FOTO CAPA

FALTAM SEIS JOGOS NA BUSCA PELO TRI

Publicado à 01h44 desta quinta-feira, 30 de Março de 2017.
O Santos consolidou a primeira colocação do grupo D ao vencer o Novorizontino, na Vila Belmiro, por 3 a 1, com dois gols de Kayke e um de Thiago Ribeiro. Mesmo com o time reserva, como antecipou o Blog do ADEMIR QUINTINO, o alvinegro foi aos 22 pontos, número igual o da Ponte Preta, adversária das quartas de finais, porém, o time praiano tem um número de vitórias maior que a equipe de Campinas (7 a 6). Nesta quinta-feira (30), a Federação informa as datas e os locais das duas partidas. 

O treinador Dorival Junior mandou apenas o goleiro Vanderlei dos considerados titulares em campo. O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou com exclusividade na véspera que Thiago Maia, Vitor Bueno e o lateral Zeca, mesmo relacionados, não começariam a partida, o que de fato ocorreu. O camisa 37 nem no banco de reservas ficou e acabou sendo dispensado antes do elenco vir para o Estádio Urbano Caldeira, pois havia treinado normalmente pela manhã com o restante do elenco.

E a equipe do interior deu um susto ao público de pouco mais de três mil pagantes ainda no começo do jogo. Após uma troca de passes errado, no ataque, Henrique recebeu, driblou Vanderlei e abriu o marcador para os visitantes - 0 a 1. Quando a primeira etapa já se encaminhava para o final, Longuine arrematou para o gol e a arbitragem entendeu que o defensor Guilherme interceptou a trajetória da bola com a mão. Pênalti que Kayke cobrou e empatou a partida - 1 a 1.

Veio a segunda etapa e antes dos 15 minutos, Longuine encontrou Kayke que fuzilou para o fundo do gol. Era o segundo dele e o da virada do Peixe - 2 a 1. Já no apagar das luzes, Jean Mota encontrou Copete na linha de fundo do lado esquerdo. O colombiano cruzou e a bola chegou em Thiago Ribeiro, que pôs números finais no duelo - 3 a 1. 

À partir deste fim de semana, Santos e Ponte Preta começam a decidir uma vaga as semifinais da competição estadual. Tudo leva a crer que o primeiro confronto não será no domingo, pois nesssa data, o Guarani tem jogo marcado diante do Sertãozinho pela série A-II. O primeiro jogo será no interior e a segunda partida terá mando do alvinegro.

O Santos terminou a fase de grupos com a terceira melhor campanha. Atrás de Palmeiras e SCCP, porém, a frente do São Paulo. 

Thiago Ribeiro entrou no segundo tempo e marcou mais um gol na temporada.
FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 1 NOVORIZONTINO
Estádio da Vila Belmiro
Árbitro: Salim Fende Chavez
Público e renda: 3.195 pagantes/ R$ 82.270,00
Cartões amarelos:  Léo Cittadini e Yuri (SFC). Guilherme Teixeira, Henrique Santos, Igor e Caíque (NOV)
GOLS: SFC: Kayke aos 35 do 1ºT e aos 13 do 2ºT; Thiago Ribeiro, aos 41 do 2ºT. NOVORIZONTINO: Henrique, aos 10 do 1ºT.
SANTOS: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Cleber, Yuri e Jean Mota; Leandro Donizete, Cittadini (Matheus Oliveira) e Longuine; Copete, Hernández (Thiago Ribeiro) e Kayke (Arthur). Técnico: Dorival Júnior
NOVORIZONTINO: Michael; Railan, Jeci, Guilherme Teixeira e Igor; Vitor Tormena, Henrique Santos, Rodrigo e Caíque (Luis Henrique); Henrique (Klenisson) e Nilson (Artur). Técnico: Silas.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Não fez uma defesa. Também não precisou, já que o adversário jogou todo atrás. - 6,0
Matheus Ribeiro: Teve problemas na marcação pelo seu setor e apesar de dar pinta que apóia bem, se atrapalhou em alguns lances. - 5,5
Cleber: Meio atabalhoado em alguns lances, readquire ritmo de jogo. - 5,5
Yuri: Teria uma nota maior, não fosse o passe errado que originou o gol dos visitantes. - 5,0
Jean Mota: Seguro na marcação, ainda foi coroado com belo passe para Copete encontrar Thiago Ribeiro, no terceiro gol. - 6,5
Leandro Donizete: Não deu a cobertura a Yuri no primeiro gol. Recuperou-se no seu estilo "gladiador" de muita entrega. - 5,5
Cittadini: Tentou armar a equipe, mas não estava numa noite feliz. Levou um cartão bobo. Readquire sua melhor condição física e ritmo de jogo. Foi apenas o segundo jogo, após voltar das contusões. - 5,0
(Matheus Oliveira): Tentou mostrar personalidade, no pouco tempo em que esteve em campo. Errou alguns passes. - 5,5
Longuine: Um dos melhores do jogo. O gol de empate saiu após ele chutar e a bola bater no braço oponente e o segundo gol foi de uma assistência sua. - 7,0
Copete: Bela assistência a Thiago Ribeiro para o terceiro gol. Jogador de muita fibra. - 6,5
Hernández: Se movimentou menos do que nas partidas anteriores. |- 6,0
(Thiago Ribeiro): Bem colocado, marcou mais um gol na temporada. - 6,5
Kayke: Pediu para bater o pênalti, mesmo com Longuine louco para bater e marcou. Estava bem colocado para fazer o segundo dele. - 7,0
(Arthur): Quando entrou a fatura já estava sacramentada. Pouco pode fazer. - SEM NOTA
Técnico: Dorival Júnior: Poupou seu time titular para a fase aguda da competição. Mesmo com reservas, o Santos demonstrou poder de reação. - 6,5



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by