FOTO CAPA

QUEM CALA, CONSENTE


Postado às 17h51 desta terça-feira, 28 de janeiro de 2014







Desde que Neymar deixou o Santos, em maio do ano passado, esse espaço não tocava mais no seu nome. Fiz desse Blog, um local genuinamente apenas das informações do Santos, portanto, à partir do momento que Neymar não pertencia mais ao clube de Vila Belmiro, não tinha o porquê eu ficar escrevendo sobre o atleta, um dos poucos ídolos em particular que tive e tenho no futebol.

Mas à partir do momento em que o Barcelona se pronunciou, o jogador, representado pelo pai, também se manifestou no fim da manhã desta terça-feira (28) e o Santos - a única parte envolvida na história que não fala sobre o assunto e só emite notas através de sua assessoria de imprensa, eu começo a me preocupar, pois o mínimo que o atual Comitê de Gestão precisa fazer é averiguar, pra não ser acusado de ser omisso.

Neymar (pai) que sempre negou ter recebido 10 milhões de euros de adiantamento, ainda em 2011 (antes da final do Mundial de clubes entre os dois clubes) hoje revelou que recebeu. Também afirmou ter acertado que receberia 40 milhões de euros se o Barcelona desistisse do negócio. E transformou os 40 milhões de euros em bônus para Neymar (filho), por recusar ofertas mais interessantes, quando decidiu que seu filho deixaria o futebol brasileiro e o Santos consentiu e pegou a sua parte (se pouco ou o justo, liberou).

Com esse acordo, caso Neymar não fosse negociado para o time catalão, Neymar deveria devolver o adiantamento e ainda pagar € 30 milhões de multa, o que valia também para o contrário, caso o Barcelona desistisse do negócio.

Em síntese, Neymar (pai) afirma que ficou com os € 40 milhões, enquanto que o Santos ficou apenas com 55%, dos € 17,1 milhões pagos pelos espanhóis ao clube, ou seja € 9,4 milhões (R$ 29,7 milhões), já que o Grupo DIS recebeu 40% do montante, pois tinha comprado esses direitos econômicos da família por R$ 5,5 milhões à época, enquanto a Teisa (Terceira Estrela Investimento S/A), grupo formado por conselheiros influentes do clube ficou com  outros 5%. 

O alvinegro da Vila ainda tem direito a 7,9 milhões de euros por dar prioridade de três jogadores (Giva, Gabriel e Victor Andrade) aos espanhóis, mais 9 milhões de euros por dois amistosos (um deles realizados e de triste lembrança ao torcedor santista) contra o time catalão.

Agora, a pergunta que não quer calar? O Santos não se sentiu enganado por ficar apenas com um pequena fatia da jóia rara que revelou para o mundo? Se sim, por que não toma medidas cabíveis?

E o que mais me intrigou nas declarações de Neymar (pai):
"Os € 10 milhões (em 2011) não foram para o Neymar (filho), foram para a N&N. Eu tinha a autorização para trabalhar para a N&N. Tenha a certeza que eu tinha a autorização do Santos. O Barcelona não aliciou ninguém"
Em contrapartida, o presidente (licenciado) Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro disse ao repórter Lincoln Chaves do Globoesporte.com , exatamente ao contrário:
"Não sei o que conversaram (Neymar pai e Barcelona) , se é que conversaram", rebatendo o que disse o patriarca da família Silva sobre a "tal" autorização.
Esse documento existe? Quem liberou tal documento? Com qual propósito? Quem vai ressarcir o prejuízo financeiro e técnico (pois o Santos perdeu o seu maior jogador nos últimos 30 anos) que o clube levou nesta venda?

Senhores do Conselho Deliberativo e principalmente do atual Comitê de Gestão, a bola está com vocês.



Nada de Damião no clássico

O técnico Oswaldo de Oliveira disse em entrevista coletiva que não conta com o centroavante Leandro Damião para o clássico desta quarta-feira (29) às 22h00m no estádio da Vila Belmiro contra o SCCP:
"Acho que não vai ter condição de jogo e por isso estou trabalhando com outra opção" afirmou o treinador santista.
A assessoria do clube chegou a publicar no site oficial do Santos, dia 16 de janeiro , que os dirigentes fariam o máximo de esforço para estrear o centroavante no primeiro clássico do ano. Parece que não foi o suficiente:
"A diretoria do Santos FC corre para garantir a antecipação do pagamento ao Internacional de Porto Alegre da segunda parcela do contrato de transferência do atacante Leandro Damião, com o objetivo de conseguir a liberação do atleta já no clássico contra o Corinthians, na quarta rodada do Campeonato Paulista 2014, dia 29 na Vila Belmiro" dizia o comunicado.
A transferência prevê a liberação da documentação do jogador após a quitação da segunda parcela junto ao clube gaúcho.

O zagueiro Gustavo Henrique que estava com a Seleção brasileira sub-21 retorna ao time na vaga de Jubal. Neto permanece como titular. O atacante campeão da Copa São Paulo, Jorge Eduardo foi a novidade entre os titulares no último treino. Geuvânio contundido é dúvida. 

O provável Peixe que irá a campo deverá ser de Aranha, Cicinho, Neto, Gustavo Henrique e Mena; Alan Santos, Arouca e Cícero; Jorge Eduardo (Geuvânio), Gabriel e Thiago Ribeiro.

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by