FOTO CAPA

SEGURA A TEMPESTADE

Publicado ás 12h45 desta serxta-feira, 20 de abril de 2018.
E tudo se confirmou. Bruno Henrique embarca com a delegação a Salvador e deve ficar no banco de reservas diante do Bahia, neste sábado (21), às 16h, na Arena Fonte Nova em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador não atua desde 17 de janeiro, quando levou uma bolada em um dos olhos, na estreia do time na temporada, diante do Linense, pelo Paulistão.

Na noite desta quinta-feira (19), o Blog do ADEMIR QUINTINO publicou que o atleta voltaria a ficar a disposição de Jair Ventura para a rodada deste fim de semana. O comentarista do Mais 90 do Esporte Interativo, Ricardo Martins deu a informação do retorno do "trovão da Vila" na sexta-feira (13) passada, durante o programa, na mesma data que o camisa 11 retornou de Frankfurt, na Alemanha, ao lado do chefe do departamento médico, Dr. Jorge Merouço.

A dupla, Bruno Henrique e Dr.Merouço esteve junta na manhã desta sexta-feira (20) em entrevista coletiva no CT Rei Pelé. Coube ao próprio atacante, confirmar o seu retorno ao gramado, após quase 100 dias:
"Fiquei com medo (de correr o risco de não voltar a jogar), mas estou feliz por estar de volta. Vou ser relacionado e isso não tem preço. Por tudo que eu passei,Deus me abençoou. Agora é dar andamento” disse o velocista.
O "rayo" Rodrygo permance como titular na Bahia.
Pelo que o Blog apurou, Bruno Henrique não começará como titular. Ventura deve repetir a mesma escalação da estréia diante do Cerará com Sasha, Gabriel Barbosa e Rodrygo na frente. Mas em curto espaço de tempo, (Bruno ainda cumpre mais dois jogos de suspensão na Libertadores, o comandante técnico terá de retirar um dos três (ou recuar um deles) para a volta da referência no ataque santista.
"Eu não queria ser o Jair. Essa bomba está nas mãos dele. O Rodrygo que é uma promessa, chamou a responsabilidade ali no meu lugar. Fico feliz pela fase dele. O Santos terá muito a ganhar com a minha volta."
Por falar em Rodrygo e Bruno Henrique, ambos só atuaram juntos uma única vez. Foi na despedida do Peixe no Campeonato Brasileiro, ano passado, durante 24 minutos. O "rayo" entrou em campo aos 21 minutos do segundo tempo. Na estréia do "crioulo" , em 4 de novembro, diante do Atlético Mineiro, Rodrygo entrou nos minutos finais do jogo justamente na vaga de Bruno Henrique.

O Santos deve começar a partida com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Cittadini e Jean Mota; Sasha, Gabriel Barbosa e Rodrygo.

LUVERDENSE NA COPA DO BRASIL 

A CBF realizou sorteio na manhã desta sexta-feira (20) para definir os confrontos das oitavas de finais da Copa do Brasil. Nos dias 9 e 16 de Maio, o Peixe enfrentará o Luverdense-MT.

strutura.com.br

Leia Mais »

BRUNO HENRIQUE PRONTO PARA VIAJAR A BAHIA

Publicado ás 19h50 desta quinta-feira, 19 de abril de 2018.
Afastado dos gramados desde a estréia do time na temporada, em 17 de janeiro, o atacante Bruno Henrique pode e deve ser confirmado nesta sexta-feira (20), como um dos jogadores que viajam com a delegação santista para Salvador. Se ele será titular? Aí é outra história e cabe a Jair Ventura, técnico do Santos. 

Neste sábado (21), às 16h, o Peixe enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro e pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, o jogador está pronto para ficar à disposição do técnico. 

Maior referência do setor ofensiva, a volta do "Papa-Léguas" da Vila vai dar um ganho significativo a um dos setores mais fortes do alvinegro praiano. 

Antes do embarque da delegação santista a primeira capital do país, o camisa 11 alvinegro vai dar uma entrevista coletiva ao lado do médico Jorge Merouço. Na última semana, ambos estiveram na Alemanha para que os oftalmologistas daquele país, analisassem o caso do atleta que levou uma bolada no olho e não atua há três meses.

Em 54 partidas com o manto alvinegro, Bruno Henrique marcou 18 gols pelo Peixe.  O atleta desde que retornou do velho continente, tem treinado normalmente com seus companheiros.

strutura.com.br
Leia Mais »

FIM DA NOVELA E SASHA É DO PEIXE ATÉ 2022

Publicado às 19h15 desta quinta-feira, 19 de abril de 2018.
Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (19), o presidente do Santos - José Carlos Peres, anunciou a contratação em definitivo do atacante Eduardo Sasha. O jogador, antes emprestado pelo Internacional de Porto Alegre até o fim desta temporada, assinou com o alvinegro até o final de 2022. 

