FOTO CAPA

RODRYGO TERÁ A CAMISA 43. 4 + 3= 7

Publicado às 08h00 deste sábado, 4 de novembro de 2017.
Com remotas possibilidades matemáticas de ser o campeão, a sete rodadas do fim (seis pontos de diferença para o primeiro lugar), o Santos, sob nova direção, entra em campo na tarde deste sábado (4), às 17h,  diante do Atlético-MG, na Vila Belmiro, com um único objetivo, vencer os mineiros para manter a esperança de encostar nos líderes. Sem Jean Mota e Matheus Jesus suspenso e Copete com conjuntivite, Caju e Arthur serão as novidades de Elano. Além disso, a joia de 16 anos, Rodrygo, pode estrear. Ele foi relacionado e fica no banco, exatamente como o Blog escreveu no post da última quinta-feira (2). O meia argentino Vecchio, recuperado de indisposição estomacal, também está de volta e fica como opção entre os suplentes.

Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou Rodrygo vai vestir, por enquanto, o uniforme número 43, já que o Peixe utiliza há algum tempo, a numeração fixa e as principais camisas foram distribuídas no começo da temporada.

A numeração fixa é uma herança de outras modalidades esportivas e uma das principais bases do planejamento de marketing das equipes de futebol da Europa. Todas as ações são voltadas à exploração de características positivas de um ou mais atletas e os números a eles relacionados. A ideia central para a instituição dessa prática era criar uma identificação entre os torcedores e determinados números de camisas de seu time, com base na imagem dos principais ídolos.

A camisa 11 sempre utilizada por Rodrygo e que um dia já foi de Neymar em 2017 é o número de Kayke e a 7 é de Vitor Bueno que se recupera de lesão. Mas para quem gosta de números, 4 + 3= 7, camisa que foi de Almir nos anos 90 e de Robinho que volta a Vila pela segunda vez como adversário e foi bi-campeão brasileiro com esse número. Rodrygo é ambidestro, mas gosta de atuar mais aberto pelo lado esquerdo do campo.

Independente de numeração, que o jovem talentoso, possa entrar no decorrer da partida e colabore com os três pontos que o Santos tanto necessita. Ele ainda precisa pegar massa magra para encorpar um pouco mais, mas vejo com bons olhos essa convivência com o elenco profissional. Precisa maturar, para brilhar em 2018 ou 2019.

O Peixe deve começa a partida com Vanderlei,  Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Caju; Renato, Alison e Lucas Lima; Arthur, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

strutura.com.br

RELACIONADOS
Goleiros
Vanderlei e Vladimir
Zagueiros
David Braz, Noguera, Lucas Veríssimo e Luiz Felipe
Laterais
Caju, Daniel Guedes e Victor Ferraz
Meias
Alison, Vecchio, Lucas Lima, Matheus Oliveira, Renato, Serginho e Yuri
Atacantes
Arthur, Bruno Henrique, Kayke, Lucas Crispim, Ricardo Oliveira, Rodrygo e Vladimir Hernández

Andrey Quintino (Santos) e Gabriel (São Paulo).
SANTOS VENCE E FICA PERTO DA FINAL NO SUB-15

Na manhã desta sexta-feira (3) de novembro, o sub-15 do Santos foi até a cidade de Cotia e venceu o São Paulo, de virada, na primeira partida da semifinal do Paulista da categoria. Os gols do Peixe foram de Derick e Kevin. Como tem melhor campanha do que o rival, o alvinegro pode até perder por um gol de diferença na partida de volta, que ainda assim, estará na decisão pelo quarto ano seguido, diante de Palmeiras ou Red Bull, que se enfrentam neste sábado (4), às 9h00.

O time dirigido por Gustavo Roma levou um gol de escanteio no começo do jogo, mas demostrou personalidade e virou a partida ainda no primeiro tempo. 

O Santos está desfalcado há alguns jogos do lateral Kadu, do meia Ivoney e do centroavante Kaio, que estão na Seleção Brasileira que disputará o sul-americano da categoria na Argentina e só poderão jogar neste Paulista, na segunda partida da final (dia 25 deste mês), se o Santos conseguir a vaga na decisão. Nos lugares dos três estão atuando Pedrão, Kevin e Léo Bahia, respectivamente.

O Peixe venceu na casa do adversário com Victor; Pedrão, Luiz Felipe Balotelli (Ítalo), Derick (Kaiky) e Pedrinho; Sandry, Kevin (Dudu) e Giovanni; Andrey Quintino (Fernandinho), Léo Bahia (Pirani) e Renyer.

Foi a vigésima quinta vitória do time em 29 jogos. Os "Meninos da Vila" perderam apenas um jogo na competição e empatou outras três.

O segundo duelo entre os times está marcado para o dia 11 de novembro, no próximo sábado, no CT Rei Pelé. Além dos três desfalques na seleção, o defensor Luiz Felipe Balotelli, um dos destaques do primeiro jogo, foi expulso e cumpre suspensão e também é ausência certa. O atacante David que se lesionou na Copa Zico, está próximo de deixar o departamento médico e desfalca o time há alguns meses.





 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by