FOTO CAPA

LIBERTADORES SÓ PELA COPA DO BRASIL

Publicado às 21h32 deste domingo, 29 de novembro de 201.
O Santos deu adeus as chances de ir a Libertadores da América em 2016, via Campeonato Brasileiro. Com um time reserva, exceção ao goleiro Vanderlei, o Peixe perdeu para o Vasco-RJ, por 1 a 0. O alvinegro da Vila Belmiro não marca gols há quatro partidas nessa competição. A única chance de voltar a disputar a maior competição do continente é vencer a Copa do Brasil. O Glorioso não disputa a competição sul-americana desde 2012.

Conforme o Blog do ADEMIR QUINTINO cravou e bancou com absoluta EXCLUSIVIDADE, Dorival mandou a campo Vanderlei; Daniel Guedes, Werley, Leonardo e Chiquinho; Ledesma, Cittadini, Marquinhos, Nilson e Geuvânio. O único que esse espaço garantiu que jogaria e não foi titular foi o volante Alison em razão de uma amigdalite e foi substituído por Leandrinho, O "Pitbullda Vila não ficou nem no banco e acompanhou a partida dos camarotes do estádio.

O jogo quase não se realizou. Em razão das fortes chuvas que caíram na cidade maravilhosa foi retardado o começo da partida em uma hora. Depois de duas visitas ao gramado, o árbitro Leandro Pedro Vuaden decidiu realizar o duelo. O Peixe não vence em São Januário desde 2005.

No fim da etapa inicial, Nenê, o melhor do jogo, pulou após o goleiro santista Vanderlei sair no melhor estilo Fábio Costa nos bons tempos. O atacante não foi tocado, mas o árbitro gaúcho deu pênalti, convertido pelo mesmo camisa 10 vascaíno. No lance, penso que o árbitro deveria ter marcado lance perigoso com cobrança em dois lances.

O Santos que tem um elenco que deixa a desejar, o time titular é bom, mas se conseguir conquistar a vaga a Libertadores, não pode ter um plantel com jogadores de qualidade técnica duvidosa como alguns que foram a campo neste domingo, não levou perigo a meta de Martin Silva na segunda etapa.

Deu a lógica e pelo oitavo ano seguido, o Santos volta a fazer uma campanha abaixo da sua representatividade no Campeonato Brasileiro. A última boa campanha no Brasileirão foi em 2007, quando foi vice-campeão. Em 19 jogos fora de casa nesta competição em 2015 e uma única vitória.

Mas o momento é de focar única e exclusivamente na Copa do Brasil. Se no Brasileiro, o time de Dorival Junior não fez mal pra ninguém como visitante, na Copa do Brasil bateu os rivais do Estado fora de casa com bastante propriedade. Quarta-feira (2) é na capital, na casa palmeirense.

Todos os caminhos levam ao torcedor santista ou in loco ou através de energias positivas aos atletas a Arena do Palmeiras. Na grande decisão deste meio de semana, creio que não vai contar o retrospecto, nem a fase atual de cada equipe. Vai vencer quem tiver mais qualidade e quem principalmente conseguir controlar o lado emocional. Bola por bola, o Santos é mais time.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 0 SANTOS
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Renda/Público: R$ 478.280,00/10.614 pagantes.
Cartões amarelos: Andrezinho (VAS); Léo Cittadini e Vanderlei (SAN)
Gol: Nenê, 44'/1ºT (1-0, VAS)
VASCO: Martin Silva, Madson, Rodrigo, Rafael Vaz e Julio Cesar; Diguinho (Guiñazu, 44'/2ºT), Serginho, Andrezinho (Bruno Gallo, 38'/2ºT) e Nenê; Jorge Henrique e Riascos (Rafael Silva, 23'/2ºT) - Técnico: Jorginho.
SANTOS: Vanderlei, Daniel Guedes, Werley, Leonardo e Chiquinho; Leandrinho, Ledesma (Vitor Bueno, itnervalo) e Léo Cittadini (Lucas Otávio, 17'/2ºT); Marquinhos (Leandro, 19'/2ºT), Geuvânio e Nilson - Técnico: Dorival Júnior.

Reservas do Santos voltam a jogar mal e perdem mais uma.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Trabalhou bem no primeiro tempo. Era um dos melhores da partida, mas saiu de forma atabalhoada e violenta no lance do pênalti. Repito não tocou em Nenê5,5
Daniel Guedes: Não conseguiu ir a linha de fundo efetuar cruzamentos, sua maior qualidade5,5
Werley: Não comprometeu. Jogou sério com direito a bico pra todo lado - 6,0
Leonardo: Sem ritmo, melhorou no segundo tempo apenas5,5
Chiquinho: Quase colocou tudo a perder pouco antes do gol sofrido ao atrasar uma bola nos pés do atacante Riascos5,0
Leandrinho: Sem jogadas verticais5,5
Ledesma: Ainda não mostrou pra que veio da Europa. Foi substituído no intervalo. Com a bola no pé até vai bem, mas parece que a parte física tá longe do ideal5,0
(Vitor Bueno): Entrou com personalidade e foi um dos poucos que se salvaram - 6,0
Léo Cittadini: Precisa recuperar a confiança. Falta mais personalidade para armar o time 5,5
(Lucas Otávio): Fechou a marcação do meio-campo. Pouco trabalhou 5,5
Marquinhos: Um dos que atuaram e na minha opinião não tem futebol para jogar no Santos. E não digo isso de hoje. - 4,5
(Leandro): Longe daquele atacante que um dia vestiu a camisa da Seleção Brasileira. Ainda assim, em menos tempo, fez mais que Marquinhos - 5,5
Geuvânio: Não conseguiu produzir perigo nem pela direita, nem pela esquerda. Enquanto não readquirir ritmo e confiança não será o atacante decisivo que foi antes de se contundir5,0 
Nilson: Em 90 minutos, realizou uma única tentativa ao gol adversário. Pra quem veste a camisa do Santos é pouco5,0
Técnico: Dorival Júnior: Não tem material humano capaz de substituir peças a altura do time titular. Ainda assim, tinha alguns no banco com melhor qualidade dos que escolheu. Leandro é um exemplo desses. O trabalho de recuperação da equipe é nota dez, entretanto hoje 5,5


26 mil seguidores no Twiiter

Obrigado Nação Santista e a quem não faz parte dela também por nesse fim de semana eu atingir 26 mil seguidores na rede social - twitter.


Seguimos juntos pelo Peixe.




BLOG AO VIVO

Nesta segunda-feira, À partir das 19h00, o Blog ao Vivo recebe como convidado, o ex-presidente Marcelo Teixeira.
Para acompanhar o programa clique na página - 1rv.com.br



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by