FOTO CAPA

HORA DE TESTAR OS JOVENS

Publicado às 12h43 desta quarta-feira, 26 de novembro de 2014.
O Santos não aspira mais absolutamente nada na temporada. Nem luta por classificação e tampouco briga para cair. Entretanto, o técnico Enderson Moreira disse há algumas rodadas que testaria alguns meninos pensando em 2015, algo que absolutamente não aconteceu após o time deixar de ter chances matemáticas. Não será o momento de testar alguns jogadores que não tiveram oportunidades para avaliar se os mesmos tem condições de ficar no plantel em 2015?

Por exemplo, o goleiro Gabriel Gasparotto, fundamental na conquista da Taça São Paulo 2013, onde pegou diversos pênaltis ao longo do torneio, e ainda não realizou uma partida sequer como titular da meta alvinegra. O jovem que completa 21 anos no próximo dia 9, foi relacionado diversas vezes para ficar na reserva de Aranha e Vladimir, mas ainda não teve oportunidade para estrear como profissional do clube.

Nascido em Lucélia, interior de São Paulo, o camisa 22 de 1,96 m, conquistou títulos inclusive pelas categorias de base da Seleção braisleira, como o Torneio Internacional de Toulon 2013 (Seleção Brasileira Sub-20) e Youth Cup (Seleção Brasileira Sub-20). 

Lembro-me em 2010, que o goleiro Rafael começou após ganhar uma chance. Chegou a Seleção Brasileira pouco depois.

Outro que ainda não teve oportunidade no time principal é o jovem lateral Daniel Guedes. Ele foi um dos destaques do time santista Campeão da Copa São Paulo 2014 e dos jogadores de linha que deram a volta olímpica no Pacaembu em Janeiro contra o SCCP, ele foi o único que não atuou como profissional. O ala cruza melhor que muitos jogadores da posição que disputam o Campeonato Brasileiro da série A e ficou no banco de reservas algumas poucas vezes, sem atuar um minuto sequer.

Como diria o cantor e compositor dos anos 70, Geraldo Wandré - "Pra não dizer que não falei das flores", o técnico santista lançou o jovem promissor Caju e deu chance ao menino Thiago Maia, que atuou alguns minutos contra a Chapecoense, em Santa Catarina.

Se nesses dois jogos, onde o clube não almeja nada mais além do que se despedir dignamente, dois jogadores como esses - Gabriel Gasparotto e Daniel Guedes, não podem ser testados, terão que ser avaliados quando, então? 

O Santos joga neste domingo (30) às 17h na Vila Belmiro contra o Botafogo-RJ e se despede em 2014 em Salvador contra o Vitória, no final de semana seguinte, dia 7 de dezembro.

                                              
Leia Mais »

SAUDADES DO FUTSAL DO SANTOS

Publicado às 20h00 desta terça-feira, 25 de novembro de 2014.
No último sábado, 22 de novembro, completou-se três que o time principal de Futsal do Santos FC., sagrava-se Campeão da Liga Nacional da modalidade ao vencer os gaúchos de Carlos Barbosa por 3 a 2, na Arena Santos, para um público de mais de 4 mil pagantes. Os gols da conquista alvinegra com a segunda maior audiência da história do canal a a cabo - Sportv, foram de Neto, Pixote e Deives. 

A vitória no tempo normal da partida provocou uma prorrogação (o adversário havia vencido o jogo de ida por 4 a 3) e a mesma terminou empatada em 0 a 0. Na decisão nas penalidades máximas, brilhou o goleiro Paulo Vitor que saiu do banco para ser o herói alvinegro que não tinha o gênio Falcão em quadra, por ter sido expulso no primeiro confronto.

Infelizmente, as noites na Arena Santos nunca mais foram as mesmas desde então. Assim que foi reeleito presidente do Santos, Luís Álvaro decidiu encerrar as atividades da modalidade que levava as famílias de torcedores do clube ao local. 

A coisa foi tão mal-feita a época, pois o que era obrigação de quem administrava o clube divulgar o fim das atividades do projeto vitorioso que deu resultado no seu primeiro ano, teve que ser anunciado pelo Pelé do futsal - Falcão, o maior jogador da modalidade em todos os tempos, via rede social.

Falcão foi o artilheiro da Liga com 32 gols marcados. Além da Liga, o time santista foi vice-campeão paulista e ganhou a Copa Gramado. 

