FOTO CAPA

BRILHOU A ESTRELA DE DORIVAL

Publicado às 212h35 deste domingo, 10 de abril de 2016.
Com sete desfalques, sendo quatro titulares, o Santos sofreu muito para manter a invencibilidade de cinco anos sem perder pelo estadual, na Vila Belmiro, entretanto, brilhou a estrela do técnico Dorival Junior que sacou um defensor e colocou Ronaldo Mendes, autor do gol da vitória nos minutos finais.  O alvinegro virou em cima do Osasco Audax por 2 a 1, neste domingo (10). O Peixe terminou com a segunda melhor campanha durante a fase de classificação e aguarda na manhã desta segunda-feira (11), o anúncio da Federação Paulista para saber se joga sábado (16) ou domingo (17), diante do São Bento, pelas quartas de final da competição.

Para um público de 12,4 mil pessoas (o melhor do time na Vila em 2016, porém teve ingressos de graça e de R$5,00 e R$ 10,00), sem volantes, já que os quatro inscritos ou estavam lesionados ou suspensos, Dorival lançou Rafael Longuini e Léo Cittadini improvisados no setor. Sem poder de marcação e com o adversário bem montado por Fernando Diniz, os donos da casa tiveram muitas dificuldades de penetração e envolver os oponentes.

Depois de inúmeras oportunidades desperdiçadas pelos visitante, já no final do primeiro tempo, Wellington entrou em diagonal pela esquerda e passou com facilidade por Victor Ferraz e Luiz Felipe para abriu o placar para o time da Grande São Paulo;

Na segunda etapa, o Peixe começou a atacar mais e adiantou a marcação. Em boa assistência de Ricardo Oliveira, Léo Cittadini enfiou o pé esquerdo e empatou o jogo. Quando o cronômetro apontava três minutos para o fim da partida, Victor Ferraz foi a linha de fundo e cruzou para trás. Ronaldo Mendes que acabara de entrar na vaga do defensor Luíz Felipe, tendo que Longuine recuar para a defesa central, soltou um bólide e o camisa 23 virou o jogo para o Peixe.
"Tem momentos que precisamos arriscar, e o jogo me proporcionou essa condição. Eu estava na dúvida porque o Luiz tinha dado sinais de cãibra. Pedi para o Lucas (Veríssimo) ir para o aquecimento, mas muito mais por uma precaução. Dificilmente eu colocaria ele em campo ( (jogador está pendurado com dois cartões). Queria ver a equipe reagindo e buscando resultado. Fico feliz de o Ronaldo ter entrado bem, feito o gol da vitória" analisou Dorival durante a entrevista pós-jogo.
Perguntei a Dorival durante a entrevista coletiva, se ele já tem o time montado para o jogo das quartas de final. o comandante técnico disse que vai esperar esta semana. Que está otimista quanto ao aproveitamento de Renato e Paulinho, que ambos devem treinar já na segunda-feira (11), para somente em seguida informar qual a escalação diante da terceira melhor campanha da competição - o time de Sorocaba, que não perdeu para o trio de ferro na fase de classificação.

Se os grandes passarem nas quartas de finais, teremos nas semifinais SCCP x São Paulo e Peixe x Palmeiras. Entretanto, se o time de Palestra Itália se classificar no pênaltis, e o tricolor classificar-se vencendo por 2 ou mais gols, muda tudo, por isso não dá pra dizer qual o possível adversário santista, caso o Peixe avance na competição.

Faltam quatro jogos para o Santos ou qualquer um dos oito classificados para fase final se tornar Campeão Paulista. O Peixe quer o bi.

Ricardo Oliveira não marcou gol, mas deu a assistência para o primeiro do Peixe convertido por Cittadini.