"Hoje se inicia um novo ciclo em minha vida. A vida é feita de oportunidades e no início desse ano, o Santos abriu as portas e me acolheu de maneira fantástica. Me considero um cara de sorte, e hoje posso dizer que sou um menino da vila. Torcedor Santista, obrigado por todo carinho e com certeza tenho bastante tempo para retribuir e continuar dando alegrias" escreveu o atacante que já marcou seis gols nesta temporada com a camisa do Peixe em uma de suas redes sociais.
strutura.com.br
Leia Mais »

VITÓRIA QUER COPETE. CG SANTISTA AINDA NÃO DECIDIU SE LIBERA

Publicado às 19h00 desta quarta-feira, 18 de abril de 2018.
O atacante Copete que perdeu espaço no time titular do Santos, depois de ser alvo do Atlético Mineiro, agora interessa ao Vitória-BA. O Blog do ADEMIR QUINTINO ouviu no fim da manhã desta quarta-feira (18) de dirigentes do Santos que o clube soteropolitano fez uma proposta de empréstimo até o fim do Campeonato Brasileiro desse ano.

Um dos agentes do atleta, Diego Solarte também confirma o interesse pelo camisa 36 santista mas afirma que a "bola está com o Peixe":
"A decisão está com o Santos  e por respeito, prefiro não comentar" limitou-se a dizer.
Ele é o estrangeiro com mais gols com a camisa do Peixe na história com 24 gols em 83 jogos. Em 2018, o jogador entrou em campo apenas 10 vezes e não marcou um gol sequer.

Segundo o Blog apurou, o CG (Comitê de Gestão) que administra o clube, ainda avalia a possibilidade de empréstimo e ainda não deu a resposta ao clube da primeira capital do país.

Copete completou 30 anos de idade em 23 de janeiro e tem contrato com o Peixe até 2020.

Rodrigão


Em um grupo de whatszapp, um dos gestores do Peixe em resposta a um dos membros do grupo, admitiu que houve a proposta, porém, a mesma chegou em Vila Belmiro no começo do ano.
"Essa proposta é de 18 de janeiro. Nosso técnico (Jair Ventura) foi consultado e naquele momento ponderou que  gostaria de testar o jogador. Usar isso em Abril para conturbar o ambiente é feio. Em todos os contratos de empréstimo onde o clube paga uma parte do salário, temos o cuidado de colocar uma cláusula de que existindo proposta de compra do jogador, ou o clube paga esse valor ou é obrigado a liberar."

Fernando Boca chegou no Peixe 
BOCA NO BAHIA

O quinto goleiro do Santos, Fernando Boca, titular na Copa São Paulo do ano passado, rescindiu seu contrato com o Peixe nesta tarde. Seu vínculo terminava no fim do ano. Daqui a três meses poderia assinar com quem quisesse e o clube da Vila com nada ficaria.

Ele vai para o Bahia para ser o reserva imediato.O Peixe fica com 50% do atleta e os baianos com os outros 50%. Seu contrato com o clube soteropolitano será de duas temporadas.

O goleiro chegou na Vila com 13 anos de idade, há oito anos atrás. Ele conquistou a Copa Nike pelo sub-15 e  Paulista sub-17 em 2014 entre outros.

strutura.com.br



Leia Mais »

SÓ PERDE PARA O REI

Publicado às 22h49 desta segunda-feira,. 16 de abril de 2018.
O atacante Rodrygo de pouco mais de 17 anos quebrou mais um recorde, entre tantos em pouco tempo. O "Rayo" é o segundo jogador com menos jogos e mais jovem a balançar as redes adversárias por cinco vezes com a camisa do profissional do Santos com 17 anos e 96 dias. Foram 18 jogos, sendo oito como titular. Ele só perde para o Rei Pelé que necessitou de apenas nove partidas para atingir essa marca. Os números são do jornalista Jonatan Androwiki.

Neymar, por exemplo, conseguiu marcar o seu quinto gol apenas na 22a. partida. Foram 16 jogos como titular. Já Robinho, necessitou de 24 partidas, sendo 21 desde o inicio do jogo.

Rodrygo estreou no fim do ano passado na vitória do Santos sobre o Atlético Mineiro no dia 4 de novembro de 2017. Na temporada passada ele entrou apenas em dois jogos: A outra partida foi a despedida do Peixe no Brasileiro, diante do Avaí.