Os valores que tiveram de ser pagos através de recisões contratuais dava para seguir com a modalidade por pelo menos mais uma temporada. O fim do time de futsal do Santos, em 2011, rendeu logo de cara sete ações na Justiça contra o clube. Elas foram movidas por jogadores e membros da comissão técnica que pediam indenização por rescisão contratual. A maioria tinha acordo para trabalhar por mais um ano.

A derrocada aconteceu em parte após a principal patrocinadora da equipe deixar de anunciar no master do uniforme e obrigou o clube a arcar com todos os custos. 

Faltou habilidade ao presidente que administrava o Santos, conseguir pelo menos um patrocinador para mais um ano e com isso, evitar o fim do projeto e os processos movidos contra o clube. Além disso, poderiam ter feito parceria com alguma cidade da baixada; Cubatão, por exemplo, rico pelo seu polo industrial, que poderia ser parceira e manter o melhor time do esporte da bola pesada do planeta em ação e com a exposição da imagem positiva da marca Santos e da região. 

Faziam parte desse elenco que era também a base da seleção brasileira da modalidade os atletas: Djony, Paulo Vitor, Alan, Gava, Wellington, Gustavo, Thiago Carioca, Valdin, Bruno Taffy, Deives, Ricardinho, Bruno Souza, Jé, Índio, Neto, Jackson, Pixote e Falcão, além do técnico Fernando Ferreti.

Acompanhei quase todos os jogos do Santos como mandante e repito, as noites na Arena Santos jamais foram as mesmas depois do encerramento da modalidade. Virou um "elefante branco". 

Como disse ao diretor da modalidade, o correto Cecil Ribeiro, o santista ficou sem a magia, o carisma, além da genialidade de Falcão e seus companheiros com o manto alvinegro.

                                                     
Leia Mais »

ENQUETE


Publicado às 08h05 desta terça-feira, 25 de novembro de 2015.

O Blog do Ademir Quintino colocou à disposição do internauta uma enquete (lado direito da página) desde a noite da última segunda-feira (24), para saber a sua preferência na eleição presidencial do Santos FC.

A realização da enquete foi um pedido de boa parte dos frequentadores do Blog e o objetivo da mesma não é acertar o resultado da eleição do clube marcada para o dia 6 de dezembro, absolutamente, mas sim apontar tendências, até porque, muitos dos participantes da enquete não são sócios há mais de um ano e estão impedidos de participar do pleito eleitoral.

Não se trata de pesquisa. A enquete vai até o fim da manhã da sexta-feira (28), data em que os números serão divulgados. Os resultados parciais não serão apresentados a fim de evitar Spam.

A participação na enquete só pode ser feita através da versão web e não aparece na versão mobile (celulares).

Este espaço publicou no mês passado, entrevista com os cinco candidatos a presidente do Santos. São eles: José Carlos Peres, Nabil Khaznadar, Orlando Rollo, Modesto Roma e Fernando Silva. O vencedor terá a missão de comandar as ações do alvinegro mais famoso do mundo no próximo triênio, à partir de janeiro de 2015.

                                           
Leia Mais »

QUEM SAI DO JEJUM?

Publicado às 16h52 desta segunda-feira, 24 de novembro de 2014.
Um dia, Santos e Botafogo já foram protagonistas de decisões do futebol nacional e até fizeram o primeiro duelo brasileiro na história da Libertadores, porém a realidade é bem diferente e ambos não vencem há mais de um mês.  O Peixe coleciona um jejum de nove jogos e o time da estrela solitária que pode ser rebaixado na próxima rodada, não ganha desde 25 de outubro. Os dois clubes se enfrentam no domingo que vem (30), às 17h, no estádio do Vila Belmiro.

A última vitória santista na temporada foi no estádio do Pacaembu contra o Palmeiras, pela vigésima nona rodada. No dia 19 de outubro, o time de Enderson Moreira conquistava a sua quinta vitória nas últimas seis partidas, porém, daí em adiante, a "chave virou" e foram cinco derrotas e dois empates no Brasileirão, além da eliminação na semifinal da Copa do Brasil, com uma derrota e um empate contra o Cruzeiro.


