FOTO CAPA

SANTOS X P.SOLIMÕES-AM

Postado as 22h53 desta quarta-feira, 23 de abril de 2014.
Na noite desta quarta-feira (23), o Santos conheceu o seu próximo adversário na segunda-fase da Copa do Brasil. Será o Princesa do Solimões. O time amazonense eliminou o Brasiliense-DF. 

O tubarão amazonense venceu a equipe do Distrito Federal  por 3 a 1, em Manaus, na semana passada. No jogo de volta, o time do Distrito Federal devolveu o resultado, porém por 4 a 2. Como o Princesa do Solimões marcou dois gols na casa do adversário, garantiu a passagem inédita para a próxima fase da competição nacional.

O Princesa do Solimões é um clube da cidade de Manacapuru (73 Km da capital Manaus). O time foi um dos primeiros clubes do interior a disputar o Campeonato Amazonense de futebol. O Princesa é hoje ao lado do Peñarol, o clube mais tradicional do interior do estado. 

O adversário santista já chegou a decisão do estadual em duas oportunidades (1995 e 1997), sendo vice-campeão em ambas. No ano passado, o adversário do time de Oswaldo de Oliveira venceu pela primeira vez o Campeonato Amazonense ao derrotar o Nacional na final.

O primeiro jogo contra o Santos, a ser confirmado para a Arena Amazonas em Manaus - um dos palcos da Copa, será no dia 8 de maio (quinta-feira) às 21h50. Se o Peixe conseguir vencer por dois gols de diferença, elimina a partida de volta, marcada para o estádio de Vila Belmiro, no dia 15 de Maio.



Durval, campeão mais uma vez

O zagueiro Durval marca o gol do título e levantou a taça pela segunda vez em uma semana. O "Mito" que jogou três anos no Santos, foi o autor do gol da vitória do Sport-PE que venceu o Náutico por 1 a 0 e sagrou-se campeão pernambucano.

O defensor que foi extremamente vitorioso na Vila ao lado de Edu Dracena, por três temporadas e seis títulos, disputou 12 finais de estaduais e conquistou 11 títulos.

No Peixe, o "cangaceiro da Vila" perdeu apenas duas decisões (Mundial 2011 e Paulista 2013).

Há menos de 10 dias, o veterano já havia levantado a Taça de Campeão da Copa Nordeste.  


                                           
Leia Mais »

JUBAL DEVE SER O ESCOLHIDO

Postado as 13h12 desta quarta-feira, 23 de abril de 2014.
O técnico Oswaldo Oliveira adota a coerência e deve dar a vaga de titular ao zagueiro Jubal em substituição a Neto para o confronto contra o Coritiba no próximo sábado (26) às 18h30, no estádio Couto Pereira na capital paranaense. 

Sem Neto, com edema na coxa direita e desfalque no mínimo nas próximas duas rodadas, o treinador tinha além do Jubal, o recém-chegado Bruno Uvini. Porém, quando da contusão do titular no empate contra o Sport-PE foi Jubal quem entrou, e não o zagueiro que não joga desde novembro do ano passado, vindo do Napoli-ITA.

Jubal realizou 12 partidas das 22 que o Santos entrou em campo na temporada.

No coletivo da manhã desta quarta-feira (23), no CT Rei Pelé, o treinador santista não contou com Arouca, poupado com fadiga muscular. Alison foi o substituto do "monstro" na atividade. 

Com isso, o time treinou com: Aranha, Cicinho, Jubal, David Braz e Mena; Alison, Cícero e Gabriel; Geuvânio, Leandro Damião e Thiago Ribeiro.

Antes da viagem da delegação alvinegra rumo a capital paranaense, o comandante alvinegro ainda comanda mais duas atividades com o elenco.

                                           
Leia Mais »

NETO FORA POR DUAS SEMANAS

Postado às 18h48 desta terça-feira, 22 de abril de 2014.
A sina de jogadores lesionados na defesa santista não tem fim em 2014. O zagueiro Neto, o quarto contundido entre os defensores, foi submetido na tarde desta terça-feira (22) a um exame de ressonância magnética, que constatou um edema muscular no posterior da sua coxa direita.

