FOTO CAPA

GOLEADA E PRIMEIRO LUGAR NO GRUPO

Publicado às 02h18 desta quarta-feira, 24 de Maio de 2017.
O Santos não teve trabalho para garantir a terceira vitoria como mandante na Libertadores da América e de quebra, carimbar o primeiro lugar do grupo 2. Sem dificuldade alguma, em razão da fragilidade do adversário, o Peixe goleou o Sporting Cristal (PER) por 4 a 0, na Vila Belmiro, com dois de David Braz, além de Ricardo Oliveira e Vitor Bueno, em duelo válido pela última rodada da fase de grupos. Com isso, o alvinegro vai jogar a partida de volta das oitavas de finais, como mandante. O sorteio para a definição acontece apenas em 14 de junho.

Sem Lucas Lima lesionado e Bruno Henrique suspenso, Dorival Junior optou pelos colombianos Copete pela esquerda e Hernandez como coordenador de jogadas. Foi só acelerar um pouco o jogo e os gols aconteceram. Primeiro David Braz, que aproveitou rebote de uma falta cobrada por Ricardo Oliveira, depois o próprio camisa 9 fez o seu, numa reposição absurdamente ridícula do goleiro peruano, ambas na primeira etapa.

Veio o segundo tempo e apesar do Santos ter "puxado o freio de mão" voltou a fazer mais dois gols numa sequência parecida. Primeiro com Vitor Bueno em bonita jogada e em seguida com David Braz, após ótimo lance de Renato. O defensor fez seu 15o. gol com o manto alvinegro e está dois gols de alcançar Edu Dracena, o segundo artilheiro-zagueiro da história com 17 (três atrás de Alex, o recordista) - 4x0.

Novamente, a nota triste, foi o público pagante na Vila mais famosa do mundo. Pouco mais de 6 mil pessoas apenas compareceram ao Estádio Urbano Caldeira. Lamentável sob todos os aspectos. É inadmissível, o único brasileiro invicto na Libertadores levar menos de 7 mil testemunhas em sua casa.

Pela competição continental, os comandados de Dorival Junior só jogarão daqui a um mês. Enquanto isso, pensam no Brasileirão. No próximo domingo (28) , na mesma Vila Belmiro, o Peixe enfrenta o Cruzeiro. Lucas Lima segue de fora, com lesão muscular, em compensação, Bruno Henrique está de volta.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 X 0 SPORTING CRISTAL(PER)
Vila Belmiro
Árbitro: José Mendez (PAR)
Público/renda: 6.632 pagantes/R$ 234.160,00
Cartões amarelos: Victor Ferraz (SFC), Gabriel Costa e Revoredo (SPC)
GOLS: David Braz (19'/1ºT) (1-0), Ricardo Oliveira (22'/1ºT) (2-0), Vitor Bueno (21'/2ºT) (3-0), David Braz (26'/2ºT) (4-0)
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca (Thiago Ribeiro, aos 26'/2ºT); Renato, Thiago Maia (Léo Cittadini, aos 28'/2ºT) e Vladimir Hernández (Kayke, aos 20'/2ºT); Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
SPORTING CRISTAL (PER): Viana; Revoredo, Cazulo, Luis Abram e Céspedes; Pedro Aquino, Ballón e Lobatón (Calcaterra, aos 18'/2º); Fernando Pacheco (Gabriel Costa, aos 13'/2ºT), Írven Ávila e Alexis Rojas (Cristian Ortiz, aos 28'/2ºT). Técnico: José del Solar.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Não teve trabalho em razão da inexistência do ataque do time peruano. - 6,0
Victor Ferraz: Apareceu bem na frente. Voltou a sentir uma inflamação que o tirou do jogo contra o Coxa que fica abaixo do joelho nos 15 minutos finais. Como Dorival Jr. havia feito as três substituições foi guerreiro e permaneceu em campo. - 6,5 
Lucas Veríssimo: Outro que teve pouco trabalho. O ataque do Sporting não ofereceu perigo algum. - 6,0
David Braz: Como não tinha a quem marcar na defesa, foi a frente se aventurar e se deu bem. O melhor do jogo. Fez dois gols. - 7,5
Zeca: Ainda sente a falta de ritmo após ficar mais de 40 dias parados em razão de uma intervenção cirúrgica e recuperação. Teve momentos que trocou de posição com Thiago Maia. Aos poucos, vai voltar a sua melhor forma física e técnica. - 6,0
(Thiago Ribeiro): Pode ter feito sua despedida. Presidente do Avaí e o técnico Claudinei Oliveira vieram a Santos conversar diretamente com o jogador para que ele vá defender o time catarinense. Quando Ferraz saiu para ser atendido, até de lateral-direto quebrou um galho. - 6,0
Renato: Bela jogada no quarto gol do jogo, o segundo de Braz. Ditou o ritmo do time. - 6,5
Thiago Maia: Errou alguns passes, mas roubou bolas no meio-campo. - 6,5
(Cittadini): Deixou o meio com um toque de bola mais rápido. Não tem a mesma "pegada" de Thiago. - 6,0
Hernández: Não tem cacoete de armador. Não brilhou como nas outras vezes. Foi substituído. - 6,0 
(Kayke): Teve uma chance para ampliar o mercador, mas o camisa 1 peruano pegou. Discreto. - 6,0
Vitor Bueno: Artilheiro do time na temporada, agora, com nove gols. Estava mais disposto. Bela jogada no terceiro gol do jogo. Tentou dar a assistência a Kayke, mas o zagueiro interceptou. - 7,0
Copete: Esforçado. Não tem habilidade, mas compensa com muita garra. - 6,0
Ricardo Oliveira: Correu e se movimentou mais. Ganhou um presente do goleiro que saiu jogando errado e aproveitou para marcar seu 12o. gol em Libertadores pelo Peixe, atrás somente de Pelé com 16, além de Robinho e Neymar com 14. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: Não teve muito trabalho de armar o time e vencer os frágeis peruanos. Podia ter poupado alguns jogadores na segunda etapa. Correu o risco e quase perdeu Vitor Ferraz por não substituí-lo. - 6,5 


Presidente do Avaí, Claudinei, eu, filho do Claudinei e meu filho
THIAGO RIBEIRO PODE IR PARA O AVAÍ

O atacante Thiago Ribeiro pode ter se despedido do Santos na noite desta terça-feira (23). O atleta interessa ao Avaí-SC. O Blog do ADEMIR QUINTINO  com o técnico Claudinei Oliveira, que dirigiu o Peixe em 2013, e antes do jogo começar, acompanhado do presidente do clube catarinense - Francisco José Battistotti, admitiram interesse no atacante santista. A dupla assistiu a partida em um dos camarotes da Vila famosa, ao lado do presidente do alvinegro praiano - Modesto Roma Junior.

No fim da partida, em entrevista a Rádio Santos, no vestiário número 1 do estádio, Thiago Ribeiro me confirmou que ia jantar com Claudinei e o presidente do Avaí e que somente após ouvir a proposta, decidiria se aceitaria as condições do clube da região Sul.

Recentemente, o Blog apurou que Thiago Ribeiro recebeu proposta do Coritiba, porém, não aceitou a transferência e preferiu ficar no Santos.

O jogador tem contrato com o Peixe até o fim do ano e em razão de ter vencimentos mensais acima do teto estipulado pela diretoria, foi emprestado em 2015 para o Atlético-MG e o ano passado ao Bahia. No começo de 2017, a pedido de Dorival Junior, o camisa 11 foi reintegrado ao elenco.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by