Coincidência, ou não, após a contusão do atacante Geuvânio contra o Fluminense, a recuperação do Santos no segundo semstre chegava ao fim. O camisa 45 do Peixe retornou neste fim de semana, após ter ficado quatro semanas no departamento médico, na derrota contra o São Paulo. Ele atuou bem, apesar da falta de ritmo de jogo.

Já o time da capital carioca, vem de cinco derrotas consecutivas e detém a marca de pior campanha do segundo turno. Foram apenas 10 pontos somados, com três vitórias, um empate e 12 derrotas. Para o time que um dia teve Garrincha, Didi e Gerson escapar da série B em 2015, não basta voltar a vencer os dois jogos que lhe restam. Além disso, precisa que o Palmeiras não some nem mais um ponto.

A exemplo do Santos, os botafoguenses também estão às vésperas de eleição. Nesta terça-feira (25), em General Severiano, os associados votam e decidem entre quatro candidatos quem substituirá o criticado mandatário, Maurício Assumpção. O vencedor do pleito vai tomar posse do cargo já no dia seguinte para comandar o clube no próximo triênio.

Resposta da CBF ao pedido da diretoria do Santos de mudança.
A partida entre Santos e Botafogo era para acontecer em São José dos Campos, interior de São Paulo. A diretoria santista tinha negociado uma cota de aproximadamente R$ 400 mil com a prefeitura do Vale do Paraíba, porém, a CBF vetou a transferência em razão da Polícia Militar ter enviado um laudo a entidade máxima do futebol brasileiro afirmando que o estádio Martins Pereira tem capacidade para 12.234 pagantes. 

Os jogos da série A exigem capacidade mínima de 15 mil lugares. (veja o documento que o Blog do ADEMIR QUINTINO teve acesso na foto, ao lado). Com isso, a Vila Belmiro está mantida como palco do penúltimo jogo das equipes em 2014. 

Ao alvinegro da Vila fica o "alento" de poder rebaixar os cariocas (se não cairem na véspera - sábado quando jogam Internacional e Palmeiras e Flamengo e Vitória), para a série B do futebol nacional, praticamente dezenove anos depois da perda do título brasileiro de 1995, onde os erros do árbitro Márcio Rezende de Freitas evitaram que G10vanni e Cia pudessem dar a volta olímpica em mais uma conquista nacional pelo Santos.


Finais sub-15 e sub-17 

O Santos tem a melhor base do futebol brasileiro e depois de conquistar o título paulista sub-13, o Peixe busca os títulos no estadual sub-15 e sub-17.

No sub-17, o time do técnico Aarão Alves perdeu o duelo de ida por 2 a 1 para o Palmeiras, na rua Javari. No jogo de volta, o alvinegro precisa vencer o adversário por qualquer resultado para ficar com o título, pois, a melhor campanha da competição pertence ao Peixe. O confronto está marcado para o próximo sábado (29), às 10h45, no estádio da Vila Belmiro. A entrada é franca.

Já o sub-15 empatou com o São Paulo, neste fim de semana, no CT Rei Pelé em 0 a 0. Para conquistar o título, o Santos necessita de uma vitória por qualquer placar. Em caso de empate ou derrota no duelo de volta, o título fica com o time da capital. A decisão será realizada no próximo sábado (29), às 9 horas, no CT Laudo Natel, em Cotia.

                                            
Leia Mais »

PERDER PRA RESERVAS É INADMISSÍVEL

Publicado às 19h26 deste domingo, 23 de novembro de 2014.
O Santos insiste em repetir os seus resultados vergonhosos há mais de um mês. Não importa se equipe jogue igual ao adversário, atue bem ou mal. A consequência é quase sempre a mesma. E a sina do atual time do alvinegro é a derrota. Assim como aconteceu na tarde deste domingo (23), na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT, onde o Peixe perdeu para o time quase todo reserva do São Paulo (apenas três titulares começaram o jogo), por 1 a 0, gol de Bosquillia. Já são nove intermináveis jogos sem vitória. O time despencou para a décima primeira colocação do campeonato.

Pouco a se falar de mais uma vergonha em que o time santista fez o seu torcedor passar na temporada.

O primeiro tempo foi medonho. Enderson Moreira escalou novamente o time no 4-4-2. A única alteração em relação a última partida foi a entrada de Gabriel na vaga de Leandro Damião. 

