FOTO CAPA

NO ALTO, ELE RESOLVE

Publicado às 18h50 deste domingo, 17 de janeiro de 2021.

O Santos voltou a oitava colocação do Brasileiro ao vencer o Botafogo-RJ por 2 a 1, na ensolarada tarde deste domingo (17), na Vila Belmiro em partida válida pela 30a. rodada da competição. Com o resultado, o alvinegro chegou aos 45 pontos.

Sem Jhon e Wagner Palha em final de quarentena imposta pelo covid-19; Luan Peres com entorse no tornozelo; João Paulo e Alison suspensos e Lucas Veríssimo com virose e um corte na cabeça sofrido no jogo diante do Boca Juniors, obrigaram o técnico Cuca a realizar diversas modificações no time.

Conforme o BLOG DO ADEMIR QUINTINO anunciou na tarde de sábado (16), o comandante técnico tinha apenas uma dúvida: Se Pituca jogava. E o camisa 21 foi a campo. As outras modificações foram as entradas de Laércio, Alex e Sandry entre os titulares. Todas confirmadas.

A tarefa parecia que ficaria mais fácil, quando Soteldo de voleio abriu o placar com três minutos de jogo. Na teoria, obrigaria o time carioca, lanterna da competição, a sair um pouco mais para o jogo e dar espaço. Mas isso, não aconteceu.

O alvinegro da Vila famosa, demonstrou dificuldade de furar o bloqueio defensivo do time da estrela solitária e no fim da primeira etapa, Laércio se posicionou mal, a bola chegou no atacante Babi e o camisa 6 santista cometeu a penalidade máxima. Pedro Raul bateu e igualou o marcador. O Peixe apesar de finalizar mais que o dobro do adversário foi para o intervalo com a igualdade no placar.

Cuca voltou com Jobson na vaga de Lucas Braga. Mas o jogo estava muito dentro da área adversária. Faltava alguém mais preciso no jogo aéreo. Cheguei a escrever que era jogo para Bruno Marques e alguns minutos depois, Cuca colocou o 'pirulitão' da Vila, em campo. Na primeira tentativa, o goleiro Diego Loureiro pegou, na segunda, o jovem de 21 anos não perdoou e colocou o Santos novamente na frente do placar. - 2 a 1. 

Podia ter sido mais tranquilo, mas valeu pela segunda vitória consecutiva no Brasileiro, a terceira em uma semana que colocou o Glorioso da Vila em mais uma decisão de Copa Libertadores da América, a quinta em sua história.

O Santos volta a campo na próxima quinta-feira (21), no Ceará, diante do Fortaleza, pela 31a. rodada do Campeonato. Será o antepenúltimo jogo do clube antes da final da Libertadores, dia 30.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 2x1 BOTAFOGO

Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Cartões amarelos: Laércio e Soteldo (SFC), Kevin (BOT)

GOLS: Soteldo, 3/1T (1-0), Pedro Raul, 46/1T (1-1) e Bruno Marques, 36/2 (2-1).

SANTOS: Vladimir, Pará, Laércio, Alex e Felipe Jonatan; Pituca, Sandry (Jean Mota, 26/2T) e Soteldo (Madson, 44/2T); Marinho (Arthur, 49/2T), Kaio Jorge (Bruno Marques, 26/2T) e Lucas Braga (Jobson, intervalo). Técnico: Cuca

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Kevin (Gustavo Cascardo, intervalo), Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Zé Welison (Cícero, 32/2T), Caio Alexandre e Bruno Nazário (Lecaros, 32/2T); Kelvin (Davi Araújo, 13/2T), Matheus Babi e Pedro Raul (Matheus Nascimento, 34/2T). Técnico: Eduardo Barroca.

Marinho colocou duas bolas na trave do adversário. Segue vice-artilheiro do BR.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vladimir: Uma boa defesa na segunda etapa. - 6,5

Pará: Bem na marcação, não avançou tanto como vinha fazendo. - 6,0

Laércio: Levou um cartão bobo e logo em seguida se posicionou mal e cometeu uma penalidade máxima. Se ficar mano a mano, não é defensor rápido. - 4,0

Alex: Parece ganhar confiança e tem crescido. - 6,5

Felipe Jonatan: Roubou todas as bolas possíveis e imagináveis. Antes da rodada era o terceiro maior roubador de bola do campeonato e o melhor do Santos nesse item. - 7,5

Pituca: Não reeditou a grande partida de quarta-feira. Melhorou na segunda etapa, quando jogou de primeiro volante. - 6,0

Sandry: Começou de primeiro volante. Não foi tão bem como de costume. Quando Cuca inverteu no segundo tempo, foi melhor. Deixou o campo substituído. - 5,5

Jean Mota: Depois de jogar de lateral, entrou na sua posição: a meia. Tentou chute de fora da área. - 6,0

Soteldo: O nome do jogo. Um lindo voleio no primeiro gol e a assistência para o gol de Bruno Marques. Voltou a jogar bem. - 8,0

(Madson): Jogou poucos minutos. - SEM NOTA

Marinho: Travou um duelo a parte com o goleiro botafoguense em bolas paradas. Participativo, buscou assistências, cavou faltas e chutou a meta adversária. - 7,0

(Arthur): Pegou uma vez na bola. - SEM NOTA

Kaio Jorge: Como o Botafogo não deu o contra-ataque participou pouco com jogadas ofensivas. Teve uma única chance de finalizar. Foi substituído. - 5,5

(Bruno Marques): Entrou para decidir a partida. Tem um senso de colocação na área de grande qualidade. Fora da área, não tem a mesma produtividade. No alto é quase imbatível. Na primeira, o goleiro pegou, na segunda, 'Deus perdoa, Bruno Marques, não' - 7,5

Lucas Braga: Dos últimos jogos, foi o que o atacante menos rendeu. Substituído no intervalo. - 5,5

(Jobson): Perdeu umas bolas bobas em jogadas individuais. Desconcentrado em alguns lances. - 5,5

Técnico: Cuca: Apesar da demora, acertou em colocar Bruno Marques que entrou para decidir a partida. - 7,0


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by