FOTO CAPA

O PASTOR VOLTA PARA A DURA MISSÃO NA COPA DO BRASIL

Publicado às 21h25 desta terça-feira, 25 de julho de 2017.
O Santos tem a sua tarefa mais indigesta neste semestre. O alvinegro para ir as quartas de finais da Copa do Brasil precisa vencer o Flamengo por 3 gols de diferença ou devolver o placar do jogo de ida (2-0) e ganhar nos pênaltis. Para o compromisso desta quarta-feira (26), às 21h45, na Vila Belmiro, Levir Culpi não terá Kayke com lesão muscular, em compensação terá o retorno de Ricardo Oliveira após quase dois meses de ausência e do ala Victor Ferraz recuperado de dores no joelho que o afastaram dos últimos jogos. Pelo que o Blog do ADEMIR QUINTINO apurou ambos começam o jogo.

Ricardo Oliveira não jogou ainda sob o comando de Levir Culpi. Será a primeira vez. O ano ainda não foi dos melhores para o artilheiro alvinegro. Ele teve caxumba e perdeu a pré-temporada. Depois levou um corte na orelha. Em seguida, problemas no tornozelo e por fim uma pneumonia. 

O jogador falou desse retorno e a ausência desde 3 de junho, na derrota diante do SCCP, que culminou com a demissão de Dorival Junior.
É sempre uma alegria imensa poder voltar onde sempre estive, onde sempre participei, tantos momentos bons, momentos ruins. Esse tempo fora serviu para eu ficar bem clinicamente, o trauma sofrido no tornozelo foi sério, apesar dos resultados não terem apontado uma lesão grave. É uma região difícil, onde soltamos todo o peso do corpo. Recuperei, mas logo depois veio a pneumonia, e, por último, veio o trabalho de fortalecimento muscular. Mas estou bem, forte e animado, em todos os sentidos, para ajudar o time. É o que eu sempre fiz e é o que sempre gostei de fazer”.
Ricardo Oliveira não atua há 53 dias.
Em 2017, muito em razão das ausências, Ricardo marcou apenas quatro gols. Ele sabe da dificuldade e garante que o Santos pode se classificar.
"Sabemos da capacidade do nosso elenco, e da ambição do que temos dentro da nossa competição. A Vila é um fator predominante. É muito forte. É um fator poderoso quando o torcedor vem, quando o torcedor nos ajuda e grita. Sem contar a responsabilidade que já carregamos em vestir essa camisa, de tantas glórias. Esperamos que esse dia seja especial e marcante para conseguirmos a classificação frente a uma equipe que dispensa qualquer comentário, pois tem jogadores de qualidade. Porém, jogaremos dentro da nossa casa e dentro da nossa casa nós não podemos dar brecha. Queremos o resultado, queremos a vaga e daremos o nosso melhor. Estou feliz por estar de volta. Feliz por sentir novamente o calor da torcida, por vestir a camisa e sentir o frio na barriga por jogar uma decisão.”  
Além de Ricardo e Ferraz, Lucas Veríssimo, zagueiro que vive grande momento, retorna na vaga de Fabian Noguera. O argentino substituiu "Lucão" na vitória diante do Bahia, no último domingo (23). Outra "arma" santista para superar o Flamengo é o argentino Vecchio. O "hermano" vive seu melhor momento no clube. O jogador de 28 anos em 16 jogos com o manto santista venceu 14 vezes, com apenas um empate e uma derrota.

Além de Kayke, Levir ainda nao terá a disposição o goleiro Vladimir, os zagueiros Luiz Felipe e Gustavo Henrique, o ala Zeca, e os meias Renato e Vitor Bueno. Matheus Jesus, Alison e Serginho que não estavam inscritos pelo Peixe antes de abril não podem atuar nessa competição, assim como os flamenguistas Everton Ribeiro, Geuvânio e o goleiro Diego Alves.

O Peixe começa a batalha desta quarta-feira (26), com Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Yuri, Vecchio e Lucas Lima; Copete, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique.


LISTA DE RELACIONADOS
Goleiros
João Paulo e Vanderlei
Zagueiros
Cleber, David Braz, Fabián Noguera e Lucas Veríssimo
Laterais
Daniel Guedes, Orinho e Victor Ferraz
Meias
Vecchio, Jean Mota, Leandro Donizete, Cittadini, Lucas Lima, Longuine e Yuri
Atacantes
Arthur, Bruno Henrique, Copete, Ricardo Oliveira, Thiago Ribeiro e Vladimir Hernández. 



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by