FOTO CAPA

SEM OUSADIA

Postado às 22h47 deste domingo, 10 de novembro de 2013
O Santos FC largou na frente, tinha dois gols de vantagem e foi incompetente para matar o jogo, após perder inúmeras oportunidades. Levou o castigo e cedeu o empate ao Vasco da Gama, no estádio do Maracanã. Como o futebol não tolera desaforo, o time santista perdeu mais dois pontos que estavam garantidos ao empatar em 2 a 2 com os cruz-maltinos.

O time carioca estava com uma tática "kamikase". Se mandava para o ataque e deixava muitos espaços, principalmente do lado esquerdo da sua defesa. Bruno Peres de perna canhota abriu o marcador e Gustavo Henrique ampliou ainda na primeira etapa. Em seguida, o time da Colina diminuiu.

Na segunda etapa, o Santos cansou de perder gols. Com WJ que conseguiu torcer o tornozelo sem a bola estar perto dele e de forma bisonha pisar no gramado perfeito do Maracanã, o Peixe abusou e como quem não faz toma, levou o gol do seu ex-centroavante, André.

O time da Vila está terminando a temporada da forma que ela foi ao longo de 2013. Uma equipe que não empolga, não convence, que perdeu tudo o que tinha direito, até a dignidade ao tomar de oito do Barcelona e vive decepcionando o seu torcedor.

O empate contra um time de qualidade técnica duvidosa, após estar na frente com dois gols de vantagem é inaceitável sob todos os aspectos.

O Santos pode muito, mas muito mais, do que apresentou este ano.

Na próxima quinta-feira (14), véspera de feriado, o Peixe que não aspira absolutamente nada no Campeonato, volta a campo para enfrentar o Bahia no Pacaembu, às 19h30. Como não existe nada ruim que não possa piorar, Everton Costa está a disposição do treinador santista. Oremos!

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 x 2 SANTOS
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Dara-Hora: 10/11/2013- 19h30, de Brasília
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Cartões amarelos: William José e Geuvânio (SAN); Yotún (VAS)
Gols: Bruno Peres, 23'/1ºT (0-1), Gustavo Henrique, 26'/1ºT (0-2), Edmilson, 28'/1ºT (2-1), André, 32'/2ºT

VASCO: Alessandro; Fagner, Jomar, Cris e Yotún; Abuda, Pedro Ken, Juninho (Jhon Cley - 8'/1ºT, Bernardo - 26'/2ºT) e Marlone; Reginaldo (André - 22'/1ºT) e Edmilson. Técnico: Adilson Batista

SANTOS: Aranha; Bruno Peres, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Arouca, Alison, Montillo e Cícero; Geuvânio e Willian José (Alan Santos - 30'/2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: Um dos melhores goleiros do Campeonato. Mais uma bela atuação - 7,0 
Bruno Peres: Partida impecável. Apoiou, defendeu e ainda marcou um golaço de canhota. O melhor do jogo - 7,5
Edu Dracena: Regular - 5,5
Gustavo Henrique: Marcou o segundo gol. Não reeditou as ótimas performances que teve no campeonato, onde é uma das gratas revelações - 5,5
Mena: Limitou-se apenas a marcação - 5,0
Arouca: Saiu algumas vezes pro jogo, seu ponte forte - 6,0
Alison: Um guerreiro na marcação, como de costume - 6,0 
Montillo: Sumido no primeiro tempo. Melhorou no segundo - 5,5 
Cícero: Apagado. Só foi notado ao cobrar uma falta - 4,5
Geuvânio: Muita vontade. Poderia ter sido mais eficiente nas assistências - 5,5 
Willian José: Inoperante, sem mais - 3,5 
(Alan Santos): Jogou apenas 15 minutos - sem nota
Técnico: Claudinei Oliveira: Poderia ter queimado pelo menos mais uma substituição (só efetuou uma). Além disso, preferiu a entrada de um terceiro volante no lugar do ineficaz William José no ataque - 5,0

                                           


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by