FOTO CAPA

DA EUFORIA A TRISTEZA

Publicado às 10h25 desta quinta-feira, 29 de agosto de 2018.
O Santos está eliminado da Copa Libertadores da América. Após perder o julgamento na Conmebol por inscrição irregular e ir a campo com a necessidade de vencer por três gols de diferença. A partida de volta nem se encerrou após protestos de parte da torcida do Santos e o resultado terminou em 0 a 0 com o Independiente-ARG, com a paralisação aos 36 minutos do segundo tempo.

Sobre o jogo não tem muito o que falar. O Peixe tem carências gritantes no meio-campo e ainda assim, após passe de Rodrygo, o alvinegro teve a chance de largar na frente nos primeiros minutos com Gabriel Barbosa. 

Depois da melhor chance desperdiçada, os argentinos, 'cancheiros', 'catimbeiros' tomaram conta do jogo, tiveram uma chance de pênalti no fim do primeiro tempo com Mezza defendida por Vanderlei e depois uma bola na trave no segundo tempo e o Santos está remontando seu time, muito mal dirigido por Jair Ventura nos primeiros sete meses do ano. 

Em nenhum momento, tecnicamente o Peixe demonstrou forças que poderia avançar no torneio. Agora, não fossem os problemas administrativos e jurídicos, o time poderia ter continuado nas decisões por pênaltis, pois, se não fez gol, também não levou.

Prometi e agora revelo. Estive na Argentina, na semana passada e quando saí do camarote onde me encontrava, fui convidado pela direção a acompanhar o jogo com eles e fiquei ao lado do presidente José Carlos Peres, me dirigi ao vestiário número dois do Estadio Libertadores da América, na intenção de realizar as entrevistas. Quando cheguei ao local, fiquei na sala de aquecimento, ao lado onde estavam os jogadores do Peixe e ouvi um Cuca entusiasmado, vibrando muito com o empate conseguido em Buenos Aires:
"Nós vamos crescer. Ninguém acredita na gente. Não vamos lutar por título no Brasileiro, mas se passarmos e hoje mostramos que podemos passar, pois vários Brasileiros vêm aqui e não conseguem levar ponto para casa e nós mesmo desacreditados, conseguimos, vamos crescer na competição. Nós vamos passar na volta, em São Paulo. Faltarão apenas seis jogos e eu confio em mim e em vocês" disse Cuca em alto e bom som.
Infelizmente, o erro amador de colocar Carlos Sánchez para jogar, o jogador também que não falou que tinha a pena a cumprir, a sacanagem da Conmebol que só avisou o resultado da partida, no fim da manhã do mesmo dia do jogo de volta, minaram psicologicamente o time para o jogo de volta e o que se viu, foi um drama previsível. Cuca foi sincero e escancarou os problemas do clube na entrevista coletiva após a partida:
"Eu posso ser mandado embora, mas vou falar. O Santos tem que melhorar muito profissionalmente, internamente, muito, não é pouca coisa não. Isso que ocorreu é um erro muito grave e muito grande, é 'beabá' do futebol, de situações. Isso resulta em tudo que aconteceu hoje. O torcedor já veio louco da vida para o jogo. A gente veio sem poder dormir. Precisamos melhorar e muito. Eu quero o bem do Santos."
O Peixe que já não tinha conseguido inscrever os atletas estrangeiros contratados na Copa do Brasil, quando foi eliminado nos pênaltis, diante do Cruzeiro e com a eliminação na Libertadores, só resta o Campeonato Brasileiro. Nesse sábado (1), o alvinegro enfrenta o Vasco da Gama, no Maracanã. 

O ala Dodô que cumpriu suspensão na Libertadores, retorna ao time. Alison e Lucas Veríssimo que saíram com lesões musculares diante do Independiente, são dúvidas para o duelo do fim de semana.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 0 INDEPENDIENTE-ARG
Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)
Árbitro: Julio Bascuñan (CHI)
Público/renda: Não divulgados;
Cartões amarelos: Alison, Gustavo Henrique e Derlis González (SFC), Brítez e Bustos (IND)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo (Robson Bambu, aos 5'/2ºT) e Pituca; Alison (Jean Mota, aos 27'/2ºT), Carlos Sánchez e Rodrygo; Derlis González, Bruno Henrique (Bryan Ruíz, no intervalo) e Gabriel Barbosa. Técnico: Cuca.
INDEPENDIENTE: Campaña; Bustos (Domingo, aos 15'/2ºT), Figal, Brítez, Franco e Gastón Silva; Francisco Silva e Pablo Hernández; Silvio Romero (Braian Romero, aos 10'/2ºT), Meza e Gigliotti, . Técnico: Ariel Holan.

Cuca entusiasmado após o empate em Avellaneda, criticou os problemas internos do clube na coletiva após jogo da volta.

NOTAS DOS JOGADORES DO 
SANTOS: 
Vanderlei: O melhor do time. Voltou a defender pênalti e ainda contou com a sorte ao ver uma bola explodir no travessão. - 7,5
Victor Ferraz: Tentou tabelar primeiro com Gabriel Barbosa depois com Rodrygo e por fim com Bruno Henrique, mas não surtiram efeito quando chegaram para os homens de finalização. - 6,0
Gustavo Henrique: Bem no desarme. Ainda não recuperou uma capacidade de velocidade melhor que tinha antes da última lesão. - 6,5 
Lucas Veríssimo: Vinha bem. Soberano atrás. Saiu com uma lesão muscular. Hoje é o zagueiro em melhor fase do time. - 6,5
(Robson Bambu): Ainda inseguro, normal para quem não tem dez jogos no profissional. Substituiu a técnica pela vontade.
Pituca: Bem na marcação do lado esquerdo, melhorou quando foi para o meio-campo, após a lesão de Alison. - 6,5
Alison: Teve uma queda técnica nos últimos jogos. Sacrificado no esquema. - 5,5
(Jean Mota): Entrou para recompor o lado esquerdo. Pouco pode fazer. - 5,5
Carlos Sánchez: O mais lúcido do setor. Muita força física. - 6,0
Rodrygo: Começou bem com um bom passe para Gabriel Barbosa. Depois caiu no jogo. - 5,0
Derlis González: Pilhado. muita vontade, mas sem objetividade. - 5,0
Bruno Henrique: A exemplo de os outros atacantes, pouco produziu. - 5,0
(Bryan Ruíz): Ainda bem abaixo fisicamente. Deu uma melhorada no setor. - 5,5
Gabriel Barbosa: Teve uma grande chance no começo da partida. Depois sumiu no jogo. - 5,0
Técnico: Cuca: O time deu sinal de melhoras após assumir o comando, mas ele insistiu com os quatro atacantes e não deu resultado. Muito, também de não possuir grande qualidade no material humano. Desabafou na entrevista coletiva com os erros administrativos e jurídicos na inscrição de Sánchez - 6,0


strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by