FOTO CAPA

MAL ACOSTUMADO

Postado à 00h01 deste domingo, 2 de fevereiro de 2014
Embalado após a maiúscula goleada sobre o 5CCP, os "Meninos da Vila" repetiram a dose neste sábado (1), no estádio da Vila Belmiro. Em noite do gol 12 mil, marcado por Gabriel, no segundo tempo (Geuvânio, Cícero, Émerson e de novo Gabriel, marcaram os outros gols), o Santos venceu o Botafogo-SP por 5 a 1, e de forma soberana, lidera o grupo C do Campeonato Paulista, agora com 13 pontos (em 15 disputados).

O time dirigido por Oswaldo de Oliveira (que foi expulso ao reclamar das faltas não marcadas a favor do seu time na segunda etapa) está deixando o torcedor "mal acostumado". Afinal de contas, em menos de 72 horas, o alvinegro da Vila" marcou 10 gols, nas duas goleadas pelo mesmo placar.

Mesmo com o forte calor na baixada santista, o Peixe com bastantes jovens pratas da casa (começou com cinco titulares formados na base do clube) imprimiu uma velocidade impressionante e não demorou para o cada vez mais "amadurecido" Geuvânio abrir o placar. Em seguida, Cícero perdeu um pênalti, mas antes do apito que decretou o final da primeira etapa, o camisa 8 guardou o dele.

No segundo tempo, após a entrada do zagueiro Lima no time botafoguense, as coisas ficaram ainda mais fáceis e aí Gabriel mostrou porque apesar de não ser a "Valdirene" da novela das nove é a "inteligência pura" e marcou o histórico gol 12 mil, que o deixou na artilharia do campeonato com 4 gols (ao lado de mais dois jogadores).

Para finalizar, ainda deu tempo do estreante Rildo ir na linha de fundo e rolar para Emerson Palmieri deixar o seu e dar números finais ao jogo.

O próximo compromisso do time de Oswaldo de Oliveira será em Lins, na próxima quinta-feira (6), contra o Linense. A pergunta que não calar. Será que Damião estréia? O treinador já disse em entrevista coletiva que assim que o homem de mais de 40 milhões tiver condições de atuar, Gabriel deixa o time. Apesar de na próxima partida, o técnico não precisará fazer esforço, pois Gabriel está suspenso com o terceiro cartão amarelo e não vai ao Interior paulista.

Entrevista de Oswaldo de Oliveira:



FICHA TÉCNICA
SANTOS 5 X 1 BOTAFOGO-SP
Data/Horário: 01/02/2014, às 19h30
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Público/renda: 5,983 pagantes/ R$ 182.661,00
Cartões amarelos: Hudson (BOT-SP); Emerson, Neto e Gabriel (SAN)
GOLS: Geuvânio, 04'/1°T (1-0); Cícero 45'/1°T (2-0); Hudson, 5'/2° (2-1); Gabriel, 20'/2°T (3-1); Gabriel, 23' / 2°T (4-1); Emerson, 44'/ 2°T (5-1);
SANTOS: Aranha, Cicinho, Gustavo Henrique, Neto e Emerson; Leandrinho, Arouca (Lucas Otávio, 30'2ºT) e Cícero; Geuvânio (Bruno Peres, 37'/2ºT), Thiago Ribeiro (Rildo, 30'2ºT) e Gabriel. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
BOTAFOGO-SP: Gilvan, Daniel, César Gaúcho, Henrique Mattos (Lima, intervalo) e Augusto Ramos; Gilmak, Hudson (Léo Alemão, 25'/2ºT), Welington Bruno e Mike; Marcelo Macedo e Camilo (Giovanni, 19'/2ºT). Técnico: Wagner Lopes.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS

Aranha: Um dos melhores goleiros do país, vive ótimo momento, mas falhou no único gol do adversário - 5,0
Cicinho: Como não tinha a quem marcar, se mandou no apoio e fez boas tabelas com Geuvânio - 6,5 
Gustavo Henrique: Teve trabalho, pois tinha que fazer o dele e de seu companheiro Neto. Joga mais do que jogou nesta noite - 6,0 
Neto: Rebatedor. Poucos recursos técnicos. Ainda não readquiriu o tempo de bola em razão do afastamento de mais de cinco meses - 5,0 
Emerson: Teve trabalho pra conter o ataque botafoguense que era penso, só vinha pela esquerda da defesa do Santos. É melhor que o rival da posição - Mena. Marcou o último gol - 6,5
Leandrinho: Ótima assistência para o primeiro gol do Santos. Substituiu a altura Alan Santos - 6,5
Arouca: Não foi a perfeição da quarta-feira passada, mas o contra-ataque nos pés dele em alta velocidade é mortal - 8,0
(Lucas Otávio): Jogou 15 minutos apenas - sem nota
Cícero: Foi marcado individualmente pelo camisa 5 Gilmak. Perdeu um pênalti, mas se recuperou ao marcar o segundo gol do Peixe- 7,0
Geuvânio: Estou bem a vontade para escrever sobre esse jogador, porque fui muito hostilizado quando dizia que ele tinha qualidade e ia amadurecer. Parece que eu não estava errado. Pedalou,sofreu pênalti, marcou gol e sobrou no meio-campo santista - 9,0
(Bruno Peres): Jogou menos de 10 minutos - sem nota
Thiago Ribeiro: Taticamente funcionou, mas esteve apagado tecnicamente. Longe da bela apresentação que fez contra o 5CCP, no meio de semana - 6,0 
(Rildo): Deu uma bela assistência para o gol de Emerson. Jogou pouco - sem nota 
Gabriel: Muito inteligente. Com sua movimentação confundiu a defesa "fraca" do Botafogo. De quebra, entrou para a história do clube com o gol 12 mil - 8,0

Técnico: Oswaldo de Oliveira
: Amadureceu muito nos últimos anos. Perguntei justamente sobre isso ao treinador na coletiva. Ele diz que não mudou, apenas está mais experiente. Achou os melhores posicionamentos para Arouca e Cícero. Ainda é cedo, muito cedo, mas faz um belo trabalho em 24 dias dirigindo o Santos - 8,0




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by