FOTO CAPA

QUATRO JOGOS PARA O TETRA

Postado ás 19h48 deste domingo, 21 de abril de 2013

O Santos venceu a Penapolense por 2 a 1, neste domingo (21), no estádio da Vila Belmiro, com gols de André e Cícero. Com o resultado, o Peixe terminou a fase de classificação do Campeonato Paulista com 39 pontos (3º. lugar) e terá como adversário nas quartas de final, o Palmeiras, em jogo único na baixada santista. Quem vencer vai encarar Mogi-Mirim ou Botafogo/SP, nas semifinais da competição. 

Mas para o sonho do tetra se consumar e tornar-se realidade, o Glorioso da Vila precisa jogar bem melhor. Conforme o blog informou na véspera, Edu Dracena e André foram confirmados entre os titulares. Na última partida do alvinegro durante a fase de classificação, o time dirigido por Muricy Ramalho, insistiu nos chuveirinhos e apesar de ter ido para o intervalo com a vitória parcial por dois gols, o time agrediu pouco o adversário, que também se classificou e enfrenta o São Paulo na próxima fase.

Na segunda etapa, por mais incrível que possa parecer, o time de Penápolis viu que o bicho não era tão feio e alugou o meio-campo. Apesar de exigir pouco do goleiro Rafael, dominou por completo o atual tri-campeão paulista que passou a jogar nos contra-ataques.

Sem ficar em cima do muro (e espero estar errado), eu não credencio o Santos como o favorito ao título. Apesar dos treze jogos de invencibilidade, o time vive da individualidade de seus atletas, principalmente a joia santista – Neymar.

Creio que pelo fato de jogar em casa contra o Palmeiras, no próximo fim de semana (provavelmente sábado, 27, pois a Rede Globo vai querer transmitir Ponte Preta x Corinthians, no domingo, 28, às 16 horas) o time que tem Neymar tem um pequeno favoritismo. Mas apesar do Palmeiras ter sido rebaixado no Campeonato Brasileiro recentemente, tem uma equipe muito combativa, bem armada e por tratar-se de um clássico, todo o respeito e atenção são necessários.

Faltam apenas quatro jogos para o inédito tetra-campeonato estadual. Façam suas apostas.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 1 PENAPOLENSE
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data/Hora: 21/4/2013 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Renda/Público: R$ 188.335 / 8.650 pagantes
Cartões Amarelos: André, Galhardo e Edu Dracena (SAN); Heleno e Luis Felipe (PEN)
GOLS: André, aos 27'/1ºT (1-0), Cícero, aos 29'/1ºT (2-0) e Guaru (Sergio Motta 33'/2ºT), aos 10'/2ºT (1-2)
SANTOS: Rafael; Galhardo, Edu Dracena, Durval e Léo; Alan Santos, Arouca, Cícero e Montillo; Neymar e André. Técnico: Muricy Ramalho.
PENAPOLENSE: Marcelo; Luis Felipe, Jailton, Gualberto e Rodrigo Biro; Heleno, Fernando (Eric 23'/2ºT), Liel e Guaru (S; Silvinho e Magrão (Fio - intervalo). Técnico: Pintado.



NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Rafael: Sem culpa no gol que levou. Apesar da pressão da Penapolense no segundo tempo, o adversário santista pouco finalizou – 6,0. 
Galhardo: Levou um baile do atacante Silvinho da Penapolense – 4,0.
Edu Dracena: Perfeito na bola aérea. Sofreu para cobrir o setor de Galhardo – 6,5.
Durval: O atacante Silvinho acabou com o quarto-zagueiro santista – 4,5.
Léo: Discreto. Pouco apoiou – 5,0. 
Alan Santos: Vem amadurecendo. Deu boa proteção a cabeça de área- 6,5. 
Arouca: Sacrificado no esquema tático. No segundo tempo, foi cobrir o lado-direito comprometido com a marcação deficitária de Galhardo. Foi um monstro – 7,0. 
Cícero: Marcou um gol impedido. Ótimo coadjuvante na partida – 7,0. 
Montillo: Ainda não é o meia que brilhou na LaU e no Cruzeiro, mas apareceu mais pro jogo e mostrou a garra típica dos argentinos – 7,0
Neymar: O jogador mais objetivo do Santos, apesar de abusar em preciosismo em alguns dribles – 7,0. 
André: Fez um dos gols e só. Muitas dificuldades em tabelar com os demais companheiros – 5,5.
Técnico: Muricy Ramalho: Desculpe a repetitividade, mas o treinador não consegue dar padrão ao time. Mostrou incoerência ao anunciar Giva como companheiro de Neymar, há algumas semanas e voltou a escalar André. Não realizou nenhuma alteração ao longo da partida, o que demonstra não confiar no restante do grupo – 5,0.


Penapolense

Aproveito para parabenizar o ex-diretor de futebol de base do Santos, Paulo Carvalho,  pelo excelente trabalho feito na Penapolense como gerente de futebol profissional do clube. No primeiro ano como participante do Campeonato Paulista da série A-I, o clube de uma cidade de pouco mais de 48 mil habitantes (três vezes menor que a minha Cubatão), Penápolis, ficou entre os oito clubes credenciados ao título e enfrentará o São Paulo no próximo fim de semana.

Todo o mérito para o planejamento e o trabalho bem feito do Paulo Carvalho, do Jean Neto e os demais que fizeram o sonho tornar-se realidade. 





 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by