FOTO CAPA

VICE-LÍDER

|Publicado as 12h25 desta segunda-feira, 9 de Maio de 2022.

O Santos conquistou um resultado importante na noite deste domingo (8), ao golear o Cuiabá, por 4 a 1, em partida válida pela quinta rodada do Brasileiro. Com o resultado, o alvinegro pulou da sexta para a vice-liderança com 10 pontos. Os gols foram de Baptistão, Marcos Leonardo, Angulo e Rwan Seco. Na próxima quinta-feira (12), o time dá uma pausa no campeonato de pontos corridos e concentra suas forças diante do Coritiba, também na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil. 

Bustos começou com uma formação diferente. Sem Maicon e Ângelo lesionados, manteve Bauermann e Velasquez na defesa com Goulart, Marcos Leonardo e Baptistão do meio para frente. Teoricamente três jogadores com características parecidas, principalmente, os dois primeiros. 

Mal começou o jogo e após lançamento de Zanocelo, Madson ajeitou com o peito e Baptistão girou para marcar um lindo gol. 

Porém, o alvinegro não administrou por muito tempo a superioridade e aos 11 minutos, após cruzamento da esquerda do ataque, Alesson empatou para o time do Cuiabá.

Daí por diante, o adversário santista voltou a jogar com as linhas baixas e o Peixe sem jogadores para driblar e quebrar a marcação, exceção a Lucas Pires, tinha dificuldades, entretanto, conseguiu ficar na frente novamente, após cobrança de falta de Lucas Pires, desvio de cabeça de Baptistão e gol de Marcos Leonardo. Com a vantagem parcial para os donos da casa, os times foram para o vestiário.

Na segunda etapa, o jogo ficou morno, com o Santos sem mais interesse na partida e o adversário sem muitas tentativas ofensivas.

Com o aproximar do último terço do segundo tempo, Pintado começou a lançar seu time para tentar o empate. Era tudo que Bustos desejava. As alterações nos dois times começaram a ser realizadas.

Aos 31 minutos, em seu primeiro toque na bola, Angulo amplia o marcador após receber a bola longa e aérea com desvio de Bauermann, depois de cobrança de escanteio.

Mal se refez do terceiro gol sofrido e o goleiro Walter ex-Coritnhians, que já havia sofrido cinco gols do Santos em uma mesma partida, em 2014, sofreu o quarto gol, numa cavadinha de Rwan Seco.

Como sempre afirmo há algum tempo, o futebol do Santos não é vistoso, mas o estilo de contra-ataque, reativo, adotado pelo técnico, torna a equipe competitiva. Que seja o suficiente para passar pelo Coxa, no meio de semana. O time de Bustos precisa de uma vitória simples para levar a decisão para os pênaltis, pois perdeu o jogo de ida. Para se classificar na Copa do Brasil diretamente precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. A necessidade e o fato do Coritiba não ter que sair para o jogo não colaboram. Mas o alvinegro tem surpreendido positivamente com os resultados. Que esta surpresa permaneça.

Baptistão foi o melhor em campo. Ele abriu o marcador e participou de outro gol.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 X 1 CUIABÁ

Vila Belmiro - Santos (SP)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

GOLS: Baptistão, aos 2'/1ºT (1-0), aos 2, Alesson, aos 11'/1ºT (1-1), Marcos Leonardo, aos 36'/1ºT (2-1), Angulo, aos 31'/2ºT (3-1) e Rwan Seco, aos 33'/2ºT (4-1)

SANTOS: João Paulo; Madson, Velázquez, Bauermann e Lucas Pires; Fernández, Zanocelo (Camacho) e Ricardo Goulart (Lucas Braga); Baptistão (Rwan Seco), Marcos Leonardo (Angulo) e Jhojan Julio (Sandry). Técnico: Fabián Bustos

CUIABÁ: Walter; Daniel Guedes, Marllon, Empereur e Uendel; Rivas (Marcão), Pepê e Valdívia (Rodriguinho); Everton (Felipe Marques), Alesson (Jonathan Cafu) e Elton (Jenílson). Técnico: Pintado


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo: Um dos melhores do país na atualidade. Não foi exigido. - 5,5

Madson: Belo passe de peito no primeiro gol. Sofreu no primeiro tempo, pois nem Baptistão e nem os volantes colabravam o camisa 13 que tinham três cuiabanos no seu setor. - 6,0

Velázquez: Ainda deixa a desejar no jogo aéreo. Não comprometeu. - 5,5

Bauermann: Um pouco melhor que seu companheiro de setor. No gol que o Santos sofreu, junto com Lucas Pires, não conseguiu interceptar. - 6,0

Lucas Pires: No gol sofrido pelo Santos chegou atrasado. Cobrou a falta que deu início ao segundo gol. Muito habilidoso. - 6,5

Fernández: Guerreiro na marcação. Um dos melhores da partida. - 7,0

Zanocelo: Bela inversão de jogo no primeiro gol. Depois foi discreto. - 6,0

(Camacho): Entrou bem, mas jogou pouco. - SEM NOTA

Ricardo Goulart: Não conseguiu encontrar um posicionamento no jogo. Bem substituído. - 4,5

(Lucas Braga): Participou pouco. - SEM NOTA

Baptistão: O melhor da partida. Belo gol, uma outra assistência e vai pra dentro, mesmo sem ser tão habilidoso. - 7,5

(Rwan Seco): Belo gol de cavadinha. - 6,5

Marcos Leonardo: Quando a bola chega em condições de finalizar é caixa. Finaliza bem. - 6,5

(Angulo): Primeiro toque na bola e deixou o seu gol. - 6,5

Jhojan Julio: Ainda não se encontrou. Errou passes. Antes de ser substituído conseguiu uma boa jogada e uma riubada de bola. - 4,0

(Sandry): Segundo bom jogo do volante. Rouba a bola no último gol. - 6,5

Técnico: Fabián Bustos: Não gostei da escalação com Goulart, Baptistão e Marcos Leonardo. Acertou em todas as substituições na segunda etapa. O time ainda sofre muito com cruzamentos feito pelo lado do campo e a defesa sem Maicon, ainda peca na bola aérea. Repito, o time não tem um futebol de encher os olhos, porém, competitivo. - 6,5


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by