FOTO CAPA

GEUVÂNIO FORA DAS SEMIFINAIS CONTRA O CRUZEIRO

Postado às 21h11 deste sábado, 25 de outubro de 2014.
Após as partidas do Santos, normalmente, eu começo os textos com a análise da partida. Porém, infelizmente, dessa vez foi diferente. O atacante Geuvânio está fora das duas partidas semifinais da Copa do Brasil contra o Cruzeiro dias 29 de outubro e 5 de novembro. O Blog do ADEMIR QUINTINO apurou com exclusividade que o resultado do exame de ressonância magnética no atleta, realizado neste sábado (25), apontou uma lesão de grau 2 no músculo anterior da coxa esquerdaUma contusão dessa gravidade leva em média de duas a quatro semanas para a recuperação.

Com isso, o jovem atleta vai trabalhar muito para tentar voltar a tempo da primeira partida da decisão, caso o Peixe avance na competição. O primeiro confronto está marcado para o dia 12 de novembro. 

Até o fechamento desta coluna, o Santos não confirma a informação do Blog. O camisa 45  que recuperou o bom futebol será substituído por Rildo ou Thiago Ribeiro, que já está pronto, após voltar de lesão. 

Já Lucas Lima e Alison que também estão no departamento médico, vão viajar e estão a disposição do técnico Enderson Moreira na próxima quarta-feira (29) às 22 horas, no estádio do Mineirão contra os cruzeirenses.



O FUTEBOL NÃO TOLERA DESAFORO

Mesmo com um time recheado de desfalques e com apenas quatro titulares, o Santos vencia a Chapecoense até os 46 minutos do segundo tempo pela 31a. rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, parece que a lição da derrota contra o Fluminense (0x1) não foi o suficiente, pois no apagar das luzes, após desperdiçar inúmeras oportunidades, o Peixe cedeu o empate - 1 a 1.

O time de Enderson Moreira veio com uma proposta interessante no interior de Santa Catarina. O time fechado, compacto e explorava o contra-ataque. O zagueiro Bruno Uvini, após boa cobrança de escanteio feita por Souza, deixou o Peixe na frente após bonita cabeçada.

No segundo tempo, o alvinegro teve pelo menos três ótimas oportunidades para matar o jogo. Uma com Gabriel que parou nas mãos do goleiro Danilo e outra com Rildo. Ambos também desperdicaram ótimas chances na derrota para o Fluminense, no meio de semana.

Como quem não faz toma, nos acréscimos, veio o castigo. Leandro empatou para os donos da casa e o Peixe desperdiçou cinco pontos que se os atacantes não desperdicassem tantos gols manteriam o time na disputa pelo G-4 do Brasileirão.

Para o compromisso contra o Internacional (RS) pelo Brasileiro no próximo fim de semana, David Bráz vai cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Antes, porém, o Peixe enfrenta o Cruzeiro, quarta-feira (5), pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil às 22 horas.

Todas as atenções do elenco alvinegro, mais do que nunca, voltadas para as semifinais da competição de mata-mata onde o alvinegro está a quatro jogos de um possível título.


CHAPECOENSE 1 X 1 SANTOS
Arena Condá, Chapecó (SC)
Renda e público: não disponíveis
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa - RS)
Cartões amarelos: Abuda (CHA); Cicinho, David Braz, Souza e Bruno Uvini (SAN)
Público e renda: Não divulgados
GOLS: Bruno Uvini, 12'/2ºT (0-1); Leandro, 45'/2ºT (1-1)
CHAPECOENSE: Danilo, Fabiano, Rafael Lima, Grolli e Rodrigo Biro; Bruno Silva (Nenén - 27'/2ºT), Abuda (Fabinho Alves - 30'/1ºT), Diones e Camilo (Bruno Rangel - 16'/2ºT); Tiago Luis e Leandro. Técnico: Jorginho
SANTOS: Vladimir, Cicinho, David Braz, Bruno Uvini e Mena; Renato, Souza, Serginho (Thiago Maia - 33'/2ºT); Gabriel (Jorge Eduardo - 36'/2ºT), Rildo e Leandro Damião (Stéfano Yuri - 40/2oT). Técnico: Enderson Moreira.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Não teve culpa no gol nos acréscimos - 6,0
Cicinho: Sofreu para conter Thiago Luís - 5,5
David Braz: Não reeeditou os bons jogos das rodadas anteriores, mas também não comprometeu - 5,5
Bruno Uvini: Voltou e marcou um gol . Foi bem - 7,0
Mena: Apareceu diversas vezes no apoio pelo lado esquerdo - 6,5
Souza: Boa cobrança de escanteio no gol de Uvini - 6,0
Renato: Ótimo primeiro tempo. Sentiu a falta de ritmo de jogo no segundo - 6,5
Serginho: Satisfatória apresentação do coordenador de jogadas. Deixou Gabriel na cara do gol no segundo tempo -  6,5
(Thiago Maia): Fez sua estréia entre os profissionais. Atuou menos de vinte minutos - SEM NOTA
Gabriel: Voltou a desperdiçar uma chance clara na frente do goleiro que foi o dono do jogo. Poderia ter definido a partida - 5,0
(Jorge Eduardo): Jogou quatorze minutos com os acréscimos - SEM NOTA
Rildo: A exemplo de quarta-feira, perdeu outro gol feito - 5,0
Leandro Damião: Um primeiro tempo razoável. Cansou no segundo - 5,0
Stéfano Yuri: Jogou apenas 10 minutos - SEM NOTA
Técnico: Enderson Moreira: Com um time desentrosado e com limitações em algumas posições fez o que pode. Não tem culpa se os seus atacantes finalizaram mal -  5,5

                                                   

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by