FOTO CAPA

DIRIGENTES SE REUNIRÃO PARA DECIDIR SE JESUALDO FICA OU SAI

Publicado às 09h50 deste sábado, 1 de agosto de 2020.
A eliminação precoce e a péssima campanha realizada pelo Santos no Campeonato Paulista, competição em que o time teve mais derrotas (5) do que vitórias (4), pode ser determinante para a continuidade de Jesualdo Ferreira e seus 'patrícios. 

Grande parte do Comitê de Gestão santista questiona o trabalho do treinador português e entende o seu desligamento como melhor opção. 


O Blog também apurou que alguns gestores, juntos com o presidente José Carlos Peres, avaliaram negativamente o desempenho do técnico até aqui. Até o momento, são 15 jogos, seis vitórias (incluindo as duas na Libertadores), quatro empates e cinco derrotas.



A estratégia santista, se após a reunião os dirigentes decidirem demitir o técnico é convencer Jesualdo, a abrir mão dos vencimentos que tem a receber até o fim do ano, assim como dos seus auxiliares. O executivo de futebol William Thomaz será o encarregado da tarefa, caso o CG decida pela saída do 'mister'.

O Comitê de Gestão do Santos é composto atualmente por nove integrantes, incluindo o presidente – Porém, o vice Orlando Rollo, não tem feito parte do grupo. Qualquer decisão relacionada ao clube só deve ser tomada com a aprovação da maioria simples dos participantes.


SASHA CONSEGUE LIMINAR NA JUSITÇA DO TRABALHO

O atacante Eduardo Sasha conseguiu nesta sexta-feira (31) a tutela de urgência para rescisão indireta do contrato de trabalho com o Santos. 

Sendo assim, Sasha está livre no mercado, porém,  o departamento jurídico santista garante que vai recorrer da decisão para manter o vínculo do atleta, que tinha contrato até 31 de dezembro de 2022. Metade dos direitos econômicos do jogador foram em troca de Zeca, lateral, hoje no Bahia. Os 50% restantes o Peixe vinha pagando o Internacional. O investimento no ex-camisa 27 foram de R$ 12 milhões. 

A decisão foi assinado por Carlos Ney Pereira Gurgel, juiz da 6ª Vara do Trabalho da cidade de Santos. O atacante alegou atrasos salariais e redução sem acordo durante a quarentena proporcionado pelo novo coronavírus. O valor total da causa trabalhista é de R$ 15.532.467,50.
"Logo, diante de todos os fatos analisados, concedo a tutela de urgência ao autor para declarar a rescisão indireta de seu contrato de trabalho com o Santos Futebol Clube, ficando autorizada a sua transferência “para outra entidade de prática desportiva, inclusive da mesma divisão, independentemente do número de partidas das quais tenha participado na competição, bem como a disputar a competição que estiver em andamento”, na forma do art. 31 da Lei 9.615/1998", diz o despacho.
A decisão do juíz prova a informação obtida com exclusividade pelo Blog do ADEMIR QUINTINO que afirmou no dia 27, que o Santos depositou dois direitos de imagem ao jogador. No despacho, a autoridade jurídica afirma que os comprovantes demonstram pagamentos, posteriores a entrada do processo pelo escritório contratado pelo atleta.
"O reclamado, por sua vez, trouxe aos autos comprovante de depósito judicial no valor de R$ 377.624,52; comprovante depósito, na conta vincula do autor, de parcelas do FGTS num total de R$ 110.750,48 e comprovante de depósito do FGTS dos demais empregados do Clube, dentre outros documentos sem importância para este momento processual." 
O Atlético Mineiro pode ser o novo destino do atleta. O técnico Jorge Sampaoli que chegou a afastar Sasha no Santos, no começo do ano passado, pediu aos dirigentes do Galo, a sua contratação.

Sasha foi o artilheiro do Santos no último Campeonato Brasileiro. Ele atuou em 37 das 38 partidas do Santos na competição e marcou 14 gols com outras três assistências. 

Em 2020, com o português Jesualdo Ferreira à frente da equipe, o centroavante fez apenas dois gols em oito jogos pelo Campeonato Paulista, além de passar em branco nas duas apresentações pela Copa Libertadores.



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by