FOTO CAPA

CLÁSSICO DO MORUMBI PODE SER UM DIVISOR DE ÁGUAS

Publicado às 5h25 deste sábado, 10 de agosto de 2019.
O Santos vai a campo às 17h, deste sábado (10), diante do São Paulo, no Morumbi, na tentativa de aumentar a diferença para o segundo lugar Palmeiras que é de 4 pontos e defender uma sequência maravilhosa de sete vitórias seguidas. O duelo é válido pela 14a. rodada do Brasileiro. O Peixe é líder com 32 pontos, 11 a mais que o tricolor que tem um jogo a menos. Como de costume, Samapoli não revela o 11 alvinegro que começará a partida. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou Lucas Veríssimo deve mesmo substituir Victor Ferraz, pelo lado direito da defesa.

Jorge Sampaoli é a novidade no clássico. O treinador cumpriu suspensão automática pelo terceiro amarelo na goleada sobre o Goiás, no fim de semana passado e retorna ao banco para orientar a equipe.

Na única vez que as equipes se enfrentaram, o Santos venceu por 2 a 0, em partida válida pelas primeiras rodadas da fase de classificação do Campeonato Paulista, em jogo realizado no Estádio do Pacaembu. Os gols da vitória alvinegra foram marcados por Luiz Felipe e Derlis González.

Apesar de na única das sete vezes em que o time jogou clássicos, sob o comando de Jorge Sampaoli com três zagueiros, a equipe ter sido derrotada (0-4 diante do Palmeiras, em Maio deste ano), a informação que o Blog obteve é de que o treinador deve manter improvisado Lucas Veríssimo improvisado na ala direita e que o capitão Victor Ferraz deve ir para o banco de suplentes.

As dúvidas estão no setor de meio campo com maiores possibilidades de Felipe Jonathan ser mantido como segundo homem do setor improvisado e com isso, Pituca seria trazido novamente para a cabeça da área.

Se as informações que o Blog publicou forem confirmadas, o alvinegro irá a campo com Everson, Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Jorge; Pituca, Felipe Jonathan e Sánchez; Dérlis, Sasha e Soteldo.

Para muitos, o jogo pode ser um divisor de águas na competição. Um triunfo, na casa do rival, acaba com o estigma de que os sete jogos que o time realizou foi beneficiado pela sequência que a tabela ofertou e uma possibilidade de título passa a ser real. Uma derrota, pode trazer o time para uma realidade até pouco tempo atrás, sabedora, com limitações técnicas em algumas posições carentes e a diminuição da diferença de pontos para o segundo colocado Palmeiras, que joga em casa diante do Bahia e não vence há alguns jogos na competição.

Para o rival da zona Sul da capital, a vitória é fundamental, pois diminui a diferença para oito e tem um jogo a menos, podendo cair para cinco pontos. 

A partida também marca o encontro de Cuca, antecessor de Sampaoli com o Santos pela primeira vez. O atual treinador são paulino, comandou o Peixe, no segundo semestre do ano passado.

Façam suas apostas.  

strutura.com.br


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by