Apesar do calor de trinta graus, a lentidão santista foi algo absurdo nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo, o treinador, que já tinha escalado mal a equipe com três volantes (um deles sem função), retirou o volante Souza, que fez uma partida digna do próximo presidente eleito do clube devolvê-lo ao Cruzeiro, assim que assumir; e o jovem Gabriel e ambos deram vagas a Thiago Ribeiro, que nada acrescentou e Geuvânio, que deu uma outra cara a equipe, porém, ainda se ressente da falta de ritmo de jogo.

O camisa 45 do Santos teve uma oportunidade de ouro pra deixar o Peixe na frente após falha do tricolor Edson Silva, mas finalizou errado. Como o futebol não tolera desaforo, Bosquilha recebeu do lado esquerdo do ataque finalizou e fez o único gol da partida.

Melancólico fim de temporada para um time da grandeza do Santos. A última vitória aconteceu no longínquo 19 de outubro, pela vigésima nona rodada do Campeonato Brasileiro, quando bateu o Palmeiras no Pacaembu, por 3 a 1.

Pode parecer passionalismo de minha parte, mas me recuso a dar notas a um elenco que tem feito a torcida passar vergonha atrás de vergonha a cada rodada. Vou me poupar de digitar as avaliações e desde já dou ZERO a todos. 

Na história desse blog, é a segunda vez apenas que não dou notas após o fim de uma partida. A outra foi no desastre contra o Barcelona, em agosto do ano passado (8x0).

Perder para um time de reservas que não tem nem conjunto, eu não aceito - Isso é sacanagem. Muitos vão falar dos atrasos nos salários, mas o jogador tem de ser profissional, acima de tudo e não me sensibiliza esses argumentos. Alguém tem quem mostrar quem manda. Culpar só direção ou só os jogadores é um argumento muito simplista. Cada um tem sua parcela de contribuição para esse péssimo momento, digno dos anos 80, dentro de campo.

E pensar que vou ter que trabalhar em mais duas partidas deste elenco no ano. O confronto contra o Botafogo na Vila Belmiro, semana que vem e Vitória em Salvador (BA), no dia 7 de dezembro, um dia posterior as eleições no clube. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 SÃO PAULO

Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
Horário: 17 horas (Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra (SP)
Público/renda: 33.247 pagantes/ R$2.402.315,00
Cartões amarelos: Lucas Lima, Edu Dracena e Alison (Santos); Osvaldo (São Paulo)
Gol: Boschilia, aos 9'/2°T
SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Neto e Caju; Arouca, Alison, Souza (Thiago Ribeiro, intervalo) e Lucas Lima; Robinho (Leandro Damião, aos 24'/2°T) e Gabriel (Geuvânio, intervalo). Técnico: Enderson Moreira.
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Edson Silva, Antonio Carlos, Reinaldo, Auro (Denilson, aos 17’/2ºT), Hudson, Boschilia (Michel Bastos, aos 28'/2°T), Ademilson, Osvaldo, Alexandre Pato (Luis Fabiano, intervalo). Técnico: Muricy Ramalho.



A MELHOR BASE DO PAÍS

O Santos sagrou-se Campeão Paulista sub-13, na manhã deste domingo (23). O título veio na vitória contra o Marília por 2 a 0, no CT Rei Pelé. Os gols foram de Lucas Mazetti e Lucas Lourenço; Na primeira partida, o Peixe já tinha vencido no interior por 3 a 1.

Parabéns ao belho trabalho comandado pelo técnico Luciano Aparecido dos Santos Costa, o Luciano Santos, extremamente competente e trabalhador.

O sub-13 do Peixe começou a partida com: 1-Breno, 4-Sandro. 2-Gustavo, 6-Kaique e 3-Layon; 5-Matheus, 8-Henrique, 10-Lucas Lourenço; 7-Lucas Mazetti; 9-Vitor Yan e 11-Rodrygo.

É indesmentível, a base do Santos é a melhor do país há algum tempo.

                                           
Leia Mais »

PRA DAR FIM AO JEJUM

Publicado às  12h38 deste sábado, 22 de novembro de 2014.
O técnico Enderson Moreira deve manter o mesmo Santos que iniciou a partida no empate contra o Atlético-PR no meio de semana para o confronto contra o São Paulo,  neste domingo (23), às 17h com transmissão da Terra SP - AM - 1.330, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Neto, o volante Souza e o atacante Leandro Damião serão mantidos entre os titulares.

