FOTO CAPA

MOLINA FAZ ANIVERSÁRIO E SEMANA QUE VEM PARTICIPARÁ DE LIVE

Publicado às 14h desta quinta-feira, 30 de abril de 2020.
Ele não foi campeão pelo Santos, passou longe disso, veio para o alvinegro quando o clube começou um processo de reformulação no clube em 2008, mas o meia Molina, aniversariante desta quinta-feira (30), ficou marcado por boas atuações durante quase dois anos com o manto imaculado do Peixe. 

O Blog do ADEMIR QUINTINO manteve contato com o jogador nesta manhã e Mao Molina confirmou participação na live que realizamos com convidados, na próxima quinta-feira (6), às 20h, no nosso canal no youtube. Nesta quinta-feira (30), o convidado é o meia Marquinhos, campeão da Copa do Brasil com o Santos, em 2010.
"Como está o Santos FC? E as coisas por aí? Que cidade maravilhosa. Muitas saudades. Fui muito feliz aí. Obrigado pelo convite. Vai ser bom conversar com os torcedores do Peixe que sempre me trataram muito bem." disse Molina que completa 40 anos na data de hoje.
Molina atuou durante as temporadas 2008 e 2009 com o uniforme santista. Foram 78 jogos e 17 gols. Ele despertou o interesse dos dirigentes alvinegros quando enfrentou o clube brasileiro na semifinal da Libertadores de 2003. O colombiano defendia o Independiente de Medellin. O Peixe venceu os dois jogos e foi a decisão diante do Boca Junior's. 

Mal chegou ao Santos e o jogador caiu nas graças da torcida santista ao marcar quatro gols na mesma partida, na vitória de 7 a 0 sobre o San Jose, da Bolívia, em partida válida pela Copa Libertadores daquele ano.

Molina é o quarto maior artilheiro estrangeiro na história do Santos, atrás do argentino Echevarrieta, que assinalou 20 gols, o uruguaio Sánchez e também do colombiano Copete, até a data presente com 26 gols.
"Fico chateado de eu não ter conseguido um título pelo Santos. Fico grato por saber que tem uma foto está pintada no muro do CT. Muito legal isso" afirmou.
O colombiano que começou com a camisa 11 e depois passou vestir a mítica camisa 10 que foi do Rei, ganhou o apelido de “jogador que sangra” quando na partida contra o Cúcuta, na mesma Libertadores de 2008, quando ele não aceitou ser substituído após uma trombada com o goleiro adversário que fez seu nariz sangrar. O Peixe venceu o duelo por 2 a 0 com um dos gols de  Molina:
Quanto a torcida começou a cantar que o Santos é amor e paixão, eu quis deixar o coração dentro de campo. O nariz estava sangrando muito, mas eu briguei para ficar. Queria ir até o último esforço” relembrou.
Depois de defender o Santos, Molina foi para a Coreia do Sul jogar no Seongnam, onde foi campeão da Liga dos Campeões da Ásia. Depois, com o Seoul desde 2011, ganhou o campeonato sul-coreano e chegou à final da Liga dos Campeões da Ásia.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by