FOTO CAPA

NECESSIDADE DE VOLTAR A VENCER

Publicado às 18h25 desta sexta-feira, 30 de agosto de 2019.
Sem vencer há três jogos e sem a posse da liderança que neste momento, pertence ao Flamengo, o Santos embarcou e já chegou em Chapecó, no fim da tarde desta sexta-feira (30), onde inicia o regime de concentração, já que neste sábado (31), enfrenta a Chapecoense, na Arena Conda, às 19h, em partida válida pela antepenúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Reabilitação é a palavra de ordem no alvinegro praiano.

Como levou oito gols nos últimos três jogos, Sampaoli opta por iniciar o duelo com três zagueiros. Gustavo Henrique que retorna a equipe após cumprir suspensão automática, se junta a Aguilar, que vem falhando bastante nos últimos jogos e Lucas Veríssimo. Sem Jorge e Marinho suspensos, Sampaoli deve utilizar Dérlis de ala pela direita e Pituca do outro lado, o canhoto. O time deve ir num 3-5-2 com apenas dois atacantes - o quebrador de linhas Soteldo e a referência de área - Sasha.

O jovem Felipe Jonatan, então favorito a herdar a vaga de Jorge, deve ficar como opção entre os suplentes, assim como o capitão Victor Ferraz. 

Se tudo isso se confirmar, a equipe deve começar o jogo no sul do país com Éverson; Aguilar, Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo; Dérlis, Alison, Evandro, Sánchez e Pituca; Sasha e Soteldo.

O alvinegro da Vila tem os mesmos 33 pontos do Flamengo, entretanto, perde no saldo de gols para o rubro-negro carioca. O Palmeiras, terceiro lugar, tem 30, porém como uma partida a menos que os concorrentes e pode chegar aos mesmos pontos que o Glorioso da Vila e o time da Gávea e possuiu a mesma quantidade de pontos perdidos que os líderes - 15.

Uma vitória em diante dos donos da casa em Chapecó, dá a liderança ao menos provisória ao Peixe e para ele terminar a rodada desta forma, necessita que o Flamengo, não vença o Palmeiras, no dia seguinte, no Maracanã. 

Além da Chapecoense, o Peixe finaliza a participação no primeiro turno diante do Athlético Paranaense, na Vila no fim de semana seguinte e contra o Flamengo, dia 14 de setembro, às 11h, no Maracanã. 

A delegação em Chapecó está sob a responsabilidade de Anilton Perão, um dos nove membros do Comitê de Gestão que administra o clube.

GRATIDÃO

Venho através deste post agradecer as milhares de mensagens que recebi durante os dias de ontem e hoje, pela a assinatura do primeiro contrato profissional do meu filho Andrey, que defende o sub-17 do Santos e está no clube há três temporadas, depois de defender a Ponte Preta, por outras três.

Grato pelas energias positivas e o carinho com o meu guri. É só primeiro passo para se tornar um jogador de verdade. O menino assina com o clube de coração dele e do pai. 

O contrato tem duração de três anos e a multa para o exterior é de 100 milhões de euros.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by