FICHA TÉCNICA:
SANTOS 2 X 1 OSASCO AUDAX
Vila Belmiro
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
Público e renda: 12.368 pessoas - R$ 114.150,00
Cartões Amarelos: Zeca (SAN); Sidão, Tchê Tchê e Gabriel Nunes (GOA)
GOLSWellington, 43'/1ºT (0-1); Léo Cittadini, 13'2ºT (1-1) e Ronaldo Mendes, 42'/2ºT
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe (Ronaldo Mendes - 41'/2ºT) e Zeca; Rafael Longuine, Léo Cittadini, Vitor Bueno (Joel - 32'/2ºT) e Lucas Lima; Patito (Serginho - 17'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
OSASCO AUDAX: Sidão, Francis (Bruno Lima - 26'/2ºT), Yuri, Gabriel Nunes (Renan - 17'/2ºT) e Velicka; Tchê Tchê, Henrique (Samoel - 20'/2ºT) e Rodolfo; Mike, Ytalo e Wellington. Técnico: Fernando Diniz.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Vanderlei: Fez três belas defesas no primeiro tempo, antes de o Peixe levar o gol. O camisa 1 não teve culpa-  7,0
Victor Ferraz: Levou um drible que não costuma tomar no gol adversário. Deu a assistência do gol da vitória marcado por Ronaldo Mendes. - 6,5
David Braz: No primeiro tempo foi envolvido, como toda a defesa. Aos poucos busca recuperar o ritmo após longo tempo ausente. - 5,5
Luiz Felipe: Colocou uma bola no poste e parece ter qualidade. Todavia, também foi envolvido no lance do gol do Osasco. - 5,0
(Ronaldo Mendes): Entrou para definir a partida. Em seu primeiro chute a gol, bola na rede. - 7,5
Zeca: No primeiro tempo, teve dificuldades para marcar em função do bom toque de bola do adversário. - 5,5
Rafael Longuine: Foi meia, volante e zagueiro improvisado. Me parece não ter personalidade para chamar a responsabilidade do jogo. - 6,0
Léo Cittadini: Primeiro tempo discreto e com enorme dificuldade de roubar a bola, algo fundamental para quem joga de volante. Mudou da água para o vinho na segunda etapa. Apareceu a frente e premiado com um belo gol. - 7,0
Vitor Bueno: É um jogador que me provou ter qualidade para ser titular da camisa santista, Porém, muito irregular. Oscila demais dentro da própria partida. Quando demonstrar regularidade, tem tudo para crescer na carreira e sonhar com voos significativos. - 5,5
(Joel): Em menos de 15 minutos que atuou pelo lado esquerdo fez muito mais que seu antecessor Patito. - 6,5
Lucas Lima: O motor e dono do time. Deu assistência desperdiçadas pelos companheiros. - 6,5
Patito: Nunca justificou sua contratação. Tudo do pouco que tentou não deu certo. Tecnicamente limitado. - 4,5
(Serginho): Jogador de potencial e boa qualidade que parece ter perdido a confiança. Tem bola para dar a volta por cima e recuperar a titularidade. - 5,5
Ricardo Oliveira: Não marcou gol, mas o que abriu de espaço e ainda foi garçom na bela assistência no gol de Cittadini foi uma grandeza. - 7,0
Técnico: Dorival Júnior: Fez omeletes sem ovos. Não tinha volantes e conseguiu reverter o placar no intervalo ao adiantar o time. Foi feliz ao tirar um zagueiro, colocar um meia-atacante e o mesmo marcar o gol da vitória. - 7,5


AXEL HOMENAGEADO

Na manhã deste domingo (10), a Associação Nação Santista realizou mais um encontro entre os seus associados e contou com a visita de diversos membros da Embaixada do Santos de São José do Rio Preto. A entidade dirigida por Miltinho Teixeira e Rodrigo Fidalgo homenageou o ex-volante do Santos - Axel, que vestiu o manto alvinegro no fim dos anos 80 e começo dos anos 90. O jogador que foi criado, assim como eu, no Jardim Casqueiro, em Cubatão, atuou pelo Peixe 204 vezes e marcou 11 gols.

Atualmente, o ex-camisa 8 revelado na Vila Belmiro tem 46 anos e está treinador do Taboão da Serra que disputa a última divisão do futebol paulista e tem o veterano Edílson Capetinha no plantel.

Agradeço a Associação por sempre convidar eu e meu filho Andrey Quintino para participar dos jogos, mesmo não sendo filiado a agremiação.  

Aproximadamente 95 pessoas estiveram no 6o. BPMI, na Ponta da Praia em Santos e participaram de um quadrangular e de uma churrascada em seguida.

http://www.lojarenotech.com.br/

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by