FOTO CAPA

TRAGÉDIA ANUNCIADA

Publicado Às 11h40 desta terça-feira, 28 de agosto de 2018.
E o pior aconteceu. Na manhã desta terça-feira (28), a Conmebol anunciou a decisão de punir o Santos por ter escalado o meia Carlos Sanchez, no jogo de ida das oitavas 
de final da final da Copa Libertadores da América, semana passada na Argentina, diante do Independiente. 

Sendo assim, o alvinegro que trouxe um importante resultado na bagagem (0 a 0), terá que vencer por quatro gols de diferença ou vencer por 3 a 0 e levar a decisão do confronto para os pênaltis. A entidade entendeu que o Santos escalou o uruguaio de forma irregular e por isso, modificou o resultado da partida.

O Peixe promete recorrer da decisão e ir ao Tribunal Arbitral do Esporte, com sede na Suiça.  Em sua defesa, o clube se baseou no sistema conmet- sistema de controle (digital) da Conmebol que explicitamente indicava que o atleta santista possuía condições de jogo, porém, o clube não se calçou e não formalizou nem um documento por escrito, consultando a entidade que dirige o futebol sul-americano.

Que a 'arapuca' estava armada, era fato, mas não dá para retirar toda a culpa da instituição Santos FC. Na Copa do Brasil, o time não conseguiu inscrever os estrangeiros a tempo de atuarem as quartas de finais e na Libertadores, pode ser desclassificado por um erro administrativo ao não tomar todas as precauções devidas diante de uma nefasta, corrupta e tendenciosa Conmebol.

Nem mesmo a pressão popular que colocou a hastag #VergunzaConmebol em primeiro lugar nos trending topics mundial no twitter foi o suficiente para que o resultado do jogo fosse mantido no julgamento.

O Santos foi penalizado em razão de Carlos Sanchez ter sido expulso em 2015, na semifinal da Copa Sul-Americana, ao agredir um gandula e ter recebido três jogos de punição. Ele teria que cumprir no torneio seguinte, entretanto foi negociado com o Monterrey-MÉX e não disputou torneios na América do Sul, exceção feito a Copa América de Futebol (de Seleções).

Em 2016, a Conmebol anunciou uma anistia a todos os clubes em razão de seu centenária, reduzindo as penas pela metade. Sanchez deveria cumprir o jogo que lhe restava na última terça-feira (21), em Avellaneda.

Que os DEUSES do futebol estejam de plantão e ajudam o alvinegro mais famoso do mundo dentro de campo, na noite desta terça-feira (28), em um Pacaembu lotado e o time consiga dentro das quatro linhas uma heroica classificação. 


strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by