas semanas da estréia do Campeonato Brasileiro. O futebol que o Santos apresenta é um colírio para quem aprecia a modalidade bem jogada. 

Para não dizer que não falei das flores, o clube ainda carece de um finalizador mais experiente e uma melhor consistência defensiva, já que ficou exposto em alguns momentos do jogo. Só a repetição dessa proposta de jogo vai fazer com que isso, amadureça e esse encaixe e proposta sejam mais eficazes.

Rodrygo marcou o segundo gol da partida, um golaço conversando com seu pai, o ex-lateral Eric.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 ATLÉTICO-GO
Estádio da Vila Belmiro - Santos - SP
Público e Renda: 11.623/ R$ 314.220,00
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Nicolas, Gilvan, Jonathan, Washington, Jorginho, Reginaldo (ATL)
Cartão vermelho: Cueva, 48’/2ºT (SFC)
Gols: Sánchez (44’/1ºT, 1-0 e 39’/2ºT, 3-0) e Rodrygo (02’/2ºT, 2-0), 
SANTOS: Éverson; Victor Ferraz,Veríssimo, Aguilar e Pituca; Alison (Cueva, 34’/2ºT), Sánchez, Mota e Soteldo; Derlis González (Jorge, 31’/2ºT) e Rodrygo (Sasha, 37’/2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli
ATLÉTICO-GO: Mauricio Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas (Reginaldo, 24’/2ºT); Pedro Bambu, Washington (André Luis, 30’/2ºT), Matheuzinho (Gilsinho, 11’/2ºT), Jorginho e Mike; Pedro Raul. Técnico: Wagner Lopes.

Aguilar, vive um grande momento. É um dos melhores atuando no país. 

NOTAS DOS JOGADORES DO
SANTOS

Éverson: Fez pelo menos duas defesas importantíssimas uma em cada tempo. Seguro. - 6,5
Victor Ferraz: Quando o Santos tem a bola ele apoia por dentro e fica uma linha de três na defesa com Alison recuando. O camisa 4 apoiou bastante e foi participativo. - 6,0
Lucas Veríssimo: Aos poucos recupera seu ritmo de jogo. Ficou quase cinco meses sem jogar. - 6,0
Aguilar: Está se tornando um dos se não o melhor defensor do país. Bem na recuperação, na bola alta e até no passe. Deve disputar a Copa América pela Colômbia. - 6,5
Pituca: Completamente adaptado a função de ser ala sem a bola e meio-campista com a bola. - 6,5
Alison: Muito bem na marcação e na primeira linha de três da defesa quando o Peixe tinha a bola. - 6,5
(Cueva): Entrou no segundo tempo e foi expulso. Segue sem marcar um gol ou dar uma assistência em 10 jogos. Está devendo e muito. O lance que o tirou de jogo ontem, não era para cartão vermelho. -  5,0
Sánchez: Participativo. Marcou dois gols. Neste jogo foi um dos melhores da equipe. - 7,5
Jean Mota: Parou de fazer gols, mas deu duas assistências. Armou bem o time. - 7,0
Soteldo: Finalmente uma apresentação satisfatória. Participativo na primeira etapa e uma bela assistência na segunda. - 6,5
Derlis González: Tem ido para o sacrífico por atuar espetado entre os dois defensores adversários. - 6,0
(Jorge): Tem muito recurso. Tem tudo para ser um armador devido ao carinho que trata a bola. - 6,5
Rodrygo: Incisivo e foi pra cima pela direita. Teve por alguns minutos na esquerda e fez boas jogadas. Belo gol pegando de primeira na entrada da área. - 7,5
(Sasha): Entrou quase no fim. - SEM NOTA
Técnico: Jorge Sampaoli: Escalou novamente Pituca como ala, porém, quando o Santos tem a bola, os dois laterais do Santos vão para o meio e Alison recua pra ser um dos membros da linha de três. Com isso, numericamente tem cinco no meio-campo e acaba ganhando o setor. A defesa ainda fica um pouco exposta, entretanto, é um colírio para os olhos ver o Santos atuar em futebol brasileiro que só privilegia a bola longa e o contra-ataque. - 7,0 

strutura.com.br
Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by