FOTO CAPA

PRÓXIMO DA CLASSIFICAÇÃO ANTECIPADA

Publicado às 02h15 desta sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
O Santos conseguiu um grande resultado fora de casa pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. Em partida realizada na cidade portuária de Manta, no Equador, o alvinegro venceu o Delfin, por 2 a 1, no fim da noite (começo de sexta-feira, aqui no Brasil) e deu um passe gigantesco para garantir classificação a próxima fase. Em quatro jogos, o Peixe tem 10 pontos com três vitórias e um empate até aqui.

Conforme o BLOG DO ADEMIR QUINTINO garantiu com EXCLUSIVIDADE se confirmou. Cuca promoveu Kaio Jorge como centroavante. Arthur Gomes seguiu como titular, porém no meio-campo, com Pituca na cabeça de área, na ausência de Alison.

O time santista novamente teve dificuldades nas construções de jogadas oriundas do meio-campo. A bola não chegava tanto nos extremos Marinho e Soteldo, porém, bastou chegar uma em condições que o venezuelano jogou na cabeça do artilheiro do time na temporada e o camisa 11 abriu o marcador aos 18 minutos de partida.

A situação ficou ainda melhor, quando o zagueiro do time da casa-Carlos Rodríguez deu duas entradas duras em Kaio Jorge e fui expulso aos 42 minutos da primeira etapa. O Santos foi para o intervalo com a vitória parcial e o adversário com um jogador a menos.

Veio a etapa complementar. Cuca resolveu colocar Raniel, mas na vaga de Arthur Gomes e Kaio Jorge foi recuado para o meio de campo. Apesar da superioridade numérica de jogadores (11x10) e a partida dominada, o rápido Rojas empatou a partida quando o cronômetro apontava 16 minutos para o fim da partida.

O técnico santista resolveu lançar Jean Mota e Lucas Lourenço e acabou recompensado. Raniel curtiu uma de ponta direita e cruzou para Jean Mota que tocou na bola pela primeira vez na partida colocando a mesma no fundo da rede e desempatando a partida. 

Depois do gol do meia-armador que veste a camisa 17 na Libertadores e a 41 no Brasileiro, foi só aguardar o apito final e comemorar a vitória.

A delegação santista tem previsão de chegada a Baixada na noite desta sexta-feira (25). O elenco treina apenas uma vez, no sábado (26) e no dia seguinte já volta a campo pelo Brasileirão, na Vila, diante do Fortaleza, às 20h30. 

Pela Libertadores da América, o alvinegro volta a campo na quinta-feira que vem (1), às 19h15, diante do Olímpia em Assunção. A exemplo do que aconteceu diante do Atlético Mineiro, pelo Brasileiro, Cuca não terá os dois zagueiros - Luan Peres e Veríssimo - suspensos com o terceiro amarelo.

FICHA TÉCNICA
DELFÍN (EQU) 1 X 2 SANTOS
Estádio: Jocay, Manta (EQU)
Árbitro: Kevin Ortega (PER)
Gols: 0-1 Marinho (17'/1T); 1-1 Rojas (29'/2T); 1-2 Jean Mota (36'/2ºT)
Cartões amarelos: Cangá, Nazareno e Valência (DEL); Lucas Veríssimo, Marinho, Luan Peres e Pará (SFC)
Cartão vermelho: Carlos Rodríguez (DEL)
DELFÍN (EQU): Dennis Corozo; Jonathan González (Cifuentes, 42'/2T), Carlos Rodríguez, Luis Cangá e Egoevanny Nazareno; Charles Vélez, João ortíz, Alejandro Villalva (Rojas, 25'/2T) e Janner Corozo; José Valencia (Oscar Benitez, 11'/2T) e Carlos Garcés. Técnico: Miguel Ángel Zahzú
SANTOS: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo (Alex Nascimento, 44'/1T), Luan Peres e Felipe Jonatan; Pituca, Sánchez (Lucas Lourenço, 36'/2T) e Arthur (Raniel, 21'/2T); Marinho, Kaio Jorge (Jean Mota, 35'/2T) e Soteldo. Técnico; Cuca. 

Marinho foi eleito pela Conmebol, o melhor da partida e levou o troféu para casa.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
João Paulo: Importante defesa no começo do jogo. Depois virou um mero expectador. Sem culpa no gol sofrido. - 6,0
Pará: Não apoiou, mas defendeu bem, como de costume. - 6,0
Lucas Veríssimo: Deixou o campo lesionado. Comandava as ações defensivas. Desfalca o alvinegro na próxima rodada da competição continental. - 6,0
(Alex Nascimento): Entrou no fim da primeira etapa. Parecia um pouco nervoso. Não conseguiu evitar o drible do equatoriano no gol do empate dos donos da casa. Tendência de crescer com ritmo de jogo. Fez sua estréia na Libertadores. - 5,5
Luan Peres: Faltou sorte para tirar a bola no gol que o Santos sofreu. Ela bateu no beque canhoto e foi para o meio da área. Levou um cartão desnecessário em zona morta do campo e a exemplo de seu companheiro Veríssimo, também se ausentará na próxima rodada, pois está suspenso. - 5,5
Felipe Jonatan: Bem na marcação do rápido atacante de extrema equatoriana e tentou algumas ações ofensivas em tabelas com Soteldo. Na segunda etapa, protegeu mais o setor do que avançou. - 6,5
Pituca: Bem na proteção dos alas e boa saída de bola da primeira para a segunda linha. Aos poucos recupera o ritmo do bom ano que viveu em 2019. - 6,0
Sánchez: Proporcionou alguns contra-ataques com passes errados. Vinha se recuperando, mas nesta partida foi abaixo das últimas. - 5,0
(Lucas Lourenço): Entrou e segurou a bola no setor mais importante do campo, assim que o Santos voltou a ficar na frente do marcador. - 6,0
Arthur: Não reeditou o bom futebol do fim de semana, entretanto, jogou em função diferente. Desta vez, improvisado no meio de campo. Colaborou na recomposição. - 5,5
(Raniel): Curtiu uma de ponta e deu bela assistência para o gol de Jean Mota. Precisa desencantar. - 6,5
Marinho: Não fez uma apresentação de encher os olhos. Ainda assim foi o atacante mais perigoso do time. Raçudo, apanhou bastante, fez gol e levou muito perigo a meta equatoriana. - 7,5
Kaio Jorge: Extremamente voluntarioso. Roubou bolas, proporcionou a expulsão de um zagueiro dos donos da casa. Falta guardar o seu gol para se consolidar. - 6,5
(Jean Mota): Em seu primeiro toque na bola estava bem colocado e marcou o gol da vitória. - 7,0
Soteldo: Maravilhosa assistência para o gol de Marinho. No segundo tempo, apenas discreto. - 7,0
Técnico: Cuca: Acertou ao começar com Kaio Jorge de titular. Demorou para mexer e quando ficou com dois centroavantes (um improvisado no meio-campo), viu os equatorianos empatarem a partida mesmo com um homem a menos em campo. Foi iluminado, porque dois dos três jogadores que entraram na segunda etapa, participaram do segundo gol - Raniel e Jean Mota. - 6,5
strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by