FOTO CAPA

ANUNCIE AQUI

Publicado Às 12h03 desta quara-feira, 22 de julho de 2015.
















(*) Por: Felipe Takashi.

Blocos de Carnaval, outdoors de beira de estrada, ou até mesmo, cardápios de restaurantes sem glamour... 

São alguns exemplos de segmentos da sociedade que utilizam o modelo de propaganda que dá título a este texto.

Anuncie Aqui.

Este blog também utiliza esta estratégia. O amigo leitor percebe que as empresas Strutura e Renotech estampam suas marcas em pontos estratégicos de nossa página.

Mas, afinal, o que é “Anuncie Aqui” ?

Simples. Strutura e Renotech são sabedores da audiência desta página, sobretudo na Baixada Santista, onde suas sedes estão localizadas. Em resumo, estampam suas marcas a fim de atraírem os olhos dos amigos internautas para seus serviços.

Já no caso dos blocos de carnaval, as empresas se amontoam nas costas das camisas, dividem os custos do carnaval, para eventualmente, pagar alguns caraminguás para os organizadores. E assim, a coisa funciona.


Camisa loteada.
Mas, caro leitor, lhe pergunto, ao Santos Futebol Clube esse modelo detalhado acima serve?

Ao Santos Futebol Clube vale lotear a camisa como um bloco de carnaval?

Empresa A anuncia no peito, Empresa B no ombro, Empresa C no braço, Empresa D nas costas, Empresa E na bunda...

Mc Donald’s, Coca-Cola, Panasonic, Sony e outras grandes empresas da Terra estariam dispostas a se amontoarem na camisa branca ex-imaculada?

O que, além disso, o Santos Futebol Clube oferece ao hipotético patrocinador?

Qual ação, campanha, evento, o Santos faz em conjunto com seus parceiros?

Quem além da Corr Plastik (Cujo presidente é torcedor fanático do Santos e resolveu patrocinar o clube, graças à intercessão dos irmãos Renato e Edu Dracena, sim ele mesmo, o zagueiro que você criticou algumas vezes.) está disposta a associar sua marca ao Alvinegro de Vila Belmiro?

Ninguém. Infelizmente.


Nos anos 80, o modelo de anuncio de bloco de carnaval, ainda era uma novidade no Brasil, curiosamente, na imagem acima, em que a empresa Guarujá Veículos anunciava na camisa listrada do clube, Modesto exercia o cargo de diretor de comunicação.

De lá pra cá, três décadas se passaram, tudo mudou.

O futebol brasileiro está na contramão das grandes ligas do futebol mundial. O torcedor santista, lembra-se que na disputa do Mundial de Clubes, o Santos foi proibido pela FIFA em estampar mais de uma marca na sua camisa.

É assim na Premier League, na Bundes League, na UEFA Champions League. É assim no futebol moderno, no futebol rentável.


FOTO: Neymar com a camisa estampada com o último patrocinador master do Santos.


Rentável. Patrocínio, em nada tem a ver com estampar marca de qualquer jeito em camisa. Aliás, não existe nada mais feio. 

Então, dentro deste modelo, o Santos consegue apenas acordos pontuais, geralmente, quando o clube está em destaque na TV ABERTA. Ou seja, o departamento marketing transformou um clube com um potencial gigante, de baixa rejeição, apenas em um trampolim para empresas propagarem suas marcas na Rede Globo eventualmente.

Decadência. Provincianismo.

Perdoem-me pelo exemplo, mas, imaginem, uma moça linda por natureza, mas que não cuida dos cabelos, veste-se mal, não vai ao dentista, e por conseqüência, tem um mal hálito canino.

Assim é o Santos. Tem grande torcida, baixa rejeição, a mais linda história do futebol mundial. Mas, não se preocupa com sua imagem, não se preocupa com o fortalecimento de sua marca.

O torcedor acostumou-se a ler nos portais e nos jornais que o Santos atrasa pagamentos a funcionários, atletas, e até para a floricultura. Acostumou-se a ver o próprio presidente em situações constrangedoras. Ora no Sportv, é flagrado com a roupa suja de queijo ralado, ora no Fox Sports, com as canelas a mostra em entrevista a Fábio Sormani. E por fim, ontem na ESPN, com declarações que causaram mais vaias do que aplausos.


Resumo da tragédia. Estagnado, o Santos não consegue trabalhar com as ferramentas que tem, segue preso a um paradigma de marketing limitante. E pior, cultiva a velha política do Quanto pior, melhor. Ou seja, se a gestão anterior fez bobagem, vaza-se para a imprensa. E assim, a credibilidade do clube que um dia parou a guerra é baleada.

BLOG CITADO NO CONSELHO

Agradecemos o conselheiro Daniel Gonzalez que citou o Blog do ADEMIR QUINTINO, na última reunião do conselheiro deliberativo do Santos FC (16), a respeito da matéria "Dúvida Cruel" escrita pelo colaborador - Felipe Takashi, propondo ao presidente do clube que acate as sugestões estampadas na matéria supracitada.




Apoio:
http://www.strutura.com.br


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by