Em 2018, começou como reserva e aos poucos ganhou a posição de titular.  Porém, no clássico diante do SCCP, o garoto ganhou a chance de começar o jogo e não saiu mais do time.

Dos cinco gols que marcou como jogador profissional, Rodrygo marcou quatro deles no Pacaembu - Ituano, Nacional, Palmeiras e Ceará. Somente o seu primeiro gol não aconteceu no próprio da municipalidade paulistana, o diante da Ponte Preta em Moisés Lucarelli.

Outro detalhe. Rodrygo nunca jogou 90 minutos na vida. Quando no ano passado, atuava no sub-17, os jogos são de dois tempos de 40 minutos. Nos profissionais, o camisa 43 atuou como titular por oito vezes e em todas foi substituído. O "crioulo" faz um trabalho para ganhar massa magra.

strutura.com.br


Leia Mais »

SANTOS RECEBEU PROPOSTA PARA VENDER RODRIGÃO, MAS NÃO ACEITOU

Publicado às 13h21 deste domingo, 15 de abril de 2018.

O Santos recebeu uma proposta oficial de U$ 1,3 milhão (R$ 4,5 milhões) pelo atacante Rodrigão do Vera Cruz do México. Entretanto, a direção santista não aceitou o negócio e na semana passada, o jogador foi emprestado ao Avaí até o final do ano. O alvinegro é responsável por uma fatia do salário do jogador enquanto defender o clube da Região sul na série B.

O Blog do ADEMIR QUINTINO obteve com o exclusividade, o documento (foto) da proposta que chegou aos dirigentes santistas neste ano.

Titular no começo da temporada com Jair Ventura, Rodrigão perdeu espaço no elenco e em muitas partidas deixou até de ficar entre os suplentes. Em sua estréia pelo Avaí, Rodrigão marcou gol na última quarta-feira.

Com contrato até 2020, Rodrigão desde que chegou ao Santos, no segundo semestre de 2016, atuou em 34 partidas, com nove gols marcados. A ida para Santa Catarina foi o segundo empréstimo do jogador. No segundo semestre do ano passado, o atacante esteve cedido ao Bahia. 

A informação da ida de Rodrigão para o time de Florianópolis também foi publicada com exclusividade no Blog na manhã do sábado retrasado (7).


strutura.com.br
Leia Mais »

PEIXE QUEBRA TABU COM DIREITO A MAIS UM GOL DO "RAYO"

Publicado às 07h40 deste domingo, 15 de abril de 2018.
O Santos largou com o pé direito no Brasileirão 2018. De quebra, acabou com um incomodo tabu, pois, não vencia a sua primeira partida em um campeonato nacional há 12 anos. Nos embalos de sábado (14) a noite, no Pacaembu, o Peixe ganhou do Ceará por 2 a 0. Os gols foram de Pio (contra) e do "crioulo" Rodrygo.

Conforme o Blog revelou antecipadamente na tarde de sábado, Cittadini retornou ao time titular e foi a principal novidade na formação que começou o jogo. Com problema muscular, o meio-campista foi ausência nas semifinais do estadual, nos dois jogos diante do Palmeiras. Ele voltou na vaga de Renato.

O time de Jair Ventura, controlou o jogo desde o início. Pela primeira vez na temporada, senti uma equipe sem dificuldades de propor jogo. Mesmo com algumas peças rendendo abaixo do que se esperam, o alvinegro dominava as ações, entretanto, exagerava nos cruzamentos altos, com jogadas oriundas dos lados do campo. 

Ainda assim, no final da primeira etapa, numa dessas jogadas laterais, Guedes cruzou, Rodrygo tentou de calcanhar mas não tocou na bola, a zaga adversária se atrapalhou e o goleiro chutou em Pio, aos 42 minutos e o placar foi aberto - 1 a 0.

No segundo tempo, Gabriel Barbosa, roubou a bola do defensor cearense e rolou para Sasha que cruzou na cabeça do novo "raio" Rodrygo. O camisa 43 só teve o trabalho de empurrar de cabeça para o fundo da rede e ampliar o placar aos 4 minutos - 2 a 0.

O Peixe ainda teve oportunidade de ampliar o placar, mas desperdiçou as chances. Os 12 mil pagantes (15 mil presentes), ao estádio Paulo Machado de carvalho, puderam ver novamente um time com seis jogadores formados na base de titulares, que apesar da qualidade técnica duvidosa do adversário, fez a sua parte e estreou da maneira que se espera, com vitória e sem correr riscos.

Quando Bruno Henrique voltar, a grande referência do time em 2017, quem deve sair do ataque titular?

