FOTO CAPA

PERDER PRA RESERVAS É INADMISSÍVEL

Publicado às 19h26 deste domingo, 23 de novembro de 2014.
O Santos insiste em repetir os seus resultados vergonhosos há mais de um mês. Não importa se equipe jogue igual ao adversário, atue bem ou mal. A consequência é quase sempre a mesma. E a sina do atual time do alvinegro é a derrota. Assim como aconteceu na tarde deste domingo (23), na Arena Pantanal, em Cuiabá-MT, onde o Peixe perdeu para o time quase todo reserva do São Paulo (apenas três titulares começaram o jogo), por 1 a 0, gol de Bosquillia. Já são nove intermináveis jogos sem vitória. O time despencou para a décima primeira colocação do campeonato.

Pouco a se falar de mais uma vergonha em que o time santista fez o seu torcedor passar na temporada.

O primeiro tempo foi medonho. Enderson Moreira escalou novamente o time no 4-4-2. A única alteração em relação a última partida foi a entrada de Gabriel na vaga de Leandro Damião. 

Apesar do calor de trinta graus, a lentidão santista foi algo absurdo nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo, o treinador, que já tinha escalado mal a equipe com três volantes (um deles sem função), retirou o volante Souza, que fez uma partida digna do próximo presidente eleito do clube devolvê-lo ao Cruzeiro, assim que assumir; e o jovem Gabriel e ambos deram vagas a Thiago Ribeiro, que nada acrescentou e Geuvânio, que deu uma outra cara a equipe, porém, ainda se ressente da falta de ritmo de jogo.

O camisa 45 do Santos teve uma oportunidade de ouro pra deixar o Peixe na frente após falha do tricolor Edson Silva, mas finalizou errado. Como o futebol não tolera desaforo, Bosquilha recebeu do lado esquerdo do ataque finalizou e fez o único gol da partida.

Melancólico fim de temporada para um time da grandeza do Santos. A última vitória aconteceu no longínquo 19 de outubro, pela vigésima nona rodada do Campeonato Brasileiro, quando bateu o Palmeiras no Pacaembu, por 3 a 1.

Pode parecer passionalismo de minha parte, mas me recuso a dar notas a um elenco que tem feito a torcida passar vergonha atrás de vergonha a cada rodada. Vou me poupar de digitar as avaliações e desde já dou ZERO a todos. 

Na história desse blog, é a segunda vez apenas que não dou notas após o fim de uma partida. A outra foi no desastre contra o Barcelona, em agosto do ano passado (8x0).

Perder para um time de reservas que não tem nem conjunto, eu não aceito - Isso é sacanagem. Muitos vão falar dos atrasos nos salários, mas o jogador tem de ser profissional, acima de tudo e não me sensibiliza esses argumentos. Alguém tem quem mostrar quem manda. Culpar só direção ou só os jogadores é um argumento muito simplista. Cada um tem sua parcela de contribuição para esse péssimo momento, digno dos anos 80, dentro de campo.

E pensar que vou ter que trabalhar em mais duas partidas deste elenco no ano. O confronto contra o Botafogo na Vila Belmiro, semana que vem e Vitória em Salvador (BA), no dia 7 de dezembro, um dia posterior as eleições no clube. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 SÃO PAULO

Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
Horário: 17 horas (Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra (SP)
Público/renda: 33.247 pagantes/ R$2.402.315,00
Cartões amarelos: Lucas Lima, Edu Dracena e Alison (Santos); Osvaldo (São Paulo)
Gol: Boschilia, aos 9'/2°T
SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Neto e Caju; Arouca, Alison, Souza (Thiago Ribeiro, intervalo) e Lucas Lima; Robinho (Leandro Damião, aos 24'/2°T) e Gabriel (Geuvânio, intervalo). Técnico: Enderson Moreira.
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Edson Silva, Antonio Carlos, Reinaldo, Auro (Denilson, aos 17’/2ºT), Hudson, Boschilia (Michel Bastos, aos 28'/2°T), Ademilson, Osvaldo, Alexandre Pato (Luis Fabiano, intervalo). Técnico: Muricy Ramalho.



A MELHOR BASE DO PAÍS

O Santos sagrou-se Campeão Paulista sub-13, na manhã deste domingo (23). O título veio na vitória contra o Marília por 2 a 0, no CT Rei Pelé. Os gols foram de Lucas Mazetti e Lucas Lourenço; Na primeira partida, o Peixe já tinha vencido no interior por 3 a 1.

Parabéns ao belho trabalho comandado pelo técnico Luciano Aparecido dos Santos Costa, o Luciano Santos, extremamente competente e trabalhador.

O sub-13 do Peixe começou a partida com: 1-Breno, 4-Sandro. 2-Gustavo, 6-Kaique e 3-Layon; 5-Matheus, 8-Henrique, 10-Lucas Lourenço; 7-Lucas Mazetti; 9-Vitor Yan e 11-Rodrygo.

É indesmentível, a base do Santos é a melhor do país há algum tempo.

                                           

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by