O time realizou a última atividade antes do embarque da delegação para o estado do Mato Grosso, no CT Rei Pelé. O treinador deve mandar a seguinte formação a campo: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Neto e Caju; Arouca, Alison, Souza e Lucas Lima; Robinho e Leandro Damião.

A partida deve marcar o último duelo de Rogério Ceni, goleiro são paulino contra o alvinegro. 

O zagueiro Bruno Uvini e os atcantes Rildo e Gabriel permanecerão entre os suplentes. David Braz e Geuvânio se recuperaram de lesões, estão à disposição, mas não devem começar o clássico entre os 11 titulares. 


CAMISA DO REI É NOTÍCIA NA ESPANHA

O jornal "AS" da Espanha publicou em sua edição da última sexta-feira (21), que o candidato a presidência do Santos Nabil Khaznadar deseja "eternizar" e aposentar a camisa 10 de Pelé, se eleito nas eleições de 6 dezembro. A reportagem é do redator do periódico espanhol - David.F. Sanchidrián.

O presidenciável viajou para a terra do "Tio Sam" com o objetivo de conseguir dois amistosos entre Santos e Cosmos, último time de Pelé, um em cada país, e também a realização de uma pré-temporada para o time de Vila Belmiro em território norte-americano. O candidato da chapa 2 "Avança Santos", está em Nova York (EUA) e volta ao Brasil, na manhã deste domingo (23).


MURICY ELOGIA DRACENA

Com o risco de ter o capitão Rogério Ceni a se aposentar no fim desta temporada, o ex-técnico santista e treinador do São Paulo, Muricy Ramalho encheu de elogios o zagueiro Edu Dracena, capitão do Peixe desde 2010.
"O Edu (Dracena) é meu amigo, trabalhou comigo. É um profissional diferenciado, um dos caras mais respeitados do Santos. Estamos em competições complicadas e paramos de conversar em relação a isso", disse o treinador despistanto sobre o interesse no camisa 2 do alvinegro. 
Edu Dracena tem contrato com o Santos até o fim de 2015.

                                           
Leia Mais »

R7 E RC PELA ÚLTIMA VEZ

Publicado às 12h40 desta sexta-feira, 21 de novembro de 2014.
O clássico será entre Santos e São Paulo,  neste domingo (23), às 17h com transmissão da Terra SP - AM - 1.330, na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Mas a partida deve marcar o último encontro de Robinho e Rogério Ceni, como adversários nos profissionais.

Com o provável encerramento da carreira do goleiro tricolor, dois dos grandes personagens do futebol brasileiro nas última duas décadas deixarão de duelar nos palcos do país.

Em 13 confrontos com a camisa santista contra o rival do Morumbi,  Robinho saiu vitorioso em nove, derrotado em três e empatou um. Ele marcou apenas dois gols no camisa 1 do São Paulo. Um no seu primeiro ano como profissional e outro, histórico, em 2010.

Em 2002, Robinho levou a melhor nas quartas de final do Brasileiro vencido pelo Peixe. (3 a 1 e 2 a 1) No jogo de ida, o camisa 7 marcou o segundo gol. Os meninos da Vila desbancavam a melhor campanha da fase de classificação, o São Paulo, dentro do Morumbi.

Dois anos depois, novo reencontro e nova classificação santista. Foi pela Sul-americana. Vitória do Peixe na vila e empate no Morumbi, com o Santos utilizando um time repleto de reservas, já que a prioridade era o brasileiro vencido pelo alvinegro.

Em 2005, o goleiro são paulino levou a melhor. Mesmo com o empate em 0 a 0 em Mogi-Mirim, o time da capital sob a batuta de Emerson Leão ficou com o título estadual.

Mas o que ficou marcado na memória principalmente do torcedor alvinegro foi o duelo que marcou a reestreia do Rei das Pedaladas na Arena Barueri, em partida da fase de classificação do estadual de 2010. O jogo estava 1 a 1 e Robinho acabara de sair do banco de reservas com o rival que chegou a igualdade, logo em seguida. Minutos depois, Wesley foi na linha de fundo e cruzou, Robinho passou da bola, porém em um lance de genialidade, finalizou de letra e deu a vitória ao Peixe.

