FOTO CAPA

CBF DO FAZ DE CONTA

Publicado às 22h05 desta terça-feira, 4 de junho de 2019.
O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) Rogério Caboclo declarou nesta terça-feira (4) que a entidade que comanda o futebol brasileiro, não desconvocará os jovens Rodrygo do Santos e Renan Lordi do Atlhético Paranaense. Ambos não se apresentaram a Seleção Brasileira sub-23 para o Torneio de Toulon. 

Os dois clubes temem sofrer represálias, se escalarem os dois jogadores e entraram com uma liminar no STJD (Superior Tribunal da Justiça Desportiva) para que consigam a liberação dos seus atletas. A confederação tem dois dias para responder.

Que Santos e Athletico Paranaense, isoladamente, não tem força nos bastidores do futebol nacional desde “sempre” é fato. Entretanto, se os demais clubes comprassem a briga, a entidade que não trata com isonomia seus filiados (liberou Cássio e Fagner ao SCCP e Evérton ao Grêmio para que atuassem neste meio de semana pelos seus times), fatalmente ia ter que recuar. Porém, o termo 'co-irmão' neste país é só para as entrevistas. Na prática é cada um por si.

Nem mesmo a ida do presidente santista José Carlos Peres, na última semana, ao Rio de Janeiro, parece ter sensibilizado os homens que ficam na sede da Entidade máxima do futebol brasileiro, na Barra da Tijuca.

A CBF demonstra falta de respeito com o jovem negociado com o Real Madrid-ESP. O menino que só queria se despedir do clube que o revelou de forma descente, e vai vestir a 'amarelinha' do time principal, em breve, em razão do seu talento e da evolução tática que vai ganhar na Europa. Ele é o maior prejudicado nesse episódio.

O 'rayo' revelado na Vila, encarou o desafio de mesmo já jogador profissional, sem férias, com prejuízos a sua preparação para esta temporada, entre o fim do ano passado e inicio de 2019, para atender o chamado da mesma CBF e jogar com dores nas costas, em um time desarrumado, durante o Sul-Americano de Seleções sub-20. 

A seleção sub-20 decepcionou e amargou apenas a quinta colocação no torneio, ficando de fora do Mundial da categoria. Vexame à parte, Rodrygo revelou ter recorrido a injeções durante a competição no Chile, tudo para atender o pedido da CBF. O atacante Vinicius Junior, por exemplo, futuro companheiro da 'jóia' revelada no Santos, por ordem do time merengue, não disputou a competição.

Em 2014, escrevi um texto "Sou Brasileiro, mas não torço pela Seleção" , é isso mesmo que você leu. E muitos a época me chamaram de anti-patriota.

Não é novidade pra ninguém que apesar de eu ser formado em comunicação, habilitação em Jornalismo, desde 2000, trabalhar como radialista esportivo, há 22 anos e ter um Blog, o que moveu a seguir nesta profissão foi efetivamente a paixão assumida publicamente que eu  tenho pelo Santos FC. 

Dito isso, também não é nenhum surpresa que a CBF já fez inúmeras armações e prejudicou um dos maiores amores da minha vida, o clube que eu torço.

Quer alguns exemplos, então vamos lá: 
Em 1995, um dos comentaristas de arbitragem da maior empresa de TV do país, ganhou como prêmio ao não validar um gol legal de Camanducaia e consequentemente, o título de Campeão Brasileiro ao Santos, melhor time da competição, o posto de árbitro brasileiro na Copa seguinte na França em 1998.


Quer mais? 
Copa das Confederações em 2005 e coordenador técnico da Seleção canarinho no 1x7 na Copa realizada no Brasil em 2014, Sr. Carlos Alberto Parreira, convocou Robinho e Léo, sem nenhuma necessidade, pois somente o primeiro jogava com regularidade e o Peixe deixou de vencer a Libertadores, pois não tinha reservas a altura e foi eliminado precocemente para o Atlético Paranaense (4as. final) que perderia para o São Paulo, na decisão. 

Sem desmerecer a conquista do time do Morumbi, o Santos tinha uma equipe infinitamente superior ao time paulistano e se não fosse esse infeliz, ganharia.

Você acha que acabou? Não.
2012- O atual técnico do Cruzeiro - Mano Menezes, que era o treinador da Seleção Brasileira, promete ao chefe da delegação do escrete canarinho nos EUA (o ex-presidente santista Luís Álvaro) que não iria convocar Neymar para alguns amistosos, e não cumpre com sua palavra. Enquanto isso, não convocou um jogador do então Campeão Brasileiro, o time de Itaquera e o melhor jogador santista é chamado propositadamente para jogos caça-niqueis e chega extenuado para a primeira semifinal da competição continental na Vila Belmiro e pouco produz. Contra quem era o duelo? O time do então diretor de Seleções, o mesmo que administrou a construção da Arena e palco da abertura da Copa por condições políticas, com o dinheiro do contribuinte, que dizem serão pagos ao BNDES (Você acredita que será pago? Eu não.). Me refiro ao atual presidente do SCCP e ex-deputado federal - André Sanchez.

Que fique claro, notem que em nenhum momento afirmei que não torcia pelo Brasil. Aí existe uma diferença, talvez sutil, mas existe. Ela está lá. Basta você querer enxergar. 

Também não disse que torço contra a Seleção Brasileira de Futebol, eu apenas assisto.

Dito isso, não quero convencer ninguém a fazer como eu, não quero tirar a empolgação do fã da Seleção Brasileira, mas eu, particularmente, torço de forma "apaixonada" e até com críticas de muita gente da minha profissão é pro Santos FC. 

Também não é menos verdade de que quando estou a trabalho, tenho discernimento suficiente de separar a paixão da profissão. E não é tão difícil, como alguns possam pensar.

Antes que eu me esqueça - Que a maioria dos personagens citados não estão mais na Seleção é fato, mas e daí, o estrago já foi feito. 

E a tal entidade que deveria tratar seus filiados com a mesma igualdade, estão próximos de realizarem mais uma injustiça. Ou alguém aqui dúvida que o menino Rodrygo não seria (ou será) importante na próxima quinta-feira (6) para o clube conquistar uma vaga a próxima fase da Copa do Brasil, diante do Atlético-MG? 

O Peixe já não terá Dérlis na Seleção do Paraguai e Cueva na Seleção Peruana. Ambos se preparam para a disputa da Copa América pelas suas respectivas Seleções. Se jogassem nesta terça-feira (4), mesma data de Flamengo X SCCP que também decidem uma vaga, as mesmas quartas de finais, da mesma competição, poderiam ser utilizados e não desfalcariam o time de Sampaoli. 

"Aos amigos tudo, aos inimigos, a lei.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by