FOTO CAPA

LÉO TAMBÉM É ELEITO O MELHOR LATERAL-ESQUERDO DO SÉCULO EM PORTUGAL

Publicado às 13h desta quarta-feira, 29 de abril de 2020.
Quem não tem passado, não tem história, já dizia o poeta. E tem um ídolo do Santos que pode se dar ao luxo de ter construído um nome em duas equipes gigantes, uma em cada continente. Trata-se o lateral-esquerdo Léo, jogador com o maior número de títulos da história do Peixe, após a Era Pelé, incluindo dois Brasileiros (2002 e 2004) e uma Libertadores da América (2011). Em enquete realizado pelo principal jornal esportivo de Lisboa, 'A Bola', o ala foi eleito o melhor lateral canhoto do século, em Portugal.

O jogador que despontou no alvinegro recebeu 21,3% dos votos e ficou a frente de Fábio Coentrão, que atuou no próprio Benfica e até no Real Madrid, além de defender por muitos anos a seleção portuguesa. O jogador recebeu 18,1% da preferência do público, seguido de Grimaldo (Benfica), o ex-santista Alex Sandro (Porto) e Alex Telles (Porto).

O Blog do ADEMIR QUINTINO manteve contato com o ídolo Léo no fim da manhã desta quarta-feira (29) e o jogador falou sobre o assunto:
"Cara, no Benfica eu até imaginava que pudesse ser escolhido, agora no futebol português, disputando com tanto jogador de qualidade em todos os grandes é uma sensação inacreditável." afirmou
Léo também marcou história no Benfica.
O ala esquerda Léo atuou quase quatro anos pelo time de Lisboa. Ele desembarcou na capital portuguesa em 2005 e saiu do clube de volta para o Santos em 2009. Foram 127 apresentações, com dois gols marcados. Foi eleito o melhor lateral-esquerdo da Liga Portuguesa nas temporadas de 2005/06, 2006/07 e 2007/08.
"Eu já estava muito feliz, só em ter sido lembrado par concorrer. Meu carinho e meu respeito a todos os adeptos portugueses pelo respeito ao meu trabalho." finalizou o também ídolo dos  'Águias'.
Recentemente Léo também venceu a enquete promovida pelo Diário do Peixe como melhor lateral-esquerdo do Santos no Século XXI. O jogador recebeu 92,1% dos quase 2 mil votos na enquete. Pelo alvinegro, o eterno camisa 3 jogou 455 vezes e marcou 24 gols, incluindo o do título brasileiro em 2002.

E pensar que o Léo pensou em largar o futebol, após uma passagem rápida pelo Palmeiras, no século passado.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by