FOTO CAPA

MAIS SORTE DO QUE JUÍZO

Publicado às 23:35 desta terça feira, 24 de maio de 2022

(*) Por Pedro La Rocca

Nesta terça-feira (24), o Santos recebeu a equipe do Banfield-ARG, na Vila Belmiro, pela 6ª e última rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. A partida terminou em 1x1, Marcos Leonardo marcou para o Peixe e Nicolás Domingo empatou para os argentinos.

Com o empate, o Santos está classificado para as oitavas de final da Sul-Americana. Mesmo empatado em pontos e saldo de gols com a Union La Calera-CHI (Venceu por 3x2 a Universidad Católica-ECU), o Peixe leva a melhor nos gols marcados.

Incrível como o Santos não se preocupa em propor jogo, até mesmo com a fraquíssima equipe do Banfield. A todo tempo marcou com linhas baixas e esperava conseguir um contra-ataque. Faltou repertório para a equipe treinada por Fabián Bustos.

No momento em que foi pressionar a saída de bola do adversário, conseguiu um pênalti, sofrido e cobrado no meio do gol por Marcos Leonardo. Um Santos intenso, consegue ter qualidade para defender e atacar, algo que não aconteceu durante 90% do tempo.

O lindo gol da equipe argentina, acontece após mais uma perda de bola do Santos, que permaneceu com as linhas muito perto uma da outra, deixando um convite para a felicidade do camisa 5, Nicolás Domingo.

Nessa partida, teoricamente tranquila, o Bustos arma o time totalmente ao contrário do que se espera do Santos Futebol Clube dentro da Vila mais famosa do mundo. Os argentinos passaram 34 minutos com 2 jogadores a menos, e mesmo assim o Peixe não conseguiu chegar a vitória.

Regulamento embaixo do braço, time sem intensidade, pouquíssima movimentação no ataque, muita afobação, principalmente ao final da partida. Essa foi a equipe do Santos contra o já eliminado Banfield.

A gota d'água foi a comissão pedindo aos jogadores que segurassem a bola, para esperar o fim da partida, mesmo empatando em casa, porque havia terminado o outro jogo do grupo e o Santos só seria eliminado em caso de derrota. Lamentável ver isso no time mais artilheiro e ousado da história.

Para os próximos jogos, não se espera menos do que um time mais intenso, ousado e mostrando que possui inúmeras maneiras de jogar, como tem que ser no Santos. 

No domingo (29), o Santos recebe o Palmeiras na Vila Belmiro às 16:00.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 1 BANFIELD

Competição: Copa Sul-Americana, 6ª rodada da fase de grupos

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Augusto Menendez (PER)

Cartões amarelos: Lucas Barbosa (SAN) e Dátolo e Tanco (BAN)

Cartões vermelhos: Dátolo e Tanco (BAN)

Gols: Marcos Leonardo, 36'/2ºT (1-0), Domingo, 46'/2ºT (1-1)

SANTOS: João Paulo, Madson (Lucas Barbosa), Velázquez, Eduardo Bauermann e Lucas Pires (Bruno Oliveira); Sandry (Gabriel Pirani), Zanocelo, Ricardo Goulart (Jhojan Julio) e Rwan Seco (Angulo); Lucas Braga e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos.

BANFIELD: Bologna; Coronel, Maciel, Tanco, Quinteros; Galoppo (Romero), Domingo, Dátolo; Cuadra (Cabrera), Cruz (Gizzi) e Urzi (Palacios). Técnico: Claudio Vivas.

Bustos não foi feliz na armação tática da equipe

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

João Paulo - Bem quando exigido, não teve culpa no gol - 6,5

Madson - Não ajudou, mas não comprometeu - 5,5

Velázquez - Seguro, porém ainda precisa melhorar o jogo com bola - 6,0

Bauermann - Boa partida defensiva do camisa 4, que mostra muita evolução no quesito - 6,5

Lucas Pires - Hoje mais discreto, porém demonstra evolução defensiva - 5,5

Sandry - Aos poucos vai melhorando a parte física, porque tecnicamente é um grande jogador, bela partida do Menino da Vila - 7,0

Zanocelo - Assim como o time no geral, precisa ser mais intenso, porém na fase ofensiva oferece muito ao coletivo - 6,0

Goulart - Tem se esforçado, mas ainda muito lento. Foi bem em algumas jogadas aéreas, mesmo que a finalização não tivesse sucesso - 6,0

Rwan Seco - Discreto, pouco apareceu na partida - 5,5

Lucas Braga - Melhor na lateral do que na ponta, onde rendeu muito pouco - 5

Marcos Leonardo - Apesar do gol, não fez uma grande partida, parece afetado fisicamente pela sequência de jogos - 6,5

Bruno Oliveira - Melhor substituição da partida, conseguiu uma bola no travessão. Merece mais chances - 6,5

Angulo - SEM NOTA

Lucas Barbosa - Ainda buscou algumas oportunidades, porém sem sucesso - 5,5

Pirani - SEM NOTA

Jhohan Julio - SEM NOTA

(*) Pedro La Rocca - Estudante de jornalismo e comentarista na Web Rádio Piabanha e Web Rádio Papo Aberto.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by