FOTO CAPA

FALTOU O GOL

Postado aos 32 minutos desta quinta-feira, 3 de abril de 2014.
O misto do Peixe de Oswaldo de Oliveira não conseguiu eliminar o jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Em sua estréia na edição da competição em 2014, o Santos apenas empatou em 0 a 0 com o Mixto-MT, na inauguração da Arena Pantanal, em Cuiabá, na noite desta quarta-feira (2).

Sem muito entrosamento, afinal de contas foi a primeira vez que esse time jogou junto, não dava pra cobrar uma apresentação coletiva exuberante. O alvinegro teve a maior passe de bola, mas não conseguiu traduzir a superioridade em gols. Tecnicamente, o duelo não foi dos melhores.

Os únicos titulares do Peixe que estiveram em ação foram os laterais Cicinho e Mena, ambos suspensos para a primeira decisão do Campeonato Paulista no domingo contra o Ituano, e o goleiro Aranha, que pediu ao treinador para atuar.

A partida de volta entre as equipes acontece no dia 16 de abril no estádio da Vila Belmiro. Quem sabe o time do Mato Grosso não venha a baixada colocar as faixas de campeão paulista aos jogadores do Santos e de quebra possam comer um bolo, já que o aniversário do clube praiano que completa 102 anos, é dois dias antes do confronto.

Domingo (6), o Peixe volta a campo, desta vez com o time titular, no estádio do Pacaembu, na primeira partida da final do Campeonato Paulista contra o Ituano. Bruno Peres e Emerson Palmieri deverão ser as principais novidades no time titular nas vagas de Cicinho e Mena, respectivamente.


FICHA TÉCNICA
MIXTO-MT 0 x 0 SANTOS
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá-MT
Data/Hora: 2 de abril de 2014, às 22h
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Cartões amarelos: Ítalo e Rui (MIX); Jubal, Mena, Diego Cardoso e Cicinho (SAN)
MIXTO: (MT): Igor, Denilson, Zé Adriano, Robinho, Romero (Ítalo -24'/1ºT); Kiko, Paulo Almeida, Ruy, Ferreira (Edilson - 11'/2ºT) ); Fogaça (Gabriel - 35'2/2ºT), João Paulo.
SANTOS: Aranha, Cicinho, Nailson, Jubal e Mena; Alison (Léo - 28'/2ºT), Alan Santos, Lucas Lima (Serginho - 19'/2ºT); Diego Cardoso (Giva - 20'/2ºT), Rildo; Stefano Yuri. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS: 
Aranha: Mero expectador, não foi exigido - 6,0
Cicinho: Buscou o apoio principalmente na etapa complementar - 6,5
Nailson: Pouco trabalho. Bem nas bolas aéreas - 6,5 
Jubal: Levou um cartão bobo no primeiro tempo ao matar um contra-ataque com falta. Não comprometeu - 6,0
Mena: Não apoiou e no primeiro tempo teve um pouco mais de trabalho na marcação - 5,5
Alison: Acertou um belo chute no travessão. Marcou muito bem, como de costume - 6,5 
(Léo): Seis meses sem atuar, recuperando o ritmo de jogo, teve uma atuação bem discreta - 5,5
Alan Santos: Foi o homem do primeiro passe. Também colocou uma bola na trave - 6,0
Lucas Lima: Não conseguiu armar a equipe no primeiro tempo, melhorou na segunda etapa. Quando estava em evolução no jogo foi substituído - 6,5
(Serginho): Pouco apareceu. A exceção foi uma conclusão de fora da área - 5,5
Diego Cardoso: Foi o jogador que mais chutou a gol no Santos. Taticamente, sem a bola, fez o quarto homem de meio-campo. Primeiro tempo muito bom. Também foi substituído - 6,5
(Giva): Retornou ao time após um longo período contundido - 5,5  
Rildo: Nem sombra do ótimo jogador que foi decisivo na semifinal do Paulista - 5,5
Stefano Yuri: Não conseguiu finalizar. Não chegou uma bola para o centroavante chutar em condições de oferecer perigo ao gol adversário - 5,5
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Equipe desentrosada contra um adversário que fazia o jogo da vida. O treinador até tentou algumas alterações que não surtiram o efeito desejado - 5,5.


                                                   http://www.strutura.com.br

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by