FOTO CAPA

SE VENCER, REASSUME A LIDERANÇA

Publicado às 21h05 deste sábado, 18 de Março de 2017.
O Santos pode retomar a liderança do grupo D do Campeonato Paulista, neste domingo (19). O alvinegro enfrenta o Palmeiras, na Vila Belmiro, às 18h30. Com as derrotas de Mirassol (3 a 2 para o Santo André) e Ponte Preta (Novorizontino 2-1), neste sábado (18), basta uma vitória simples para o alvinegro retomar a ponta.

Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou, o treinador Dorival Junior só vai realizar alguma modificação no time, se algum jogador se queixar de dores ou cansaço, caso contrário, ele manda a mesma formação da vitória diante do The Strongest-BOL, sendo assim, Copete permanece no banco e Bruno Henrique se mantém como titular no ataque.

Desfalque certo é o zagueiro Cléber, que pela terceira partida seguida, não foi relacionado. O defensor não se recuperou de dores no joelho, após ser atingido na primeira rodada da Libertadores, em Lima, no Peru, diante do Sporting Cristal.

Pela informação que o Blog colheu, 6.520 ingressos foram vendidos de forma antecipada, até o fim da tarde deste sábado. A minha perspectiva é de 10 mil pagantes até a hora do duelo, muito em razão das fortes chuvas que castigam a Baixada, desde a tarde desta sexta-feira (17). A entrada da cidade do litoral paulista permanece alagada e em alguns momentos, permaneceu intransitável.

Em razão do tempo, o comandante técnico santista não pode comandar atividade nenhuma na sexta-feira e neste sábado, apenas um trabalho bem simples.

O Peixe não perde para o rival em Vila Belmiro, desde 2011. São seis anos de invencibilidade e para o alvinegro, esse clássico vale muito.

O Santos começará o clássico com Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique.

23 RELACIONADOS
Goleiros
João Paulo e Vladimir
Zagueiros
David Braz e Lucas Veríssimo
Laterais
Matheus Ribeiro, Victor Ferraz e Zeca
Meias
Jean Mota, Leandro Donizete, Lucas Lima, Rafael Longuine, Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno e Yuri
Atacantes
Arthur Gomes, Bruno Henrique, Jonathan Copete, Kayke, Ricardo Oliveira, Rodrigão, Thiago Ribeiro e Vladimir Hernández


ERRATA

Por um lapso de minha parte, na matéria publicada nesta sexta-feira (18) - "SEM FRAGMENTAÇÃO POLÍTICA?" equivocadamente escrevi que Fernando Silva, candidato a presidente na última eleição, exerceu o cargo de diretor de futebol, quando na verdade, ele era consultor entre 2010 e 2011, na gestão Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Fui alertado do meu engano, pelo último diretor de futebol estatutário da história do clube - Pedro Luís Nunes Conceição. 

O novo estatuto aprovado na Assembleia ao final de 2011, extinguiu todos os mais de 60 (sessenta) cargos estatutários, reduzindo-os à 07 (sete), que com o presidente e vice eleitos formam o Comitê de Gestão, composto por 09 (nove) membros, com vigência à partir de janeiro de 2012. 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by