FOTO CAPA

VEXAME E MAIS RECORDES NEGATIVOS

Publicado às 23h00 deste domingo, 29 de julho de 2018.
O Santos vai colecionando recordes negativos na temporada. Na noite deste domingo (29), perdeu pela primeira vez na história, dentro de casa para o América-MG por 1 a 0. Com a derrota e se o Bahia apenas empatar diante do Atlético-MG, nesta segunda-feira (30), o clube termina a rodada na zona de rebaixamento.  São seis jogos sem vencer (dois em amistosos no México). O último triunfo foi diante do Fluminense, antes da Copa do Mundo, no Maracanã.

Outro recorde que o clube conquistou foi o número de cruzamentos utilizado numa partida deste Campeonato Brasileiro. Foram 69, mais de um a cada minuto e meio de jogo. Errou 56. Apenas 20% atingiram o gol do Coelho mineiro. 

O alvinegro da Vila também é o pior mandante da série A com apenas com oito vitórias, seis empates e cinco derrotas em 2018. Tem números piores que o lanterna Ceará. 

Não tenho muito o que escrever sobre o jogo. Um show de horrores. Um Santos sem criatividade, finalizou a esmo, sem oferecer grandes riscos a meta do goleiro adversário. O time de Belo Horizonte veio pra empatar e conseguiu um gol através de uma penalidade máxima (bem duvidosa, por sinal).

Na segunda etapa, sem organização alguma, o Peixe colocou duas bolas na trave - uma com Rodrygo que saiu com lesão no tornozelo e outra com Gustavo Henrique. o atacante Yuri Alberto que entrou na vaga de Sasha, no intervalo, perdeu um gol incrível. Podia jogar até amanhã, que o gol santista não sairia.

Quando falo há meses que a situação é preocupante, muita gente me chama de pessimista, inclusive um funcionário do clube que recentemente deixou comentários na fanpage do Blog, dizendo que quem fala isso não é santista. Mas os números estão aí e só não enxerga, quem não quer ver. Se eu estava preocupado, agora eu já tenho medo.

Na quarta-feira (1), novamente na Vila, o Peixe encara o Cruzeiro, pelas quartas de finais da Copa do Brasil, às 19h30. Pelo Brasileirão, os dois próximos jogos são fora de casa diante de Botafogo-RJ e Atlético Mineiro.

Nesta segunda-feira (30), a torcida aguarda o anúncio do nome do novo técnico. Não dá para esperar mais. Esperou-se para mandar Jair Ventura embora e agora demoram para anunciar o sucessor.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 AMÉRICA-MG
Estádio da Vila Belmiro
Árbitro: Rafael Traci (PR).
Público e renda 8.691 pagantes/ R$ 155.868,00
Cartões amarelos: Alison e Gustavo Henrique (SFC); Carlinhos e Juninho (AME).
GOL: Ruy (pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo.
SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Pituca (Jean Mota); Sasha (Yuri Alberto), Rodrygo, Gabriel (Arthur) e Bruno Henrique. Técnico: Serginho Chulapa.
AMÉRICA-MG - João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Juninho, David, Gerson Magrão (Zé Ricardo), Ruy (Judivan) e Giovanni; Marquinhos (Ademir). 

Rodrygo deixou o gramado com um trauma no tornozelo. Peixe vive de sua individualidade.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Expectador de luxo. Quase defendeu o pênalti. Chegou na bola mas a cobrança foi bem efetuada e não pode defendê-la. - 6,0
Victor Ferraz: A única jogada eficiente do Santos eram as suas tabelas com Rodrygo. - 6,0 
David Braz: No segundo tempo se mandou para a frente. Como tem certa habilidade para um defensor, deu alguns passes laterais. - 5,0
Gustavo Henrique: Na defesa, não teve trabalho já que o América-MG abdicou do ataque. Colocou uma bola na trave de cabeça após cobrança de falta. - 5,5
Dodô: Com a bola nos pés, tem muita qualidade. Boa opção no primeiro tempo. Sumiu na segunda etapa. - 6,0
Alison: Fazia boa partida, mas cometeu um pênalti duvidoso no final da primeira etapa. - 5,0
Pituca: O melhor do meio campo. Bem na distribuição de jogadas. Mal substituído. - 6,0
(Jean Mota): Entrou para construção de jogadas. Pouco conseguiu. - 4,5
Sasha: Ele e Gabriel Barbosa se atrapalharam e ocuparam o mesmo espaço. Lutou. Foi substituído no intervalo. - 4,5
(Yuri Alberto): É um menino e temos de ter cuidado na hora da cobrança. Perdeu uma incrível chance. - 4,0
Rodrygo: Mesmo fora de posição tem sido o melhor do time. Não é de hoje que o alvinegro vive de sua individualidade. Só tem tido o rayo no time santista, ultimamente. - 6,5
Gabriel Barbosa: Mal posicionado, não finalizou bem, prendeu demais a bola e poderia ter tabelado em algumas tomadas de decisão erradas durante o jogo. - 4,0
(Arthur): Entrou aos 26 minutos do segundo tempo para dar mais velocidade ao ataque. Até alçou bolas na área, mas não foram com objetividade. - 5,0
Bruno Henrique: Longe do jogador referência do ataque santista em 2017. Um ano difícil para o jogador que teve problemas na vista no começo da temporada e busca se firmar. Errou novamente em algumas tomadas de decisão. Perdeu uma boa chance também. - 4,5
Técnico: Serginho Chulapa: Insistiu com quatro atacantes. Substituiu mal. Time desorganizado, fruto da era Ventura. - 4,0

strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by