FOTO CAPA

PERDEU DOIS PONTOS

Postado às 23h23 desta quarta-feira, 16 de outubro de 2013
Muita chuva, pequeno público e pouco futebol no empate de 0 a 0 entre Santos e Internacional/RS, no estádio da Vila Belmiro pela 29a. rodada do Brasileirão/2013.

O Colorado jogou atrás da bola, na expectativa de um erro santista. O Peixe não teve criatividade, competência e segue oscilante na competição, pois, não consegue sequer embalar duas vitórias consecutivas no campeonato.

A chuva que castigou a baixada era tão grande e o futebol praticado pelas equipes era tão medíocre, que aos 21 minutos da etapa complmentar, metade dos refletores da Vila Belmiro apagaram (durante 16 minutos).

O Santos teve a bola do jogo no fim da partida. Após o argentino Montillo  driblar alguns zagueiros do Inter e passar para Everton Costa, o camisa 11 simplesmente escorregou (tentou dominar a bola) e não completou, o que seria o gol da vitória.

O alvinegro não tem ataque e vive dos lampejos de Montillo que ainda não recuperou a sua melhor forma física. 

Na próxima rodada, o alvinegro volta a campo no próximo sábado (19), contra o Náutico, na Arena Pernambuco às 18h30, com transmissão da Rádio Iguatemi - 1.370 AM.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 0 INTERNACIONAL
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data-Hora: 16/10/2013 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Renda/Público: R$ 99.863,00/3.486 presentes.
Cartões amarelos: Bruno Peres e Emerson (SAN); Juan e João Afonso (INT)
SANTOS: Aranha, Bruno Peres, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Emerson; Alison, Arouca, Cícero e Montillo; Everton Costa e Thiago Ribeiro (Neilton, 26'/2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira.
INTERNACIONAL: Muriel, Gabriel, Jackson, Juan e Kleber; João Afonso, Willians, Alex (Scocco, 12'/2ºT) e D'Alessandro; Jorge Henrique e Leandro Damião (Nathan, 42'/2ºT). Técnico: Clemer.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: Fez uma ótima defesa em um chute de Leandro Damião - 6,5
Bruno Peres: Não comprometeu e foi bem no apoio - 6,5
Edu Dracena:  Pouco trabalho. O Colorado só atacava com um jogador, Leandro Damião - 6,0
Gustavo Henrique: Quando exigido, foi bem - 6,0 
Emerson: Teve mais personalidade em relação aos outros jogos. Conteve D'Alessandro que caiu muito no seu setor - 6,5 
Alison: O "cão de guarda de sempre" - 6,0 
Arouca: Tentou levar o time ao ataque - 6,5 
Cícero: Está jogando muito longe da área - 5,0 
Montillo: O único que tem qualidade para levar a bola ao ataque. Ainda longe da melhor forma física - 7,0 
Everton Costa: Não pode perder o gol que deixou de concluir no final da partida. O futebol não tolera desaforo - 4,0
Thiago Ribeiro: Não fez boa partida. Foi substituído - 4,5
(Neilton): Pouco acrescentou - 4,0 
Técnico: Claudinei Oliveira: Faz o que pode com o material humano de qualidade técnica duvidosa, principalmente do meio para frente - 5,5




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by