Nas semifinais do Paulistão do mesmo ano, novo reencontro de ambos e o Peixe na decisão contra o Santo André, após duas vitórias convincentes (3 a 2 e 3 a 0).

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro deste ano, Robinho lesionado não foi relacionado. Os dois não se enfrentam há quatro anos, desde quando o "pedalada" voltou para a Europa após a sua segunda passagem pelo Peixe.
"Tomara que eu consiga fazer mais um gol nele (Rogério Ceni)" , disse Robinho.
Com a transferência do jogo da Vila Belmiro para o estado do Mato Grosso e se a aposentadoria de Rogério for confirmada, o o último jogo da carreira do goleiro do São Paulo no estádio Urbano Caldeira foi no Brasileiro de 2013, com vitória do Santos por 3x0 - gols de Edu Dracena, Thiago Ribeiro e Léo.


INDEFINIÇÃO

O técnico Enderson Moreira poupou os titulares de um trabalho no gramado do CT Rei Pelé, na anti-véspera do clássico. Apenas Leandro Damião e Neto, dos onze que começaram a partida na última quarta-feira (19) contra o Atlético-PR, participaram das atividades dentro de campo nesta sexta-feira (21).

A provável formação santista deve ser confirmada apenas após o último treino antes da viagem, na manhã deste sábado (20), também no Centro de treinamentos santista.

O zagueiro David Bráz, o lateral Mena e o atacante Geuvânio estão à disposição.
  
Peixe e Bota na Vila

Por falta de um laudo do estádio Martins Pereira, a CBF impediu que ‪Santos‬ e Botafogo-RJ se enfretassem em São José dos Campos, interior de São Paulo.

Com isso, o jogo está mantido para o estádio da Vila Belmiro, dia 30.

ROBINHO E NEYMAR
Robinho ultrapassou Neymar em número de partidas com a camisa do Santos. O Rei das Pedaladas tem 232 jogos em suas três passagens pela Vila Belmiro contra 230 de Neymar. O atual camisa 11 do Barcelona fez 138 gols com o manto alvinegro e o rei do drible 103. O camisa 7 do alvinegro ganhou quatro títulos (dois brasileiros (2002-2004), uma Copa do Brasil (2010)  e um paulista (2010). Já Neymar tem 6 (uma Copa do Brasil (2010), uma Libertadores (2011), uma recopa (2012) e três paulistas (2010,2011 e 2012).

Robinho está próximo de igualar Serginho Chulapa na artilharia do Santos e assumir a 23a. colocação entre todos na história do clube.  Se for levar em consideração após era Pelé, Robinho pode assumir a segunda colocação ficando apenas da "jóia" Neymar.

Além disso, com o gol marcado na quarta-feira (19), Robinho empatou com Kleber Pereira na artilharia santista da história do Brasileirão (1959-2014), agora com 51 gols. Se o "pedalada" marcar quatro gols até o fim do campeonato, ultrapassará Neymar e assumirá a vice-liderança do ranking que é liderado por Pelé com Folga. O Rei do futebol tem incríveis 101 gols.


ÚLTIMO DIA

O associado do Santos que desejar votar a presidente do clube na cidade de São Paulo deverá registrar essa intenção em um link na página (http://www.santosfc.com.br/eleicoes2014/), ou na Secretaria Social do Santos FC, no estádio da Vila Belmiro.  O prazo para a mudança de domicílio eleitoral vai até hoje, 21 de novembro.

Em São Paulo, o local de votação será no prédio da Federação Paulista de Futebol, na Barra Funda.

Dúvidas podem ser tiradas através do telefone da sub-sede do Santos na capital - 11 3506 3200


                                           
Leia Mais »

O JEJUM CONTINUA

Publicado às 22h22 desta quarta-feira, 19 de novembro de 2014.
O Santos completou exato um mês na noite dessa quarta-feira (19), sem conhecer o sabor de uma vitória. O time de Enderson Morerira vencia o jogo, mas cedeu o empate ao Atlético-PR e ficou no 1 a 1, em partida realizada na Arena da Baixada em Curitiba. A equipe completou oito jogos sem vitória e sete anos sem vencer o rubro-negro na casa do rival.

O primeiro tempo até que não foi tão desinteresse como aparentava ser em razão dos dois times não buscarem mais nada no Campeonato Brasileiro. O time da casa atacava e o alvinegro tentava encaixar o contra-ataque. Aos 27 minutos, Leandro Damião deu uma "casquinha" após um chutão e Robinho dominou com a esquerda e bateu com a direita em um belo gol, o quarto do camisa 7 no Brasileirão.

