FOTO CAPA

O ÚNICO PAULISTA A VENCER NA RODADA

Postado às 23h01 deste domingo, 28 de setembro de 2014.
O Santos voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Para pouco mais de 9 mil pagantes em partida válida pela 25a. rodada da competição, o time de Enderson Moreira venceu o Goiás por 2 a 0 no Pacaembu. Os gols foram de David Braz e Geuvânio.


No primeiro tempo, o Peixe sofreu um pouco com a falta de entrosamento com uma formação que atuou pela primeira vez junta, mas fez o suficiente para ir para o intervalo com a vitória parcial de 1 a 0. O zagueiro David Braz, o "artilheiro do Peixe no Pacaembu" abriu o marcador. O defensor já havia marcado outros dois gols na última partida da equipe no estádio Paulo Machado de Carvalho contra o Vitória-BA, no começo deste mês.

Na segunda etapa, o panorama não mudou. O alvinegro com um ataque mais leve pareceu trocar melhor a bola e chegou ao segundo gol. Patito que havia acabado de entrar na vaga de Thiago Ribeiro que deixo o gramado com uma lesão muscular (dificilmente vai reunir condições de jogar no meio de semana) tentou cruzar para Gabriel, a bola tocou em um zagueiro goiano e sobrou livre para Geuvânio que mandou para o fundo das redes. 

Em seguida, um lance bizarro. Esquerdinha finalizou, Vladimir defendeu e a bola bateu na trave e dentro do gol. O árbitro e seus assistentes não perceberam (nem o árbitro-adicional atrás do gol) e não validaram o gol legal do time do planalto central.

Com a contusão de Thiago RIbeiro, o "sobrenatural de almeida" parece ajustar o time do Peixe para o primeiro confronto contra o Botafogo-RJ, na próxima quarta-feira (1), pelas quartas de final da Copa do Brasil no Maracanã. Geuvânio pode pintar entre os titulares. 

Pelo Brasileirão, o Santos assumiu a oitava colocação com 36 pontos e volta a atuar no próximo sábado contra o Flamengo também na cidade maravilhosa. O meia Lucas Lima recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática contra o rubro-negro carioca.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 GOIÁS
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Público e Renda: 9.694 pagantes. R$ 225.955,00
Cartões amarelos: Lucas Lima (SAN); Jakcson (GOI)
Gols: David Braz, aos 12'/1ºT (1-0); Geuvânio, aos 17'/2ºT (2-0).
SANTOS: Vladimir, Victor Ferraz, Neto, David Braz e Caju; Alison, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro (Patito Rodríguez, aos 15'/2ºT), Geuvânio (Alan Santos, ao 38'/2ºT) e Gabriel (Leandro Damião, aos 19'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira
GOIÁS: Renan, Moisés (Ramon, aos 11'/2ºT), Jackson, Felipe Macedo e Lima; Amaral, Thiago Mendes, David, e Esquerdinha (Murilo Henrique, aos 32'/2ºT); Erik e Samuel (Bruno Mineiro 1'/2ºT). Técnico: Ricardo Drubscky.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS:
Vladimir: Pouco trabalhou. O ataque do Goiás não o exigiu - 6,0
Victor Ferraz: Bem na defesa e apesar de não ter a mesma velocidade de Cicinho, apareceu algumas poucas vezes no apoio - 6,5
Neto: Levou a melhor sobre os ofensores do time esmeraldino - 6,5
David Braz: Artilheiro santista no Pacaembu. Três gols em dois jogos - 7,0
Caju: Promissor. Fechou bem os espaços e bem no apoio. Precisa cruzar mais pelo alto e não insistir nas assistências por baixo - 6,5
Alison: Voltou a roubar muitas bolas no meio-campo, sua grande qualidade. Boa proteção a frente da zaga - 7,0
Arouca: Bem na marcação, não apareceu com velocidade para puxar os contra-ataques como costumeiramente faz - 6,0
Lucas Lima: Amadurecendo cada vez mais, carregou bolas e buscou assistências. Fez o cruzamento para o primeiro gol. Bastante participativo - 7,0
Thiago Ribeiro: Perdeu um gol incrível. Precisa finalizar melhor. Inverteu de posição algumas vezes com o Geuvânio - 6,0
(Patito Rodríguez): Entrou e participou da jogada do segundo gol - 6,5
Geuvânio: Como digo insistentemente há algum tempo. Se recuperar a confiança nele mesmo vai voltar a jogador bem. Enderson deixou o próximo a Lucas Lima e não aberto pela esquerda e aos poucos recupera seu futebol. O melhor do jogo - 7,5
(Alan Santos): Jogou apenas 10 minutos com os acréscimos - SEM NOTA
Gabriel: O artilheiro do Peixe na temporada até procurou o jogo, mas vive um período de instabilidade. É um jovem de apenas 18 anos e esta oscilação é natural. Em breve vai voltar a jogar bem - 5,5
(Leandro Damião): Jogou pouco tempo. Com exceção de uma cabeçada não teve muita oportunidade de finalizar - 5,5
Técnico: Enderson Moreira: Aos poucos vai conhecendo melhor o elenco e vai acertando o time principalmente para a fase final da Copa do Brasil. Seu maior mérito nos dois últimos jogos foi ter acertado o posicionamento de Geuvânio mais próximo de Lucas Lima, flutuando entre o ataque e o meio-campo, ao contrário de Oswaldo que insistia em abrir o camisa 45 apenas pelos flancos. É nítido que o futebol da revelação do Campeonato Paulista voltou a crescer em suas mãos - 7,0

                                      

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by