O departamento médico do Santos preferiu não fazer previsão para o retorno do camisa número 28, mas em situações semelhantes a esta, outros jogadores profissionais retornam aproximadamente entre 10 a 15 dias. Se a previsão estiver correta, o jogador terá condições de retornar contra o Figueirense - dia 11 de Maio, em jogo da quarta rodada do Campeonato.

A lesão aconteceu durante o empate do Peixe por 1 a 1 contra o Sport, no último domingo (20), na estreia do alvinegro no Campeonato Brasileiro 2014. O zagueiro deixou o campo aos 12 minutos da segunda etapa e foi substituído por Jubal.

Já nesta terça, Neto iniciou o trabalho de fisioterapia no CEPRAF (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol), do CT Rei Pelé.

Para a partida contra o Coritiba, no próximo sábado às 18h30 com transmissão da Super Rádio/SP - 1.150 AM (antiga Tupi-SP), Oswaldo tem como opções o próprio Jubal ou promover a estreia do defensor Bruno Uvini, contratado por empréstimo junto ao Napoli-ITA e que não atua em uma partida profissional desde novembro do ano passado.

Os demais defensores santistas que estão lesionados são o capitão Edu Dracena, o jovem Gustavo Henrique, além de Vinicius Simon. Os dois primeiro se submeteram a cirurgias no joelho e voltam no segundo semestre; enquanto o último que retornou de empréstimo do Sport-PE, teve ruptura do tendão da coxa direita.

                                           
Leia Mais »

PEIXE ITINERANTE

Postado as 11h34 desta terça-feira, 22 de abril de 2014.
No dia 16 de maio, o Santos tem de entregar o estádio da Vila Belmiro à FIFA, já que a Seleção da Costa Rica estará hospedada na baixada e vai utilizar o local para realizar seus treinamentos, visando a Copa do Mundo que se inicia em 12 de junho. Com isso, o Peixe tem um problema - definir onde mandará as partidas contra Atlético-MG (5a. rodada, dia 18/5), Flamengo (7a. rodada, dia 25/5) e Criciúma-SC (9a. rodada, dia 31/5), todos jogos do Campeonato Brasileiro, antes da paralisação da competição para o Mundial de Seleções que será realizado no Brasil.

As tratativas com o governo do Mato Grosso estão bem adiantadas para que o confronto contra o Galo, o primeiro como mandante fora da Vila Belmiro, seja realizado na Arena Pantanal.  De acordo com a CBF, os estádios que receberão jogos da Copa durante a primeira fase, tem que ser entregues à entidade do futebol mundial, apenas entre os dias 20 e 22 de maio, o que possibilita o confronto de alvinegros pelo Brasileirão no dia e local supracitado.

Segundo o Secretario da Copa (Secopa) em Mato Grosso, Maurício Guimarães, os dirigentes do alvinegro praiano procuraram os governantes do Estado no início de Abril, quando o Peixe inaugurou a Arena Pantanal no empate com o Mixto-MT pela Copa do Brasil, na intenção de mandar até três partidas durante a competição no local.

A princípio, o acordo entre o Santos e governo mato-grossense para levar o jogo da 5a. rodada contra o Atlético-MG, prevê um pagamento de R$ 1,2 milhão ao clube de Vila Belmiro. No ano passado, o Peixe também vendeu o mando do duelo contra o Flamengo, pela primeira rodada do Campeonato no estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF – que marcou a despedida de Neymar – por R$ 800 mil.

Além do jogo entre Santos e Atlético-MG, a Arena Pantanal receberá dia 26 de abril - Luverdense x Vasco (série B);  dia 1o. de maio - Cuiabá x Internacional-RS (Copa do Brasil); além de Flamengo x Bahia no dia 21 (série A).

Contra o Flamengo, como a alternativa da Arena Pantanal fica descartada em razão da data, os dirigentes do alvinegro estudam a possibilidade de realizar a partida no estádio do Morumbi e contra o Criciúma em São Bernardo do Campo. Outro palco que pode abrigar os dois jogos é a Arena Barueri, porém com menores chances já que o São Paulo e o Palmeiras vão utilizar o estádio as margens da Rodovia Castelo Branco durante esse período, o que gera uma concorrência.

