FOTO CAPA

RETORNO A VILA COM CLASSIFICAÇÃO, ARTILHARIA E BOA APRESENTAÇÃO

Publicado às 07h05 desta sexta-feira, 12 de abril de 2019.
O Santos está classificado para a quarta fase da Copa do Brasil. Na reabertura da Vila Belmiro, após três meses fechada para realizar obras pontuais, o Peixe bateu o Atlético-GO por 3 a 0, com dois gols de Sánchez, novo artilheiro da Copa do Brasil com 4 e um golaço de Rodrygo. Com o resultado, o clube avança na competição nacional. Nesta sexta-feira (12), acontece o sorteio das chaves para a próxima fase.

O técnico Sampoli fez mudanças na escalação. Manteve Pituca de ala esquerda, Jean Mota mesmo com uma leve lesão foi para o 'sacrifício' e Rodrygo aberto pela direita na vaga do meio-atacante Cueva. Felipe Jonatan que não pode atuar neste competição pelo alvinegro por ter atuado pelo Ceará e Gustavo Henrique que cumpria suspensão automática foram os desfalques.

Desde o primeiro minuto de jogo, o volume do Santos sobre o adversário foi 'assustador'. A equipe do planalto central fez duas linhas de quatro, semelhante a utilizado por Carille, técnico corintiano, na última segunda-feira (8). O Peixe abusou de perder gols. A falta do 9 'cascudo' fica evidenciada a cada dia.

Quando o árbitro estava próximo de encerrar a primeira etapa, Sánchez, após receber lançamento de Jean Mota, abriu o placar e o os clubes foram para o vestiário com a vitória parcial dos 'donos da casa'.

Mal retornaram para a segunda etapa e Jean Mota deu nova assistência, dessa vez para Rodrygo que bateu de primeira para fazer um golaço. 

Antes do apito final, mais um gol de Sánchez com assistência de Soteldo.

Resultado e principalmente desempenho satisfatórios a duas semanas da estréia do Campeonato Brasileiro. O futebol que o Santos apresenta é um colírio para quem aprecia a modalidade bem jogada. 

Para não dizer que não falei das flores, o clube ainda carece de um finalizador mais experiente e uma melhor consistência defensiva, já que ficou exposto em alguns momentos do jogo. Só a repetição dessa proposta de jogo vai fazer com que isso, amadureça e esse encaixe e proposta sejam mais eficazes.

Rodrygo marcou o segundo gol da partida, um golaço conversando com seu pai, o ex-lateral Eric.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 ATLÉTICO-GO
Estádio da Vila Belmiro - Santos - SP
Público e Renda: 11.623/ R$ 314.220,00
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Nicolas, Gilvan, Jonathan, Washington, Jorginho, Reginaldo (ATL)
Cartão vermelho: Cueva, 48’/2ºT (SFC)
Gols: Sánchez (44’/1ºT, 1-0 e 39’/2ºT, 3-0) e Rodrygo (02’/2ºT, 2-0), 
SANTOS: Éverson; Victor Ferraz,Veríssimo, Aguilar e Pituca; Alison (Cueva, 34’/2ºT), Sánchez, Mota e Soteldo; Derlis González (Jorge, 31’/2ºT) e Rodrygo (Sasha, 37’/2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli
ATLÉTICO-GO: Mauricio Kozlinski; Jonathan, Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas (Reginaldo, 24’/2ºT); Pedro Bambu, Washington (André Luis, 30’/2ºT), Matheuzinho (Gilsinho, 11’/2ºT), Jorginho e Mike; Pedro Raul. Técnico: Wagner Lopes.

Aguilar, vive um grande momento. É um dos melhores atuando no país. 

NOTAS DOS JOGADORES DO
SANTOS

Éverson: Fez pelo menos duas defesas importantíssimas uma em cada tempo. Seguro. - 6,5
Victor Ferraz: Quando o Santos tem a bola ele apoia por dentro e fica uma linha de três na defesa com Alison recuando. O camisa 4 apoiou bastante e foi participativo. - 6,0
Lucas Veríssimo: Aos poucos recupera seu ritmo de jogo. Ficou quase cinco meses sem jogar. - 6,0
Aguilar: Está se tornando um dos se não o melhor defensor do país. Bem na recuperação, na bola alta e até no passe. Deve disputar a Copa América pela Colômbia. - 6,5
Pituca: Completamente adaptado a função de ser ala sem a bola e meio-campista com a bola. - 6,5
Alison: Muito bem na marcação e na primeira linha de três da defesa quando o Peixe tinha a bola. - 6,5
(Cueva): Entrou no segundo tempo e foi expulso. Segue sem marcar um gol ou dar uma assistência em 10 jogos. Está devendo e muito. O lance que o tirou de jogo ontem, não era para cartão vermelho. -  5,0
Sánchez: Participativo. Marcou dois gols. Neste jogo foi um dos melhores da equipe. - 7,5
Jean Mota: Parou de fazer gols, mas deu duas assistências. Armou bem o time. - 7,0
Soteldo: Finalmente uma apresentação satisfatória. Participativo na primeira etapa e uma bela assistência na segunda. - 6,5
Derlis González: Tem ido para o sacrífico por atuar espetado entre os dois defensores adversários. - 6,0
(Jorge): Tem muito recurso. Tem tudo para ser um armador devido ao carinho que trata a bola. - 6,5
Rodrygo: Incisivo e foi pra cima pela direita. Teve por alguns minutos na esquerda e fez boas jogadas. Belo gol pegando de primeira na entrada da área. - 7,5
(Sasha): Entrou quase no fim. - SEM NOTA
Técnico: Jorge Sampaoli: Escalou novamente Pituca como ala, porém, quando o Santos tem a bola, os dois laterais do Santos vão para o meio e Alison recua pra ser um dos membros da linha de três. Com isso, numericamente tem cinco no meio-campo e acaba ganhando o setor. A defesa ainda fica um pouco exposta, entretanto, é um colírio para os olhos ver o Santos atuar em futebol brasileiro que só privilegia a bola longa e o contra-ataque. - 7,0 

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by