Na volta do intervalo, logo aos oito minutos, escanteio do lado direito, o volante Souza subiu o equivalente a altura de uma lâmina de barbear e nas suas costas, Cleberson empatou o jogo -1 a 1. Daí em diante com raras exceções foi uma partida de dar sono.

O Peixe ainda teve uma chance com Rildo, mas o atacante que substituiu Leandro Damião na segunda etapa não foi competente o suficiente para realizar a finalização. O time do técnico Claudinei Oliveira que reencontrou o Santos pela primeira vez também teve uma nova oportunidade para virar após escanteio e a bola bateu na trave.

Faltam três rodadas para o término do melancólico ano sem conquistas. No próximo fim de semana, o Santos vai até Cuiabá-MT, e como mandante, tenta dar fim ao jejum no clássico contra o São Paulo.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO publicou na tarde desta quarta-feira (19), no domingo seguinte (30), o Peixe deve enfrentar o Botafogo-RJ, em São José dos Campos, interior de São Paulo. A diretoria santista negocia com a prefeitura da cidade do Vale do Paraíba e tentará confirmar a mudança junto a CBF até a próxima sexta-feira (21), como manda o estatuto do torcedor.


FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 1 SANTOS

Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Arnoldo Vasconcelos Figarela (RO)
Cartões amarelos: Sueliton, Cleberson (Atlético-PR)
GOLS: Robinho, aos 27/1ºT (0-1); Cleberson, aos 4/2°T (1-1)
ATLÉTICO-PR:  Weverton; Sueliton (Mario Sergio, aos 30/2ºT), Gustavo, Cleberson e Lucas Olaza; Deivid (Hernani, intervalo), Paulinho Dias e Bady;  Dellatorre (Douglas Coutinho, aos 23/2ºT), Marcelo e Cléo. Técnico: Claudinei Oliveira.
SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Neto e Caju; Alison, Souza (Alan Santos, aos 41/2ºT), Arouca e Lucas Lima; Robinho e Leandro Damião (Rildo, aos 27/2ºT). Técnico: Enderson Moreira.



NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Deu algumas saídas em falso. - 5,5
Cicinho: Quando vai ao ataque, não consegue cruzar com eficiência. - 5,5
Edu Dracena: Bem no jogo aéreo. - 6,0
Neto: Bem melhor do que o antecessor Uvni. Ainda finalizou a gol uma vez. - 6,5
Caju: Talentoso. Precisa marcar melhor. No apoio foi muito bem. - 6,0
Alison: Marcou bem, como de costume e só errou um passe, algo raro para ele, e foi no fim da partida. - 6,5
Souza: Não acertou uma cobrança de bola parada, tanto falta, como escanteios. Falhou no gol de empate. - 4,0
(Alan Santos): Jogou apenas cinco minutos. O suficiente para levar cartão amarelo. - SEM NOTA 
Arouca: Bem na marcação, até saiu em alguns contra-golpes rápidos. - 6,5
Lucas Lima: Não é craque, mas é bom jogador. Não reeditou suas melhores jornadas. - 5,5
Robinho: O melhor do time. Marcou um gol bonito. - 7,0
Leandro Damião: Não conseguiu finalizar uma vez ao gol. Importante no toque de cabeça para Robinho no gol santista. Foi substituído. - 5,5
(Rildo): Entrou bem do lado esquerdo do campo. Tem um defeito gritante para um atacante - não sabe finalizar. - 6,5  
Técnico: Enderson Moreira: Tem condições de voltar a fazer um bom trabalho, assim como estava fazendo quando chegou a Vila. Porém, parece ter perdido a "mão", assim que o time foi desclassficado da Copa do Brasil. Eu, particularmente, deixaria no comandante técnico da equipe e deixaria ele montar o time para sentir se fará um "belo omolete com poucos ovos". Poderia ter sido um pouco mais ousado nas substituições- 5,5

Domícilio Eleitoral

O associado do Santos que desejar votar a presidente do clube na cidade de São Paulo deverá registrar essa intenção em um link na página (http://www.santosfc.com.br/eleicoes2014/), ou na Secretaria Social do Santos FC, no estádio da Vila Belmiro.

