FOTO CAPA

ESTUPIDAMENTE ORGANIZADO, MAS FALTA QUALIDADE PARA QUEBRAR AS LINHAS

Publicado à 01h12 deste domingo, 20 de janeiro de 2019.
O Santos estreou com vitória no Paulistão 2019. A equipe teve dificuldades, mas venceu a Ferroviária por 1 a 0, com um gol de Jean Mota, quando a partida caminhava para o fim. Foi a senha para a felicidade dos mais de 8 mil pagantes que compareceram a Vila Belmiro e sofreram para entrar (problemas no acesso aos sócios) e assistirem de perto, Jorge Sampaoli, o novo técnico alvinegro.

Sem Bruno Henrique, negociado com o Flamengo e que não compareceu a concentração, marcado para às 11h deste sábado (20) para a irritação de Sampaoli que foi o último a saber da transferência do camisa 11, o treinador colocou no ataque dois centroavantes - Felippe Cardoso e Yuri Alberto.

O Peixe fez uma partida, principalmente nos 45 minutos inicias, com uma equipe estupidamente organizada, que sabe o que deseja em campo, com linhas compactas, marcação alta no campo de defesa do adversário, troca de passes, sem perder a posse de bola, valorizando a mesma, algo de encher os olhos para tão pouco tempo de trabalho. Isso já tinha acontecido em Itaquera, no amistoso diante do SCCP. 

Até os zagueiros santistas trocaram passes na tentativa de furar a retranca adversária. Eram dos defensores,a bola em em profundidade que por muito pouco, não resultaram em assistências. 

No segundo tempo, o treinador trocou o esquema tático. Sacou Yuri Alberto, colocou Arthur por um dos lados e depois promoveu Copete na vaga de Pituca para abri o colombiano pelo outro extremo. 

As tais "linhas" que o Peixe não conseguia quebrar avançaram e Copete conseguiu cruzar da esquerda, Felippe Cardoso fez o pivô e Jean Mota, que tem sido um dos jogadores mais regulares da era Sampaoli, chutar e marcar o único gol da partida. 

Na próxima quinta-feira (24), o Peixe vai a Sorocaba e enfrenta o São Bento de Sorocaba, às 19h30, pela segunda rodada da competição. 

Por fim, eu acredito muito na capacidade do técnico que com 15 dias de trabalho, já deu uma 'cara' ao time. Mas para se tornar competitivo, precisa de material humano. Sei que não teve Rodrygo (na Sel. Brasileira sub-20), além de Lucas Veríssimo em fase final de recuperação, além do atacante Soteldo e do zagueiro Aguilar, que ainda não estrearam. É pouco. Sem peças com qualidade, milagre, Sampaoli, apesar de demonstrar que é muito bom, ele não vai fazer.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 FERROVIÁRIA
Estádio da Vila Belmiro, Santos (SP)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Público e renda: 8.616 pagantes/R$ 252.135,00
Cartões amarelos: Felippe Cardoso, Alison e Diego Pituca (SFC), Rodrigão e Elton (FER)
GOL: Jean Mota (32'/2ºT) (1-0)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Carlos Sánchez, Diego Pituca (Copete, aos 28'/2ºT) e Jean Mota (Yuri, aos 40'/2ºT); Yuri Alberto (Arthur Gomes, no intervalo) e Felippe Cardoso. Técnico: Jorge Sampaoli.
FERROVIÁRIA: Tadeu; Diogo Mateus, Rayan (Rodrigão, aos 35'/2ºT), Elton e Julinho (Arthur Henrique, aos 37'/2ºT); PH, Toni e Fellipe Mateus; Felipe Ferreira (Uilliam, aos 12/2ºT), Maurinho e Lúcio Flávio. Técnico: Vinicius Munhoz.


Se Sampaoli tiver de três a quatro peças boas novas, o time fica competitivo.
NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: Expectador de luxo. Sampaoli comprou uma briga com a torcida que defendeu o goleiro e gritou o nome dele por diversas vezes. - 6,0
Victor Ferraz: Um dos poucos que tinha capacidade técnica de armar o time, mesmo jogando de ala. - 6,5
Luiz Felipe: Bem na bola longa. - 6,5
Gustavo Henrique: Tentou no jogo aéreo. O adversário não exigiu na parte defensiva. - 6,5
Orinho: Agrediu pela canhota do campo. Não foi testado na marcação. - 6,0
Alison: Bem posicionado, ficou sem função em razão da falta de ousadia do adversário. - 6,0
Sánchez: Começo da temporada, não demonstrou aquela força nas arrancadas. - 6,0
Pituca: Bom passe, mas tentava armar, o que não é da sua função. Foi substituído. - 6,0
(Copete): Voluntarioso, muita transpiração. Entrou bem pela esquerda e começou a jogada do gol. - 7,0
Jean Mota: Não é rico de talento, mas tem sido o jogador mais prático e regular. De um meio-campista que estava a disposição, tem sido útil. Belo gol. - 7,5
(Yuri): Jogou poucos minutos.- SEM NOTA
Yuri Alberto: Não treinou entre os titulares durante a semana e foi escalado de última hora. Teve duas chances, mas a bola não entrou. Raçudo e determinado. A sorte não tem ajudado, o menino que é bastante comprometido. - 5,5
(Arthur): Não conseguiu dar velocidade e nem o drible para quebrar a linha que o time tanto precisava. - 5,0
Felippe Cardoso: Podia simplificar e em alguns momentos, tenta demonstrar uma técnica mais refinada que ainda não tem. É bom jogador de área. Tanto que fez o pivô de forma perfeita para o único gol do jogo. - 6,5
Técnico: Jorge Sampaoli: Apesar de tão pouco tempo de trabalho é visível seu dedo no padrão do time que só tem a melhorar. Principalmente se lhe deram peças em alguns setores do campo. Sente falta de jogadores criativos no meio e na frente. Peixe marca bem na defesa adversária. Troca passes como não trocava há muito tempo. Quem gosta de tática e de um futebol bem compactado e trabalhado é de encher os olhos. - 7,5


DERLIS PRONTO PARA SER REINTEGRADO

O atacante Derlis Gonzalez deve ser reintegrado ao elenco. O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou que o jogador teve uma conversa com a direção do clube e acertaram alguns pontos que incomodavam o paraguaio.

Até uma nota oficial está sendo preparada para ser divulgado na imprensa que informará que o jogador que na semana passada pediu para ser negociado, estará reintegrado ao elenco nos próximos dias.


strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by