Além do estádio da Vila Belmiro, o Santos também vai ceder as instalações do CT Rei Pelé para a Seleção mexicana e existe uma dúvida onde o time vai treinar nesse período.

Além dos jogos antes da paralisação do Brasileirão, no dia 17 de março, o Blog do ADEMIR QUINTINO já havia antecipado que a CBF autorizou o Santos a realizar seis jogos como mandante no Pacaembu. A entidade do futebol nacional já confirmou os jogos contra Chapecoense (12ª rodada), Vitória (19ª rodada), Goiás (25ª rodada) e Cruzeiro (34ª rodada) para o próprio da municipalidade paulistana. 

Leia Mais »

TROPEÇO

Postado as 23h22 deste domingo, 20 de abril de 2014.
A exemplo do que tem acontecido nos últimos nove anos, o Santos não conseguiu vencer em mais uma estreia no Campeonato Brasileiro. O Peixe perdeu os 100% de aproveitamento na Vila Belmiro e apenas empatou com o Sport-PE em 1 a 1.


Os primeiros minutos deram a impressão que o time de Oswaldo de Oliveira ia passear. No primeiro tempo foi o ataque do Santos contra a boa defesa do Sport-PE comandada pelo ex-santista Durval. O Peixe além de ter colocado duas bolas na trave de Magrão, perdeu uma infinidade de oportunidades de abrir o placar.

Ainda de ressaca pela perda do título estadual, o alvinegro oscilou muito durante a partida e no segundo tempo caiu vertiginosamente de produção. Resultado, além de ver o adversário abrir o marcador com o time nordestino descendo nas costas de Mena e Neto Baiano concluir e tirar o zero do placar, o resultado adverso e as chances desperdiçadas deixaram os torcedores do Santos furiosos e o culpado foi escolhido - Leandro Damião, bastante vaiado pelos pouco menos de 8 mil pagantes que compareceram ao estádio da Vila Belmiro. 

Há 11 minutos do fim, Gabriel igualou o marcador.

O Peixe perdeu dois pontos na abertura da competição e agora vai ter de recuperar os pontos fora de casa, de preferência na próxima rodada, contra o Coritiba, sábado (26) às 18h30.

Apesar de o técnico ter respondido na minha pergunta durante a entrevista coletiva que "o Santos jogou para ganhar e não conseguiu, mas teve um resultado satisfatório", eu respeito, porém discordo totalmente, pois quem deseja no mínimo ir para a Libertadores da América, não pode considerar "satisfatório" apenas um ponto dentro de casa.

