FOTO CAPA

NEGOCIAÇÃO EMPERRADA

Publicado às 05h37 desta terça-feira, 22 de setembro de 2015.
A situação para a renovação do contrato de Thiago Maia não anda nada boa. O vínculo do volante com o Santos termina em fevereiro e ele já pode assinar um pré-contrato com qualquer outro clube, seis meses antes do término, como rege a legislação. Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira (21), o presidente Modesto Roma demonstrou irritação com o representante do jogador - o empresário Juan Figger:
"Eu não converso mais. As pessoas do futebol estão conversando. Para mim, já deu, acabou. Se quiser ficar, fica. Se não quiser, vai embora" disparou o mandatário santista.

Segundo uma fonte no clube, a única contra-proposta feita pelo staff do camisa 29 foi a de prorrogação do atual contrato por apenas mais seis meses. Antes de Thiago brilhar como titular do profissional do Peixe, assim que Dorival Junior assumiu, o clube tinha feito uma proposta no começo do ano, no valor de R$ 20 mil mensais, que também não foi aceita pela empresa que administra a carreira do atleta.

O Blog também entrou em contato com representantes da empresa do grupo Figger na madrugada desta terça-feira (22). Os mesmos deram a seguinte versão:
"Problemas com os percentuais dos direitos econômicos" limitou-se a dizer um membro do staff de Maia.
Neste momento, o Santos é dono de 72%  dos direitos econômicos do volante e outros 28% pertencem a uma empresa. Este espaço também apurou que esse percentual já aparece no balanço do clube em 2013, o que refuta a ideia de que os 28% do jogador tenham sido vendidos o ano passado (foto do documento abaixo).




Os dirigentes do Santos não falam abertamente sobre o assunto, mas os mesmos acreditam que existe uma estratégia para que o jogador atue até o término do seu vínculo e seja negociado com o exterior. Se isso, acontecer, o Santos só terá direito ao percentual de formador do atleta que será dono dos todos os seus direitos econômicos e o clube de Vila Belmiro não terá direito a mais nada.

Pra não dizer quem não falei das flores e ficar em cima do muro, creio que muita água ainda vá rolar debaixo dessa ponte. 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by