FOTO CAPA

POR ENQUANTO, LEVIR FICA

Publicado às 22h51 desta sexta-feira, 20 de outubro de 2017.
O técnico Levir Culpi permanece no comando do Santos. Pelo menos, por enquanto. Após uma reunião entre o presidente Modesto Roma e o comitê de gestão na tarde desta sexta-feira (20) e depois entre o mandatário alvinegro e os jogadores ficou acertado que o técnico permanecerá, pelo menos até a próxima rodada, diante do Atlético-GO, domingo (22), na Vila Belmiro, permanece no comando técnico.

Pela manhã, em entrevista coletiva, o presidente santista afirmou que o trabalho do treinador alvinegro estava sendo avaliado e que a possibilidade de saída do sucessor de Dorival Junior, existia, mas ainda não estava decidida.  

Entretanto, enquanto Levir Culpi preparava-se para se despedir dos atletas, após o desembarque da delegação no CT Rei Pelé e a informação de que ele não fazia mais parte dos planos para continuar no cargo ter ganho força, através de diversos veículos de comunicação que garantiam que a decisão da direção santista estava tomada, Modesto foi conversar com os atletas e após ouvi-los, comunicou a decisão da permanência.


David Braz foi o porta-voz do elenco.
O zagueiro David Braz foi o porta-voz do grupo (o capitão Ricardo Oliveira ficou na capital, onde reside, após o desembarque do grupo vindo de Recife e os jogadores ganharem folga até o sábado) disse que o elenco estava "fechado" com Levir e que os demais gostariam que ele permanecesse. Dito isso, o presidente cobrou empenho do plantel e o técnico continua "prestigiado".

Segundo Modesto Roma, durante a reunião com o elenco, ele e  o comitê de gestão já haviam decidido pela permanência da comissão técnica. 

Logo após a confirmação da continuidade de Levir, o presidente deu entrevista ao programa Mais 90 do Esporte Interativo:
"A gente analisa todos os detalhes. Nós fazemos gestão na razão e não na emoção. Fazemos gestões responsáveis. Se você me perguntar , se ele pode cair amanhã ou segunda? Pode cair a qualquer momento, como também pode ficar pela eternidade".
Traduzindo, se os resultados e o futebol melhorarem, Levir Culpi fica até o fim do ano, se voltar a decepcionar, como aconteceu nas últimas rodadas, o trabalho pode ser interrompido. 

Sub-15 do Santos dirigido por Gustavo Roma.
MATA-MATA NA BASE

Na madrugada desta sexta-feira para o sábado, encaro a estrada com direção a Amparo para acompanhar o sub-15 do Santos que estréia nas quartas de finais do Campeonato Paulista, diante da Ponte Preta. Atualmente, o alvinegro vem de três vice-campeonatos consecutivos na categoria.

Um pouco mais tarde, às 11h da manhã, no CT Rei Pelé é a vez do sub-17 do Peixe enfrentar o São Paulo e às 16h, na Vila Belmiro, tem o time "B" diante da Ferroviária, tudo pelas quartas de finais do estadual e Copa Paulista, respectivamente. 

Assim que encerrar o jogo dos "meninos" no interior do Estado volto imediatamente para o estádio Urbano Caldeira para comentar o jogo do sub-23.


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by