FOTO CAPA

A DEFINIÇÃO FICOU PRA VILA

Publicado às 07h38 desta segunda-feira, 2 de Maio de 2016.
O que era esperado, de fato aconteceu. Santos e Grêmio Osasco Audax realizaram uma grande partida de futebol. O primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista terminou empatado em 1 a 1. E a definição de quem será o campeão estadual ficou pro jogo de volta, na Vila Belmiro. Ronaldo Mendes marcou o golaço de empate para o Santos.

Nos primeiros 10 minutos de partida, o time da casa pressionou e começou melhor. Principalmente com Tchê Tchê e Mike, que se alternavam pelo lado direito do ataque (esquerdo da defesa do Santos), trocavam constantemente de posição e confundiam Zeca na marcação, mas bastou o Santos ler melhor o jogo que tomou conta do restante da primeira etapa. O Peixe só não abriu o placar nos primeiros 45 minutos, porque a trave deixou Ricardo Oliveira divorciado com as redes. O centroavante alvinegro, um dos melhores do jogo, acertou duas vezes o poste do goleiro Sidão. A igualdade foi injusta quando os times foram para o vestiário. O Santos merecia melhor sorte pelo que produziu.

Como o Osasco Audax é um time chato e o futebol não tolera desaforo, o Peixe continuava melhor, não tanto como no primeiro tempo, mas ainda assim levou um gol. Do jeito que o time Fernando Diniz levava mais perigo a meta de Vanderlei. Na esquerda da defesa santista. Mike recebeu dentro da área e abriu o marcador.

Daí em diante, o panorama mudou. O Santos sentiu o gol, o Audax passou a dominar a partida e Lucas Lima deixou o gramado com um entorse no tornozelo direito. O jogador deixou o estádio com a perna direita imobilizada e passará por uma ressonância magnética nesta segunda-feira (2) para avaliar o grau da contusão. No lugar do maestro santista entrou Ronaldo Mendes e ele mudaria o destino da partida.

O camisa 23 que defendeu ABC-RN e passou pela Penapolense não entrou bem nos primeiros lances. Perdeu as duas primeiras divididas. Porém, quando o cronômetro apontava 11 minutos para o fim da partida, curiosamente, o adversário estava melhor, o jogador recebeu um passe errado na saída da defesa do clube da Grande São Paulo, dominou, deu dois tapas para frente com a bola e enfiou um bólide - um golaço, para o delírio dos 4,1 mil santistas no gol de fundo do estádio.

Pro jogo de volta, domingo (8) que vem, na Vila Belmiro, ninguém tem vantagem. A equipe que vencer leva o título. Um empate no tempo normal, leva a decisão para as penalidades máximas. Serão mais noventa minutos de mais uma grande partida de futebol.


FICHA TÉCNICA
GRÊMIO OSASCO AUDAX 1 X 1 SANTOS
Estádio José Prefeito Liberatti, em Osasco (SP)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Público-Renda: 12.669 pagantes / R$ 463.730,00
Cartões amarelos: André Castro e Wellington (AUD), Lucas Lima e Gustavo Henrique (SAN)
Gols: Mike 12' 2ºT (1-0); Ronaldo Mendes 34' 2ºT (1-1)
AUDAX: Sidão; André Castro, Yuri, Bruno Silva e Velicka; Camacho, Tchê Tchê e Juninho (Wellington - intervalo); Mike, Bruno Paulo e Ytalo. Técnico: Fernando Diniz
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno (Paulinho 28' 2ºT) e Lucas Lima (Ronaldo Mendes 20' 2ºT); Gabigol (Joel 43' 2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

Lucas Lima deixou o estádio com o pé imobilizado e passa por exames nesta segunda-feira

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS:

Vanderlei: Evitou o segundo gol do Audax, o que seria catastrófico para a luta pelo bi-campeonato. - 6,5
Victor Ferraz: Na marcação, a eficiência costumeira. Não conseguiu apoiar. - 6,0
David Braz: Apenas o quinto jogo desde que retornou de contusão. Sofre com a falta de ritmo. Jogador de muita garra e cresce em momentos decisivos. - 5,5
Gustavo Henrique: Fazia grande partida. Deu bote errado no lance do gol do Audax. - 5,0
Zeca: Vive grande momento. Sofreu com a "dobrada" nas suas costas com a caída de Tche Tche em seu setor. - 6,5
Renato: Responsável pelo primeiro passe na saída da defesa. Apesar de veterano, sempre eficiente. - 6,0
Thiago Maia: Um leão, fez grande primeiro tempo. Na segunda etapa, não conseguiu manter o mesmo futebol. Tentou, mas não conseguiu acompanhar Mike no gol do Audax. - 6,0
(Paulinho): Ainda não recuperou o bom futebol de quando havia voltado a ser titular, antes de sofrer com um edema. - 5,5
Vitor Bueno: Como é jovem e ainda não teve uma sequência de titular, vai oscilar. Joga muito mais futebol do que o desempenhando na primeira partida da decisão. Podia ter aberto o placar no primeiro tempo, mas demorou para finalizar. - 5,0
Lucas Lima: Comandava o meio-campo santista até sofrer a lesão. - 6,5
(Ronaldo Mendes): Foi feliz no chute forte que decretou a igualdade do placar. Jogador que tem demonstrado ter potencial. - 7,0
Gabriel: No primeiro tempo, deixou a zaga do Audax louca com suas constantes deslocações. Na segunda etapa, não conseguiu repetir a mesma atuação. - 6,0
(Joel): Jogou apenas cinco minutos. - SEM NOTA
Ricardo Oliveira: Foi o melhor do jogo. A sorte não estava com o melhor 9 do país neste primeiro duelo. Deu três chutes a gol. Duas na trave e outra em direção ao gol que Sidão fez milagre para defender. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: O time caiu de produção na segunda etapa, mas a estrela do treinador brilhou com a entrada de Ronaldo Mendes, autor do gol de empate. - 6,0


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by