FOTO CAPA

EM BUSCA DA PRIMEIRA VITÓRIA FORA DE CASA

Publicado às 19h30 deste sábado, 17 de julho de 2021.

O Santos volta a campo neste domingo (18) pelo Campeonato Brasileiro. O alvinegro vai a Bragança Paulista e enfrenta o Red Bull Bragantino, às 20h30 em partida válida pela 12ª rodada no Estádio Nabi Abi Chedid. Jean Mota suspenso é desfalque certo. O Peixe tenta sua primeira vitória fora de casa na competição. 

Até o momento, o clube litorâneo jogou cinco partidas como visitantes e tem apenas um ponto. Foram derrotas para Bahia, Fluminense, América-MG e Palmeiras, além do empate diante do Grêmio

O técnico Fernando Diniz tem algumas opções para substituir Jean Mota que recebeu o terceiro amarelo no clássico do fim de semana passado. Sánchez é o favorito. O uruguaio tem melhorado a qualidade do setor toda vez que entra em campo, desde que retornou de lesão. Se começar o jogo, será a primeira partida como titular do jogador desde a lesão e operação para a reconstrução dos ligamentos de um dos joelhos em nove meses. 

A outra opção para a vaga de Jean Mota é Alison na cabeça da área com Camacho de segundo volante.

Nas demais posições, o comandante técnico deve manter a mesma formação que bateu o Independiente na última quinta-feira (15) pela Sul-Americana.

O provável Santos deve ir a campo no interior de São Paulo, na tentativa de quebrar a invencibilidade no Brasileirão deve ser de João Paulo, Pará, Luiz Felipe, Kaiky e Moraes (Felipe Jonatan); Camacho, Carlos Sánchez (Alison) e Pirani; Marinho, Marcos Guilherme e Kaio Jorge.

O alvinegro da Vila tem 15 pontos e ocupa a nona colocação na competição.

ACORDO

Conforme o CANAL OFICIAL DO ADEMIR QUINTINO no youtube vem divulgando desde a última segunda-feira (12), o Santos confirmou os valores que estamos propagando do acordo que firmou com a Doyen, empresa de fundo maltês, responsável pelo pagamento do atacante Leandro Damião no fim de 2013.

O Peixe deveria ter pagado a última parcela do acordo anterior no valor de 5 milhões de euros, em setembro de 2019, mas não o fez. No contrato existia uma cláusula se uma das parcelas não fosse paga voltaria para o montante principal, ou seja, aumentou para 15 milhões de euros. 

Temos informado no youtube há uma semana que o novo acordo giraria em torno de 8,3 milhões de euros e o alvinegro confirmou que o novo acordo prevê um pagamento de 55% do valor total (8,25 milhões de euros).

O acordo para o quitamento desta dívida vai até o fim desta gestão - dezembro de 2023. A negociação era necessária pois qualquer valor de receita extraordinária estava bloqueada em 100% desde o começo do ano, ou seja, o montante que os franceses do Olympique depositarão pela compra de Luan Peres, estariam todos para o fundo maltês. Com a propositura composta por ambas as partes, o Peixe deixa uma quantia de entrada a Doyen e libera o restante para o seu fluxo de caixa.

Na nota oficial emitida pelo clube, o valor da venda de Luan Peres não foi revelada, porém, a gestão garante que são maiores do que as da compra em definitiva do atleta em janeiro do corrente ano:

"... O Club Brugge abriu mão de uma porcentagem da venda e o empresário de Luan também não receberá o restante da comissão devida pela contratação do jogador ao Santos FC, em janeiro de 2021. Além disso, vale ressaltar que o valor da venda é superior ao realizado no início deste ano" afirma parte da nota publicada no site do clube.

O Peixe alongou e parcelou as dívidas que assombram as contas e sagram a saúde financeira da instituição. Agora, entra a parte mais difícil: Honrar os compromissos com um orçamento apertado para pagar tudo. Tarefa bem indigesta, entretanto mais que necessária! 


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by