FICHA TÉCNICA
Santos 1 x 1 Sport-PE
Santos: Aranha; Cicinho, Neto (Jubal), David Braz e Mena; Arouca (Alan Santos), Cícero e Thiago Ribeiro (Lucas Lima); Geuvânio, Leandro Damião e Gabriel. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Sport-PE: Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Ewerton Páscoa (Rithely), Renan Oliveira (Augusto César) e Wendel (Ananias); Felipe Azevedo e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.
Gols: Neto Baiano, aos 27, e Gabriel, aos 34 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA).
Cartões amarelos: Jubal (Santos); Rodrigo Mancha, Ferron, Neto Baiano (Sport).
Renda: R$ 142.391,00.
Público: 7.964 pagantes.
Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Fez uma grande defesa no segundo tempo. Nada podia fazer no gol de Neto baiano - 6,5
Cicinho: Apoia muito bem, porém peca nos cruzamentos. Mandou uma bola na trave de Magrão - 7,0
Neto: Não teve muito trabalho. Exagerou nos lançamentos aos atacantes. Deixou o gramado contundido - 6,0
(Jubal): Entrou muito bem, como de costume - 6,5
David Braz: Não estava mal na partida, porém no gol do sport não acompanhou Neto Baiano - 5,0
Mena: Repito, não apoia nem em jogos em casa. Limita-se a marcar bem e na minha opinião é pouco para ser lateral do Santos. O gol  do Sport, saiu pelo seu setor - 5,0
Arouca: Marcou bem, mas não apareceu como elemento surpresa na frente, seu ponto forte - 6,0
(Alan Santos): Apenas marcou - 5,5
Cícero: Pouco participativo. Quando não marca gols, como neste domingo, tem atuações discretas - 5,0
Thiago Ribeiro: Discreto - 5,0
(Lucas Lima): Pouco tempo para tentar algo. Coincidência ou não, quando ele entrou, o Peixe empatou - 6,0
Geuvânio: Não foi tão objetivo como nas primeiras rodadas do estadual, ainda assim foi dele o chute que virou assistência  no gol de Gabriel - 6,5
Leandro Damião: Ironicamente, parabenizo os dirigentes que acreditaram que gastar o altíssimo valor que ainda será pago pelo centroavante poderá ser um bom negócio. Jogador extremamente limitado tecnicamente e que tem apenas muita vontade e um satisfatório jogo aéreo, nada mais além disso. Marcado facilmente por Durval e Ferron - 4,0 
Gabriel: Não estava bem no jogo. Perdeu algumas chances no primeiro tempo, mas foi o responsável em tornar a noite não tão catastrófica. - 6,5
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Errou em colocar um meia armador (Lucas Lima) apenas no fim da partida. Tinha três jogadores que não estavam bem antes do intervalo, principalmente Thiago Ribeiro e Damião e o treinador não os substituiu - 5,5

Leia Mais »

LAOR AOS POUCOS SE RECUPERA

Postado as 12h40 deste domingo, 20 de abril de 2014.
Luís Álvaro se afastou da presidência do Santos em 15 de agosto do ano passado, para se submeter a tratamento de saúde. O dirigente alvinegro luta e por enquanto vence a batalha de permanecer vivo. 

O vencedor santista das duas últimas eleições (2009 e 2011) ficou a frente do cargo durante três anos e meio de muito trabalho e absoluta entrega, muitas vezes contrariando recomendações médicas e arriscando sua própria vida.

É incontestável que foram anos de conquistas dentro de campo (seis títulos - três paulistas-2010, 2011 e 2012; Copa do Brasil - 2010; Libertadores - 2011 e Recopa - 2012), e que o  número de associados cresceu substancialmente no clube de Vila Belmiro.

Na manhã deste domingo de páscoa (20), uma das suas irmãs, Silvia Pimentel Ribeiro, compartilhou em uma rede social uma foto (acima) de LAOR, tirada no último sábado (19), onde é visível que o mandatário alvinegro está mais magro:
"Meu irmão querido, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, se recuperando lentamente de dois anos e meio em que a morte, apressada, veio tentar tirá-lo de nós por mais de duas vezes. Mas não contava com a garra e a força de um Santista e de um guerreiro", disse Silvia através do facebook.
Me julguem, me condenem, façam o que desejarem; mas mesmo sem me meter nas ações políticas dentro do Santos, sou fã deste homem. LAOR é um guerreiro que luta pela vida. Fico feliz que ele está se recuperando.

Enquanto teve saúde, o Santos foi bem sob o seu comando. Erros aconteceram, e não foram poucos, mas o saldo, certamente, foi muito mais positivo.

Vida longa #FORÇALAOR!


Leia Mais »

CÍCERO E DAMIÃO RETORNAM

Postado às 11h37 desta sexta-feira, 18 de abril de 2014.
Após serem desfalques na vitória sobre o Mixto-MT, pela Copa do Brasil, na última quarta-feira (16), o meia Cícero e o Leandro Damião, poupados pelo técnico Oswaldo de Oliveira, treinaram normalmente na manhã desta sexta-feira (18) no CT Rei Pelé, e estão à disposição para retornarem ao time titular na estreia do alvinegro no Campeonato Brasileiro no próximo domingo (20), às 18h30 com transmissão da Super Rádio São Paulo (antiga Tupi/SP) - 1.150 AM contra o Sport-PE. 

