FOTO CAPA

PENSAR NA QUINTA-FEIRA

Postado às 22h00 deste domingo, 12 de outubro de 2014.
O Santos não perdia há quatro jogos e não levava gols há três partidas. Porém, neste domingo (12), a equipe de Enderson Moreira foi presa fácil para o Criciúma (SC) e perdeu por 3 a 0, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O alvinegro não aproveitou a oportunidade de ficar a apenas dois pontos do G-4.

Se tem um estádio que o Santos não costuma se dar bem é o de Criciúma. O ano passado, perdeu na quarta rodada do Campeonato, por 3 a 1. 

O treinador santista pela 11a. vez escalou um time diferente. Enderson sacou Patito e colocou Leandrinho para jogar ao lado de Souza e Arouca no meio-campo. Com isso, alterou o esquema tático. Não deu certo.

O Peixe perdeu a partida após dois escanteios seguidos cobrados no primeiro pau, ainda no começo do primeiro tempo. A defesa, ponto forte da equipe nos últimos jogos, sofreu dois gols de bola parada para o pior ataque da competição e com isso, comprometeu o resultado.

Na etapa complementar, o treinador santista não mexeu na equipe durante o intervalo e até apresentou uma sensível melhora, porém, ineficiente nas conclusões. Após novo contra-ataque, o time da casa fechou o placar.

Sem caça as bruxas. Mesmo com a derrota, somente o Atlético-MG fez mais pontos que o Santos em nove jogos no returno . Os mineiros tem 17 e o Peixe 16. Enderson Moreira faz grande trabalho. Ele errou na escalação da equipe neste domingo? Claro que sim, porém, um fato não exclui o outro. 

O pensamento tem que ser todo positivo para o confronto de quinta-feira, às 21h30, no estádio do Pacaembu, que vale uma vaga a semifinal da Copa do Brasil contra o Botafogo-RJ. O Peixe pode perder de 1 a 0 ou 2 a 1 (venceu no Maracanã há 10 dias por 3 a 2), que ainda assim estará a quatro jogos de um título nacional e uma vaga na Libertadores da América, do ano que vem. O santista tem o dever de comparecer em um grande número e empurrar a sua equipe a classificação, mesmo sem Robinho.

Para o duelo decisivo contra os cariocas, o comandante técnico não contará com Robinho suspenso e Mena na seleção chilena. Alison, chegará na véspera da decisão após ter servido a seleção brasileira olímpica e ficara à disposição para atuar. O alvinegro da Vila permaneceu na sétima colocação ao fim da rodada e agora em vez de quatro, são cinco pontos para o G-4. 

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no fim de semana que vem e enfrenta o Palmeiras. O lateral-direito Cicinho, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do clássico, no próximo domingo (19), às 16h, também no próprio da municipalidade paulistana, porém com mando do rival.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 3 X 0 SANTOS
Árbitro: Pericles Bassols (RJ)
Público/Renda: 9.276 presentes/R$ 119.875,00
Cartões amarelos: Cleber Santana, João Vitor, Rodrigo Souza e Ronaldo Alves (CRI); Cicinho (SAN)
Gols: Joílson, aos 16'/1°T (1-0), Rodrigo Souza, aos 22'/2ºT (2-0) e Lucca, aos 15'/2ºT (3-0)
CRICIÚMA: Bruno; Eduardo, Joílson, Ronaldo Alves e Giovanni; Rodrigo Souza, João Vitor (Serginho, aos 12'/2°T) e Cleber Santana; Lucca (Ricardinho, aos 28'/2ºT), Bruno Lopes (Gustavo, aos 33'/2ºT) e Souza . Técnico: Gilmar Dal Pozzo
SANTOS: Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Caju. Arouca, Leandrinho (Renato, aos 18'/2°T), Souza e Lucas Lima (Rildo, aos 42'/2ºT); Geuvânio e Leandro Damião (Patito Rodríguez, aos 18'/2°T). Técnico: Enderson Moreira.
.


EM BREVE 

Em 2015, o BLOG DO ADEMIR QUINTINO na cobertura do Santos FC terá novidades. Ainda não é o momento para falar mais.


Aguardem!


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Posso até estar equivocado, mas fiquei com a sensação de que a bola do terceiro gol era pra ser espalmada para a linha de fundo, não para a pequena área. Sem culpa nos dois primeiros gols - 5,0
Cicinho: Levou um baile de Lucca e Giovanni Palmieri - 4,5
Edu Dracena: A defesa não sofria gols há três jogos. Esteve abaixo da sua regularidade - 5,0
David Braz: Sucumbiu com os demais do setor - 5,0
Caju: Não reeditou seu bom futebol. Não conseguiu apoiar e também sofreu para evitar os cruzamentos na área - 5,0 
Arouca: Assim como Souza, errou muitos passes. Se aventurou algumas vezes ao ataque, mas finalizar não é a sua - 5,5
Leandrinho: Não conseguiu marcar e nem melhorar a qualidade de passe do meio-campo - 5,0
(Renato): Jogou aproximadamente 30 minutos e melhorou em pouca coisa os passes no meio-campo. Apesar de vir de contusão não tem cabimento ser banco de Souza - 5,5
Souza: No primeiro tempo deu quatro passes em progressão - errou três. No segundo, errou quase todas as faltas, excessão feita a última que levou perigo - 4,0
Lucas Lima: Foi parado diversas vezes com falta, porém sem a mesma eficiência nas assistências - 6,0
(Rildo): Jogou apenas sete minutos (com os acréscimos). Um chute a gol - SEM NOTA
Geuvânio: Voltou a driblar com eficiência. Em alguns poucos momentos, prendeu a bola demais - 6,0
Leandro Damião: O centroavante não conseguiu concluir uma vez sequer com eficiência ao gol adversário - 5,0
(Patito Rodríguez): Apesar de características diferentes de Damião, também pouco produziu. A única diferença é que o argentino ainda conseguiu arrematar uma única vez contra a meta dos catarinenses - 5,0
Técnico: Enderson Moreira: Errou na escalação e deixou de consertar no intervalo. Correu o risco desnecessário de ter Cicinho expulso, pois o lateral levou o cartão amarelo cedo e sofria na cobertura pois o time de Santa Catarina explorava as suas costas. Apesar do erro desta partida faz ótimo trabalho a frente da equipe e isso não pode e nem deve ser esquecido - 5,0 

                                    

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by