FOTO CAPA

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SERÁ APRESENTADO NO CONSELHO

Publicado às 13h00 desta sexta-feira, 14 de outubro de 2016,
A cada nova gestão no futebol, um plano é traçado. Organização das finanças, ampliação do quadro social, estruturação física e, sobretudo o desejo de resultados positivos no carro-chefe, o futebol. O Blog do ADEMIR QUINTINO teve acesso ao planejamento estratégico elaborado pelo Comitê de Gestão que administra o clube. O documento será avaliado e votado na próxima reunião do Conselho Deliberativo. O presidente do Executivo, Modesto Roma deve anunciar que o Santos tem previsão de um superávit primário de 110 milhões ao final de 2016.

O Planejamento Estratégico é um processo gerencial que se refere à formulação de objetivos para a seleção de programas de ação e para sua execução, levando em conta as condições internas e externas ao clube e sua evolução esperada.

O documento tem diversos itens, entre eles, a missão a ser cumprida que é "demarcar um novo status de gestão criando uma cultura de profissionalização no clube para o alcance de sua auto-sustentabilidade financeira e esportiva no longo prazo."

O estudo versa entre outros assuntos que a gestão precisa tirar a instituição do círculo vicioso de ser um clube grande com receitas médias, em razão de público e renda, sócio torcedor desfasado, baixo retorno aos patrocinadores e pouca utilização de seu prestígio internacional que gera a pressão por vendas de talentos de forma precoce.

Em 2015, em comparação aos rivais da capital, o Peixe faturou apenas R$ 169,9 milhões , contra R$ 298,4 milhões do time de Itaquera, R$ 351,5 milhões do Palmeiras e R$ 334,95 milhões do São Paulo, o que constata que o clube trabalhou num patamar maior que suas receitas e necessita de reequilíbrio urgente. 

No planejamento estratégico, a recomendação é de que o clube utilize no máximo 80% da receita bruta, faça refinanciamento de toda a divida com o governo, mantenha regularizada as certidões negativas e não antecipe receitas que ultrapassem ao mandato. 

O documento elaborado demonstra que o Santos tem apenas a 30a. média de públicos no país, atrás de clubes da série B e C, com média de 8.691 pagantes quando é mandante. 

O documento afirma que o clube pretende revisão e modernização dos estatutos, com definições claras das atribuições de cada uma das instâncias de poder, modernização dos processos e estruturas administrativas e operacionais e revisão do organograma.

O clube já havia divulgado em seu site oficial que alcançou um superávit histórico no primeiro trimestre de 2016, com lucro de R$ 53 milhões de reais. Segundo a publicação houve "melhora na gestão dos recursos, redução de despesas e incremento das receitas oriundas de patrocínios, dos sócios, com jogos e venda de material esportivo de forma diferenciada a que vinha ocorrendo até 2015". Uma das fontes de receita nesse período foram as luvas pagas pelo Esporte Interativo pelo fato de ter assinado com a empresa americana Turner que transmitirá os jogos do clube na TV fechada à partir de 2019, e com isso entraram nos cofres do clube R$ 40 milhões, revelada em primeiríssima mão pelo Blog do ADEMIR QUINTINO em 16 de fevereiro.






 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by