FOTO CAPA

MELHOR CAMPANHA

Postado às 20h21 deste domingo, 23 de março de 2014.
Mesmo sem cinco titulares poupados pelo técnico Oswaldo de Oliveira - Arouca, Cícero, Leandro Damião, Jubal e Cicinho, o "misto" do Santos fez um ótimo primeiro tempo, o suficiente para vencer mais um clássico, conquistar a oitava vitória em oito jogos na Vila Belmiro neste temporada e vencer o Palmeiras por 2 a 1, na tarde deste domingo (23), com gols de Neto e Thiago Ribeiro para o alvinegro, e Alan Kardec descontou para o rival da capital. 

Com o resultado, o Peixe foi pra 36 pontos e terminou a fase de classificação na primeira colocação.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO garantiu na véspera com EXCLUSIVIDADE - Cícero e Leandro Damião não ficaram nem entre os suplentes. Além deles, Arouca não havia sido relacionado, de acordo com o que este espaço publicou na quarta-feira (19) e o site oficial do clube confirmou no sábado (22). Além dos três, Jubal e Cicinho completaram o quinteto de ausências. Bruno Peres, David Braz, Alison, Alan Santos e Rildo foram os substitutos.

No inicio do clássico, o treinador santista colocou Thiago Ribeiro de armador e Geuvânio e Rildo aberto pelas pontas, com Gabriel de falso centroavante. Assim que o técnico alvinegro colocou o "caveirinha" como coordenador de jogadas, tudo ficou mais fácil e os 45 primeiros minutos do Santos, foi avassalador. O zagueiro Neto marcou seu primeiro gol com a camisa do Peixe e em seguida o camisa 10 santista deu um lindo passe para Thiago ampliar e o time da Vila foi para o intervalo com a vantagem parcial de 2 a 0.

No segundo tempo, Oswaldo de Oliveira até postou o time da mesma forma que fez na goleada contra o SCCP na quarta rodada, na tentativa de explorar o contra-ataque. Sem um volante com a rapidez e a qualidade de Arouca para levar a primeira bola, o trabalho ficou comprometido e o Palmeiras pressionou nos minutos finais, principalmente na bola aérea. Conseguiu um gol através de Alan Kardec nas costas de Mena, mas já era tarde demais, pois a vitória foi do Santos.

No meio da semana, ainda sem dia definido, a equipe fará as quartas de final com a Ponte Preta, novamente na Vila Belmiro. Pelas informações de bastidores que apuramos, a chance da partida que vale vaga na semifinal do Campeonato Paulista deve acontecer na quarta-feira (26) às 19h30. A Federação Paulista promete confirmar oficialmente o dia e local na tarde desta segunda-feira (24).

Rildo, emprestado pela Ponte ao Santos é desfalque certo. A não ser que os dirigentes do alvinegro decidam pagar a multa de R$ 500 mil a Macaca.

Caso vença o time de Campinas, o Peixe enfrentará o semifinalista com menor pontuação na competição. Hoje, a Penapolense (adversário do São Paulo), na 13ª colocada na tabela, é o remanescente com menos pontos.


FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 PALMEIRAS
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/Hora: 23/3/2014, às 16h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Público/Renda: 12.179/R$ 369.066,00
Cartões amarelos: Alison, Bruno Peres, Gabriel, Neto e Thiago Ribeiro (SAN); Valdivia e Eguren (PAL)
Cartões vermelhos: Nenhum
GOLS: Neto, 24'/1ºT (1-0); Thiago Ribeiro, 35'/2ºT (2-0) e Alan Kardec, 43/2ºT (2-1)
SANTOS: Aranha; Bruno Peres, Neto, David Braz e Mena; Alan Santos, Alison (Lucas Otávio - 32'/2ºT) e Gabriel (Lucas Lima - 37'/2ºT); Geuvânio (Diego Cardoso - 40/2o.T), Thiago Ribeiro e Rildo. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
PALMEIRAS: Bruno; Bruninho, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Eguren (Felipe Menezes - 30'/2ºT), Marcelo Oliveira, Valdivia e Bruno César (Patrick Vieira - 24'/2ºT); Leandro (Vinicius - 37'/2ºT) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Um dos melhores goleiros do futebol paulista e brasileiro. Já escrevi aqui no Blog que não tem mais nome porque não tem "marketing" - 7,5
Bruno Peres: Sofreu para marcar Juninho e Leandro. Deixou espaços. Apoiou algumas vezes - 6,0
Neto: Fez seu primeiro gol pelo Santos. Deu um carrinho no vazio no lance que originou o gol palmeirense. Teve atuação segura - 7,0
David Braz: Até Oswaldo de Oliveira reconheceu na pergunta que fiz ao treinador durante a entrevista coletiva, que o defensor tava devendo. Jogou sério e foi muito bem - 7,0
Mena: Eficiente na marcação, tentou apoiar. Não teve culpa no gol de Alan Kardec, pois é inadmissível deixar um jogador com a sua estatura, marcar o mais alto do adversário - 6,5
Alan Santos: Exagerou nos passes para trás - 6,0
Alison: Sem ritmo de jogo, compensou com a sua garra. Um verdadeiro "pitbull". Anulou o jogador mais perigoso do Palmeiras - Valdívia. Cansou e foi substituído - 7,0
(Lucas Otávio): Manteve a pegada no meio-campo - 6,0
Gabriel: Deu um drible da vaca em Lúcio, absurdamente lindo. Ajudou na armação, apesar de estar espetado entre os zagueiros. Muito inteligente - 6,5
(Lucas Lima): Jogou pouco, ainda assim foi muito discreto - sem nota
Geuvânio: O melhor jogador em campo e sem exagerar, o mais eficiente das 15 primeiras rodadas do Campeonato Paulista. Amadurece cada dia mais - 8,0
Diego Cardoso: Entrou no fim da partida - sem nota
Thiago Ribeiro: Vejo a torcida criticar o atacante e sinceramente não compreendo. Taticamente, é um dos atletas mais importantes. Joga pelo lado esquerdo, recompõe para ajudar na marcação e ainda aparece pra finalizar - 7,5
Rildo: Meio apagado no início da partida. Deu dribles que levantou o torcedor - 6,5
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Faz belo trabalho em sua volta ao Santos. Apesar de não ter vencido nada ainda, calou a boca dos críticos e torcedores que tanto questionaram sua contratação. Tem o elenco nas mãos. - 7,5.

           

                        http://www.strutura.com.br 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by