Em São Paulo, o local de votação será no prédio da Federação Paulista de Futebol, na Barra Funda. O prazo para a mudança de domicílio eleitoral vai até o dia 21 de novembro.

                                           
Leia Mais »

PEIXE NO VALE DO PARAÍBA NOVAMENTE

Publicado nesta quinta-feira às 18h03 deste 19 de novembro de 2014.
O Santos não deve mais jogar mais no estádio da Vila Belmiro em 2014. Sem correr riscos de rebaixamento, porém, sem nenhuma possibilidade de conquistar uma vaga na Libertadores da América do ano que vem, o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que a direção santista busca uma melhor bilheteria e negocia uma cota em torno de R$ 400 mil para na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, dia 30 de novembro, mandar o confronto contra o Botafogo-RJ, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos.

O alvinegro tem mais quatro partidas a realizar na competição nacional e duas delas como mandante. A primeira será no próximo domingo (23), contra o São Paulo, na Arena Pantanal, em Mato Grosso e o clube arrecada R$ 1 milhão líquido de receita. O segundo e último confronto como mandante é justamente contra os cariocas do Botafogo. Os outros dois jogos serão como visitante: O Atlético-PR na noite desta quarta-feira (19 ), e na última rodada, dia 7 de dezembro, contra o Vitória-BA, em Salvador.

São José dos Campos é uma das principais cidades do interior paulista. Habitada por 629 mil pessoas, de acordo com o último levantamento do IBGE, em 2010, o local é conhecido por ser um dos polos tecnológicos do país. No município estão concentradas grandes empresas. 

Recentemente, o público do Vale do Paraíba pode acompanhar o Peixe que realizou sua inter-temporada durante a Copa do Mundo na mesma São José. Com o CT Rei Pelé e a Vila Belmiro cedidos a México e Costa Rica, respectivamente, duante o Mundial de Seleções, o Santos escolheu o município a 90 quilômetros da capital São Paulo, para realizar os treinamentos.

                                           
Leia Mais »

TRÊS MUDANÇAS EM CURITIBA

Publicado às 11h55 desta terça-feira, 18 de novembro de 2011
Sem vencer há sete partidas, o técnico Enderson Moreira promoveu alterações no time do Santos na última atividade antes de enfrentar o Atlético-PR nesta quarta-feira (19), às 19h30, na Arena da Baixada, em Curitiba, com transmissão da Terra SP - AM- 1.330 pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O comandante sacou Bruno Uvini, Rildo e Gabriel dos titulares. O capitão Edu Dracena retorna de suspensão e Arouca reassume o seu posto recuperado de amigdalite . Neto é mantido na quarta zaga. Souza e Leandro Damião ganham novas oportunidades. O esquema tático também foi alterado do 4-3-3 para o 4-4-2.

A última vitória santista foi exatamente há um mês. No dia 19 de outubro, contra o Palmeiras, no estádio do Pacaembu. Enderson já havia alterado o esquema tático da equipe após a eliminação na Copa do Brasil. Na derrota contra o SCCP, Serginho herdou a vaga de Robinho lesionado e a equipe começou o clássico com quatro homens no meio-campo e dois jogadores na frente.

Leandro Damião que foi reserva com Enderson Moreira em 10 dos 20 jogos do treinador santista a frente do Santos terá a companhia de Robinho no ataque e tem a responsabilidade de acabar com o jejum de gols vivido pelo time alvinegro nos dois últimos jogos. Se efetivamente for confirmado a sua escalação, vai na contramão do que o comandante técnico disse na última entrevista coletiva.
"Se a gente põe o Damião e ele perde um gol, parece que o mundo vai acabar. É melhor preservá-lo para que ele tenha uma pressão menor" – disse Enderson Moreira após a derrota do último final de semana
Outra novidade é o zagueiro Gustavo Henrique que foi relacionado após quase nove meses da sua lesão. O jogador passou por intervenção cirurgica em um dos joelhos e ficará no banco de reservas.

Com isso, o Santos reencontra o seu ex-treinador em 2013 - Claudinei Oliveira, que enfrentará o clube que o projetou para o futebol com a seguinte formação: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Neto e Caju; Alison, Souza, Arouca e Lucas Lima; Robinho e Leandro Damião.


                                           
Leia Mais »
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by