FOTO CAPA

SURPREENDENTE E CONVINCENTE

Postado às 22h40 desta terça-feira, 10 de setembro de 2013
Com uma marcação forte e uma consciência tática que não havia sido visto pelo Peixe neste Campeonato Brasileiro, o Santos se impôs e conseguiu uma importante vitória contra um dos favoritos ao título - o Internacional, em Novo Hamburgo- 2x1. Os gols do Peixe foram de Thiago Ribeiro e Renato Abreu (em seu primeiro toque na bola durante a partida). D'Alessandro diminuiu para os gaúchos.

Claudinei Oliveira prometeu e cumpriu. O treinador havia dito que mesclaria o elenco na maratona desses três jogos em seis dias. O treinador santista poupou Durval e Gabriel e escalou Gustavo e Giva.

A tarefa santista ficou mais difícil pois, ainda na primeira etapa, Alan Santos com uma lesão na coxa e Giva com luxação no ombro, deixaram o gramado para as entradas de Renê Junior e Everton Costa.

Em dois lances de bola parada, um no primeiro tempo e outro na etapa complementar, o alvinegro construiu sua vitória. A maior qualidade do Santos na partida foi não rifar a bola e ter tabelado bastante, o que irritava os gaúchos.

Belo resultado para os santistas que foram a 28 pontos e já ocupa o sétimo lugar (com uma partida a menos, o jogo contra o Náutico). Pra se lamentar os quatro pontos perdidos contra Vasco e Coritiba, onde o Time praiano vencia e não conseguiu segurar o resultado, mas ainda assim, a equipe que passa por uma reconstrução dentro do Campeonato, que perdeu seu maior ídolo nas últimas três décadas, faz uma campanha acima das expectativas.

Para o duelo contra o Flamengo, quinta-feira (12) no Marcanã, Edu Dracena suspenso é desfalque. Além dele, Giva e Alan Santos não devem atuar. Arouca e Montillo ainda no departamento médico, sequer viajaram.
"A escalação de quinta a gente vai começar a decidir amanhã (quarta-feira). Temos o Giva, o Alan Santos e o Edu Drancena fora. Leandrinho e Alison vão ser avaliados. Nós tínhamos 22 jogadores, perdemos três e estamos com 19. Talvez tenha que trazer alguém de Santos. Não podemos colocar que está pré-disposto a ter lesão." disse Claudinei Oliveira em entrevista coletiva.
Dá para pensar em Libertadores? Sim, não é tão distante assim, mas ainda é um sonho (cada dia mais possível) para o alvinegro praiano.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 1 X 2 SANTOS
Local: Estádio do Vale, Novo Hamburgo (RS)
Data e hora: 10/9/13, às 19h30
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Público/Renda: 8.382/ R$ 245.576,00
Cartões amarelos: Cicinho, Alison, Edu Dracena (SAN) Willians, Fabrício (INT)
Cartões vermelhos: Fabrício (INT)
Gols: Thiago Ribeiro - 27'/1ºT (0-1), Renato Abreu - 21'/2ºT (0-2), D'Alessandro - 30'/2ºT (1-2)
INTERNACIONAL: Alisson; Jackson (Alex - 11'/2ºT), Alan, Juan e Fabrício; Ygor, Willians, Otávio (Rafael Moura - 34'/2ºT), Scocco (Caio - 11'/2ºT) e D'Alessandro; Leandro Damião. Técnico: Dunga.
SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Emerson; Alison, Alan Santos (Renê Júnior - 20'/1ºT), Leandrinho (Renato Abreu - 20'/2ºT) e Cícero; Giva (Everton Costa - 31'/1ºT) e Thiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: Atuação impecável. Um dos melhores goleiros do campeonato - 8,5
Cicinho: Quase entregou o ouro no segundo tempo - 6,0 
Edu Dracena: Não quis saber de brincadeira. Bola pro mato. Foi muito bem - 7,0
Gustavo: Outra partida segura do jovem santista. Tomou conta. Merece a titularidade - 7,5
Emerson: Se não apoiou, não deixou espaços pelo seu setor - 6,5 
Alison: Fez um pênalti (duvidoso) infantil, mas foi um leão e anulou D'Alessandro - 7,0 
Alan Santos: Vinha bem, mas se contundiu - sem nota 
(Renê Júnior): Deu mais poder de marcação ao time - 6,5
Leandrinho: Jogou aberto pelo lado esquerdo, quando o Santos tinha a bola - 6,0 
(Renato Abreu): Bafejado pela sorte. Primeira bola e gol - 7,0
Cícero: Fundamental no desvio para o primeiro gol. Arriscou chutes perigosos de fora da área - 7,0 
Giva: Aberto pela direita, fazia boa partida. Se lesionou - sem nota.
(Everton Costa): Ajudou muito na marcação quando o Santos foi pressionado. Fez sua melhor apresentação pelo Santos - 6,5 
Thiago Ribeiro: Um guerreiro. Atormentou a defesa colorada e ainda deixou o seu - 7,5 
Técnico: Claudinei Oliveira: O grande responsável pela reconstrução do Santos. Amadurece como treinador. Armou o Santos de maneira precisa para a conquista dos três pontos - 8,0



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by