FOTO CAPA

O MEIA QUE 'JOGA DE TERNO' SE DESPEDE COMO JOGADOR DA VILA BELMIRO

Publicado às 07h25 desta sexta-feira, 23 de novembro de 2018.
Neste sábado (24), diante do Atlético Mineiro, às 20h, na Vila Belmiro, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o Peixe faz sua última partida como mandante em 2018. Sem chances de lutar por uma vaga para a Libertadores da América do ano que vem e sem vencer há cinco jogos, o grande atrativo da noite será a última oportunidade que o torcedor santista terá de ver Renato com a camisa 8 do clube. 

O meio-campista de carreira vitoriosa e que 'joga de terno', se despede dos gramados, no final de semana seguinte, em Recife, diante do Sport, pela última rodada da competição. Ele se aposenta dos gramados, mas permanecerá no Santos, porém, em nova função. Ele é o novo Executivo de Futebol profissional do clube.
"Sábado, será um dia especial para mim. Meu último jogo em casa com a camisa do clube que eu amo e sempre sonhei jogar. Minha gratidão eterna ao Santos." disse o jogador de 39 anos através de uma rede social. 
Pelo alvinegro mais famoso do mundo, Renato conquistou o Brasileiro de 2002, participou das primeiras rodadas do Brasileiro de 2004 e foi bi-paulista em 2015 e 2016. Amanhã deve realizar a sua partida número 424 com o manto santista somando suas duas passagens pelo clube (2000 à 2004 e 2014 à 2018) e nesse período marcou 33 gols. 

Em 2018, Renato participou de 32 jogos e marcou 2 gols. Neste Campeonato Brasileiro, esteve em campo até o momento, 16 partidas e anotou um gol.

Aos 39 anos de idade, Renato Dirnei Florêncio nasceu em Santa Mercedes, cidade do interior de São Paulo, em 15 de maio de 1979. Revelado pelo Guarani, ganhou projeção mundial jogando pelo Peixe, clube que o levou a Seleção Brasileira. 

Renato em 2002, campeão brasileiro sem levar nenhum cartão.
Segundo volante de extrema classe, foi um dos destaques da equipe comandada por Emerson Leão que bateu Campeão Brasileiro, em 2002, terminando o campeonato sem ser punido com nenhum cartão amarelo. Foi o único jogador santista que jogou todas as 31 partidas do sétimo titulo nacional do alvinegro da Vila. 

Renato deixou o time da Baixada pela porta da frente, em 2004, ao devolver ao clube o valor de R$ 1 milhão de reais do que tinha direito, na negociação com o Sevilha da Espanha, ao final do contrato com o Peixe.

Suas boas atuações conquistaram a Europa e no Sevilha marcou época, conquistou títulos importantes e se tornou mais um ídolo da torcida. 

O meia Renato é o estrangeiro com mais partidas com a camisa do Sevilla com 286 jogos e após oito anos e os títulos da Copa da UEFA: 2005/06, 2006/07. Copa do Rei: 2006/07, 2009/2010, Supercopa Europeia: 2006 e Supercopa da Espanha: 2007 voltou ao Brasil e foi defender o Botafogo. 

Renato beija o distintivo do Santos no uniforme. O jogador é torcedor do Peixe desde criança.
No Rio de Janeiro sagrou-se campeão da Taça Rio em 2012 e 2013, Taça Guanabara 2013 e o Carioca do mesmo ano. Mas Renato, não estava completamente feliz. Santista declarado ele queria voltar ao time da Vila e isso aconteceu em maio de 2014 e em seu retorno, faturou o bi-campeonato paulista de 2015 e 2016. 

Na Seleção Brasileira sagrou-se vencedor da Copa América: 2004 e Copa das Confederações: 2005.

No início de novembro, Renato foi homenageado pela Câmara de Cubatão por tudo que conquistou ao longo da carreira.
No fim do mês passado, o jogador foi homenageado pela Câmara de Cubatão, cidade do litoral paulista com uma medalha legislativa do Mérito desportivo. Uma semana depois que o jogador encerrar sua carreira como atleta, Renato vai receber uma homenagem da torcida. A Embaixada do Santos, em São Paulo, prepara um evento no Quintal do Espeto, na Vila Madalena, no dia 8 de dezembro. O jogador já confirmou presença e o torcedor santista vai poder abraçar um dos seus ídolos e reverenciar o jogador que sempre honrou o manto alvinegro.

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by