FOTO CAPA

NADA DE PRIORIZAR

Publicado às 17h34 deste domingo, 20 de setembro de 2015.
SCCP e Santos fizeram um clássico disputado. O time da capital foi muito superior na primeira etapa e o Peixe equilibrou no segundo tempo. Quando tudo parecia caminhar para um 0 a 0, a sete minutos para o fim, um lance polêmico, e em menos de três minutos, o alvinegro da Vila levou dois gols e o time de Dorival perdeu por 2 a 0.

Antes de mais nada, o pênalti existiu, o adversário foi a maior parte do tempo melhor e não dá pra ficar somente culpando a arbitragem pela derrota. Não é menos verdade que o árbitro Flávio Rodrigues Guerra não viu a penalidade e só marcou após o assistente número 1 - Rogério Pablos Zanardo, que estava bem mais distante do lance, marcar a infração. 

Na minha opinião, e eu estava ao lado do gramado, é de que o grande pecado do juiz foi ter expulsado David Braz. Na súmula, o responsável pelo trio de arbitragem do clássico afirma ter sido alvo de insultos. Entretanto, o mesmo consulta o bandeira pra saber quem cometeu o pênalti e corre em direção ao camisa 14 para expulsá-lo, o que demonstra a incoerência do que coloca no documento encaminhado a CBF.
"O David Braz nem estava participando da jogada, estava entrando na área. Isso que nos deixa chateados. Agora, a colocação na súmula vai ser de agressão verbal. Mas ele foi expulso por cometer o pênalti." disse e verificou com exatidão o técnico Dorival Junior.
Isto posto, o Santos não fez um bom primeiro tempo, mas suportou a pressão do rival. Voltou melhor na segunda etapa quando adiantou as linhas e equilibrou o jogo. Teve momentos que o time de Dorival Junior teve maior posse de bola e se o lance capital da partida, a penalidade, não acontecesse, o empate e um ponto seria conquistado.

Ainda no primeiro tempo, o zagueiro Werley reclamou de um cartão dado a Marquinhos Gabriel e foi expulso. Em seguida , empurrou o quarto árbitro e deve pegar um gancho maior. Com David Braz expulso no fim da partida, o camisa 2 seria o substituto diante do Internacional-RS, domingo que vem na Vila, entretanto, com a suspensão, deve dar vaga ao jovem Ricardo.

Para o próximo jogo contra o colorado gaúcho pelo Brasileirão, além de Werley e David Braz, o treinador santista não terá Ricardo Oliveira e Neto Berola, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

Perguntei na entrevista coletiva ao treinador Dorival Junior se ele pretende priorizar a Copa do Brasil, já que faltam apenas 11 rodadas para o fim do Brasileiro e com a derrota, o G-4 (quatro pontos novamente) ficou mais distante e por que o time não consegue ter o mesmo rendimento fora de casa. O comandante técnico santista disse que não, que pretende buscar a classificação a Libertadores nas duas frentes:
"O Santos não vai focar em nada. Vai buscar a classificação em Brasileirão e Copa do Brasil. Não fomos auxiliados em nenhum jogo. Jogar fora, dificuldade todos têm. Mas aqui é uma campanha ao longo de um campeonato. Mas não tem sido abaixo da maioria das equipes. Teríamos oportunidade, se não fosse uma atuação que alterou a história do jogo" analisou o treinador.
Recolher os cacos, reconhecer os erros, o por que o time não mantém o rendimento fora da Vila e pensar na Copa do Brasil, quarta-feira (23), em Florianópolis, diante do Figueirense. Para mim, essa é a competição que mais interessa. Ela pode dar título e a vaga na Libertadores. Faltam apenas seis jogos e três adversários.

FICHA TÉCNICA
SCCP 2 X 0 SANTOS 
Arena de Itaquera.
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra (SP)
Público e renda: 41.748 pagantes / R$ 2.649.100,00
Cartões amarelos: Felipe e Elias (SCCP); Werley, Lucas Lima, Marquinhos Gabriel, Ricardo Oliveira e Neto Berola (SAN)
Cartões vermelhos: Werley, aos 46'/1ºT (SAN); David Braz, aos 37'/2ºT (SAN)
GOLS: Jadson, aos 40'/2ºT (1-0); Jadson, aos 43'/2ºT (2-0)
SCCP: Cássio, Fagner, Felipe, Gil e Yago; Ralf, Elias (Cristian, aos 45'/2ºT), Jadson, Renato Augusto e Malcom (Lucca, aos 33'/2ºT); Vagner Love (Danilo, aos 45'/2ºT). Técnico: Tite.
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel (Leandro, aos 43'/2ºT), Gabigol (Neto Berola, aos 25'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Paulo Ricardo, aos 44'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

O SCCP marcou os dois gols no fim da partida.


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Vanderlei: Um primeiro tempo excelente. Se não fosse o lance capital, seria o maior personagem da partida. - 7,0
Victor Ferraz: Não reeditou as boas e regulares performances. Não apoiou. - 5,5
Gustavo Henrique: Apesar de ter levado um drible de Jadson no primeiro tempo, foi o mais regular do setor. - 6,0
David Braz: Quase compromete tudo ao perder uma bola para Wagner Love no primeiro tempo. Esteve bem abaixo nos 45 minutos iniciais. Na segunda etapa, voltou a atuar com regularidade e foi mal expulso. - 5,0
Zeca: Vinha bem, com boas trocas de bola pelo lado esquerdo. Cometeu o pênalti que decidiu o jogo. - 5,5
Thiago Maia: Sabe jogar, tem que renovar para ontem o seu vínculo, mas também não reeditou as boas apresentações de outras rodadas. - 5,5
Renato: Pouco pareceu. Tanto na defesa, como na frente. Ainda assim é fundamental para a boa saída de bola do meio-campo alvinegro. - 5,5
Lucas Lima: O único que ainda tentou alguma coisa. Além de talentoso, está com confiança por viver boa fase. Sente a falta de Geuvânio, que era o homem do drible.Porém, não foi o jogador decisivo de outras jornadas - 6,0
Marquinhos Gabriel: É bom jogador, mas tinha que ser substituído. Nesta manhã, errou quase tudo que tentou. - 5,0
(Leandro): Entrou em campo quando o jogo estava decidido. - SEM NOTA.
Gabriel: Correu, demonstrou disposição, mas não criou nem um perigo contra a meta de Cássio. - 5,5
(Neto Berola): Vou dar control C e control V nas notas de Neto Berola. Tem escrito o mesmo a cada rodada. Perdeu mais uma grande oportunidade que pode ser útil. - 5,0
Ricardo Oliveira: Teve que jogar fora da área. Não recebeu nenhuma bola para conseguir uma finalização sequer. - 5,0
(Paulo Ricardo):  Outro que entrou com o clássico decidido. - SEM NOTA
Técnico: Dorival Júnior: Até conseguiu mudar o panorama da apresentação bem abaixo que o time fez no primeiro tempo. Tira leite de pedra. Resgatou a auto-estima do elenco e repito, o grande responsável pela recuperação da equipe. Ainda assim, eu teria postado em Leandro e não em berola aos 25 minutos do segundo tempo, quando o SCCP dava espaço para o contra-ataque. - 6,0











 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by