FOTO CAPA

O NOVO DONO DA CAMISA 3

Publicado às 10h50 desta sexta-feira, 29 de maio de 2020.
Desde que o lateral campeão Léo se aposentou em 2014, a lateral-esquerda não tem um 'dono da posição'. Zeca foi quem esteve mais próximo de herdar o posto nas campanhas vitoriosas do bi-paulista 2015/16 e vice-campeonato da Copa do Brasil/15 e vice-brasileiro de 16, mas em 2017 deixou o clube. Em 2018, foi a vez de Dodô tentar se fixar. Em 2019, Jorge e Felipe Jonatan alternaram na titularidade e esse ano com o fim do empréstimo de Jorge, Felipe reina sozinho, sem sombras, e soberano no posto.

Felipe Jonatan tem  dois gols e três assistências 
Antes mesmo de Léo se aposentar, o maior campeão com a camisa do Santos pós era Pelé, não atuava mais pela ala. Ele tinha migrado para o meio-campo em 2012. O lateral Mena, contratado junto ao futebol chileno também chegou a ser titular antes de entrar na justica contra o clube e deixar a Vila, em 2014.

Outro que também começava a dar seus primeiros passos por ali era Emerson Palmieri. Promovido ao time principal em 2011, fazendo a sua estreia no dia 17 de abril de 2011, contra o Paulista de Jundiaí, pelo Paulistão. Porém, ainda continuou atuando pelo time Sub-20. Em 2013, foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, e posteriormente, ganhou espaço na equipe principal, comandada por Muricy Ramalho.

Emerson Palmieri revelado na Vila está no Chelsea
Com a mudança de posição de Léo para o meio-campo e com as frequentes convocações do chileno Mena, dono da camisa 3 santista, Emerson virou opção para a lateral-esquerda. Porém, faltou paciência a direção que o emprestou ao Palermo da Itália e em seguida a Roma que adquiriu o jogador em definitivo. Em 2018, os italianos o venderam para o Chelsea-ING. Palmieri foi titular na conquista dos ingleses da Liga Europa em 2019. Além disso,  sempre é convocado para a Seleção da Itália. O jogador tem dupla cidadania.

Felipe Jonatan demontra amadurer a cada dia mais e com a 'benção de Léo' que aposta no jovem que veio do Ceará no começo do ano passado, tem tudo para fazer história como dono da posição por bastante tempo, se não for negociado para o futebol do exterior. 

Após ter sido convocado para a Seleção Olímpica, o jogador é constantemente monitorado por scouts e clube do futebol Europeu.
Assim como você, não entendo algumas críticas ao Felipe (Jonatan). Eu sempre confiei e acreditei no potencial do menino. É um jogador de muita força e também tem tecnica, além de ser taticamente muito inteligente. Assumiu de vez a posição e ganhou confiança. Ele não enfeita, se doa ao máximo. Está em visível fase de crescimento”, disse Léo em contato feito pelo Blog do ADEMIR QUINTINO.
Só em uma comparação com Dodô, lateral que chegou a Vila emprestado pelo Sampdória-ITA e na última temporada atuou pelo Cruzeiro, os números do novo camisa 3 são bem melhores, mesmo com apenas 22 anos e somente sua terceira temporada como jogador profissional. Felipe tem 45 jogos, dois gols e três assistências com a camisa alvinegra. 

Já Dodô, adorado por muitos santistas principalmente pela boa comunicação através de redes sociais acumulou 50 jogos no Peixe com apenas um gol e três assistências.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by