O próprio treinador Oswaldo de Oliveira confirmou a presença dos dois jogadores:
"Tudo certo, (Cícero e Damião) vão jogar. São jogadores experientes e importantes para a equipe" , resumiu o comandante técnico.
A partida marca o reencontro do zagueiro Durval que pela primeira vez enfrenta sua ex-equipe, o Santos. O veterano zagueiro conquistou seis títulos em três anos no Peixe (tri-estadual - 2010,2011 e 2012; Copa do Brasil - 2010, Libertadores 2011 e Recopa - 2012).

O centroavante santista se recuperou das dores no músculo adutor da coxa direita, enquanto Cícero, não sente mais dores da  pancada que sofreu nas costelas na final contra o Ituano. Com os retornos de Cícero e Damião, os jovens Alan Santos e Diego Cardoso, que atuaram no meio de semana pela Copa do Brasil, retornam para a suplência.

Se nenhuma alteração de última hora acontecer, o alvinegro praiano deve ter a seguinte formação no fim de semana: 1-Aranha; 4-Cicinho, 28-Neto, 14-David Braz e 15-Mena; 5-Arouca, 8-Cícero e 7-Gabriel; 11-Thiago Ribeiro, 10-Geuvânio e 9-Leandro Damião. 


Se você ainda não viu, veja!

O Blog do Ademir Quintino fez uma matéria especial, trazendo dados, curiosidades e informações de todos os adversários do Santos no Brasileirão 2014. Para visualizar, clique aqui.

Numeração Fixa

O Santos põe fim a uma tradição e adere a modernidade já adotada por outros clubes do paísA partir deste domingo (20), quando o time pisar no gramado da Vila Belmiro, na estréia do Campeonato Brasileiro contra o Sport-PE, os atletas do Peixe passam a ter numeração e nomes fixos em suas respectivas camisas.

Confira a lista completa abaixo:

1 – Aranha
2 – Edu Dracena
3 – Léo
4 – Cicinho
5 – Arouca
6 – Gustavo H.
7 – Gabriel B.
8 – Cícero
9 – L. Damião
10 – Geuvânio
11 – Thiago Ribeiro
12 – Vladimir
13 – B. Peres
14 – David Braz
15 – Mena
16 – Geovane
17 – Victor Andrade
18 – Giva
19 – S. Yuri
20 – Lucas Lima
21 – Leandrinho
22 – G. Gasparotto
23 – Émerson
25 – L. Otávio
26 – Simon
27 – A. Carvalho
28 – Neto
29 – Alison
30 – D. Cardoso
31 – Rildo
32 – Paulo Ricardo
33 – Alan Santos
34 – João Paulo
35 – D. Guedes
36 – Jubal Jr.
37 – Zeca
39 – Jorge Eduardo
40 – Naílson
41 – Serginho
44 – Bruno Uvini.



Leia Mais »

SEM NOVA ZEBRA

Postado as 02h02 desta quinta-feira, 17 de abril de 2014;
Com um futebol bem econômico e com o psicológico abalado com a dolorida e inesperada perda do estadual para o Ituano no último domingo, o Santos não reeditou as performances convincentes da primeira fase do Campeonato Paulista, mas fez o suficiente para vencer o Mixto-MT, na Vila Belmiro, por 3 a 0 e está na segunda fase da Copa do Brasil. O Peixe aguarda o segundo confronto entre Brasiliense (DF) e Princesa de Solimões (AM), no próximo dia 23, para conhecer o seu adversário na próxima fase. No primeiro confronto, vitória dos amazonenses por 3 a 1.

Conforme revelamos através das redes sociais (facebook e twitter) no fim da tarde da quarta-feira (16), o técnico Oswaldo de Oliveira poupou Leandro Damião com dores musculares em uma das coxas e Cícero, que levou um pisão em uma das costelas na decisão do fim de semana. Alan Santos reapareceu entre os titulares na vaga do "Pitbull" Alison, além de Gabriel e Diego Cardoso conquistarem novas chances no ataque alvinegro, como as novidades na escalação.

