FOTO CAPA

ROMÁRIO- PRIMEIRO A DEFESA, DEPOIS O ATAQUE

Publicado às 21h45 desta terça-feira, 26 de dezembro de 2017.
Nome de craque, o único reforço do Santos para 2018 até o momento, tem. Mas ao contrário do homônimo famoso ser atacante, o Romário que o Peixe contratou e vai assinar com o clube da Vila Belmiro por cinco anos é lateral-esquerdo. 

Com 25 anos de idade, o ala canhoto disse que com a sua chegada a Vila Belmiro, ele conclui um dos seus sonhos de menino. Garante que primeiro antes de apoiar, gosta de recompor atrás. Mesmo dando enfase a sua qualidade defensiva, foi o líder das assistências do Ceará na última temporada. Só na segunda divisão do Brasileiro, foram seis.

Conheça um pouco do novo reforço santista nessa entrevista exclusiva ao Blog do ADEMIR QUINTINO

Blog do ADEMIR QUINTINO: Como você jogou a última série B, boa parte do torcedor santista, não te conhece. Quem é o Romário? Conte ao torcedor sobre a sua carreira. Clubes por onde passou, onde e como foi revelado? 
Romário: "Fiz minha base quase toda no Audax (Osasco). Cheguei em 2005, no clube que a época se chamava Pão de Açúcar ainda. Depois fui transferido para o Porto de Portugal, em 2010 e lá terminei minha formação como atleta das categorias amadoras. Retornei ao Brasil em 2012 para o  mesmo Audax, clube que eu tinha contrato. Depois fui emprestado ao Bahia, passei pelo Audax Rio de Janeiro, Red Bull Brasil, Avai, Atlético Goianiense e o meu último clube o Ceará"
BAQ: Como surgiu o interesse do Santos pelo seu futebol?  
Romário: "Através do meu empresário. Após um jogo contra o Oeste, em Barueri, meu empresário veio falar comigo que o Santos tinha entrado em contato para saber da minha situação no Ceará, depois de uns dias eles fizeram a proposta oficial"
BAQ: Quais as características do Romário? Apoia ou marca melhor? 
Romário: "Sou um lateral mais defensivo, procuro trabalhar bem, primeiro na linha de quatro para somente depois sair para o jogo. Tenho como característica o bom passe, leitura do jogo, e muita força física.
BAQ: Com a saída de alguns jogadores importantes nos últimos anos, você ainda acredita em um Santos forte em 2018? 
Romário: "Alguns jogadores saíram, porém, o elenco é muito bom, tenho certeza que os que ficaram vão dar conta do recado e a diretoria vai trazer jogadores que vão chegar para fortalecer ainda mais o Santos. Esse clube não entra apenas para participar das competições e sim para ser protagonista e vencê-las"
BAQ: Qual a expectativa de trabalhar com o Jair Ventura? 
Romário: "Expectativa de muito trabalho, acompanhei ele no Botafogo, foi muito bem por lá, espero que juntos possamos dar bons resultados para o Santos"
BAQ: Qual foi seu melhor momento na carreira? 
Romário: "Creio que esses meus dois últimos anos foram até então, os melhores da minha carreira, tanto no Atlético Goianiense, quanto no Ceará. Tanto em Goiás, como em Fortaleza, eu consegui fazer grandes temporadas e evoluir muito como jogador". 
BAQ: Você concluiu teu sonho de jogador a chegar num time grande ou tem aspirações de ir para Europa?
Romário: "Conclui meu sonho de criança, chegar em um time grande, agradeço muito a Deus por isso, pelas portas que me abriram. Sou um jogador e uma pessoa realizada, o que vier de agora em diante vai ser fruto do meu trabalho, não penso em Europa, apenas em fazer um grande ano com o Santos".


Marcelo Fernandes, Jair Ventura e Marcio Fernandes
JAIR E FERNANDES CONCLUEM CURSO JUNTOS
Próximo de ser anunciado como técnico do Santos para 2018, Jair Ventura foi adquirir o conhecimento necessário para aplicar na prática nos desafios futuros. Este foi o foco dos treinadores que presentes no curso "Licença A" ministrado pela CBF neste mês de dezembro. 

Entre alguns colegas do futuro comandante alvinegro estava Marcelo Fernandes, técnico santista na conquista do Paulista de 2015 e que atualmente está de auxiliar da comissão técnica fixa do clube.  

Além dos dois, entre outros, estavam Rogério Ceni, Zé Ricardo, Marcio Fernandes (ex-técnico do Santos na década passada) e Cristóvão Borges. À partir de 2019, esses cursos são obrigatórios para o exercício da função no país.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by