No próximo sábado (21), pela segunda rodada do campeonato, o Santos enfrenta o Bahia, fora de casa, às 16h.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 CEARÁ
Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)
Árbitro: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)
Público/renda: 12.268 pagantes (15.513 presentes)/R$ 526.550,00
Cartões amarelos: Rafael Carioca (CEA)
Gols: Pio (contra) (42'/1ºT) (1-0) e Rodrygo (4'/2ºT) (2-0)
SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Cittadini (Vitor Bueno, aos 34'/2ºT) e Jean Mota (Diego Pituca, aos 40'/2ºT; Sasha, Rodrygo (Arthur, 30'/2ºT) e Gabriel. Técnico: Jair Ventura.
CEARÁ: Éverson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho, Ernandes e Ricardinho (Reina, aos 13'/1ºT); Wescley (Roberto, aos 23'/2ºT), Felipe Azevedo (Arnaldo, aos 40'/2ºT) e Arthur. Técnico: Marcelo Chamusca.

Com técnica refinada Dodô foi um dos melhores do jogo. O lateral também foi bem na marcação, sua principal deficiência.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: O melhor goleiro do Brasil nas três ultimas temporadas, foi um expectador de luxo. Nenhuma defesa difícil. O adversário não atacou. - 6,0
Daniel Guedes: Alguns passes errados, mas bem no apoio. Foi dele o cruzamento que originou o primeiro gol do jogo. - 6,5
Lucas Veríssimo: Bem colocado. Vive ótimo momento. - 6,5
David Braz: Jogou o simples, como diria meu amigo Allan Otacílio, o "arroz com feijão, bem temperado". - 6,5 
Dodô: Dono de uma técnica refinada, dessa vez no seu principal defeito, a recomposição defensiva, o ala também foi bem. Um dos melhores do jogo. - 7,0
Alison: Evolui a cada partida. Parou de dar pancada e joga apenas na bola. Bem posicionado,  protegeu bem a defesa. - 6,5
Cittadini: Bem fisicamente, o garoto revelado na Vila distribuiu o jogo e ajudou na criação das jogadas do ataque. Tem tido bastante intensidade e parece ter achado a sua melhor posição no campo. - 7,0
(Vitor Bueno): Jogou pouco mais de 10 minutos apenas. - SEM NOTA
Jean Mota: Alternou na partida. Gostei mais do primeiro tempo do camisa 3 santista. Quase marcou um gol de fora de área. - 6,5
(Diego Pituca): Finalmente estreou no time de cima. Um dos melhores jogadores do sub-23 santista em 2017, tem bola para ser útil na equipe de Jair Ventura. Também jogou pouco. - SEM NOTA
Sasha: O participativo atacante santista, esteve sumido na primeira etapa. No segundo tempo, deu a assistência para o gol de Rodrygo. - 6,5
Rodrygo: A noite era do "crioulo". O novo "raio" do time da Vila foi para cima da defesa, trocou passes, queria ajudar Gabriel a sair do jejum, deixando de finalizar várias vezes para passar para o Pacaembu e marcou seu quarto gol como profissional no estádio paulistano, o quinto na temporada. - 8,0
(Arthur): Apesar de ter jogado aproximadamente 15 minutos, pouco pegou na bola. A partida já estava decidida. Puxou um contra-ataque, mas bateu forte na bola. - SEM NOTA
Gabriel: Exagera e não de hoje, na individualidade. Errou quase tudo que tentou na partida. Completou seu sétimo jogo sem marcar um gol. A última vez que balançou as redes foi em 25 de fevereiro diante do Santo André. Roubou a bola do segundo gol santista. - 5,0
Técnico: Jair Ventura: Acertou em recolocar Cittadini no time. Não tem a técnica de refinada de Renato nos passes, mas tem mais intensidade. Podia testar Sasha centralizado e espetado na frente, já que Gabriel Barbosa não vive boa fase. Vecchio que nunca mais voltou por um minuto sequer ao time, desde que saiu, podia ter entrado na segunda etapa na sua real posição de segundo volante (e não armador) e testar Cittadini como coordenador de jogadas, já que o adversário não oferecia perigo algum e era uma oportunidade de se testar um meio-campo diferente. - 6,5


strutura.com.br
Leia Mais »

CITTADINI PODE SER A NOVIDADE DO PEIXE

Publicado às 15h49 deste sábado, 14 de abril de 2018.
O alvinegro praiano, ainda sem nenhum investimento em relação a equipe que foi eliminada no Campeonato Paulista, estréia neste sábado (14), no Pacaembu, diante do Ceará. O Santos tenta acabar com um incômodo tabu. O time praiano não vence em uma estréia de Brasileiro desde 2005 quando goleou o Payssandu em São Caetano do Sul. Jair Ventura não revelou o time titular, mas pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, Cittadini tem grandes chances de reaparecer de titular.