O Santos confundia velocidade com pressa e ainda com ânimo bastante alterado em razão ao dissabor da derrota no Paulistão, o time fazia uma partida bem apática. Mesmo contra um Mixto-MT, adversário de qualidade técnica sofrível, o Peixe não conseguia agredir e só foi abrir o placar aos 14 minutos da segunda etapa, após cruzamento de Cicinho e conclusão de Arouca, dentro da pequena área.

Daí em diante, o time ganhou confiança e fez mais dois gols através de Gabriel, que passou a ser o artilheiro santista na temporada com 9 gols, ultrapassando Cícero.

No próximo domingo (20), o alvinegro praiano estréia no Campeonato Brasileiro, onde não realiza uma campanha decente desde 2007, quando foi vice-campeão. O confronto válido pela primeira rodada da competição nacional está marcado às 18h30 contra o Sport-PE, também no estádio da Vila Belmiro. 

Perguntei ao treinador Oswaldo de Oliveira durante a entrevista coletiva, o que esperar desse elenco no Brasileirão-2014 e o comandante técnico respondeu da seguinte forma:
"Tenho muita confiança e desenvolvimento desses meninos, que estão passando por experiência

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 x 0 MIXTO-MT
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/Hora: 16 de abril de 2014, às 22h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Público e renda:  2.321 pagantes/ R$71.754,00 
Cartões amarelos: Ruy, Denilson, Ricardo Almeida, João Paulo e Igor (Mixto), Allan Santos e Cicinho (Santos)
GOLS: Arouca (14'/2ºT), Gabriel (23'/2ºT), Gabriel (37'2ºT)
SANTOS: Aranha; Cicinho, Neto, David Braz e Mena; Alan Santos, Arouca (Alisson, aos 31'2ºT), Geuvânio, Thiago Ribeiro (Stéfano Yuri, aos 31'/2T), Gabriel e Diego Cardoso (Lucas Lima, aos 08'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.
MIXTO: Igor; Denílson, Ricardo Ehle, Robinho e Ítalo; Kiko, Paulo Almeida (Edilson aos 15'/2ºT), Gabriel e Ruy; Fogaça (Ferreira, aos 23'/1ºT) e João Paulo. Técnico: Ary Marques.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Não fez uma defesa sequer durante o jogo - 6,0
Cicinho: Principal válvula de escape pelo lado direito. Bela assistência no primeiro gol da partida - 6,5
Neto: Sem trabalho algum devido a postura tática defensiva do adversário - 6,0
David Braz: A exemplo do seu companheiro de setor, pouco trabalhou - 6,0
Mena: Nem na Vila Belmiro contra um adversário fraco, o lateral que vai disputar a próxima Copa e defende bem, se aventura ao ataque. Pela relação custo-benefício, é pouco, em minha minha opinião, para ser titular de um time grande - 6,0
Alan Santos: Errou alguns passes, o que não é costumeiro. Tentou finalizações de longas distância que não foram objetivas - 5,5
Arouca: Fez tabelas com Diego Cardoso, marcou o primeiro gol e carregou o meio-campo santista - 7,0
(Alison): Menos de 15 minutos em campo -  SEM NOTA
Geuvânio: Melhorou apenas no fim da partida. Precisa recuperar o bom futebol do estadual, que encantou o torcedor até a fase quartas de final. Tem potencial para isso. - 6,0
Thiago Ribeiro: Jogou em função diferente, a de abastecer os companheiros vindo de trás - 6,0
(Stéfano Yuri): A exemplo de Alison, jogou pouco -  SEM NOTA
Gabriel: O melhor do jogo. Foi quem mais chutou a meta adversária. Marcou dois gols - 7,5
Diego Cardoso: Não repetiu as ótimas atuações das outras vezes que Oswaldo o colocou no time. Tem potencial pra jogar muito mais - 6,0
(Lucas Lima): Mudou o jeito do time jogar. Com a sua entrada, o Santos passou a ter um coordenador de jogadas - 7,0
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Não foi feliz na escalação de equipe sem um armador, mas tratou de corrigir com a entrada de Lucas Lima aos 8 minutos do segundo tempo - 6,5

                                                   http://www.strutura.com.br 
Leia Mais »
.
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by