FOTO CAPA

NADA DE POUPAR

Publicado às 00h50 desta quinta-feira, 13 de agosto de 2015.
O Santos novamente jogou bem e pela primeira vez consegue duas vitórias consecutivas na competição. O time de Dorival Junior bateu o Vasco pelo placar magro de 1 a 0. O resultado não traduz o que foi a superioridade alvinegra na partida. O goleiro vascaíno, Martin Silva, pegou até pensamento. O gol do Peixe foi marcado por Victor Ferraz, em cobrança de falta. O alvinegro não marcava um gol assim, desde o estadual de 2014, com Cícero contra o Ituano pela fase de classificação.

Desde o primeiro minuto, o time santista foi pra cima do adversário. Com marcação pressão na saída de bola e com menos de 60 segundos, o uruguaio camisa 1 dos cariocas já tinha operado um milagre em cabeçada de Ricardo Oliveira. Os primeiros 45 minutos foram ataques do Santos contra a defesa do Vasco e o empate parcial, injustíssimo, pelo que produziu o time da baixada.

Na etapa complementar, logo no inicio, Victor Ferraz cobrou com precisão uma falta próxima a área do lado direito e marcou seu primeiro gol com a camisa do clube.

Antes do apito final, novas defesas do goleiro vascaíno, inclusive uma penalidade máxima cobrada por Ricardo Oliveira que o uruguaio defendeu impediram um placar mais dilatado.

Após a partida, Dorival Junior me respondeu na entrevista coletiva que não pretende poupar nenhum jogador para o duelo diante do Atlético-PR, sábado (15), às 18h30, em Curitiba, pela última rodada do turno do Brasileiro, já que na próxima quarta-feira (19), o alvinegro praiano tem o duelo de ida contra o SCCP, nas oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro. 

O treinador santista também respondeu outra indagação feita por mim, que Gustavo Henrique no momento é o titular da zaga central santista.

Apesar do placar econômico, o Santos voltou a convencer e se ganhar bem do SCCP, na semana que vem, pode sim se classificar na Copa do Brasil e avançar na competição nacional. No Brasileirão, após conquistar 10 em 12 pontos possíveis, deu uma boa respirada na tabela. Ficou exatamente na parte intermediária, sete pontos distante do Z-4 e outros sete do G-4 que dá vagas a Libertadores da América do ano seguinte.

Pela primeira vez no campeonato, o Santos vence dois jogos seguidos.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 VASCO
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Árbitro: Emerson Luis Sobral
Renda/Público: R$281.255,00 / 12.038 pagantes
Cartões amarelos: Gabigol, Ricardo Oliveira e Marquinho Gabriel (SAN); Serginho, Thalles e Rafael Silva (VAS)
Cartões vermelhos: Guiñazu (VAS)
Gol: Victor Ferraz, 3'/2ºT
SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz (Daniel Guedes, 42'/2ºT), David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio (Leandro, 30'/2ºT), Gabigol (Marquinhos Gabriel, 27'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior.
VASCO: Martin Silva, Madson, Jomar, Rodrigo e Christianno; Serginho, Guiñazú, Julio dos Santos (Herrera, 4'/2ºT) e Julio Cesar (Rafael Silva, 4'/2ºT); Jhon Cley e Riascos (Thales, 32'/2ºT). Técnico: Celso Roth.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Vanderlei: Fez apenas uma defesa, entretanto, importantíssima para a vitória alvinegra. - 6,5
Victor Ferraz: Já estava merecendo marcar um gol há algum tempo. Contratação que teve um custo baixo, o ano passado, e tem dado conta do recado. - 7,0
(Daniel Guedes): Jogou pouco tempo. - SEM NOTA.
David Braz: Teve trabalho com Riascos. - 6,0
Gustavo Henrique: Reinou no jogo aéreo e ganhou quase todas no solo. Vive um melhor momento que o concorrente para ser titular da zaga central - 6,5
Zeca: Bem no apoio, apesar de não ir a linha de fundo, pois é destro, e foi eficiente na marcação - 6,0
Thiago Maia: Amadurece a cada dia. Marcação implacável. Precisa aprender a finalizar de longa distância. É jovem e tem tempo. - 6,5
Renato: Parece que joga de terno, tamanha elegância. Não errou um passe. - 6,5
Lucas Lima: Vive grande fase. Está bem técnica e fisicamente. Sofreu pênalti e merece ser lembrado pela seleção. Para não dizer que não falei das flores, precisa em alguns lances soltar a bola mais rápido. - 6,5
Geuvânio: Deixou a defesa vascaína maluca. Deu drible entre as pernas, finalizou, ajudou na marcação e driblou bastante. - 7,0
(Leandro): O próprio jogador me disse em entrevista após o jogo que como não joga há muito tempo, sentiu que está sem ritmo. - 6,0
Gabriel: Não marcou gol, é verdade, mas deu assistências, também colocou bola entre as pernas e produziu bastante. Foi substituído. - 6,5
(Marquinhos Gabriel): Jogada maravilhosa no lance do pênalti sofrido por Lucas Lima. Tem entrado bem no time. - 6,5
Ricardo Oliveira: Perdeu gols e um pênalti que não costuma desperdiçar. - 5,5
Técnico: Dorival Júnior: Parece que evoluiu como treinador. Seu time é bem organizado e distribuído. - 7,0

Apoio: 

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by