Cittadini foi desfalque do Santos nos jogos finais diante do Palmeiras. Ele sofreu lesão muscular no empate diante do Botafogo-SP, pelas quartas de finais do Paulistão e retornou no jogo passado, na Argentina, diante do Estudiantes.

O Peixe tem muitas dificuldades de propor jogo, por isso, o treinador santista deve manter a trinca de atacantes, porém, com uma modificação no setor em relação ao time que venceu pela Libertadores. O atacante Gabriel Barbosa, que cumpriu suspensão, em Quilmes, reaparece no comando de ataque e com isso Arthur deve ir para o banco de reservas.

Se as informações do Blog estiverem corretas, o Peixe vai a campo com Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Cittadini e Jean Mota; Sasha, Gabriel Barbosa e Rodrygo.

106 ANOS DA MAIS BELA HISTÓRIA

Neste 14 de abril, o Santos completa 106 anos, da mais bela página que o esporte construiu. Em 1912, surgiu aquele que seria o maior clube do Mundo. O planeta conheceria, principalmente entre o fim dos anos 50 e começo dos anos 70, a essência do melhor futebol já visto no Universo.

De todos os motivos de orgulho que um clube de futebol já deu foi ter parado duas guerras (a do Congo e a de Biafra, na Nigéria, no fim dos anos 60) ambas foram interrompidas para que a população desses países pudessem ver Pelé & Cia.

E o mais curioso nessa caminhada, já mais do que centenária é que o Santos é o único dos grandes do futebol brasileiro e um dos poucos do futebol mundial, que não está em uma capital. Sofre demais por isso. A mídia paulistana, por exemplo, em grande quantidade, discrimina o clube e o trata como o "patinho feio", muitas vezes desmoralizando-o e relegando-o a um patamar longe da sua representatividade.

Porém, a nobreza e a grandeza do glorioso praiano supera qualquer discriminação e principalmente despeito.

O Alvinegro da Vila Belmiro é gigante porque a divindade quis assim e colocou nesta rota Pelé, Giovanni, Robinho, Neymar e tantos outros e o raio vai continuar caindo no templo sagrado do futebol.

Foram 102 títulos conquistados nesse período, entre eles 22 estaduais, oito brasileiros, uma Copa do Brasil, uma Copa Conmebol, uma Recopa Sul-americana, além das três libertadores (que o clube não venceu mais pois desistiu de disputa-la por alguns anos) e dois mundiais.

Torcer para o Santos, como diz o hino "é um orgulho que nem todos podem ter", jogue onde jogar.

Parabéns Santos Futebol Clube, por mais um ano de existência.

O Peixe é uma das, se não, a maior razão da minha existência e o grande amor da minha vida.

Como cronista esportivo e torcedor já vivi e viverei outros momentos inenarráveis.

Vida longa ao Embaixador do Mundo!

Sena fez três dos cinco gols.
Sub-17 ARRASADOR

Em um belo jogo de futebol, o sub-17 do Peixe, comandado pelo ótimo Luciano Santos, se reabilitou no Paulista da categoria, ao golear o São Bernardo no CT Rei Pelé por 5 a 2, na manhã deste sábado (14), no CT Rei Pelé. O destaque do jogo foi o atacante Lucas Senna que "voando baixo" como o seu homônimo, que corria na fórmula-1 nas décadas de 80 e 90, marcou três belos gols. 

Me surpreendeu positivamente o time do ABC. Muito bem armado e compactado, saiu na frente. Logo em seguida, Gabu, igualou o marcador. Minutos depois começava o show do centroavante Lucas Sena. Ele marcou o segundo do Peixe, os visitantes empataram e o camisa 9 fez mais dois, ainda na primeira etapa, sendo o último um tapa de canhota, lindo.

Luciano Santos mexeu no time ainda no primeiro tempo e o Peixe venceu o jogo.
Destaque também para o treinador santista que soube ler o jogo. Percebendo que o adversário bloqueava bastante a entrada da área, tirou o time do 4-1-4-1 e trocou um dos atacantes de lado - o menino Reift. 

No segundo tempo, o próprio Reift sofreu pênalti que Lucas Lourenço bateu e converteu.

No próximo fim de semana, o alvinegro que tem uma geração promissora nesta categoria vai a Mauá e enfrenta a Mauense. O ala Sandro, que cumpriu suspensão deve ser a novidade.


strutura.com.br






Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by