FOTO CAPA

UM ANO SEM NEYMAR

Postado às 19h27 desta segunda-feira, 26 de Maio de 2014.
Há exato um ano o torcedor santista se despediu de seu maior ídolo após Pelé: Neymar. O jovem atacante foi vendido ao Barcelona e vestiu pela última vez o manto santista em um jogo na distante Brasília (DF), no dia 26 de maio de 2013, em um empate de 0 a 0 entre Santos e Flamengo, válido pela abertura do Campeonato Brasileiro do ano passado. 

Sem sua maior revelação nas últimas décadas, o time de Urbano Caldeira sofreu uma desvalorização de sua marca no mercado internacional. Segundo dados divulgados pela Consultoria Brand Finance, em Londres (ING), o alvinegro da Vila Belmiro caiu no ranking dos 50 times mais valiosos do mundo. 

Segundo a consultoria britânica, o Santos perdeu 14 posições nos últimos 12 meses. O Santos caiu de 38º clube mais valioso do mundo em termos de marca para a 46ª posição, agora avaliado em US$ 58 milhões.

O cálculo é feito com base na capacidade do time de se beneficiar de acordos comerciais, de marketing e de televisão. Antes da ida do ídolo para o velho continente, a estimativa era de que o Peixe valeria cerca de US$ 65 milhões. 

Indubitavelmente, parte deste bom resultado estava atrelado à presença da "jóia" com a camisa alvinegra. Com a transferência do jogador para o Barcelona, o ano passado, não foi só o time dentro de campo que perdeu talento, mas o Peixe também caiu no ranking financeiro.

Que o Santos é muito maior que Neymar, isto é fato, a história demonstra isso; mas não é menos verdade que o futebol do Santos, o clube em todos os sentidos e a ausência de conquistas, já que com ele vestindo a camisa branca em campo, tudo era mais fácil e hoje virou quase uma utopia; sentem demais a ausência do dono da camisa 11 durante quatro anos (em 2009, seu primeiro ano como profissional, o jogador chegou a ser reserva nas mãos do técnico Vanderlei Luxemburgo da Silva). 

Sem Neymar, o Santos ficou órfão de um ídolo, que ao lado de seus companheiros foi o maior responsável pelas conquistas da Copa do Brasil 2010, Libertadores 2011, Tri-Campeonato Paulista (2010,2011 e 2012) e a Recopa Sul-Americana em 2012.


Mais um no DM

O atacante Stefano Yuri é mais um a integrar o concorrido departamento médico do time profissional do Santos. Ao lado de Cicinho, o camisa 19 realizou exames de ressonância magnética na manhã desta segunda-feira (26) e infelizmente para o jovem centroavante, apontou uma lesão de grau 1 no músculo reto femoral da coxa direita do jogador. Já o lateral santista teve mais sorte e os exames não apontaram nenhuma lesão. 

Tanto o ala, como o centroavante foram substituídos no empate sem gols com o Flamengo, neste domingo (25), no estádio do Morumbi.

A tendência é de que o titular da camisa 4 fique à disposição de Oswaldo de Oliveira para o jogo contra o Bahia, na quinta-feira (29), em Feira de Santana (BA) com transmissão da Super Rádio (antiga TUPI/SP) - 1.150 AM, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Já o atacante Gabriel que se recupera de um pequeno edema no músculo posterior da coxa direita e o volante Alan Santos que teve uma fibrose no músculo posterior da coxa esquerda participaram normalmente nos trabalhos com bola na reapresentação do elenco no CT Rei Pelé, nesta segunda-feira (26) possivelmente podem retornar a equipe na próxima partida do Peixe.

                                            
 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by