FOTO CAPA

POROZO: "UM NOVO MINA NO FUTEBOL BRASILEIRO"

Publicado às 10h55 desta quinta-feira, 23 de agosto de 2018.
O zagueiro Jackson Porozo, de 1,93 m de altura, com passagens pelas seleções sub-15, sub-17 e sub-20 do Equador e que chegou ao clube, há menos de um mês, foi alvo de elogios do presidente do Santos - José Carlos Peres, em entrevista exclusiva ao Blog do ADEMIR QUINTINO , no estádio Libertadores da América, após o empate sem gols diante do Independiente-ARG, pelas oitavas de finais da competição continental. 
"Ele está muito bem. Para nós, é uma expectativa, ele já é considerado o novo Mina do futebol brasileiro, por alguns clubes, ele estava indo para o Palmeiras e acabou vindo para o Santos."
Porozo custou aos cofres do Peixe  350 mil euros (R$ 1,5 milhão) em em três parcelas por 100% dos direitos federativos, porém, a forma e os valores envolvidos para o jogador que completou 18 anos, no último dia 4, foram alvos de questionamento do Conselho Fiscal do clube, pois o alvinegro se compromete a passar 30% do lucro numa eventual venda futura à empresa Hi Talent que teve Ricardo Crivallei, o Lica, como um dos fundadores. Lica, até pouco tempo atrás, era sócio do presidente santista. 

O mandatário alvinegro também enalteceu a condição física do jovem equatoriano:
"Ele fez um treinamento e percorreu 15 km observado com um GPS  e uma performance muito boa. A expectativa de que em breve, ele esteja no plantel (do profissional)."
À esquerda, o presidente José Carlos Peres.
Por fim, perguntei ao presidente santista, se o técnico Cuca tem acompanhado o defensor e o que achou do zagueiro:
"Sim, conversamos (com Cuca) sobre o Porozo e a expectativa é muito boa", finalizou a entrevista José Carlos Peres. 
Conselheiros insatisfeitos com a operação financeira para a contratação de Porozo, questionaram Peres, em reunião realizada no mês de Junho. O presidente garantiu, a época, que o Departamento Jurídico reformularia os moldes do novo contrato. Desta forma, Santos e Manta-EQU, clube em que o jogador foi formado, ficariam cada um com 50% dos direitos econômicos e a empresa Hi-Talent não teria mais direito a nada em uma venda futura.

Por fim, apesar de a matéria ser unicamente informativa, encerro a mesma com um comentário, pois foi mais forte do que eu. Presidente, enaltecer o zagueiro que ganhou fama no rival, não, podia ter citado um defensor menino da Vila como Alex, por exemplo (mesmo não sendo estrangeiro como Mina e Porozo), campeão Brasileiro em 2002? - #ProntoFalei.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by